História Love Gets Better Time - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Lovegbt
Exibições 5
Palavras 1.237
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi . Dessa vez eu postei certo , aleluia! Estou trabalhando na imagem de capa. Leiam as considerações finais , porque eu colocarei informações adicionais lá , ok ? Além das Sinopses dos próximos capítulos. S2

Capítulo 7 - Galloway's Secrets


EP : 1.07 – Galloway’s Secrets

 

Frank

 

Frank foi chamado pela diretora para ajudar a organizar alguns papéis. Levou sua pasta verde. Ele adorava organizar , mas era estranho a diretora chamar um aluno para ajuda-la. Mas de legal , os papéis não tinham assunto  nenhum. Eram cobranças, contratos , cobranças , inscrições , cartas ... Frank parou e começou a guarda-las dentro das super pastas da diretoria. Viu as médias de todos da sua sala e ficou feliz da sua ser a segunda melhor. As piores eram as da Arizona e Felicity. A dupla de estudos mais burra de toda a Academia Galloway.

- Você tá cansado ? Pode descansar  um pouco. – disse a diretora.

-Tudo bem , não estou cansando. – disse Frank

-Queria que você não saísse da escola.

-Mas eu não vou sair !

-Sua mãe disse para trancar sua matrícula.

-Deve haver algum engano... – diretora , posso sair para beber uma água ?

-Pode ir para casa.

-Tudo bem , só vou pegar minha pasta.

Frank pegou a pasta preta e foi para casa. No meio do caminho , ele ficou pensando , porque a mãe dele trancou a matrícula e não disse nada para ele. Ficou pensando nisso durante todo o caminho até sua casa. Entrou , procurou por todos os cômodos sua mãe e não a encontrou. Subiu até o seu quarto e deitou na cama. Passaram-se algumas horas. Ele não tinha nada para fazer e decidiu pegar seu livro e ler. Procurou pela estante , baú , mas nada do livro. Lembrou que tinha levado para a escola , dentro da pasta.  Abriu a pasta , mas percebeu que não era sua. Era da diretora. Decidiu que ia levar para ela antes da escola fechar , mas a curiosidade foi maior e começou a mexer nos documentos. Um deles era um pouco amarelado , com um selo de cera daqueles bem antigos. Frank ficou com medo de abrir e a diretora perceber que estava aberto , mas percebeu que o selo já estava meio aberto e puxou a carta de papel fino. A letra era antiga e bem redonda e desenhada. Ele conseguiu ler algumas coisas , mas algumas palavras estavam bem difíceis. Depois de bastante tempo decifrando a carta conseguiu traduzir para a fonte Times New Roman. Redigiu ela no bloco de notas e começou a ler.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Senhora Emerald ,

Estive com a sua filha. Ela cresceu bastante. Deve estar se perguntando qual delas. Foi a Emma. Ela é muito mais doce do que a Hellen (é o nome da diretora !) Mas temo dizer que a nossa relação não é das melhores. Desculpe por isso , mas eu quero o divórcio. E não quero que você fique com nada. Nem com a casa em que reside , nem com o colégio ,nem com o celeiro e a fazenda. Mas se você quiser se esforçar para ter algum dinheirinho , ou , algum bem meu, procure na escola. Há uma passagem secreta na escola. Ela leva para o túnel , onde guardo coisas lindas , como uma joia muito especial. Espero que tente. Boa sorte.

Harrold Galloway

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Frank ainda estava digerindo as informações. Hellen é a diretora , filha dessa tal Senhora Emerald, que era casada com o fundador da escola, Galloway ! Será que ela quer o tal tesouro ? Frank sentiu uma vontade enorme de procurar na escola. Vasculhou a pasta da diretora para ver se algo de mais interessante estava lá , e encontrou a planta da escola inteira , de um celeiro também. Lá tinham vários “x” . Será que ela estava marcando onde não encontrou nada ? Ele ficou disposto a procurar , até encontrar um contrato autorizando pedreiros a reformarem e quebrarem o piso do laboratório. Ela deve estar procurando o tesouro lá. Frank juntou tudo e foi correndo até a escola. No meio do caminho, Dylan e Arizona estavam cheios  de sacolas de compra.

