História Love can hurt sometimes - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Alfredo Flores, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Kendall Jenner, Khalil Sharief, Kylie Jenner, Lil Za, Miley Cyrus, Pattie Mallette, Ryan Butler, Selena Gomez, Taylor Swift
Tags Jelena
Exibições 36
Palavras 1.194
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente mil desculpas!!!!!! Eu não abandonei a fic tá? Foi só um tempo que eu fiquei fora, mas eu vou voltar!!

Capítulo 19 - Não vou largar isso a noite toda


Fanfic / Fanfiction Love can hurt sometimes - Capítulo 19 - Não vou largar isso a noite toda

Com muito esforço, abri os olhos lentamente, e sem enxergar direito e um pouco tonta, percebi que estava no hospital. Olhei para o lado e vi Justin dormindo em um sofá no canto da sala e tentei lembrar o que tinha acontecido e depois de muito esforço, lembrei que algo tinha acertado na minha cabeça . Me mexi na cama para virar para ele e faço barulho, o que faz ele acordar, ele de imediato levanta e vem ao meu lado acariciando meu rosto.
- Oi amor, ta acordando?- disse ele baixinho, para se certificar que eu estava acordada.
- Tá tudo bem comigo? Eu to meio tonta e com dor de cabeça.
- Tá sim linda, foi só um idiota que bateu com a camera na sua cabeça por isso você está com um pouco de dor. A tontura deve ser por causa do remedio que deram. 
- Ah sim. A quanto tempo eu to apagada?
- A madrugada inteira, já está de manhã. Fiquei tão preocupado com você- disse ele se abaixando para beijar minha testa- minha vontade era de meter porrada naquele cara. Quem ele pensa que é pra fazer isso? Inclusive quando a gente sair daqui vamos na delegacia denunciar esse cara. 
- Amor calma, não precisa, tá tudo bem, deve ter sido sem querer, tinha muito tumulto na hora, pra que querer arranjar mais confusão?!
- Tem certeza disso?
- Tenho. 
Nessa hora entra o médico.
- Vejo que a senhorita acordou ein. Vamos fazer uma checagem rápida, se tudo estiver como o esperado, você poderá ir para a casa. 
Depois de alguns minutos, ele diz que eu estou ótima e que serei liberada em instantes. Mencionei minha dor de cabeça e ele falou que era normal, por estar muito recente, mas caso não melhore em 2 dias, era melhor eu procurar ele.
Algum tempo depois, estavamos saindo do hospital e entramos no carro de Justin que estava bem na frente. Assim que sentamos eu me viro pra ele e falo:
- Desculpa por ter estragado nosso encontro.
- Ei, para com isso linda.- diz ele depositando sua mão em minha coxa e realizando leve movimentos na mesma. - Nada disso foi sua culpa, aliás você fica extremanente sexy com roupa de hospital.- ri fraco. - Quer ir lá pra casa?
- Desculpa Jus, mas acho que prefiro ir pra minha, sinto que ainda não estou muito bem.
- Ok. Posso ficar com você? Nao quero te deixar sozinha, vou ficar preocupado.
- Claro que pode, mas não vai atrapalhar seu dia? Você falou que tinha que ir no estúdio hoje.
- Eu tinha, mas eu tenho que cuidar da minha bebê. - logo em seguida aproxima nossos rostos puxando meu pescoço e deposita em meus lábios um demorado selinho. 
Chegando em casa, caminho em direção ao meu quarto, pois necessitava dormir, já que minha cabeça ainda estava doendo. Quando vou subir as escadas, Justin grita:
- Sel, não é melhor você comer algo? Não é bom ficar muito tempo sem comer, ainda mais depois de ter tomados tantos remédios.
- Decapouco eu como, estou me sentindo muito fraca, preciso deitar.
- Mais um motivo ainda pra você comer, deita ali no sofá enquanto eu preparo alguma coisa. 
- Ta tudo bem, você é chato ein.
- Não, só cuido do que é meu mesmo. - e manda um beijo de longe pra mim, eu rio.
Depois de um tempo adormeço no sofá esperando a comida. 
Acordo com um beijo e um cafuné de Justin.
- Aqui princesinha, fiz uma sopinha pra você. Vi na internet que é bom pra quem ta doente.
- Hahaha, brigado meu amor.- sento e o abraço colando nossos lábios, pedi passagem e ele cedeu mas fomos interrompidos pois quase deixamos a sopa cair. Os dois riram. - Você é o melhor namorado do mundo sabia? 
- Você que é.- e deposita um beijo na minha bochecha.
Depois de comer, adormeco no colo de Justin que estava ao meu lado, que me leva para o quarto em seu colo. Vejo que ele também deitou e me agarrou, fazendo com que nós ficassemos de conchinha. 
Acordo e vejo que já é a noite, olho pro lado e ainda encontro Justin dormindo. Ele fica tão lindo enquanto dorme, parece um bebezinho. Rio fraco, achando muito fofo o biquinho que ele faz dormindo, e deposito um beijo nesse biquinho. Levanto , sem o acordar e vou para o banheiro. Minha dor de cabeça tinha melhorado. Ligo o registro e tiro a minha roupa. Me abaixo pra colocar elas no cesto e quando me levanto sinto Justin me agarrando pelas costas. Me virei para ele e disse:
- Ué, achei que você tava dormindo. Te acordei?
- Impossível não acordar com um beijo delicioso daqueles. - e me pega em seu colo e me carrega até minha cama, me deitando. Começa beijando meus peitos e desce até minha intimidade, a chupando, me fazendo arfar, sobe de novo até minha boca e dá leves morididas em meus lábios ao mesmo tempo em que tira seus shorts e cueca, sinto ele já dentro de mim. Ele era muito bom, em questão de minutos cheguei no meu ápice e ele ao dele. Terminamos com ele me dando um beijo na testa e depois me puxa, nos levando até o banheiro.
- O que você tá fazendo?- eu pergunto.
- Ué você não ia tomar banho? Pode continuar seus afazeres.- e me dá uma piscada- Gostosa- diz saindo do banheiro.- eu rio fraco.

