História Love Contract - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Ken, Leo, N, Personagens Originais, Ravi
Tags Neo
Visualizações 136
Palavras 1.051
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Shonen-Ai
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então gente preparados pro último capítulo? Porque ele finalmente chegou, nem acredito que consegui postar essa fic maravilhosa sem faltar uma semana sequer, estou impressionada comigo mesma por isso.
Bom, qualquer outra coisa que eu tenho pra falar vou deixar lá pra baixo então vejo vocês lá.

Capítulo 11 - Capítulo 11


No dia seguinte Hakyeon estava na rodoviária vendo o ônibus de sua mãe ir embora, o dia da mais velha ir embora tinha chegado e consequentemente o dia da sua volta ao trabalho, sabia que o dia se aproximava mas por mais que amasse seu trabalho não sentia a mínima vontade de voltar para a empresa, porém não podia ficar de férias pra sempre, por mais que ele quisesse, precisava ganhar seu sustento de alguma forma.

Quando chegou no prédio da empresa tudo parecia estar da mesma forma que ele tinha deixado, exceto uma coisa que ele notou quando chegou a sua sala e viu Taekwoon, a tensão entre eles dois, aquilo nunca tinha estado ali nem mesmo nas duas semanas anteriores em que eles basicamente tinham fingido ser um casal, mas agora parecia que a tensão tinha enfim chegado, Hakyeon disse com um sorriso pequeno decorando seus lábios:

- Bom dia Taekwoon.

O rapaz respondeu com um tom formal demais que ele praticamente nunca usava:

- Bom dia senhor.

O mais baixo parecia confuso enquanto falava:

- Taekwoon, porque tanta formalidade? Sabe que não precisa disso comigo.

O rapaz somente disse com o mesmo tom formal de antes:

- Se me da licença senhor, eu preciso ir até a sala de xerox.

Hakyeon estava ainda mais confuso, ok, sabia que ele e Taekwoon não iriam poder mostrar intimidade em público nem nada, mas não imaginou que o rapaz seria tão formal consigo, não disse nada enquanto observava o mais alto sair rapidamente da sala.

Percebeu que tinha algo errado quando Taekwoon começou a lhe evitar como se fosse algum tipo de doença contagiosa, quando começou a ser tratado com uma formalidade exagerada pelo Jung achou que ele só estava atuando para ninguém desconfiar que eles tinham se envolvido de alguma forma, mas quando percebeu que estava sendo evitado pelo rapaz soube que algo estava errado e queria mais do que tudo saber o que era, queria poder consertar esse erro.

Um mês, ele estava sendo evitado por Taekwoon há um mês, estava esperando que o mais alto viesse conversar com ele quando estivessem sozinhos mas isso não aconteceu e aquilo frustava Hakyeon, que não sabia o que ele tinha possivelmente feito errado, iria falar com o mais alto de alguma forma, quando eles estivessem sozinhos ou depois do expediente e como se o universo tivesse lhe ouvido no dia seguinte ele se encontrava totalmente sozinho com Taekwoon no elevador, sabia o que iria fazer agora era uma medida desesperada, mas ele estava desesperado não é mesmo? Tentou não pensar muito em medidas desesperadas enquanto apertava o botão que parava o elevador, quando o mesmo parou do nada o rapaz que se encontrava ali virou para o mais baixo com olhos repletos de confusão, Hakyeon somente disse:

- A gente precisa conversar

Taekwoon suspirou e disse enquanto passava sua mão pelo cabelo preto:

- Sobre o que?

O mais baixo se aproximou um pouco do mais alto e disse com um tom sério:

- Você sabe o quê.

O Jung não disse nada, somente abaixou sua cabeça e mordeu seu lábio inferior enquanto Hakyeon voltava a falar:

- Porque você passou o mês me evitando?

