História Love Dreams - Capítulo 46


Escrita por: ~

Postado
Categorias Descendentes
Personagens Carlos de Vil, Chad, Doug, Evie, Jane, Jay, Lorrie, Mal, Personagens Originais, Princesa Audrey, Príncipe Ben
Tags Doug, Evie
Exibições 26
Palavras 2.330
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Violência
Avisos: Álcool, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi oi gente!!!
Tudo bem!?!?!
Tenho que dizer que eu já estou entrando nas férias e irei, portar mais capas por dia!!!
Espero que gostem!!!!!
Bjs de Mel 🍯 e biscoito 🍪

Capítulo 46 - Não direi que é paixão!


Fanfic / Fanfiction Love Dreams - Capítulo 46 - Não direi que é paixão!

Evie: - E assim eu fui para o meu quarto com o buquê nos braços, o bilhete na mão e com um ar de apaixonadinha, pois eu nem olhava para frente já que meus olhos ficaram colados nas rosa e no bilhete, minha respiração estava mais leve e ao mesmo tempo pesada, meu coração parecia ter corrido um maratona, eu sorria só de pensar nele. Ao chegar no meu quarto fechei a porta, coloquei as rosa na cama. Depois fui direto para a minha penteadeira e fiquei penteando meu cabelo enquanto ficava revezando meu olhar para as rosa e para o meu cabelo, mas foi ai que eu me lembrei. - O que eu estou fazendo...? - Me perguntei colocando o pente em cima da penteadeira e me levantando. - Acorda, Evie! Isso é tolice! - Disse pegando as rosa e as jogando no lixo. - Eu não vou cair nessa. - Disse me deitando. - Como eu posso ser tão tola? O que ele pensa que vai acontecer, ao me entregar rosas e um lindo bilhete? Eu vou correr para seus braços pedindo por um pouco de carinho e beijos doces e intensos.. - Disse me derretendo só de me lembrar do nosso beijo. - Acorda! Eu não vou cair nessa.

Se há um prêmio por julgar mal,

Já sei que vou ser eleita.

Amar não vale o sofrer. Não

O verbo amar a razão rejeita

Fadas do Amor: - Por que a mentira?

Ele é terra, é céu, é o ar, que você respira

Para nós está na cara, isso não se esconde

Evie: - Oh, não

Nós sabemos onde sua cabeça está!

Evie: - Ah não dá, não sei!

Não direi isso não!

Fadas do Amor: - E o suspirar, vai negá-lo hã, hã

Evie: - Não ouvirei, não direi que é paixão

Meu coração não se emenda

Tudo é tão lindo no início....

Mas a razão diz se contenha

Se não quiser ir pro sacrifício

Fadas do Amor: - Vai ficar negando

Essa sensação estérea, já estão notando, que você está aérea

Aja como adulta

Que já não oculta

Que isso é, é, é amor!

Evie: - Ah, não dá, não sei!

Não direi isso não!

Fadas do Amor: - Mas não vai fugir seu sorrir é paixão!

Evie: - Eu não topei, não direi que é paixão!

Fadas do Amor: - Chegou enfim

Isso sim, é atração!

Evie: - Já é demais

Não direi não!

Fadas do Amor: - Ela não dirá!

Evie: - Me deixem em paz, não direi não!

Fadas do Amor: - Confie em nós é a lei da paixão...

Evie: - Ah, em alta voz

Não direi que é paixão... - Rapidamente me levantei e ajeitei minha maquiagem. - Espero que não seja tarde.. - Murmurei indo para fora do quarto. Ao chegar na porta do quarto dele fui atendida pelo mesmo. - Oi, podemos conversar?

Doug: - Claro, eu também preciso terminar de falar sobre aquilo.

Evie: - Pode ser no jardim, ficaria estranho ai..

Doug: - Claro.. - Ele disse fechando a porta. - Foi mal, não pensei nisso.

Evie: - Sem problemas. - Disse corada.

Doug: - Então, vamos?

Evie: - Claro. - Fomos caminhando dentro de um silêncio mortal, que até os surdos se incomodavam.

Doug e Evie: - Bom..

Doug e Evie: - Desculpa, quer falar? Pode falar.

Doug e Evie: - Okay, eu queria falar sobre...

Doug e Evie: - Desculpa, pode falar.

Doug e Evie: - Valeu, eu queria falar sobre...

Evie: - Aquele beijo.

Doug: - O que tem ele? Digo, verdade ele não deveria ter acontecido.

Evie: - Não deveria?

Doug: - Não era isso que você queria dizer? Nunca deveria ter acontecido, agora só amizade ou nada. - Ele disse coçando a nunca e depois me olhando estranho. - Então, o que vamos ser agora?

Evie: - Amigos?

Doug: - Amigos? Tudo bem, amigos. - Ele disse me oferecendo a mão. Rapidamente a apertei. - Amigos... - Ele disse pensativo. - Quer dar uma volta?

Evie: - E fazer o quê?

