História Love Blossom - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 88
Palavras 746
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Crossover, Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


A primeira fic de Uta no Prince, tanto minha quanto da Seline-onesama.
Esperamos grandes amigas para nos acompanhar nessa jornada que será essa fic.
Aproveitem!

Capítulo 1 - Prólogo e fichas


Fanfic / Fanfiction Love Blossom - Capítulo 1 - Prólogo e fichas

Prólogo

-TODOS CHEGARAM! - Gritou Saotome quando entrou no escritório com seu costumeiro jeito animado. O atual grupo de ídolos populares, os STARISH, estavam todos reunidos naquela sala junto a compositora Haruka Nanami, que tinha as mãos apertadas com força.

-Qual o problema chefe? - Disse Ren quando a compositora fechou a porta.

-HOJE TEREMOS GRANDES NOTÍCIAS! - A animação do presidente até poderia ser contagiosa se não fosse o nervosismo da amiga de todos. - MISS NANAMI TEM ALGO A DIZER PARA TODOS! - Disse e deu passagem para a mesma, que suava frio. Itoki foi para o lado da mesma e entrelaço os dedos com o da amada, fazendo todos estranharem mais ainda.

-Meninos... – Disse segurando forte a mão do ruivo. -Eu e o Itoki estamos noivos. - Disse soltando a bomba para todos.

-Como assim? - Perguntou Cecil sem acreditar.

-Eu e a Haruka vamos nos casar. - Disse o ruivo convicto, quando o moreno iria argumentar Masato o interrompeu.

-Desista Cecil. - Disse o moreno desencostando da parede. -Todos sabemos que Nanami um dia escolheria um de nós, e esse dia chegou.

-Não podemos fazer nada. - Disse Tokiya. - Itoki conseguiu conquistar a Haruka sozinho, o que nós podemos fazer é desejar felicidades. - Disse e todos apenas se conformaram com a decisão da garota, mesmo que isso tenha custado o coração quebrado de todos, principalmente da amiga que não gostou de ver todos tristes.

Nos dias seguintes só se podia ver todos para baixo, tristes e sem vontade de trabalhar.

-Você não pode fazer nada, Haru. - Disse Ringo, que sempre era o colo de mãe da compositora, mesmo ele sendo homem. - Eles entenderam sua decisão e a apoiaram, a única coisa que podemos fazer é orar para que eles encontrem um novo amor, pois só com outro amor pode se curar um coração partido.

-Já sei. - Disse assustando a professora e pegou apressada a bolsa e o celular, discando rapidamente.

                                                      ******Suíça 19:00hs da noite *****

-Grace... - A garota de longos cabelos negros e olhos escuros chamou a irmã, que se sentou no piano de cauda longa. -Toca para mim?

-Claro. - A mais velha disse. Os olhos gentis e os cabelos longo de Grace fizeram a garota sorrir animada. – O que vai querer? – Perguntou.

-Love Blossom. – Pediu, e as notas começaram suaves, assim como a voz da mais velha começaram a ecoar pela enorme sala.

 "Ibaneseo baram masi dalkomhan achim...", as notas suaves relaxavam as irmãs, como se voltassem no tempo em que a mãe sentava com as duas no piano e cantava até as duas caírem no sono profundo, onde sempre acordavam no final da tarde com a amiga de infância chamado as duas para ver os fogos de artifício no céu noturno. O som envolve as duas, que se assustaram ao ouvir a mesma música ser tocada no celular da mais nova, que atendeu rapidamente.

-Stelly, ainda bem que você atendeu. - Haruka disse quando ouviu a amiga atender.

-Haruka, que milagre é esse você me ligando. Você não está em Tóquio? - Disse se encostando na irmã.

-Isso mesmo. - Disse feliz. - Tem como você e a Grace virem para o Japão? Quero apresentar meu noivo para vocês. - Disse e Grace parou de tocar, assustada.

-Você está noiva? - Disse olhando preocupada para a irmã, que respirava de maneira rápida e irregular. - Meus parabéns, mas não sei se podemos ir. 

- A gente vai, não se preocupe Haruka. - Grace tomou o celular da mais nova. - Chegamos no domingo e aproveitamos para procurar novos modelos para a revista.

-Sério? Obrigada Grace, eu pego vocês no domingo. Então até domingo! - E desligaram.

-Tem certeza? - Falou a mais nova preocupada. - Ele está lá e ele trabalha com a Haru, lembra? Uma hora você vai encontrar ele.

-Eu não posso fugir para sempre Stelly, uma hora terei que encarar ele novamente e melhor ser logo do que tarde. - Disse e abraçou a mais nova. - Não se preocupe my Blossom, eu vou ficar bem. - Disse e as duas ficaram abraçadas por mais alguns instantes, até começarem a planejar seu retorno para o Japão.

De volta ao Japão...

Em seu quarto Camus olhava o céu noturno e estrelado, segurando uma fotografia antiga. O loiro bebia seu chá pensativo e incomodado, com se pressentisse que algo estava para acontecer.

-O que está feito, está feito. – Disse para si mesmo.


Notas Finais


Esperamos ansiosas pelas fichas garotas, até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...