História Love Can Heal. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster
Tags Bts, Jungkook, Kpop, Rap Monster
Exibições 14
Palavras 2.565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá.

Desculpem a demora, eu estava muito ocupada com a escola e estou trabalhando então o tempo que eu consigo eu escrevo devagar.

Então chega de conversa!

Espero que gostem ☆
Desculpem os erros!!

Beijos de luz ☆

Capítulo 3 - Talvez você mude..


 _ Muitas vezes a vida, nos surpreende com a tristeza a dor e o sofrimento...
Mas.. Depois nos  da a alegria de viver!

Sabe o que mais dói em mim, e finalmente perceber que minha vida nunca teve um dia de paz  e alegria.
Um dia que eu pudesse sorrir sem me preocupar ou lembrar que vivo de aparência.
Me sinto tola, de ter  confiado nele, de  ter colocado minhas esperanças nele de forma tão cega. Agora só me resta sofrer e talvez volta a si, e voltar a viver dignamente.

Depois de ter bebido 5 garrafas de Suju com cerveja, e vinho de arroz.. fui para casa aos tombos.
Ja eram 22:40 da noite, chegando na porta de casa vejo um carro vermelho parado ali em frente.
Nem liguei apenas fui andando quase caindo, passando pelo portão vejo Namjoon e a tal Harumi na porta da minha casa. A raiva subiu em minha cabeça..
- O que ela faz aqui? ~ falo e eles viram.~
- Olá, meu nome e Harumi, desculpe por vim aqui essa hora senhora.~ ela fala se reverênciando e sorrindo, como nada estivesse acontecendo.~
- Muita falta de vergonha.. mesmo!~ dou uma risada.~
- Lucia e melhor entrar você está alterada.~ ele fala e eu dou uma risada maior.~
- Vocês agem como nada estivesse acontecendo, vocês são muito.. Vocês me tratam como uma demente, eu sei de tudooo.. Não precisam fingir.. eu ja vivi bastante para saber o que está acontecendo..
- Lucia..
- Ela deve ter o que uns.. 21 ou 22 anos.. bem a sua cara mesmo Kim Namjoon.~ dou riso.~ - Querida, tome cuidado para não casar com ele, e depois de 3 ou 5 anos ele te tratar mal e você chorar a cada briga querendo  a morte.~ falo e Namjoon arregalou os olhos com surpresa em com minhas palavras.~

Passo  por eles entrando, nunca fui de brigar e gritar.. mais bem que me deu vontade naquela hora. Sabe já cansei te tentar fazer algo de bom para a minha vida.
Tirei meus sapatos e me joguei no sofá e as lágrimas caiam e molhavam as almofadas.

Acordo com uma dor de cabeça enorme, olho para os lados e a claridade me faz ter dores mais fortes ainda.
Me levanto e percebo o Namjoon na cozinha fazendo café, que cena rara, logo me lembro dos episódios de ontem...
Vou ate o banheiro sem olhar para ele, tiro minha roupa e tomo um banho longo para tentar tirar meu estresse que estou carregando até agora.

Depois do banho, visto uma roupa leve e penteo o cabelo vou ate a cozinha.
Dou de cara com Namjoon nos olhamos e o silêncio dominou ali, aquilo me deixava inquieta...
- Namjoon.. vou me mudar..
- Que? Não, se minha presença te incomoda eu vou..
- Não.. essa casa..~ suspiro~ - me trás lembrança demais, e também  não  e minha de verdade e sua.
- Lucia.. me desculpe..
- Não, não Namjoon.. Não quero suas desculpas.. Então não fale nada.

Saio dali até o quarto pego minha bolsa e saio para a faculdade. Essa situação e tão estressante e cheia de frustrações que me enoja.
Só quero que tudo isso acabe logo.

