História Love? • CS - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Lacey (Belle), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Mérida, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Xerife Graham Humbert (Caçador)
Tags Captain Swan, Captainswan, Emma Swan, Killian Jones, Once Upon A Time, Ouat
Visualizações 143
Palavras 847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
Voltei com um capítulo relativamente curto mas espero que gostem s2

Capítulo 28 - Nervosismo


Pov Emma

"Dia da apresentação." 

Essa unica frase me assombrou desde a hora que eu acordei incomodada com a luz do sol entrando pela janela vindo diretamente no meu rosto, fazendo com que eu me levantasse e fechasse a persiana com raiva. Até a natureza...

Claro que como se não bastasse tudo isso a Regina começa a resmungar algo como "um dia você ainda vai estragar essa persiana" e mais alguma coisa que só Deus sabe. 

"Como se ela servisse para algo" resmunguei baixinho de volta, tirando um riso de Ruby que já estava sentada na cama dela com o notebook aberto em seu colo, provavelmente estudando.

Quebra de tempo

_Emma! - Escuto uma voz atrás de mim e me viro antes de entrar na sala de aula.

_Harry, oi. - Digo meio sem graça, lembrando que não retornei a chamada dele na noite passada

_Emma, eu te liguei ontem mas você não retornou, achei que estivesse acontecido algo. - Ele diz com um ar de preocupação fofa.

_Oh, me desculpe. Eu estava estudando e acabei esquecendo de retornar. - "Mancada", pensei eu.

_Está tudo bem. Eu queria saber se topa sair comigo um dia desses... - Ele diz com um brilho nos olhos que eu conheço muito bem.

_Hã... - Olhei atrás dele e vi Killian nos olhando, mas logo que viu que eu havia visto, disfarçou e começou a mexer no celular. - Desculpa Harry, mas eu preciso resolver uma coisa. A gente se fala depois. 

Sai dali o mais rápido que consegui e fui em direção de Killian que estava concentrado.

_Oi Killian, trouxe as folhas? - Disse chegando ao seu lado e ele levou um pequeno susto, me fazendo rir.

_De quê adiantaria se eu estivesse morto? Quase me mata, Swan! 

_Mas eu não fiz nada. - Digo me fazendo de inocente, arrancando um riso dele.

_Vamos entrar antes que a professora nos deixe pra fora. 

_Agora você está preocupado com isso, né?

_Okay. Já que você parece não estar, me diz: quem era aquele que você estava conversando?

_Um amigo... Conheci ele quando você ainda estava no hospital.

Um aglomerado de gente estava entrando na sala, incluindo Ruby e Dorothy - que haviam ficado amigas após esse trabalho - rindo de alguma coisa.

_Acho que agora devemos entrar. - Disse e entrei na sala de aula, sendo acompanhada por Killian que foi direto para uma carteira "dupla" vazia e ficou me olhando, esperando que eu me sentasse ao seu lado.

E foi o que eu fiz.

Quebra entediante de tempo

As apresentações dos meus colegas foram...  hm... entediantes. Meu Deus, eles liam tão sem vida que poderia dizer que estavam fazendo a biografia da morte em forma de expressões.

_Emma Nolan e Killian Jones. - A voz irritante da professora de literatura ecoou por toda a sala abafada tirando-me de meus devaneios, anunciando que era a minha vez de fazer a apresentação.

Olhei um pouco nervosa para Killian que estava sentado ao meu lado com as folhas de papéis em mãos. "É agora", pensei  "o momento da minha morte. Que Deus tenha piedade, ou melhor, a professora."

Comecei a narrar a história para meus colegas de classe com intervalos e pausas dramáticas rindo internamente de nervosismo que eu estava sentindo e que não queria me deixar em paz. "É impossível escapar da realidade, temos que lidar com ela todos os dias, querendo ou não. é assim que funciona, certo?" minha boca dançava com tais palavras que com certeza faziam as pessoas refletirem sobre a realidade e sobre o que elas realmente querem "Mas você tem certeza do que é real? Você realmente está contente?".

Em algum momento Killian começou a narrar sua parte na folha impressa. As palavras saindo de sua boca e seu timbre relativamente grave ecoando pelo meu ouvido e eu o acompanhando com os olhos atentos para não perder nem um pedacinho desse momento. Um sorriso involuntário se formou em minha boca e foi a minha parte de narrar a história, o momento com que eu tanto esperava: a parte mais interessante.

Quebra de tempo

Uma salva de palmas ecoou na sala após eu terminar a narrativa que eu havia feito. Olhei para Killian que já estava olhando para mim e trocamos sorrisos. Meus olhos estavam encharcados por resquícios de começos de lágrimas - mas como não queria chorar, logo me recompus.

_Essa história foi verídica e foi escrita por Jenny Fabíola Froster, direto do Brasil. - Disse encerrando por completo a minha apresentação.

[Aeow! viva a Jenny Fabíola Froster nos representando. hueheuehue]

_Muito bem, vocês fizeram um bom trabalho. Acho que vocês tem um A+. - A professora diz com um sorriso satisfeito e eu quase pulo no Killian de felicidade. - Parabéns. Próxima dupla...

_Eu disse que formamos uma boa dupla. - Killian sussurrou para mim de forma discreta com um sorriso malicioso nos lábios.

_Não estraga o momento. - Digo revirando os olhos sem tirar o sorriso dos lábios e volto a minha atenção para a dupla que estava se apresentando do outro lado da sala.


Notas Finais


Aeow gente!
Quase 90!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...