Doug: - Eu prometo, pelo lema da amizade que isso não será chato. - Ele disse com a mão direita no coração e a esquerda levantada.

Evie: - Como se isso existisse. - Disse rindo.

Doug: - Regra número um, nunca descorde do seu amigo, se não haverá consequências! - Ele disse com um sorriso maléfico.

Evie: - Tipo...

Doug: - Cosquinha! - Ele disse me pegando com um braço me deitando no chão e começando a fazer cosquinha.

Evie: - Não Doug! Para, por favor! - Pedi morrendo de tanto rir.

Doug: - Okay, se pagar de outro jeito.

Evie: - Com o quê?

Doug: - Beijo. - Ele disse virando o rosto e ficando com a bochecha cheia de ar.

Evie: - Okay. - Disse o beijando. Assim que o beijei sua bochecha se esvaziou emitindo um som engraçado. - Seu bobo!

Doug: - Valeu, agora vamos tomar...

Evie: - Sorvete?

Doug: - Boa pedida! - Ele disse me ajudando a levantar. - Vamos lá vaqueira, pula aí! - Rapidamente pulei e assim ele foi correndo até a sorveteria. - Vamos, ver... Quer qual?

Evie: - O azul..?

Doug: - Ótima, dois azuis por favor.

Cameron: - Pode deixar! - Ele disse nos entregando. - Deu, 6,50.

Doug: - Aqui, obrigado.

Evie: - Obrigada.

Cameron: - Não tem de qué! - Assim fomos andando enquando comíamos o sorvete. Quando terminámos fomos para a praça, lá o Doug comeu, 2 cachorros quentes, 2 pipocas doce e 2 salgadas, 2 açaís grande, 4 fatias de pizza sabor calabresa, 2 pratinhos de batata frita, 3 espetinhos de churrasco misto, 2 churros, 2 pastéis de carne moída, com queijo, linguiça moída, azeitona e tomate e 3 coxinhas.

Doug: - Quer um queijo minas na grelha?

Evie: - Doug, você ainda está com fome?

Doug: - Um pouco por quê?

Evie: - Nada, mas o que é queijo minas na grelha?

Doug: - Nunca comeu?

Evie: - Não.

Doug: - Já volto! - Ele disse indo comprar. Minutos depois ele voltou com dois espetinhos nas suas mãos se sentou do meu lado e disse. - Você vai amar, mas antes levante sua mão direita. - Rapidamente o fiz rindo. - E repita comigo, eu prometo que depois que eu der a primeira mordida irei dar um beijo no rosto do Doug, como agradecimento e sempre serei grata a ele. - Rapidamente repito. - Agora, abre a boca boquinha que eu mesmo dou.

Evie: - Aqui? No meio de todo mundo?

Doug: - Abre... - Ele pediu fazendo biquinho.

Evie: - Okay. - Disse abrindo e recebendo um pedaço. - Obrigada.

Doug: - E aí?

Evie: - O quê?

Doug: - Gostou?

Evie: - Não. - Disse séria.

Doug: - O quê? Sério? - Ele perguntou indignado

Evie: - Calma, eu estou brincando! - Disse rindo.- Eu gostei. - Disse beijando o rosto do mesmo.

Doug: - Eu disse que você ia gostar! - Ele disse sorrindo. Depois de comermos ele se levantou e disse. - Vem, eu preciso te levar para um lugar! - Ele disse animado.

Evie: - Okay. - Disse pegando em sua mão. Ele rapidamente me puxou para um loja de discos. - Discos?

Doug: - Não é aqui... - Ele disse me puxando para dentro. - Oi, cara! - Ele disse dando um toca aqui com um garoto. - Essa é a Evie! - Ele disse me abraçando pela cintura.

Evie: - Oi!

???: - Oi, meu nome é Max!

Evie: - Prazer.

Max: - O prazer é todo meu!

Doug: - Bom, eu vou lá em cima com ela.

Max: - Okay, tchau!

Doug e Evie: - Tchau! - Ele rapidamente me puxou para uma sala que tinha um sofá, um violão e uma lareira.

Evie: - Nossa, esse lugar é lindo...

Doug: - Esse é um dos meus refúgios. - Ele disse sorrindo. - Esse agora é nosso. - Ele disse pegando na minha mão. - E de mais ninguém... - Ele dosse acariciando o meu rosto.

Evie: - V-você é um fofo... - Disse completamente corada. - Esse lugar me lembra o...

Doug: - Seu quarto no covil? Eu sei, mais um motivo de ser nosso e não meu. - Ele disse pegando o seu violão. - Eu estou fazendo uma música, e eu queria saber se você poderia me ajudar ?

Evie: - Eu? Mas eu não sou muito boa nisso.

Doug: - Verdade, você ótima nisso.. - Ele disse se sentando. - Então, pode me ajudar? Assim iremos passar mais tempo de amigos juntos.

Evie: - Okay, eu ajudo você. - Disse sorrindo.

Doug: - Ebaaa! - Ele disse me abraçando e ao mesmo tempo me levantando um pouco. - Obrigado, eu fico feliz em passar mais tempo com a minha princesa.

Evie: - Então, vamos começar?

Doug: - Claro! - Ele disse animado. - Pode se sentar que eu vou pegar o meu caderno de músicas.

Evie: - Okay. - Rapidamente me sentei e chequei a maquiagem, pois nunca se sabe se ele vai tentar me beijar ou algo assim.

Doug: - Voltei! - Ele disse se sentando. - Você canta que eu toco ou quer que eu toque e cante para você ver a música melhor?

Evie: - A segunda opção, depois eu canto.

Doug: - Okay, então. - Ele disse limpado a garganta. - Teel me what

You want

What you like

It's okay

I'm a little curious too

Teel me if

It's wrong

If it's right

I don't care

I can keep a secret could, you?

Doug: - Então, gostou do ritmo?

Evie: - Sim, ele é muito legal!

Doug: - Então, vamos fazer isso dessa parte em diante, pode ser?

Evie: - Okay. - Disse respirando fundo. - Teel me what

You mant

What you like

It's okay

I'm a little curious too

Doug: - Tell me of

It's wrong

If it's right

I don't care

I can keep a secret could, you?

Evie: - Got my mind on you body

And your body on my mind

Doug: - Got a yeast for the cherry

I just need to take a bite

Evie e Doug: - Don't tell your mother

Kiss one another

Die for each other

We're cool for the summer

Doug: - We're cool for the summer!

Evie e Doug: - Take me down into your paradise

Don't be scared cause

I'm your body type

Just something that we

Wanna try

Cause you and I

We're cool for the summer

We're cool for the summer

Evie: - Tell me if I won

Of I did

What's my prize?

I just wanna play whit you too

Doug: - Even if they judge

Funk it, I'll do the time

I just wanna have some fun

With you

Evie: - Got my mind on your body

And your body on my mind

Doug: - Got a taste fo the cherry

I just need to take a bite

Evie e Doug: - Don't tell your mother

Kiss one another

Die for each other

We're cool for the summer

Take me donw into your paradise

Don't be.scared cause I'm your

Both type

Wanna try

Cause your and I

We're cool for the summer

We're cool for the summer

Evie: - Shhhh....

Don't tell your mother

Got my mind on you body

And you body on mi mind

Doug: - Got a taste for the cherry

I just need to take a bite

Evie e Doug: - Don't tell your mother

Kid one another

Die for each other

We're cool for the summer

Take me down into tour paradise

Don't be sacred cause

I'm your body type

Just something that we wanna try

Cause you and I

We're cool for the summer

We're cool for the summer

We're cool for the summer

Doug: - Nossa, isso foi incrível! - Ele disse colocando o violão encostado no sofá.

Evie: - Concordo, essa música é muito boa! - Disse corada ao me lembrar da parte em que ele diz" Vamos nos beijar e não conte para a sua mãe". - Doug, é fácil?

Doug: - O quê? Violão?

Evie: - Sim.

Doug: - Sim, quer que eu lhe ensine?

Evie: - Sim.

Doug: - Okay, o melhor é que você não vai só aprender a tocar violão e sim guitarra e cavaquinho. - Ele disse animado. - Bom, agora eu vou parar de falar e lhe ensinar. - Ele disse pegando o seu violão. Depois dele me ensinar eu toquei para ver se eu sabia mesmo.

Evie: - Nossa, eu consegui! - Disse animada.

Doug: - Meus parabéns, melhor aluna. - Ele disse me abraçando. - Agora, eu peço para que você traga seus sentimentos escritos em um papel, para fazermos uma música.

Evie: - Como assim? Qualquer sentimento?

Doug: - Claro, aliás cada instrumento tem haver com um sentimento tem haver com um sentimento, tristeza piano, raiva bateria, paixão entre outros sentimentos violão e cavaquinho. - Ele disse animado. - E também, podemos descrever melhor a música, ela não é uma coisa que podemos ouvir e sim sentir, podemos ver atrás da música o que o cantor ou cantora quer que você sinta, ouça e... Desculpa, estou falando de mais.... - Ele disse corado.

Evie: - Tudo bem, você ficou fofo assim...

Doug: - Falando pelos cotovelos?

Evie: - Não, demonstrando sua doce paixão pela música. - Disse sorrindo. - Isso é fofo.

Doug: - Obrigado. - Ele disse sentando mais perto de mim e colocando o braço atrás de mim e coçando a nuca. - Evie, você sente saudade?

Evie: - De quê?

Doug: - De me beijar?

Evie: - Oi?

Doug: - Não sente? - Ele perguntou acariciando o meu cabelo.

Evie: - Bom... Eu... - Provavelmente eu estava mais vermelha que um tomate. - B-bom, e-eu.. - Disse me afogando em seus olhos castanhos. Assim ele começou a se aproximar lentamente.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!!
Comentem o que acharam!!!!
Bjs de Mel 🍯 e biscoito 🍪


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...