História Love Deserves More - Camren G!P - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Camren, Camren G!p, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren G!p, Lauren Jauregui, Normani Kordei
Exibições 1.258
Palavras 1.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Agora é atualização de verdade!
(A igreja pode dizer um amém?!)

Capítulo 23 - 22.


Já dentro do avião, Camila permitiu lembrar-se de tudo o que a levou até o presente momento. Era horrível ter que fugir dessa forma, deixando amigos e familiares para trás. Mas ela também tinha plena consciência de que não aguentaria mais ficar ali depois do mal que Lauren fez à mesma. A latina suspirou, sentindo uma lágrima solitária escorrer por seu rosto. Será que a aparência contava tanto assim em uma relação? Porque Lauren não era capaz de aceitá-la da forma que era quando a deu tanto amor e carinho? Camila se culpava pela forma como as coisas terminaram, só de pensar que nunca acreditou nas palavras de Ally, um embrulho se fazia presente em sua garganta. O que não entendia era o porque de Lauren ficar com ela por tanto tempo se não a amava... Afinal, ela não era forçada a manter aquele relacionamento, porque então dizer que gostava dela se era da boca pra fora? Todos falavam que o amor era o sentimento mais lindo do mundo, mas agora estava começando a desacreditar nisso. Esse amor que carregava em seu peito só a destruiu. Mas tomou enfim uma decisão, iria se vingar! Sim, se vingar de todos aqueles que riram dela, humilharam-na. Estava disposta a ser ainda mais inteligente, não apenas nos estudos como de costume, mas também na vida, no amor, nas atitudes. Havia cansado de ser a Camila boba de sempre que recebia as ofensas de todos calada, isso tinha que acabar. Limpou suas lágrimas e decretou que aquela seria a última vez que choraria por Lauren.

Sinu e Alejandro voltaram para casa sem trocarem uma palavra, estavam tristes demais para tentarem desenvolver um assunto. Quando estavam quase chegando em casa, Sra. Cabello lembra que a filha havia deixado uma carta para suas amigas e prontamente pediu que o marido mudasse a rota em direção à casa da pequena. Ao chegar, Sinu toca a campainha e após alguns minutos, Allyson aparece na porta.

Ally: Tia? Er.. Aconteceu alguma coisa com a Camila? – indagou estranhando a presença da mãe da amiga em sua casa, o que só aumentou sua preocupação ao ver os olhos da mais velha marejados.

Sinu: Não querida, ela está bem... – respondeu forçando um sorriso – Camila escreveu esta carta para você e Norman!

Ally pegou o envelope das mãos da Sra. Cabello, ainda meio desconfiada.

Ally: Tudo bem... Eu vou aproveitar que a Norman está aqui e vamos ler juntas.

Sinu: Isso querida, leiam e vocês irão entender... Agora eu preciso ir, se cuidem!

Despediu-se com um aceno de cabeça e voltou-se em direção ao carro.

Assim que Sinu entrou no carro, Ally fechou a porta e caminhou em direção ao seu quarto, encontrando a morena deitada em sua cama enquanto escrevia em um pequeno caderno.

Normani: E ai, quem era?

Ally: Era a tia Sinu, ela veio entregar esta carta que a Camila escreveu para nós duas. – falou mostrando o envelope.

Normani: Nossa, que ótimo! – sentou-se na cama ligeiramente empolgada – Eu adoro cartas, vamos ler logo!

A menor assentiu positivamente, sentando ao lado da amiga enquanto abria o envelope.

 

“Allycat e Manibear...

Eu sei que vocês devem estar estranhando o motivo desta carta, mas antes de qualquer coisa, mantenham a calma porque eu vou explicar tudo detalhadamente.

Desde que descobri quem a Lauren realmente é, sinto como se meu mundo tivesse acabado e sou capaz de ouvir o som do meu coração sendo partido em pedaços. Dói perceber que ela não me ama pelo insignificante fato de eu não ser tão bonita quanto as garotas que a cercam. Eu sempre tive plena consciência dos meus defeitos, sei que não tenho corpo de modelo e que possuo várias manias estranhas, mas eu sempre achei que o que importava de verdade era o que tenho por dentro, o amor que eu tinha para oferecer. Mas não, não era apenas isso que ela queria, ela queria algo que eu não tinha a capacidade de oferecer, beleza. Às vezes penso que isso é apenas um pesadelo e ao acordar verei que a Lauren continua sendo aquela pessoa perfeita que sempre foi pra mim. Eu a imaginava como o grande amor da vida, minha mente e meu coração criaram uma imagem tão boa e pura dela que agora, ao saber que vivi quase 1 ano de uma plena ilusão, me sinto morta por dentro.

Eu sei que fui uma tola por ter discutido com vocês milésimas vezes quando tentaram me abrir os olhos e é por isso que tomei uma decisão e à essa hora já devo estar pousando no Brasil. É, não se assustem, eu vou passar alguns meses com a ta Dianna, estarei de volta após as férias de julho, mas no momento é disso que eu preciso: Ficar longe da Lauren e de todas as lembranças dos dias horríveis que vivi, vai ser o melhor pra mim e como vocês sempre dizem que querem o meu melhor, espero que me apóiem nesta decisão. Não fiquem chateadas comigo por não ter me despedido, eu sabia muito bem que não aguentaria...

Espero que não se esqueçam de mim e saibam que vocês duas são as melhores amigas do mundo, eu não me importo com todas as pessoas que não se aproximaram de mim por futilidade, só vocês são o essencial. Sei que vai ser difícil nos falarmos sempre, mas vou tentar manter vocês informadas por email. Ah, e um último aviso... Quando eu voltar à Miami, podem ter certeza que serei outra pessoa e todos aqueles que riram de mim vão pagar bem caro.

Com amor,

Camila (:”

 

Ally e Normani não conseguiram conter as lágrimas que teimaram em cair enquanto liam o conteúdo da carta, ainda não acreditavam que a amiga tinha ido embora.

Ally: Ela deve estar brincando, né? – falou limpando as lágrimas – A Camila sempre teve essa mania de fazer brincadeiras sem graça...

Normani: Allycat... A mãe dela veio pessoalmente nos entregar, a Mila realmente foi pro Brasil... – respondeu abraçando a amiga e começando a chorar novamente.

Após alguns segundos abraçadas, Ally se solta repentinamente da amiga, começando a andar pelo quarto nervosamente.

Ally: Sabe o que eu realmente tenho vontade? De matar aquela escrota da Lauren!

Normani: Verdade amiga, mas acho que a Camila quem vai fazer isso quando voltar, você reparou nas últimas frases dela na carta? Ela vai se vingar daquela idiota e se precisar de ajuda, eu to dentro!

Ally: Somos duas então! Mas será que ela vai sentir ao menos remorso quando souber que a Mila foi embora?

Normani: É capaz até de comemorar, isso sim! – bufou revirando os olhos.

Ally: Nossa, como eu odeio essa garota!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...