O mais alto ficou alguns segundos em silêncio, como se tentasse formular uma resposta boa o bastante, logo ele estava falando com a voz suave:

- Eu.... eu achei que depois de você ter saído da minha casa aquele dia do nada você não queria mais nada, então eu pensei que.... te evitar seria melhor.

Os olhos de Hakyeon estavam repletos de ternura enquanto ele olhava o rapaz a sua frente assim como sua voz quando começou a falar:

- Taekwoon, eu saí da sua casa daquele jeito porque estava tarde e minha mãe estava me ligando desesperada, não queria deixar ela mais preocupada, eu te disse isso antes de sair.

O mais alto concordou com a cabeça enquanto dizia:

- Eu sei, mas achei que era algum tipo de desculpa....

O Cha suspirou e disse enquanto colocava suas mãos nos bolsos de sua calça social:

- Olha pra mim por favor, eu quero falar isso olhando para os seus olhos.

Quando Taekwoon levantou seu rosto que tinha permanecido abaixado enquanto falava o mais baixo podia ver que as bochechas do Jung estavam absurdamente vermelhas, aquilo por algum motivo lhe fez sorrir enquanto falava:

- Jung Taekwoon, eu já te disse isso uma vez, mas irei repetir quantas vezes for necessário até que você acredite em mim, o primeiro momento que eu te vi sorrindo aqui nessa empresa foi quando eu tive certeza de que estava completamente apaixonado por você, pelo seu sorriso e pelo seu jeito tímido, pelo jeito como você sempre tem uma voz suave até quando está bravo com alguma coisa e depois que passamos duas semanas inteiras juntos eu percebi que também podia me apaixonar pelo seu abraço, pelo seu cheiro, pelos seus lábios e principalmente pelo seu jeito carinhoso, eu sou apaixonado por cada parte sua e isso nunca vai mudar.

O mais baixo fechou seus olhos, tinha medo da reação do outro rapaz, não era todo dia que se confessava daquele jeito, tinha todo direito de estar nervoso, mas a última coisa que estava esperando era receber um beijo quando Taekwoon colou seus lábios era como se seu corpo respondesse sozinho enquanto seus lábios seu abriam permitindo um maior acesso do mais alto e suas mãos tinham encontravam um jeito de entrelaçarem os fios negros do mais alto em seus dedos, sentia sua cintura ser segurada com força enquanto trocava o melhor beijo que já tinha tido a oportunidade de experimentar.

Se separaram ofegantes, Taekwoon tinha o cabelo todo bagunçados e Hakyeon estava com a camisa levemente amassada, o mais baixo disse enquanto tentava ajeitar a camisa bagunçada:

- Espero que minha confissão tenha servido como pedido de namoro e que esse beijo tenha sido um sim.

O Jung sorriu ternamente e disse após deixar um selinho nos lábios do rapaz:

- Pode ter certeza que serviu e o beijo não foi um "sim", foi um "com toda certeza"

Hakyeon sorriu para o seu namorado que retribuiu o sorriso sem nenhuma hesitação, o mais alto disse sem deixar o sorriso abandonar seus lábios:

- Acho melhor você colocar esse elevador pra funcionar de novo, você tem uma reunião em dez minutos.

O mais baixo arregalou seus olhos em pânico e se voltou para o painel de botões do elevador enquanto ouvia a risada de seu namorado.


Notas Finais


Então gente, eu sei que faltou esclarecer um negócio, tipo a reação da mãe do Hakyeon ao saber que a relação que ela viu era toda falsa, isso é algo que vai ficar pra quando? Isso mesmo pro epílogo! Sim a história não acabou oficialmente, ainda teremos um epílogo pra finalizar ela, só não sei quando vou poder postar ele porque ainda não acabei ele e eu vou entrar em semana de prova então talvez eu poste semana que vêm ou talvez depois, ainda não tenho certeza.
Eu já acabei com a minha cota de agradecimentos no capítulo passado, então vou ficar quietinha, mas não prometo nada das notas do epílogo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...