Chego na sala de aula e todos ja estavam lá, apenas entro e coloco minhas coisas na mesa.
- Professora aconteceu algo?~ uma aluna pergunta.~
- Hã?  Estou.. Só estou com dor de cabeça, onde paramos..
- Nos exercícios.~ Jeon fala.~

Depois da aula sem ânimo, e para eles chata por causa do meu humor. Vejo todos irem embora e sento na cadeira, colocando a mão no rosto e fechando os olhos e.. passo assim as mãos nos cabelos.
Olho para a pilha de trabalhos que teria de corrigir e dar nota. Minha cabeça já começou a doer.
Começo pelo primeiro.. o segundo.. o terceiro..
Depois de 2 horas, termino de corrigir, bebo o último gole de café na xícara de minha mesa. Olhei para a janela e lembrei que minha vida desmoronou por completo em dias.. todas as coisas que eu menos pensei que iria acontecer, aconteceu de forma estressante e com uma dor enorme.

Além de tenho que me preocupar com onde vou morar, sinceramente não quero morar lá e muita dor de cabeça todos os dias ver ele lá.. o passado vindo a minha cabeça.
Pego meu celular e procuro e procuro apartamentos...
Depois de 3 horas procurando um apartamento com um preço acessível.. Não encontro não e que eu não recebo muito, mais um apartamento na coreia para morar sozinha e muito caro, e ainda em um bom bairro e difícil de achar.
Minha vida só da tudo  errado..
Olho no relógio e já eram 15:00 da tarde, termino de organizar as coisas e saio os corredores da faculdade aviam poucos alunos, todos que passavam me cumprimentavam e eu educadamente respondia com um sorriso.

Chego na saída e vejo Jeon sentado em um banco dormindo, era estranho que eu saiba ele só faz arte aqui.. Talvez ele esteja esperando alguém mesmo assim..
Apenas o fiquei observando dormi de longe, logo acordo de meus pensamentos e acho melhor acordar  ele. Me aproximei e toquei seu ombro e ele rapidamente acordou, confuso e me olhou e logo se levantou me reverênciando.
- Ohh.. Professora..~ ele fala todo desajeitado, eu apenas sorrio.~
- Você estava dormindo tão profundamente que resolvi acordar você, porque não vai para casa, já faz horas que a aula acabou porque não foi ?~ eu falo e sua expressão muda completamente.~
- Ah.. Não fui.. porquê.. estava resolvendo algo na faculdade e.. sentei e acabei dormindo.~ ele fala sorrindo e passando a mal atrás da cabeça.~
- Ah.. ok.. Tudo bem, bom vai para a casa Okay, sua mãe deve estar preocupada.
- Sim.. ~ ele fala e eu vou andando.~ - Professora?
- Sim..? ~ me viro novamente.~
 - Queria tomar um sorvete comigo?~ ele fala e eu fico surpresa, seria loucura aceitar.. sou uma professora e ele um aluno se alguém nos visse juntos não iria dar certo.~
- E.. Não sei..
- E só um sorvete.. nada mais..
- Tudo bem.. Está calor mesmo.

Fomos andando até  o parque perto da faculdade,  fomos conversando sobre artes, sobre algumas pinturas de pôs - impressionismo e barroco.
Ele é cheio de energia assim como eu era na faculdade, tínhamos pintores favoritos em comum, era bom conversar com alguém que tem os mesmos gostos que eu.

Chegando ao parque, compramos o sorvete tivemos uma pequena discussão para quem pagava os sorvetes e ele ganhou.
Andamos mais um pouco e depois sentamos em um banco de frente para o lago.

- Ah.. Obrigada! Pelo sorvete em dias de estresse e bom se refrescar.~ falei olhando reto, olho para ele e ele me olhava fixamente o sorvete em sua mão estava derretendo, o cutuquei e ele piscou várias vezes.~
- Senhor Jeon no que estava pensando?
- Em  nada em algo vago, por favor, pare de me chamar de "senhor", me sinto velho.~ ele dá uma risada que me contagia.~

E tão bom sorrir assim, esquecer tudo que me atormentava ele me faz bem sinceramente, ele e tão agradável.

- Como devo chamar você então?~ falo raspando a lateral do sorvete.~
- So Jeon Jungkook, que tal?
- Hum.. ok!
- E você como devo chamar? 
- De.. Kim.. Não só de Lucia, mais por favor na faculdade de Professora em outros lugares Lucia, porque se não dá fofoca.
- Ahhh.. sim, Lucia.

