História Love Between Diferent Species — Imagine Taehyung - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Híbrido, Imagine, Imagine Bts, Kim Taehyung, Romance, Taehyung, Você
Visualizações 406
Palavras 731
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eai suas taradas, tudo bem? Kkk

Trouxe mais um capítulo aqui para vocês. Hoje tem 😏😂

Mas gente, já chegamos aos 200 favoritos. Estou tão feliz em ver minha Fanfic crescendo assim ❤

Boa leitura =

Capítulo 4 - Eu cuidarei de você.


Fanfic / Fanfiction Love Between Diferent Species — Imagine Taehyung - Capítulo 4 - Eu cuidarei de você.

Eu te amo mamãe. — Me abraçou por trás. — Eu gosto de você. 

— Eu também gosto muito de você, pequeno. — Beijei sua testa. 

— Então, porque está com ele? Vamos namora mamãe. — Não pude conter os risos quando ele falou. 

— Você é muito engraçado, sabia? — Dei um peteleco em sua cabeça. — Eu já tenho namorado. — Sussurei em seu ouvido. 

— Mas eu não quero você com ele, mamãe. Fique comigo, eu serei melhor que ele. — Beijou meu pescoço. 

— Eu irei pensar meu amor. — Disse rindo para ele. — Mas até lá, não faça nada de mais. 

— O quê seria nada de mais, mamãe? Eu sou inocente. — Sorriu fofo. — Você também é inocente. 

— Sim. — Apertei suas bochechas. — Você quer seu leitinho agora, meu bem? 

— Sim mamãe. Eu estou com fome. — Lambeu meu rosto.

Andamos até a cozinha e coloquei seu leitinho na vislia. Escutei a campainha tocar nessa hora. Acabei esquecendo que Jungkook iria vim para cá. Abri a mesma e dei de cara com ele. 

— Trouxe para você. — Olhei para suas mãos que tinham flores. — Ontem daí é te deixei sozinha. — Beijo meus lábios. 

— Obrigada amor. Entra. — Fiz passagem para o mesmo. — Taehyung está na cozinha. 

— Eu não quero saber do gato. Vamos logo para o quê me interessa. — Seu beijo foi feroz em meus lábios.

— A mamãe não vai para nem um lugar com você. — Se colocou entre a porta. — Ela ficará comigo. 

— Deixa de ser chato. Ela vai comigo sim. 

— Taehyung meu amor. Fica assistindo um pouco. Eu irei voltar já. — Sorri para o moreno e fui para meu quarto junto de Jungkook. 

— Não chegue perto dela. — Escutei Jungkook falar para meu híbrido. — Ela me disse que você está ficando muito afoito para o lado dela. — Olhou com uma certa raiva. 

— Mamãe, ele está mexendo comigo. — Apontou para Kookie. — Eu não gosto dele, mamãe. — Mostrou sua língua. 

— Escuta aqui. — Apontou seu dedo em sua cara, mas eu impedir. — Eu irei devolver esse híbrido. 

— Não faça isso. — Disse. — Eu gosto de Taehyung. — Olhei para o híbrido. 

— Deveria gostar de mim também. — Fez uma cara de emburrado. Ri com aquilo. 

— Eu não gosto de você. Eu te amo. — Selecione nossos lábios. 

— Não, mamãe. — Taehyung havia gritado. — Não beije ele. A boca dele fede, você pegará isso também. — Jungkook estava para bater no pequeno, mas eu impedir. 

— Para de defender esse nojento. Eu estou indo embora, voltarei depois. — Seu timbre parecia de emburrado. Beijei seus lábios e então o mesmo saiu. 

Olhei para o gatinho que estava deitado no sofá. Se aproximei dele devagar tocando suas orelhas de gato, ele era tão fofinho. 

— Eu gosto disso, mamãe. — Sorriu para mim. — Pode continuar. — Fechou seus olhos. 

Continuei a fazer cafuné em sua cabeça, mas acabei descendo um pouco. Me ajeitei um pouco mais no sofá enquanto passava minhas mãos por sua barriga. Ele se contorceu um pouco nessa hora. 

Sorri de lado. Minhas mãos desceram um pouco mais, até sentir chegar em seu membro. As coisas ali pareciam boas pelo visto. Olhei para meu gatinho que estava com seus olhos fechados.

— Eu escutei você gritar pelo nome de Jungkook hoje, mamãe. Eu queria que você gritasse por meu nome também. 

— Eu irei fazer isso se você for melhor que Jungkook meu bem. — Olhei para ele. — Me diga que idade você tem, Taehyung. — Olhei para o híbrido, mais uma vez. 

— Eu tenho vinte anos, mamãe. — Falou um pouco ofegante. — Isso é bom. — Ele se referia aos meus toques em seu membro. 

— Você gosta? — Minha cabeça ficou na mesma altura que a sua. Vi o moreno confimar. — Quer mais? 

Ele não respondeu mais nada. Coloquei minha mão por dentro de seu short agora dando para sentir seu membro mais melhor. Sentia uma coisa melada sair dali.

— Você já gozou, meu bem, hm? — Beijei seu pescoço. 

— O quê isso mamãe? — Seu timbre ainda estava ofegante. — Mamãe. — Gemeu. 

— Eu cuidarei de você, meu pequeno. — Selei nossos lábios. 


Notas Finais


Taehyung é tão inocente, meu Deus. O quê terá no próximo capítulo? Kkkk

Não esqueçam do comentário de vocês.

Perfil: @StayGirl


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...