 

 

Duas semanas se passaram e estávamos na casa de Justin, arrumando os preparativos para a festa surpresa de Hailey, que seria naquela noite na casa de Justin. 
- Bieber, você tem certeza que ela não desconfia de nada né? - diz Maejor. 
- Claro que não, sou eu cara, confia em mim.
- Hm sei, até parece. Quando fica nervoso se borra todo.
- Cala a boca idiota.- e taca os enfeites na cara de Maejor.
- Tá bom já deu vocês dois. Meu deus, parecem crianças. Saem daqui saem. Deixa que eu arrumo.- disse eu bufando ao ver que eles estavam estragando tudo.
- Nossa desculpa mamãe Gomez. - diz Justin debochando e me dando um beijo na bochecha. Os dois saem da sala. 


Já era de noite e a festa já tinha começado. Hailey realmente não desconfiava de nada e até se emocionou quando viu a surpresa. Tava tudo ocorrendo maravilhosamente bem. Até que uma pessoa entra. Eu entrei em choque quando a vi. Corri logo pra Justin perguntar porque ele tinha chamado aquela pessoa, já gritando com ele. Ele disse que não sabia de nada e que não tinha sido ele quem preparou a lista de convidados. Ele vê que eu fico possessa e vermelha de ódio, quase chorando.
- Ei, fica tranquila, não vai acontecer nada não. - diz ele me dando um beijo e em seguida apertando minha mão.- Não vou largar isso a noite toda tá?- diz ele apontando para as nossas mãos. Eu rio, me sentindo mais tranquila, mas não muito, pois a pessoa era nada mais, nada menos que Miley Cyrus.


Notas Finais


Comentem o que acharam!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...