História Love Don't Break Me - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Romance, Superação
Exibições 6
Palavras 1.062
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Slash
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Enjoy :D

Capítulo 4 - Don't Jump


Fanfic / Fanfiction Love Don't Break Me - Capítulo 4 - Don't Jump

Tem sido escuro esses últimos dias desde que a tia Mel morreu na minha frente, ja fazem uma semana e tudo que eu faço é me sentir triste, sempre no meu quarto, sem vontade de ver a luz...tenho a sensação de que aranhas entraram em mim e fizeram uma morada, meu humor nunca foi tão abalado assim, pensei que me mudando pra perto dos meus amigos tudo ia melhorar, mas vejo que me enganei. Nenhum deles veio me procurar ainda e eu não tenho forças nem pra levantar da cama hoje, quem dirá pra procurar alguém pra conversar comigo, olho pro lado e vejo meu celular vibrando, oque é isso? Uma mensagem. ..


John, to preocupado com você cara, ta sumido, ta tudo bem? Por favor me responde !! 

Erick 


O Erick? Como tem meu número? A verdade é que eu gostei muito de ver que ao menos alguém se preocupou se estou bem nesse tempo que fiquei em casa.

-Erick, como tem meu número? 

-A Mih me passou, também está preocupada com você, mas eu pedi pra falar com você primeiro haha

-Ah sim, entendi, estou tentando ficar bem, tem sido difícil esses dias e sinto uma dor no peito que não acaba nunca. 

-Poxa! Eu sei do que você precisa!

-Do que? 

-Sai comigo hoje? Vamos...sei la... beber alguma coisa, assim você se destrai, oque me diz?

Se ele tivesse me chamado pra sair dias atraz, eu estaria saltando de felicidade, mas nem sei mais oque essa palavra significa, é como se um dementador tivesse me visitado e me dado sei beijo. Eu decidi aceitar depois pensar um pouco ...

-Ta bom, vamos lá, mas não sei se vai mudar alguma coisa, ou me fazer sentir melhor.

-Me da uma chance de te fazer sentir melhor. Me encontre no bar Rock perto do Mc D's ?

- Tudo bem, vou me arrumar e logo desço. 

-ok.até. 

Será que vou conseguir sair mesmo hoje? Ah qual é ? O Erick te chamou pra sair ! O ERICK !! Admito que comecei a me sentir animado... me arrumei, passei muito perfume e fui ao bar Rock.

O legal desse bar é que além de ter música ao vivo, e tocarem muito Rock n' Roll o tempo todo, é um lugar muito agradável, luz baixa sempre, e bebida não tão cara.

Estava quase chegando lá e avistei o Erick.Estava mais belo do que de costume, jaqueta preta, camiseta da banda Guns n' Roses, gel no cabelo espetado e aquele sorriso que adoro.

-Oi (disse sorrindo e estendo minha mão para conprimentar-lo)

-John! Que otimo te ver! Achei que não viesse! (Ele ignorou minha mão e me deu abraço forte e gostoso que fez ficar com um pouco de vergonha)-Eu te dei meu número mas você não deu sinal de vida depois do funeral da sua tia.

-Então...Eu não tive animo de fazer mais nada depois daquilo, foi um choque pra mim. 

Entramos no bar e estavam tocando Tokio Hotel, a música "Don't Jump"

-Tokio Hotel ! (Falamos juntos e rimos um pro outro)

-Você gosta? (Ele me disse com um tom atencioso).

-É só uma das minhas bandas favoritas! (Disse a ele,enquanto sentamos em uma mesa ao fundo do bar).

-Ja gostei do seu gosto musical ( me disse sorrindo ).

Ele pediu uma bebida pra tomarmos, e enquanto a bebida não chegava ficamos em silêncio entre nós, só observando o show ao vivo.

A bebida chegou depois de minutos básicos. 

-Fiquei feliz quando aceitou meu convite pra sair comigo.  (Ele disse olhando pro seu copo meio cheio, parecia com vergonha de me olhar pra dizer aquilo).

Senti que era a hora de ser mais direto, a final ja tinha bebido o suficiente pra ter coragem de dizer oque eu quisesse.

-Fiquei surpreso com seu convite, afinal mal nos conhecemos a pouco tempo, por que você ensistiu em me ajudar assim? (Depois de ter dito isso, fiquei com medo de parecer inconveniente).

(Erick respirou fundo, olhou nos meu olhos e finalmente falou)

-John, desde a primeira vez que te vi, senti algo diferente por você, não sei nem como te explicar, e fico morrendo de vergonha de admitir, mas eu tenho pensado bastante em você.  

Depois de ouvir ele dizer aquilo perdi o ar, não sabia como reagir a situação! Claro que gostei de ouvir aquilo a final eu sentia o mesmo, então bebi mas um gole de vodka do meu copo e disse :

-Uau! Sério? Eu não sei oque te dizer. (Minha respiração começou va ficar ofegante)

Ele pegou minha mão de um jeito carinhoso e meio envergonhado falou : 

-Eu sei. Só me responde uma coisa. Me da uma chance de te fazer feliz? 

Aquele olhar, aquele sorriso, e essas frases românticas que ele estava dizendo, me fez ne sentir no paraíso. Fiquei o observando por um tempo com cara de bobo.Então ele deu una risadinha.

-John?

(Acordei do transe em que estava e ri bem sem graça)

-Me desculpe!

-Tudo bem.

-Olha, eu quero te dar uma chance, quer dizer, você é demais e ta sendo tão carinhoso comigo! Mas to passando por um momento difícil da minha vida, minha tia morreu na minha frente, eu vi isso acontecer e não consigo tirar isso da minha cabeça. Sei que você quer me ajudar nas agora não é uma boa hora pra começar um relacionamento com ninguém. (foi uma decisão difícil dizer isso a ele, mas precisava ser sincero)

-Eu entendo...(ele disse soltando minha mão)-Ao menos pense, por favor.

-Tudo bem, pensarei.

Olhei o relógio e ja era bem tarde.

-Eu preciso ir, olha a hora !

-É, está meio tarde, vamos, eu te acompanho até sua casa.

Pagamos a conta do bar e saimos.Ao chegarmos no portão de casa, nos despedimos.

-Obrigado por tudo Erick, foi uma noite legal (eu o disse sorrindo bem timido).

-Sim, Gosto muito da sua companhia John. (Ele me olhou com aquele olhar 71 de novo )

-Então tchau! (Eu disse depois de um tempinho em silêncio).

-Tchau.

Ele me deu um abraço, e depois que eu ja estava virando pra entrar em casa, ele me puxou pelo braço e me deu um beijo na boca, oque me tirou todo o fôlego. ..depois ele só disse um "até mais, John" bem safado antes de ir embora.

Subi pra meu quarto correndo, e me joguei na cama.UAU que noite foi essa? Ele me beijou !! Ele me beijou !!! Só consegui respirar ofegante pensando naquele beijo. 

Comi uma bolacha que tinha guardado na minha estante, e me deitei pra dormir, estava parecendo que tudo ia melhorar agora. 



Notas Finais


Vish! Viram só ? O Erick também tinha sentido aquela conexão que o John sentia por ele, mas será que tudo vai melhorar mesmo agora? Fique de olho no próximo capítulo pra saber !
Beijos de luz ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...