História Love has no rules - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), G-Friend
Personagens Eunha, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, SinB, Sowon, Suga, Umji, V, Yerin, Yuju
Tags Bts, Gfriend, J-suga, Sinrin, Taekook, Vkook, Yoonseok
Exibições 92
Palavras 3.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olaaaaaaar meus amores <3
Mais um cap pra vcs <3
Espero que gostem ^^

Capítulo 13 - A dúvida


Fanfic / Fanfiction Love has no rules - Capítulo 13 - A dúvida

No capítulo anterior...

~ Kook e Taehyung brigam por causa de ciúmes.

~ Umji se confessa para Eunbi depois dela pedir Yerin em namoro.

~ Jimin pede Sowon em namoro, mas ela diz não estar preparada.

 

 

 

O céu estava claro, mas o sol ainda estava para nascer. O topo dos prédios estavam tomados pela neblina e o ar estava congelante. Um senhor segurando uma vassoura chega ao terraço e estranha a cena. Uma mulher dormindo em uma cadeira coberta por um edredom. Ele se aproximou receoso e avistou as duas garrafas vazias de Soju e balançou a cabeça negativamente.

 

“Essa junventude...” pensou.

 

Ele mecheu o ombro da menina com delicadeza e Sowon acordou no susto. Ela pulou da cadeira quando se deparou com um desconhecido e olhou para os lados. Assim que ela se situou encurvou-se em agradecimento. Seu corpo doía por ter adormecido de mal jeito. O senhor a ignorou e foi ao trabalho. Ela concluíu que ele era uma espécie de zelador, pois ele foi limpar a área e alimentar os pássaros. Sowon se sentiu envergonhada e logo desceu.

Assim que entrou no apartamento se deparou com Hoseok saindo. Ele a cumprimentou e se foi. Namjoon e Jimin conversavam na cozinha. Eles pararam instantaneamente assim que viram a menina. Ela ficou curiosa para saber o que estavam conversando, mas estava atrasada. Cumprimentou-os e seguiu para seu banheiro.

Sowon tomou o banho mais rápido da sua vida e correu para a cozinha. Namjoon estava de saída, mas parou para falar com ela.

 

- Vamos estudar matemática hoje? - perguntou com indiferença.

 

Jimin a fitou surpreso, não sabia que os dois estudavam juntos. A menina sentiu a tensão e por um momento havia se esquecido dos estudos com Namjoon. Ela assentiu e ele se dirigiu a porta. O moreno a ofereceu uma caneca de café com leite. Ela sorriu, encurvou-se agradecida e ele retribuíu. O menino estava calado. Ela se perguntava se ele estava assim por causa da noite anterior ou por ela estar estudando com Namjoon. De qualquer forma, não havia nada que ela pudesse fazer.

 

- Vocês tem estudado? - perguntou cauteloso.

- Sim, lembra? Eu te falei. - respondeu dando uma golada no café.

- Lembro. - sorriu amarelo e se aproximou – Hoje vou trabalhar até mais tarde, talvez não posso ficar com você lá em cima. - envolveu a cintura dela com os braços.

- Tudo bem, acho que vou chamar umas meninas pra dormir aqui então. - ele selou os seus lábios e sorriu.

- Ótima ideia. - eles se desvencilharam.

- Agora eu preciso correr, vou me atrasar. - ela o beijou e pegou a bolsa.

 

Mal chegou na cafeteria e viu Umji sentada na calçada esperando ela ser aberta.

 

- Bom dia, Umji. - falou animada.

- Bom dia, Sowon-unnie. - levantou-se.

- Tudo bem com você? - Sowon destrancou a porta e entrou.

- Eu estou bem melhor, se é isso que quer saber. - forçou um sorriso, porém Sowon pode enxergar em seu olhar um resíduo de tristeza.

- Sabe Umji, estava pensando em hoje à noite juntar umas meninas para dormir lá em casa, que tal? Você viria? - disse ligando a máquina e Umji colocou seu avental.

- Eu não vou chamar a Eunbi ou a Yerin. Vai ser só eu, você e a Eunha.

- Ok, posso chamar minha unnie? - Sowon pareceu confusa – Minha irmã.

- Claro florzinha, será ótimo para conhecê-la.

>---⚢---⚤---⚣---<

 

Já era o sol já estava se pondo quando Sowon fechou o estabelecimento. O turno de Umji e Sowon começava de manhã e terminava a tarde naquele dia. Como Kook e Taehyung não apareceram o dia inteiro, ela resolveu fechar o local. Esperou até que a irmã de Umji chegasse para ir embora.

- Nos vemos mais tarde! - acenou e viu as meninas desaparecerem na curva.

Sowon caminhou até a casa a pé. O sol estava desaparecendo e o frio estava tomando conta da cidade novamente. Ela brincou com o vento que saía de sua boca e riu. Assim que chegou em casa se deparou com um mar de pessoas de frente a sua porta. Elas estavam em fila devido a barraquinha ao lado. Durante os dias frios o restaurante ficava cheio, pois era famoso pela sopa de algas. Ela afastou as pessoas com cuidado e conseguiu entrar. Respirou aliviada e subiu as escadas escuras. A castanha imaginou que tudo estava tranquilo até que se deparou com Namjoon no corredor.

- Olá, Sowon! - sorriu – Também acabou de sair do trabalho?

- Ah, sim. - disse meio dispersa – Vamos começar a estudar? - ele abriu a porta e entraram.

- Sim, eu só preciso de um banho. - tirou o casaco e pendurou.

- Idem.

Os dois foram para o banho e Sowon estava com o coração acelerado.

“Porque, de repente, tudo que acontece me deixa nervosa? É o Jimin, é o Namjoon...” Pensou.

Antes, do pedido de namoro, tudo estava em harmonia. Finalmente tinha conseguido acabar com o clima ruim entre ela, Namjoon e Jimin tudo era umas mil maravilhas. Mas aquele pedido mexeu com a sua cabeça, fez com que ela reflita e revise todas suas ações até aqui. Isso tudo a deixava de cabelos em pé. Sowon não sabia mais o que fazer. Enfim, terminou o banho e vestiu-se.

Ela encontrou Namjoon concentrado com os livros resolvendo exercícios e sentiu seu coração palpitar. Tinha se esquecido do que mais achava atraente nele, sua inteligência. Ela sacudiu a cabeça afastando tais pensamentos e sentou-se ao lado do menino.

- Vamos começar? - puxou um quadro branco ao lado.

- Claro.

A menina se concentrou o máximo possível, mas algumas vezes se encontrava dispersa. Normal, sempre foi assim, porém o motivo de sua dispersão a atormentava. A voz de Namjoon. De vez em quando, ela se perdia em sua voz grave e aveludada. Ela tocava seus ouvidos de forma graciosa e atraente. Apesar disso, conseguiu aprender tudo e acertou os exercícios. A menina estava muito agradecida por ele ter paciência para ensiná-la.

- Obrigada! - sorriu – Eu realmente aprendi tudo. É um milagre.

- Imagine, não é um milagre. Você é inteligentíssima. - fechou o livro e apoiou o braço em cima.

- Você acha? - perguntou duvidosa.

- Eu tenho certeza. - disse com convicção.

- Obrigada. - a menina enrubesceu, Namjoon percebeu e achou fofo.

- Não precisa ter vergonha. - se aproximou – É apenas a verdade.

Sowon sentiu o ar pesar e a sua expressão facial se desfez. Agora ela estava calma e taciturna. Namjoon sentiu uma vontade absurda de aproximar seus corpos e surpreendê-la com um beijo. Entretanto ele se afastou, não sabia se Sowon o correspondia e sabia que um de seus melhores amigos estava se relacionando com ela. Beijá-la só poderia significar um erro.

Os dois despertaram e riram como se nada tivesse acontecido. Namjoon catou o material e encurvou-se. Ela retribuiu e se dirigiu a cozinha. Estava morrendo de fome e precisava jantar. Depois de voltar do quarto, o menino também foi para a cozinha. Viu que Sowon estava limpando carne e decidiu oferecer ajuda.

- Quer uma mãozinha na comida? - disse entrando no recinto.

- Hum. - pensou – Você pode preparar o arroz? Seu arroz é melhor que o meu.

- Ok. - concordou e pegou os ingredientes – Onde está Jimin?

- Ele vai trabalhar até tarde hoje. - disse sem tirar os olhos do bife – E Hoseok?

- Deve trabalhar até mais tarde, mas não demora muito e ele chega em casa.

- Entendi, então é comida para seis.

- Seis? - perguntou confuso.

- Mais tarde, minhas amigas virão.

 

>---⚢---⚤---⚣---<

 

Quando a noite se tornava mais escura e fria, Hoseok decidiu encerrar os trabalhos. Ele olhou em volta e se deparou com Yoongi o fitando. O menor disfarçou e olhou para mesa. O moreno riu por dentro e o ignorou. Assim que ele não estava o encarando mais, Yoongi tornou a observá-lo. O mais alto não percebeu, simplesmente pegou sua mochila e foi embora.

No momento em que ele dirigia seu carro refletia sobre as ações de Yoongi durante aquele dia. Ele o pegou diversas vezes o fitando com cara de paisagem.

 

“Será que ele gostou do beijo?” se perguntava.

 

Não o interessava no momento. Yoongi era atraente, mas só o beijaria novamente se o outro desse indícios fortes. Hoseok dirigiu com cuidado até em casa. Estacionou e subiu com a sua mochila. Ao chegar em casa surpreendeu-se com a mesa cheia.

- Boa noite! - encurvou-se.

- Boa noite! - os cinco responderam uníssonos.

- O que aconteceu para essa casa estar com mais três meninas bonitas? - disse com ternura e Yuju ficou vermelha.

- Elas vão dormir aqui hoje. - respondeu Sowon – Lave as mãos e venha comer conosco.

Dito e feito, Hoseok se apreçou para comer, seu estômago roncava. Ele sentou-se na mesa, ao lado de Yuju, e a menina se sentiu trêmula. Em seguida o papo fluiu e os riram bastante. Sowon e Hoseok eram dois palhaços e fez com que o quarteto caísse na gargalhada. Yuju estava cada vez mais apaixonada por Hoseok. O jeito como ele se portava, as brincadeiras e seu lindo rostinho a fazia cair de amores.

- Ok, agora vamos para o quarto? - Sowon levantou-se quando o assunto se encerrou e as outras a acompanharam.

As meninas logo entraram no quarto e a anfitriã fechou a porta. Ela ligou o computador e colocou uma playlist. As outras três nunca havia ouvido a música, mas elas desfrutaram das vozes e da sonoridade. Depois que a música acabou elas pediram para Sowon repetir.

- De quem é essa música? - perguntou Umji.

- Gfriend, é um grupo novo. - respondeu prontamente.

- Nossa, as vozes delas são lindas. - Eunha comentou abismada.

- Essa música é “Glass bead”, seu debut. Acho que estou virando fã dessas meninas.

- Eu sou muito velha para essas coisas, mas realmente me apaixonei pela voz da main vocalist. - disse animada, em seguida, Yuju imitou o high note.

- Nossa, você poderia ser a main vocalist do Gfriend, Yuju. - ela corou – Sério, canta muito bem.

- Só se for em algum universo paralelo. - riram.

As quatro se acalmaram e Sowon deixou as músicas do Gfriend rolar. A castanha catou várias almofadas e travesseiros para todas se sentarem confortavelmente.

- Porque Eunbi não está aqui? Ela não é sua melhor amiga? - Eunha indagou se direcionando a Sowon. As três se olharam.

- Bom, ela estava ocupada. - respondeu sem jeito.

- A verdade é que eu briguei com ela. - Umji falou rápido – Preciso de um tempo.

- Ah, entendi. - Eunha falou compreendendo a situação.

- Como vai o seu namoro com o Jin? - Yuju tentou desviar a conversa.

- Ah, muito bem. - disse animada – Ele falado com mais frequência sobre nós dois nos casarmos. - corou.

- Olha ela! - as três fizeram cócegas.

- Quero ser a madrinha. - afirmou Yuju com determinação.

- Porque você? - perguntou Sowon – Eu acompanho eles desde o começo.

- Eu também querida, na verdade, sou amiga da Eunha desde criança. - jogou o cabelo.

- Uau, toma aqui seu prêmio de melhor amiga da Eunha. - Sowon debochou e as outras riram.

- Sua idiota. - brincou – E você, como anda tua vida amorosa?

- Minha vida amorosa? - riu debochada – Mais bagunçada que esse quarto, se é que é possível.

- O que houve menina? Você não tinha resolvido ficar com Jimin? - Eunha perguntou curiosa.

- Não é bem assim… - Sowon explicou tudo desde o pedido até a noite de estudos com Namjoon – Eu não sei porque eu me senti assim. É muito confuso tudo isso. O que vocês acham?

- Eu sei lá, unnie, não tenho muita experiência nessas coisas. - respondeu Umji.

- Acho que você tem que esperar um pouco antes de tomar qualquer decisão para não partir o coração de ninguém. Fez bem em não aceitar. - Eunha falou confiante.

- Bom, é aquele ditado, nós vamos fazer o que? - falou Yuju debochando – Ok, falando sério. É aquele ditado, se você gostasse verdadeiramente da tua primeira opção, não existiria a segunda. Se você está com Jimin, mas ainda olha para Namjoon. Você não gosta dele como imagina.

- Nossa, filósofa. - Sowon falou abismada e Yuju tomou como um deboche – Estou falando sério, devia cobrar pra aconselhar pessoas.

- Obrigada, uma pena que minha vida amorosa não seja assim tão “fácil”. - disse fazendo aspas.

- O que você quer dizer com isso? - Umji perguntou.

- Eu acho que me apaixonei pelo cara errado. Ele mal olha para mim. - fitou a almoçada azul a sua frente.

- É, eu sei. Hoseok é gay, Yuju. - Sowon jogou a bomba.

- Sério? - disse triste.

- Como você sabia que era Hoseok? - as três perguntaram.

- Yuju, você é muito óbvia. - riu.

- Será que ele percebeu? - falou envergonhada.

- Relaxa, Hoseok é meio lerdo. - fez sinal com as mãos.

- Tudo bem, existem outros caras por ai. Você é atraente e inteligente. - disse Eunha.

- É. - pensou – E quem disse que eu preciso de alguém pra me sentir feliz?

- Isso é verdade. - afirmou Sowon – As pessoas têm essa mania de achar que todos precisam se completar com alguém, principalmente nós mulheres.

- Odeio quando dizem “Isso é falta de homem” - completou Yuju – Umji, meu anjinho, aprenda desde cedo. Você não precisa de ninguém para ser feliz. Só de mim.

- Ah, de mim também. - Sowon retrucou com ciúmes.

- Não se esqueçam de mim, suas patetas. - elas riram e continuaram a conversa.

Enquanto isso, na sala, Namjoon e Hoseok assistiam ao campeonato de ginástica rítmica. Os dois eram fãs da seleção coreana e sempre se reuniam para ver as apresentações. As exibições já estavam acabando e a equipe coreana conseguiu se classificar. Os dois pularam de alegria e se abraçaram. Agora teriam que esperar até a semana seguinte para ver a semifinal. Namjoon se despediu do amigo e foi dormir.

Mal se passaram cinco minutos e seu celular tocou. Ao checar, constatou que Sowon havia criado um grupo chamado “Paintball” e sete mensagens.

 

Sowonnie [23:47]: Então galera, criei o grupo para convidar a todos para jogar paintball amanhã pela tarde.

Yoongi-TOP [23:54]: Eu vou tirar a tarde pra dormir.

Eunha-cup-cake [23:58]: Eu estou confirmadíssima.

Sowonnie [23:58]: Eunha, você já me disse isso. Ta aqui do meu lado.

Eunha-cup-cake [23:59]: Me deixa mulher.

Jin [23:59]: Eunha, você sabe que eu não gosto desses jogos de tiro. Mas se você quiser ir eu vou.

Jimin-gogoboy [00:01]: Vou arrasar vocês, se cuidem.

Hoseok leu tudo e riu. Logo pensou em uma maneira de afrontar e não pode perder a oportunidade.

Hoseokie [00:03]: Quer dizer que Yoongi está amarelando? Obs: risos com o “TOP”

Yoongi-TOP [00:04]: Cale a boca seu ridículo. Eu vou e te destruirei. Sowon, estou indo a sua casa.

Sowonnie [00:05]: Pra quê?

Yoongi-TOP [00:05]: É particular…

Hoseokie [00:05]: Sabe que se falar alguma besteira para sua irmã, cabeças vão rolar.

Yoongi-TOP [00:06]: Não tem nada a ver com isso. Não se intrometa.

 

Hoseok riu, adorava implicar com Yoongi. Depois de 20 minutos o celular tocou mais uma vez.

 

Yoongi-TOP [00:26]: Sowon, estou aqui. Abra a porta.

Sowonnie [00:36]: Agora estou ocupada. Espere um momento.

Yoongi-TOP [00:37]: EU TO AQUI HÁ 10 MINUTOS E VOCÊ SÓ ME RESPONDE AGORA?

Hoseokie [00:38]: Deixa que eu abro rs.

 

Dito e feito, o menino abriu a porta e se deparou com um baixinho nervoso. O moreno apontou para dentro com deboche e Yoongi o fitou desconfiado.

- Pode sentar aqui, enquanto ela não chega. - ele apontou para o sofá e foi para a cozinha preparar seu lanche noturno.

Yoongi o seguiu e o mais alto estranhou. Ele sentou-se de frente ao balcão e encarou Hoseok.

- O que foi? - perguntou receoso.

- Nada. - ele olhou para os lados e um silêncio constrangedor tomou conta do local – Eu só queria saber...

- Aff, lá vem. - Hoseok falou farto imaginando que sua fala seria algo homofóbico.

- Porque você me beijou naquele dia. - o ignorou e Hoseok sorriu.

- É isso que você quer saber?

- Sim.

- Bom, fique tranquilo. - se aproximou – Se acha que eu vou te agarrar de novo está muito enganado. Foi apenas uma aposta. - suspirou – Claro que se você quiser… - murmurou.

- Então por isso? Você simplesmente beija alguém por causa de uma brincadeira?

Hoseok se assustou. Não sabia que o beijo tinha incomodado Yoongi dessa forma. Aparentemente, Yoongi irritou-se por ter sido um beijo insignificante. Pelo menos para Hoseok.

- O que você quer dizer com isso? - aproximou mais ainda.

- Nada, - falou trêmulo – só espero que você não repita isso de novo. É fútil.

- Tem certeza que é apenas por isso? - Hoseok puxou-o pela cintura e selou os lábios.

O mais baixo arregalou os olhos assustados, mas correspondeu. Seus lábios passearam pelos de Hoseok e ele não hesitou em oferecer a passagem para a língua. Naquele momento ele não se importava com quem ou de que gênero era Hoseok. Apenas queria ter aquela sensação novamente. Ele estava com sede de seus lábios macios e precisava disso. O mais alto segurou sua nuca aprofundando o beijo e as mãos de Yoongi passeavam pelas suas costas. O maior se sentiu vulnerável, havia tempos que não se sentia desejado dessa forma.

Ele abriu as penas de Yoongi para aproximar-se mais ainda. Hoseok explorou seu pescoço e clavícula. Cada vez que os lábios do moreno o tocava, era como pequenas ondas de choque fossem depositadas no lugar dos beijos. De repente, Yoongi lembrou-se que estava em local público e que poderia ser pego ali. Então se desvencilhou.

- É melhor eu ir embora. - Hoseok mordeu os lábios e respirou fundo.

- Tem certeza? - o fitou com malícia.

- Agora tenho mais ainda. - riu soprando.

- Ok, mas pense, Yoongi. Como uma coisa tão boa dessas pode ser errada?

Ele deu de ombros e se dirigiu a porta. Lembrou-se o motivo de estar ali, falar com sua irmã. Mas ignorou. Tudo que ele precisava era voltar para casa e refletir.


Notas Finais


Então, gostaram?
Teve um pouco de SoJoon pra ver se ainda existe uma SoJoon shipper sahuhsauhsauhs
Gostaram da aparição das meninas?
E do Yoonseok?
Comentem o que acharam por favor >.<

O próximo capítulo vai ser um pouco diferente, mas creio que vcs irão gostar. Aqueles que pedem um pouco de screentime pra Yuju vão adorar (espero hahaha)

Obrigada por lerem <3333
Desculpem-me por qualquer erro :c
Bjssssss <3333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...