História Love in Color - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Personagens Hyoyeon, Jessica, Seohyun, Sooyoung, Sunny, Taeyeon, Tiffany, Yoona, Yuri
Tags Girls' Generation, Snsd, Taeny, Yoonhyun, Yulsic
Visualizações 95
Palavras 7.372
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


BABIES!!
Primeiro, eu peço desculpas pela demora em postar. Final de semestre, final de curso... eu estou ficando um pouco enlouquecida TT
Eu não consegui atualizar sábado passado aqui, mas postei uma oneshot Taeny para tentar remediar a situação (vou deixar o link nas notas finais para quem se interessar).
Bom, eu adorei esse capítulo! Quase todas as soshis aparecem ;p
Eu espero que vocês gostem! Boa leitura ;)

Capítulo 7 - Capítulo 6: Good Thing


Sooyoung sempre fora bastante sincera e crítica, ainda mais quando se tratava de visuais. Ela sempre gostou de experimentar estilos e gostava principalmente de se contrapor às opiniões padrões, sempre fora perspicaz e persuasiva em seus comentários, e por aquele talento natural eu sempre soube que minha amiga se daria bem no ramo que desejou seguir. Não era à toa que tinha se tornado a editora chefe de uma das revistas mais prestigiadas da moda. O que a Paparazzi indicava virava tendência, era uma das maiores influenciadoras no ramo fosse para exaltar ou abominar certos estilos.

Muito daquele sucesso da revista era fruto do olhar afiado da minha amiga, e eu admirava por isso. No entanto, eu detestava quando eu era o foco daquele olhar. Eu já tinha me arrependido de ter ido à revista para vê-la. Francamente, bastava que ela dissesse se eu estava bem, mas ao invés disso Choi Sooyoung caminhava em volta de mim, os olhos semicerrados, a mão no queixo enquanto analisava minha roupa da cabeça aos pés. Tudo aquilo porque eu estava usando um dos poucos vestidos que havia em meu armário e sandálias com pequenos saltos. O tecido tinha um caimento solto no meu corpo e era de um tom salmão leve, as sandálias pretas com pequenos saltos finos, meu cabelo estava solto e usava pouca maquiagem.

— Francamente, Soo, pare com isso! — A empurrei levemente de minha frente enquanto caminhava para sentar em uma das poltronas em frente a sua mesa. — Não é como se você nunca tivesse me visto assim.

— Ora, Taengo, não pode realmente me culpar, você bem sabe que é raro te ver assim. — Apontou para meu corpo antes de caminhar de volta para sua cadeira. — Fez uma boa escolha. Está ótima com esse visual. — Finalizou piscando para mim.

— Obrigada, Soo.

— Agora me conta qual a ocasião especial. — Rolei os olhos para o tom malicioso de minha amiga. Sooyoung jamais perderia a oportunidade de implicar com quem quer que fosse.

— Não é exatamente nada de tão especial, só achei que poderia me arrumar um pouco mais se tenho que circular pela Flyers. — Dei de ombros. Por mais que preferisse meus confortáveis moletons, eu sabia que o ambiente elegante da galeria demandava por certo rigor na aparência. — Tenho uma reunião em alguns minutos com a Tiffany e com a Jessica.

— Oh, claro! — Soo murmurou com um sorriso divertido se espalhando em seu rosto e eu tinha arqueado a sobrancelha para ela. — O visual é para impressionar a Tiffany ou a Jessica?

— Ah, cale a boca, garota! — Sooyoung começou a rir enquanto eu a olhava com desgosto.

— É para impressionar as duas então?

— Ok, estou indo embora, Sooyoung. — Ameacei deixar o escritório dela.

— Aish, tudo bem, parei. — Murmurou.

Eu a olhei desconfiada e apenas me tranquilizei um pouco quando vi minha amiga bufar antes de dar de ombros. Sorri satisfeita para aquilo e voltei a me acomodar à poltrona.

— Mas eu acredito que à Tiffany você já impressionou, Taengo.

