História Love Begins In Summer - Jikook ABO - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Visualizações 10
Palavras 653
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Chapter Two - Burning Eucalyptus


Fanfic / Fanfiction Love Begins In Summer - Jikook ABO - Capítulo 2 - Chapter Two - Burning Eucalyptus

  Os meus ombros já estavam doendo por causa da mochila pesada, então, decidi ir para o quarto dando a mínima importância em saber quem seria meu roommate (N/A: Roommate quer dizer colega de quarto.)

O lugar era pequeno e tinha o estilo rural, móveis de madeira e as paradas loucas. Meu quarto era bem melhor mas o esse me passava uma sensação de conforto. Tenho a certeza que passei um tempo admirando como era tudo tão bonitinho, meus devaneios cessaram quando ouvi uma voz rouca próxima ao meu ouvido me fazendo soltar um gritinho e um pulo por causa do susto.

-Vai entrar ou ficar olhando? - Perguntou, me  senti arrepiar todo.

Aquele cheiro de eucalipto voltou a entrar nas minhas narinas, era completamente viciante e se pudesse, ficaria o dia inteiro tendo uma overdose.

-Ya! Você me assustou seu... - Me virei e as palavras simplismente sumiram de meus lábios  e de minha cabeça, a única coisa que eu pensava no momento era "Que homão da porra."

Seu cabelo castanho caia em seu rosto de uma forma tão perfeita. Os olhos escuros me dava a impressão de que conseguiam ver através da minha alma, o nariz avantajado. Tudo naquele cara era simplesmente perfeito. Quando percebi já estava ipinotizado pelo o que eu evitava, um alfa.

-Hey! - Balançou uma das mãos na frente do meu rosto. - Daqui a pouco vai estar babando e se me der licença eu quero passar.

Dei a passagem pro alfa e continuei parado ao lado da porta perdido em meus pensamentos. Precisava evita-lo, manter a distância. Não que eu não quisesse casar e ter meus filhotes mas na minha concepção, ainda estava cedo pra pensar nisso e o nojo por essa classe ainda estava correndo solto pela minha cabeça, meu Appa me mostrou o lado em que eles podem ser agressivos, eu já estava bastante machucado.

  Porque um cara bonito assim foi ficar logo no mesmo quarto que eu? Meu maior desafio será não ter contato com ele já que seremos obrigados a ficar juntos. Porra!

-Sabe que ômegas não falam palavrão, né? - Me repreendi por ter pensado alto.

-Estou pouco me fodendo pelas regras. - Bufei

  -Ui! Que alfão. - Deu uma gargalhada. - Se não se importa, irei tomar meu banho.

  -Também estou pouco me fodendo pra suas necessidades. - Aumentei a voz de acordo com que ele ia para o banheiro e fechava a porta.

  Precisava conversar com o Tae. Uma das regras do acampamento era o celular proibido, mas como não conseguíamos ficar sem nos falar, demos um jeito de escondermos nossos celulares e eram só usados para emergências e isso sim é uma emergência.

  Uma febre havia começado do nada e a época do meu heat ainda estava longe.

Disquei o número do meu BPF e esperei ele atender. No terceiro toque consegui ouvir uma voz animada soando do aparelho.

  -190! Qual a sua emergência? 

  -Era melhor você ter falado que era o samu. Estou quase morrendo aqui! - Digo afobado.

  -Okay, liga denovo que eu atendo certo. - Soltou uma risada.

  -É sério, Taehyung! Eu estou estranho, tem uma febre sem motivo aqui. - Sequei uma gota de suor que escorria pela minha testa.

  -Uou! É grave! - Entendi o seu tom de surpresa, o meu sistema imunológico é muito forte e se eu pegasse qualquer tipo de doença seria fora do normal. - Quando começou? 

  -Não sei. - Parei alguns segundos para pensar. - Talvez, assim que meu roommate entrou aqui.

  -Daqui a pouco vai ter algum tipo de atividade e eu irei pesquisar um pouco sobre isso. - O chuveiro do meu quarto foi desligado e eu ouvia passos vindos de dentro do comôdo.

  -Tenho que ir, ele está saindo do banho. - Desliguei o telefone. 

  Agora um lugar pra esconder isso. Eu sei que é um esconderijo bosta mas o celular foi pra debaixo do travesseiro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...