Me despedi dele no ponto de ônibus e resolvi andar mais um pouco fazer hora, essa hora Namjoon deve chegar, toda noite ele sai e melhor assim.
Meu telefone toca e eu vejo o número Namjoon.. tento não atender mais ele ligava e ligava.

LIGAÇÃO ON.
- Sim..
- Lucia, onde você está?
- Na faculdade ainda porque?
- Minha mãe vira nos visitar agora..
- Apenas conte a verdade, ou ela ja deve saber.
- Não e bem assim, faça isso uma última vez por mim, nunca mais te peço coisas que te faz sofrer.
- Tudo em relação a você me faz sofrer, já vou pra ir.
LIGAÇÃO OFF.

Respirei fundo, tudo me dizia para não ir mais outra dizia que eu deveria por uma última vez ser humilhada, e ignorar tudo.
Acabo ali em frente  a minha casa, eu via o motorista da mãe de Namjoon parado no carro ela já tinha chegado.
Entro tiro meus sapatos e a encontro na cozinha, cozinhando.
- Olá Lucia, que bom que chegou Namjoon foi tomar um banho.~ a sua falsidade me dava arrepios.~
- Sua visita foi de repente que nem deu para organizar algo melhor, estava ocupada na faculdade.
- Hum.. Tão ocupada minha nora apenas descanse que eu faço o jantar.~ ela está muito estranha.~
- Ah.. Obrigada.

Sento no sofá e a observo cozinhar, depois de uns minutos de pressão sobre mim Namjoon aparece com o cabelo molhado.
- Filho.. seque o cabelo.. Lucia seque o cabelo dele.~eu olho para ela e Namjoon e  apenas acendi segui com ele para o quarto, fui para o banheiro pegar o secador quando voltei ele secava com uma toalha.~

- Ah.. Assim não seu cabelo vai ficar alto.. deixa eu fazer.
- Se você não quiser não precisa..
- Não tudo bem!

Ele sentou na cama e eu liguei na tomada o secador, liguei e fui secando aquilo era desconfortável até para ele. Somos casados  a 5 anos mais.. Não e mais a mesma coisa.
Fiquei repetindo o processo por alguns minutos até ele tocar a minha mão, que estava em seu cabelo.
- Lucia.. Temos que conversar.~ Porque sua voz, seu toque ainda mexia comigo.~
- Não.. agora não, vamos sair brigando  e sua mãe está aqui  lembra, quando ela for embora.

Ouço a voz da senhora Kim, nós chamar vou ate cozinha e logo sou acompanhada por Namjoon, sentamos na mesa e começamos a comer. O silêncio dominou ali, só ouvia os sons dos talheres no prato.
- Lucia, você se considera uma boa esposa?~ ela fala e eu quase engasgo.~
- Porque essa pergunta?
- Mãe.. oque quer dizer com isso?~ Namjoon fala e eu o sigo com os olhos pela mesa.~
- Porque já faz 5 cinco anos que estão casados e não tiveram nenhum filho, a pergunta mesmo e se ela e estéril?
- Não, não sou estéril.. a senhora me ofende dessa maneira.
- Não foi a minha intenção, mais.. Você não  fez seu papel nesse 5 anos como minha nora não foi capaz de dar  um simples neto, sempre achei uma péssima idéia vocês se casarem, eu sempre soube que ela não boa para você meu filho, porque não divórcia  dela você ainda e novo...~ eu estava escutando aquilo tudo mais uma vez, mais agora frente a frente.~
- Mãe!! Já chega!! Pare de humilhar ela, ela não tem culpa de nada.
- Filho, que isso como você pode falar isso comigo sou sua mãe..~ ela fala se levantando e colocando a mão no coração.~ - Tudo por essa órfã.
- Odeio que me chamam assim, sempre odiei.. Você não tem noção do que eu passei para chegar aqui.. Não foi por seu filho que eu consegui oque eu tenho nunca precisei do dinheiro de vocês.. eu sempre soube que você me odiava, mais eu suportei todas essas ofensas a anos calada porque eu não sei.. Sabe oque eu mais quero fazer ser feliz sem chorar todos os dias.. meu casamento com o seu filho tem desmoronado a anos não e de hoje eu tenho levado esse casamento nas costas.. literalmente cansei.~ falo as lágrimas, logo vejo ser acertada por um tapa no rosto por mãe de Namjoon, aquilo foi um absurdo para mim.~
- Mãe.. ficou doida?! Como você fez isso?~ Namjoon gritava de  indignação, eu apenas estava parada em pé, olhando para baixo as lágrimas desciam em meu rosto, e meu rosto ardia, eu ouvia os gritos de Namjoon e sua mãe só que minha cabeça não aguentava mais meu corpo estava cansado daquilo tudo, vejo meu corpo cair e cair caio no chão, vejo minha cabeça bater no chão, tudo estava rodando, Namjoon venho me balançando perguntando várias coisas, eu só desmaiei.~