— O que quer dizer com isso? — Franzi a testa para minha amiga que dessa vez não tinha o típico sorriso brincalhão em seus lábios.

— Do que eu conheço a Fany, ela realmente ficou impressionada com suas composições e diria que mais ainda com você.

— Tiffany é... gentil! — Senti um pequeno e discreto sorriso se formar em meus lábios ao lembrar dela. Mais que gentil Tiffany Hwang era cativante. Do pouco que eu a conhecia, podia dizer que Tiffany tinha uma maneira única de se comportar com as pessoas e coisas ao seu redor: o modo como sorria e tratava as pessoas era tão acolhedor. Parecia-me disposta a acreditar que as coisas poderiam ser possíveis, bastava uma pouco de fé e garra. A Hwang ainda tinha algo a mais, algo especial... que eu não havia conseguido identificar ainda do que se tratava. — Por que acha que ela ficou impressionada comigo?

— De fato, Fany é muito gentil, mas não se engane se acha que ela não é tão orgulhosa quanto à Jessica quando se trata sobre a Flyers. Para ter insistido em realmente te conhecer e te convencer a participar disto, ela realmente deve ter sentido que você valeria muito a pena, Taengo. — Senti meu rosto queimar um pouco sob o efeito daquela frase de Soo. Tiffany acharia mesmo que eu valeria a pena? — E devo dizer que eu também me impressionei com você.

— Você? — Sooyoung acenou — Por quê?

— Francamente não achei que aceitaria, sem impor uma maior resistência, a dar uma nova chance a esse mundo da moda.

— Não se trata de apenas moda, Soo. Você sabe bem que minha afinidade é com as artes.

— Você entendeu o que eu quis dizer, Tae.

Suspirei desviando o olhar de Sooyoung. Era claro que eu sabia o que ela quis dizer. Também não achei inicialmente que aceitaria aquela proposta, não depois de tudo... Mas eu me vi incapaz de resistir quando fui apresentada à ideia de Tiffany. A proposta me pareceu interessante o suficiente para despertar algo em mim e me fazer querer apostar que, talvez, aquilo fosse uma boa ideia novamente. Era o mesmo mundo, mas que de alguma forma me apresentava um caminho diferente... E que talvez valesse a pena seguir.

— Bom, eu acho que coisas boas podem vir disso tudo. Acho que vale a pena tentar. — Murmurei ao voltar erguer os olhos para Sooyoung.

— Eu concordo e espero que isso aconteça mesmo, Taengo.

— Pode ter certeza que é o que mais desejo, Soo. Espero não me arrepender dessa decisão. — Ergui meu corpo da poltrona. — Tenho que ir, não quero chegar atrasada e dar motivos à Jessica de começar a implicar comigo novamente. — Bufei ao recordar da outra sócia da Flyers. — E muito menos deixar Tiffany esperando. — Acenei para Soo assim que me dirigi à porta do escritório.

— Hey Taengo! — Me virei com o chamado da mais alta e me arrependi assim que vi o sorriso brincalhão se fazer presente nos lábios de minha amiga. — A Fany conseguiu te impressionar também, não é? Aliás, diria até que te encantou.

Resmunguei para mais um comentário maldoso de minha amiga e apenas a ignorei continuando a deixar o lugar.

— Por que você não vai fazer algo de útil como trabalhar, Sooyoung, e deixa de ser inconveniente? — Tinha resmungado alto o suficiente para que ela pudesse ouvir.

Recebi de resposta em seguida apenas a gargalhada de Sooyoung, o que havia me feito revirar os olhos mais uma vez.

— Percebeu que você não negou também o que eu disse, não é, Taengo? Juízo na reunião. — A voz de Soo ainda soou antes que eu fechasse a porta do escritório dela.

Apoie-me à porta por alguns segundos para me recompor antes de seguir o caminho de saída da Paparazzi. Sooyoung e sua maldita perspicácia para perceber certas coisas. Eu não poderia realmente contradizê-la, porque a infeliz estava certa quanto ao fato de Tiffany também ter me impressionado, mais que isso... ter me encantado. Porque eu sabia que no fundo havia sido isso mesmo o que ocorreu... fora aquele encantamento que me fez aceitar aquela proposta. Eu estava disposta a me lançar novamente naquele mundo, porque eu queria conhecer, de fato, quem era a adorável Tiffany Hwang e o que ela tinha de tão especial.

※※※※※

— Você pode parar com a implicação, por favor, Jess. — Rolei os olhos para minha amiga que tagarelava impaciente. Estávamos na sala de reunião da Flyers, e enquanto eu organizava alguns croquis, Jessica folhava catálogos e mais catálogos de amostras, resmungando a cada momento que verificava o horário no celular.

— Tenho coisas a resolver, Fany! A Kim já deveria estar aqui. — Resmungou.

— Ela não está atrasada.

— Não importa, nós não deveríamos estar esperando, e sim o contrário. — Deixei um riso escapar de minha boca e recebi um olhar emburrado de Jessica, e apenas dei de ombros para ela. Minha amiga deixou de lado os catálogos e recostou-se à cadeira antes de me olhar séria. — Como exatamente estaremos realizando esta parceria?

— Eu vou trabalhar diretamente na parte criativa com a Taeyeon, vou auxiliar com detalhes na nossa coleção para que ela possa criar a exposição artística. — Jessica maneou a cabeça concordando e eu mordi o lábio antes de prosseguir. — Questões de valores, prazos e enfim toda a parte burocrática você fica responsável para discutir com a Taeyeon.

— O que? De jeito nenhum!

— Jess!

— Você que sempre foi a responsável para lidar com o artista. — Acusou, erguendo uma sobrancelha.

— E você disse que iria me ajudar! — Rebati, repetindo o mesmo gesto.

— A encontrar! Já fiz isso. — Jessica cruzou os braços enquanto girava a cadeira de costas para mim.

Respirei fundo antes de me levantar e caminhar até onde minha amiga estava, parando às costas dela. Coloquei minhas mãos sobre os ombros de Jessica e apoiei minha cabeça sobre a dela.

— Eu sei, mas como minha melhor amiga, eu estou pedindo para que continue ajudando. — Murmurei ao deixar um aperto suave em seus ombros.

— Por quê? — Jessica soltou um suspiro antes que uma de suas mãos segurasse a minha.

— Porque eu não quero ter esse tipo de relação burocrática com a Taeyeon. — Jessica girou suavemente a cadeira, apenas para que pudesse mirar meu rosto.

— Por que não? — Perguntou com os olhos semicerrados em minha direção.

— Isso atrapalharia o nosso trabalho artístico, e não quero que aconteça.

— Tem certeza que só isso?

— O que mais seria, Jess? — Nós nos encaramos por longos segundos. Enquanto eu tinha a testa franzida, Jessica me olhava atentamente, até que por fim se deu por convencida e deu de ombros.

— Tudo bem, Fany, eu assumo discutir os assuntos burocráticos com a Kim. — Jessica tinha murmurado com um leve beicinho se formando em seus lábios.

— Obrigada, J! — Sorri para minha amiga voltando a acariciar os ombros dela.

— Agora não pense que vou pegar leve com a Kim ou beneficiá-la no processo. — Comentou com um sorriso maldoso na boca, me fazendo rolar os olhos para aquilo.

— Você pode até tentar, J, mas eu sei que duas coisas se colocam aí. — Jessica me olhou curiosa e prossegui. — A Taeyeon não é tola e, além disso, eu sei que você é justa, Jess. — Finalizei com um sorriso nos lábios enquanto deixava um beijo na cabeça de minha amiga.

Vi Jessica revirar os olhos, mas antes que pudesse comentar algo, uma voz se sobressaiu às nossas.

— Oh! Acho tão lindo essas cenas fraternais entre vocês. — Nós nos viramos para encontrar a figura loira com um sorriso divertido nos lábios nos encarando no vão de entrada da sala de reuniões, enquanto eu imediatamente sorri para a recém chegada, Jessica bufou impaciente ao meu lado.

— Hyo! — Caminhei até a loira jogando meus braços ao redor dela em um forte abraço. — Fico feliz que esteja de volta!

— Já estava mais que na hora de voltar. Aliás, não sei por que não demitimos você ainda, loira. — Jessica resmungou apontando um dedo para Hyoyeon, que apenas riu dela, enquanto mais uma vez eu rolei os olhos para minha amiga.

— Simplesmente porque você sabe muito bem que não encontraria uma diretora de publicidade e marketing melhor que eu, Sica. — Hyoyeon rebateu ao piscar o olho para Jessica, antes de voltar sua atenção para mim. — Também é ótimo estar de volta, Tiff. Agora me atualizem sobre o que acabei perdendo aqui. — A loira tinha se sentado à mesa e eu repeti o gesto, voltando ao meu lugar.

— Finalmente –

— Antes disso — Jessica cortou minha fala e foi a minha vez de resmungar impaciente para ela — como foram as reuniões no Japão, Hyo?

— Melhores do que imaginávamos. Os anúncios serão ótimos para a Flyers. — Hyoyeon e Jessica trocaram um sorriso satisfeito antes que eu pudesse chamar a atenção delas novamente.

— Muito boa notícia, Hyo! Também temos boas novidades. — Comentei animada para a loira.

— Suponho que seja sobre a nova coleção pela sua animação.

— Exatamente! Encontramos a artista com o perfil que combina com a ideia da coleção! O que significa que de fato nossa nova coleção pode avançar.

Sentia meus lábios desenharem um grande sorriso assim que terminei de falar. Observei Hyo também se animar com a ideia, e a própria Jess também tinha um discreto sorriso nos lábios. Hyo ia comentar algo, mas novamente a porta da salão de reuniões havia sido aberta, atraindo nossa atenção.

— Francamente, o que há com os funcionários dessa galeria? Ninguém sabe que se deve bater antes de sair entrando nos lugares assim? — Jessica resmungou e eu a olhei incrédula. Jessica era a primeira a não se importar em bater às portas. — O que há agora, Lee? — Maneei a cabeça para minha amiga antes de olhar para a nossa secretária. Tive que controlar o riso quando notei os olhos esbugalhados de Lee, a garota havia ficado mais pálida que o normal.

— Perdão, miss Jung. Eu vim avisar que a miss Kim chegou. — Lee deu um passo para o lado revelando a mulher atrás dela.

Antes que meus lábios voltassem a desenhar um sorriso, eu os senti se entreabrindo um pouco ao contemplar a figura de Taeyeon. Não evitei que meus olhos esquadrinhassem a pequena figura esbelta em um vestido soltinho de um tom pastel próximo ao salmão. Os pequenos saltos a deixavam da minha altura, e as mechas loiras caiam-lhe perfeitamente pelos ombros. Não esperava vê-la daquela forma, mas eu havia gostado bastante. Taeyeon, aparentemente, era uma adorável caixinha de surpresas.

— Taeyeon! — A cumprimentei com um sorriso antes de me levantar e me aproximar dela, abraçando-a. Taeyeon demorou alguns segundos para corresponder, mas sorri quando sentir as suaves palmadas em minhas costas. — Gostei do visual. — Assisti as bochechas de Taeyeon corarem com o meu comentário assim que nos afastamos, o que me fez soltar um riso baixo. — Obrigada, Lee, e apenas ignore a Jessica. — Murmurei baixo, assistindo Lee acenar rapidamente antes de se afastar da sala, voltei-me para Taeyeon e indiquei a mesa de reuniões. — Fico feliz que não tenha mesmo corrido para longe daqui.

— Não faria isso com você, Tiffany. — A menor murmurou e foi minha vez de sentir as bochechas corarem. — Olá! — Taeyeon havia acenado para Hyoyeon — Jung. — Por fim tinha cumprimentado minha amiga.

— Kim! — Jessica acenou rapidamente para Taeyeon.

Eu revirei os olhos mentalmente para a formalidade entre aquelas duas. Antes de suspirar e me voltar para Hyoyeon e Taeyeon.

— Bom, deixe-me apresenta-las. Hyo, essa é a Taeyeon, a artista da nova coleção da Flyers. — Apertei o ombro de Taeyeon levemente antes de sorrir para ela. — E Taeyeon, essa é a Hyoyeon, a diretora de publicidade e marketing da Flyers.

— Então você é a artista que impediu que Fany surtasse e nos levasse junto, huh? — Hyo comentou ao apertar a mão de Taeyeon.

— Ou ainda vai provocar justamente isso. — Jessica murmurou atraindo o olhar de nós três. Eu estava prestes a repreendê-la mais uma vez, mas Taeyeon havia sido mais rápida.

— O que seria ótimo para você deixar o controle das coisas, não é Jung? — Taeyeon comentou calmamente ao se sentar.

Eu mordi o lábio para conter a risada do olhar enfezado que Jessica tinha direcionado a Taeyeon, mas Hyoyeon não se importou de se divertir com as implicâncias entre as duas.

— Gostei dela! — Hyo comentou rindo para Jessica, antes de apontar para Taeyeon. — Nós certamente vamos nos dar bem, garota. — Vi que Taeyeon tinha um sorriso tranquilo direcionado à loira.

— Também tive essa impressão. — A menor havia acenado de volta para Hyoyeon.

— Será que podemos parar com toda essa camaradagem e ir ao que interessa? Tenho mais o que fazer também. — Jessica atraiu nossa atenção novamente, deixei um suspiro escapar ao acenar para ela.

— Bom, eu vou deixá-las ter a reunião sem incômodos. — Hyo se levantou, acenando para nós. — E já que as coisas estão caminhando, acredito que isso peça uma comemoração oficial para o pré-lançamento da nova coleção da Flyers. — Hyo parou próxima a minha cadeira, apertando meu ombro enquanto piscava para Jessica.

— Ótima ideia, Hyo! Precisamos mesmo de um pré-lançamento para comemorar, inicialmente algo apenas para a equipe envolvida.  — Comentei animada com a ideia. Uma pré-festa seria muito bem vinda.

— Você não perde a oportunidade de planejar uma festa, não é Hyo? — Jessica comentou maldosa.

— E você não perde a chance de ser a primeira a confirmar presença, não é Sica? — Hyoyeon piscou para Jessica que apenas deu de ombros. — Vou planejar e comunico a vocês. — Hyoyeon voltou a se aproximar da porta da sala. — Taeyeon?

— Yeah — a menor encarou.

— Ainda teremos tempo de nos conhecermos melhor, e certamente nos esbarramos por aqui. — Hyo acenou para Taeyeon que retribuiu o gesto. — Ah, e boa sorte com essas duas aí. — Piscou por fim antes de deixar a sala.

Eu revirei os olhos para o último comentário desnecessário de Hyoyeon, mas acabei sorrindo ao ver que o comentário dela havia divertido Taeyeon. A loira mais baixa tinha soltado um riso fraco enquanto voltava a prestar atenção em nós. Os olhos de Taeyeon encontraram os meus e ela me sorriu levemente.

— Bom — Jessica limpou a garganta — temos alguns assuntos a tratar sobre como isso acontecerá.

— O que exatamente planejam para a exposição? — Taeyeon perguntou ao desviar os olhos entre mim e Jessica.

— Isso nós vamos decidir juntas. — Expliquei, atraindo a atenção dela. — Bom, vamos inicialmente trabalhar em dois eixos. — Taeyeon franziu a testa em confusão e eu sorri discretamente daquela expressão fofa. — Nós trabalharemos juntas na confecção artística, de fato. