História Love e Hate -imagine Kim Taehyung - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 37
Palavras 1.843
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello hello pessoas!! Estou aki hj, eu sei q nn é o dia "correto" é porq ru quero deixar vcs curiosos

🌹 Perdoem os erros ortográficos, erros em falas propositais

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 6 - Crise...


•[ Kazuaki onn]•

     Fazia algum tempo que eu não via ______, dês de que ela me viu com a menina, não a vi mais.

     Estava eu, no bem bom, quando Jin do nada aparece perguntando sobre ______, eu estava na hora "H" com Mileny, a menina, e ele chega todo afobado

     -Kazuaki! -ele entra no quarto aonde eu estava-Wooow... Desculpa. -ele se virou- sua irmã ta desmaiada no quintal!

     -QUE!? PUTA QUE PARIU! -falei colocando a calça -AONDE FICA O QUINTAL? -pergunto saindo do quarto, deixando Mileny com uma cara de merda.

     Desço as escadas correndo, "atropelando" todos que estavam em minha frente, assim como Jin, que me direcionava ate o quintal.

     Assim que chego lá, ela estava esparramada no chão, pego a mesma no colo, e vou ate o meu carro, coloco ela no banco de trás, estava entrando no carro, quando sinto uma mão em meu ombro

     -Quer que eu vou com você? - era Tae, seu timbre era suave e calmo, provavelmente uma tentativa de me acalmar, que por sinal, não funcionou

     -Ce que sabe, entra ai! -eu estava muito nervoso, ela não costuma desmaiar, ou seja, ela fez algo que não devia...

      Tae entrou no carro, e eu também, fui para o hospital mais próximo. O caminho todo foi um silêncio ensurdecedor, afinal, ninguém estava com ânimo para conversas. Chegamos no hospital, peguei ela no colo e corri a recepção

     -Boa noite senhor, o que aconteceu? -recepcionista falou com um sorriso estampado no rosto

     -Ela desmaiou, não sabemos o motivo

     -Vou pedir para fazerem exames nela -ela pegou o telefone e falou algumas coisas que não prestei atenção, depois de um tempo, trouxeram uma maca e colocaram _____ sobre a mesma.

     Mandaram nos sentarmos, e ficamos lá, por minutos. Esperando. Até que um médico aparece, pude ler no crachá o nome Dr. Mário

     -Responsável pela Srta. ________ Yamamoto?

     -Sim, sou eu -falei me levando

     -E ele? -falou se referindo a Tae

     -Acompanhante...

     -Humm... Certo. Venham até minha sala. -ele disse e se virou nos conduzindo ate sua sala.

     Era um ambiente simples, parede branca, piso branco, um vaso de planta no canto da parede, uma cortina branca, uma mesa e as cadeiras.

     -Sentem-se -assim fizemos- Bom, sua... -ele fez uma cara confusa de quem diz "sua o que?"

     -...Irmã -completei

     -Sim isso, sua irmã, ela teve um crise de úlcera, creio que já sabem que ela tem úlcera correto?

     -Sim, sabemos...-respirei fundo

     -Certo.
 
     -O que fez ela ter essa crise?

     -Ainda não é possível saber, mas assim que possível, informaremos ao senhor...

     -Posso vê-la?

     -Sim. Primeira sala a esquerda, terceiro andar

     -Obrigado. -me levantei e fui com Tae ate a sala indicada

     •[ Kazuaki off ]•

     •[ Taehyung onn]•

     Chegamos na sala, e lá estava ela, tão frágil, parecia um anjo, bem diferente do que é frequentemente.

     Kazu se aproximou dela e se agachou, ficou encarando ela, provavelmente sussurrando algo inaudível aos meus ouvidos.

    Ele passou uns 15 minutos lá, ate que ela movimenta um de seus dedos.


     •[ Taehyung ]•

     •[ ________ ]•

     Comecei a voltar a consciência, tentei abrir os olhos, mas a luz do local era muito forte, então me contentei em somente mexer um de meus dedos, pude sentir olhares sobre mim, uma coisa que eu odeio, mais fazer o que ne? Provavelmente estou num hospital, e geralmente quando estamos em um hospital, ficamos em observação. Duas coisas que eu odeio por sinal, ser observada, e ficar em hospitais. Argh!

     Depois de conseguir me adaptar com luz do local, pude finalmente, abrir meus olhos, vi meu irmão ajoelhado ao meu lado, e Tae encostado na parede perto da porta. O que ele estava fazendo aqui?!? Autora... -[n/a] Sei. de. Nada. - Sei...

     - _____!  O que você fez, ta louca... -meu irmão falou visivelmente alterado quando eu abri os olhos, e eu o interrompi

     -Primeiro, não preciso de sermões ok? Isso já vou ter quando seu pai chegar. -ouvi ele resmungar "nosso"- SEU pai -dei ênfase no "SEU"- e segundo, nao precisa ficar  estressadinho comigo só porque eu atrapalhei sua transa com uma vagabunda qualquer -falei com um tom de desdém e deboche, e Tae deu uma risadinha

     -Eu não tô estressadinho como você disse -a parte "estressadinho" ele fez uma voz fina, em uma tentativa falha de me imitar, e eu arqueie a sobrancelha- Ok, ok. Talvez só um pouco.-dei uma gargalhada

     -Ok. Mas o que ele. -apontei para Tae- esta fazendo aqui?

     -So veio me acompanhar. -falou como se fosse algo simples

    -Huummm...-ficamos em silêncio por um tempo- Vambora daqui, já cansei de ficar vegetando nessa cama.-falei cortando o silêncio

     -Você não pode. Tem que esperar o...-alguém abre a porta, todos voltaram sua atenção para a pessoa, era o doutor, no seu crachá estava escrito Dr. Mário

     -Vejo que acordou Srta. ______. -ainda bem que viu, pelo menos sabemos que não é cego, pensei. Ele começou a checar alguns aparelhos, e depois olhou para mim- daqui algum tempo terá alta, mas primeiro teremos que ver o porque da crise de úlcera -aahh, foi por isso que desmaiei....

     -Eu já sei por que. Provavelmente pelo fato de eu ter bebido sem comer nada.

     - ______ VOCÊ FEZ O QUE!? VOCÊ SABE MUITO BEM QUE VOCÊ NÃO PODE FAZER ISSO! VOCÊ QUER... -o Dr. Interrompeu meu irmão

     -Senhor, se não se acalmar, serei obrigado a mandar você se retirar. -eu dei um sorrisinho de deboche, e Kazuaki me fuzilou com o olhar,mas mesmo assim continuei sorrindo.

     -Pronto. Já sabe o porque desmaiei, posso ir embora? -falei rápido, mano, não aguentava mais ficar naquela cama!

     -Pode sim! Vou buscar a papelada para assinar.

     Ele trouxe os papéis e Kazuaki assinou, depois eu pude me levantar, e colocar uma roupa descente, porque camisão do hospital não rola ne? Depois de me trocar, eu, Kazu, e, Tae, fomos embora.

     Caminho silencioso. Eu fui no banco de trás e eles dois nos bancos da frente -[n/a] obvio ne?

     Quando finalmente chegamos em casa, fui direto pro meu quarto, tomei um banho, coloquei um baby doll, ele era composto por um shortinho solto, preto e vermelho, assim como a blusinha, o único problema daquela blusa era, TINHA UM DECOTE E-N-O-R-M-E! Mas tudo bem, eu não iria sair do quarto mesmo. E obviamente Kazuaki voltaria pra festa, para terminar o que ele começou, como sempre.

     Me deitei na minha cama, e praticamente apaguei.

     •[ _________ off]•

     •[ Taehyung onn]•

     Assim que chegamos na casa de Kazu, _________ subiu para o seu quarto, e o irmão dela veio falar comigo.

     -Tae, você tem alguma coisa importante pra fazer hoje a noite? -ele indagou

     -Não, mas por que a pergunta?

     -Porque, eu percebi que _________, gosta muito de você, apesar de não demonstrar isso abertamente, eu conheço minha maninha ne? Então eu queria saber se você pode ficar com ela essa noite. Mas é só hoje, só pra caso ela passar mal de novo, ter alguém aqui pra ficar com ela, e sabe, eu confio muito em você. Tu poderia fazer isso por mim? -eu fiquei sem reação. Era o que eu MAIS queria, ficar com ela. Essa _______ faz eu sentir uma coisa que eu nunca senti, é algo estranho.

     -Pode ser.-falei como se fosse algo simples, por mais que eu estivesse  tendo uma réveillon interna.

     -Valeu cara, eu precisava terminar coisas que eu comecei, se é que você me intendente...-ele me olhou safado, e eu ri.

     -Ok. Pode ficar susa. Ru cuidado dela.

     -Serião, valeu mermo. Agora deu de gaysisses, fui! -ele falou, e saiu.

     Me acomodei no sofá, e liguei a TV, eu estava muito... Emocionado? Sei lá se essa é a palavra certa, mas foda-se, vocês entenderam.

     Estava assistindo TV, estava passando um filme de terror, eu estava sem blusa, estava meio abafado. Era em torno de uma da manhã, quando ouço passos na escada, me viro, e vejo que era _______, ela estava vestindo um shortinho solto e curto, e com uma blusa, com um decote, que deixava a visão perfeita de seus seios. Ok. Se controla Tae. Ela é a irmã de seu melhor amigo. Se você fizer algo, ele nunca vai te perdoar. Controle-se...

 
     -Tae?! O que você esta fazendo aqui!? -fui tirado de meus devaneios por _______ me chamando, ela estava na minha frente, estalando os dedos.

     -Seu irmão pediu para mim ficar aqui, cuidando de você. Ele disse que você poderia passar mal, então queria alguém cuidando de você. -falei tentando me controlar ao máximo para não beija-la.

     -Ookey... -ela falou, e foi pra cozinha, bebeu um copo de água e depois voltou pra sala- vai mais pro canto ai, perdi o sono... -ela falou com desdém, e assim eu fiz

     Ok. Deixa eu raciocinar, tem uma garota linda com um decote enorme do meu lado, mas eu não posso fazer nada porque ela é irmã do meu melhor amigo. Ok. Agora estou. Fu. Di. Do.

     •[ Taehyung off]•

     •[ _______ onn]•

     Acordei no meio da madrugada morrendo de sede. Ótimo, vou ter que descer, affs! Me levantei e desci as escadas, a TV estava ligada, fui para frente do sofá e vi que era Tae, ele estava SEM CAMISA com aquele abdômen definido.

GZUIS! 100NHOR! QUE ISSO! ME AJUDA!!

Parei na frente da TV e comecei a estalar o dedo chamando a atenção dele

-Tae?! o que você esta fazendo aqui!?

-Seu irmão pediu para mim ficar aqui, cuidando de você. Ele disse que você poderia passar mal, então queria alguém cuidando de você -Ótimo. Obrigado Kazuaki! Me prendeu em cubículo com um garoto gato e sem camisa! Era so o que me faltava.

 

Falando isso fui pra cozinha e bebi um copo d'água, pra ver se eu me recompunha, porque neh? Ai... Voltei pra sala e falei

-vai mais pro canto ai, perdi o sono...-ele fez o que eu mandei, logico que eu perdi o sono, um moleque gato desse do meu lado...-Que filme é esse?

-o silencio dos inocentes...

-Humm....

O filme foi passando, ai chegou em uma parte que eu me assustei, e adivinha? Sim, minha mão encostou na dele, e nos olhamos, seus olhos percorriam toda a extremidade do meu rosto e parava em meus lábios, assim como meus olhos. Ele foi se aproximando e eu também.

Ate que selamos nossos lábios, era um beijo intenso, apaixonado, doce, algo surpreendente, como se fossem feitos um para o outro, ele pediu passagem com a língua, e eu cedi, nossas línguas travavam uma batalha dentro de nossas bocas. Mas infelizmente o nosso querido amigo incolor o ar, fez-se necessário. Nossa respiração estava ofegante. Mesmo assim, voltamos a nos beijar, mas ele interrompeu o beijo

-É-é melhor n-não... S-seu irmão pode chegar a qualquer momento...

-É agora ou nunca...-falei e ataquei seus lábios novamente

 

Subi em seu colo e comecei a rebolar sobre seu membro ja ereto. Eu já não tinha controle sobre meus movimentos. Ele me puxava para perto, se é que era possível. Ele se levantou, e eu interlacei minhas pernas na sua cintura, ele me levou ate meu quarto.


Notas Finais


Eita porraaaaaa!! Oq q vai acontecer????????????? Huumm.... Agora so terça! Hehehehhehehehe.... Sou má! Jdvdgsgdgsghsjwn.... Huahuahuahuhahhs... Continuou???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...