- Oi Frank ! – Dylan deu um “abracinho” em Frank

-Oi Frank ! – disse Arizona

- O que vocês vão fazer ? – Frank perguntou

-Uma pegadinha. -disse Arizona.

-E você , vai fazer o que com esses papéis ? – perguntou Dylan

-Descobri uma coisa , mas é uma longa história , depois eu conto. – disse Frank

-Tudo bem , vejo você depois – disse Dylan.

Dylan e Arizona foram em direção a casa de Helena. Frank foi até a escola.

 

Arizona

- E agora Dylan ? – Ari perguntou

- A gente cata algum cocô por aí.

- Esse truque é sem graça.

- Não é só isso que eu vou fazer.

- Ah não ?

- Ela vai pisar no cocô , depois quando ela fechar a porta , vai levar um banho de gordura de porco.

-Que gênio , quando ela abrir a porta antes , já vai cair a gordura. Por isso que vai ser na porta dos fundos e a gente vai abrir a porta.

Dylan estava fazendo tudo. Arizona ficou encarregada de catar o “amiguinho fedorento”. Dylan abriu a porta dos fundos e Arizona incendiou o saco. Dylan tacou uma garrafa de vidro no chão da porta e gritou :

-Amanda !

Ela foi ver o que estava acontecendo e pisou em cima do saquinho incendiário. Seu pé ficou sujo de cocô. Depois ela entrou pulando em um pé só e bateu a porta. A tripa de porco voou por todo o corredor dos fundos e a porta quebrou de tão forte que bateu. Amanda mancou suja , até o chuveiro , onde achou uma mensagem:

“Não chegue perto da Helena. Senão vai ser pior que Tripa de Porco e Cocô. Se cuida”

Arizona e Dylan saíram rindo com a filmadora dando replay no vídeo que tinham acabado de filmar.

-Essa foi boa Arizona ...melhor vídeo. Vai ficar viral !

-Haha , eu concordo , mas a Helena vai achar exagero ter feito isso tudo.

-Quando ela ver na internet por conta própria , vai amar !

-Concordo.

 

Felicity

Ela estava mal por Erika ter passado mal justo na festa que elas estavam amando planejar. Mas essa era a primeira de muitas. O ginásio estava destruído de sujo e foram necessárias várias pessoas para arrumar. Mas ela se assustou realmente , quando Frank chegou correndo. Não tinha mais quase ninguém na escola , só ela e Yumi. Yumi era uma garota que nunca saia da escola praticamente.

-Frank , que foi ?

-Descobri uma coisa muito maluca e tenho que investigar.

-O que ?

-Existem túneis embaixo da escola.

-Óbvio.

-Você já sabia ?

-Claro. Já fiz uma festa do pijama no porão , um dia antes da Alex...

-Tudo bem , me mostra onde é !

-Vamos , me siga.

Andaram na escola de noite , em direção ao ginásio. Lá , uma escada que Frank nunca tinha visto.

-Como eu nunca vi isso !

-Frank , não grita !

Desceram as escadas. Estava escuro. Felicity acendeu a luz do seu celular. Era fraca mais ajudava.

- Viu !

-Mas eu quero um túnel. Se só for essa sala vazia , não tem nenhum valor.

De repente , uma menina emcapuzada com cabelos negros caídos no peito gritou e disse :

-Felicity... cadê o Dylan ... eu me joguei da escada por ele... onde ele está ?

Frank puxou Felicity e fechou o porão.

-Que doidera foi essa ? – disse Dylan.

-Não sei...


Notas Finais


Próximos Episódios :

1.08 - Foreign Troubles
Uma nova pessoa chega na academia Galloway. Frank investiga o laboratório com Felicity. Helena encontra uma forma de distração.

1.09 - Unit
Arizona e Dylan sofrem as consequências de seu vídeo. Erika sai do hospital com novos objetivos em mente. Ann faz uma nova aliança.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...