Acordo com uma claridade muito forte sobre meu rosto, eu ainda estava zonza, ainda tudo estava rodando meus olhos abriam e fechavam eu não sei oque está acontecendo comigo.
Viro para o lado e reconheço que estou em um hospital, de longe vejo na porta Namjoon conversando com alguém que parecia com um médico.. Logo eles entraram e eu fechei os olhos para eles pensarem que eu estava dormindo.
- Então doutor oque fez ela desmaiar?~ouço Namjoon perguntar.~
- Na verdade o que... eu consultei uma psicólogo e ela está sofrendo de ataques de depressão e ansiedade, ela vem sofrendo uma sobrecarga muito grande e isso ocasionou um pequeno desmaio seguido por uma parada cardíaca.~ ele fala e eu fico chocada.~
- Como assim? Isso pode causar risco de vida?
- Não exatamente, ela com certeza tem tido dores de cabeça muito fortes, tem pulado refeições.. e isso piora muito mais os sintomas dessa depressão e ansiedade, risco de vida.. há mas.. ela pode ter um ataque tão grande de ansiedade que pode ocasionar um ataque cardíaco ou até entrar em coma.. vou recomendar um psicólogo e uns anti- depressivos, normais para controlar a ansiedade.~ele fala e eu apenas abro os olhos, e me levanto eles me olham e eu fico olhando reto, aquilo era desconfortável..
- Senhora Kim.. Esta se sentindo melhor?~ o médico pergunta e eu continuei calada e olhando reto.~
- Lucia.. Esta tudo bem?~ Namjoon fala colocando a mão no meu ombro.~
- Eu.. Só estou zonza e com muita dor na cabeça..~ falo sem tirar os olhos de aonde eu olhava fixamente.~
- Hum.. vou recomendar uns analgésicos, não tão fortes.. descanse você passará mais uma noite aqui para eu te observar.
- Minha doença psicológica tem cura?~ eu falo os olhando pela primeira vez.~
- Senhora.. a depressão e a ansiedade tem tratamento para controlar cura não.~ ele fala e eu olho para Namjoon, que ainda tinha a mão em meu ombro ele olhava para baixo.~
- Ah..
- Volto mais tarde, com uma psicólogo.. Não posso te dar mais remédio agora porque não parece mais já esta sobre efeito de um.~ ele fala e sai da sala, eu passo as mãos no cabelo, minha cabeça estava a explodir.~
- Lucia.. me desculpe! Pelo aconteceu hoje.
- "Desculpe".. como isso fosse resolver algo, eu adquiri uma doença psicológica por conta de uma vida infeliz e isso mesmo..?!~ falo dando uma risada sarcástica.~
- Lucia..
- NÃO..Não me me chame pelo nome só hoje, eu.. Estou casada de tudo, até da minha vida.~ falo  chorando, sinto Namjoon me abraçar eu tento negar o abraço mais perdo minhas forças, só choro em seu peito, enquanto ele passava as mãos em meus cabelos.~
- Me desculpe por tudo que eu fiz você passar a culpa e minha.. eu sei que isso não muda nada, mais eu vou sair da sua vida assim você poderá ser feliz, só não deixe de viver, você conseguirá passar por isso eu sei disso só viva bem, eu só quero te ver feliz.~ ele fala e eu adormeci mais uma vez.~


Notas Finais


Gostaram??
COMENTEM.
Até ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...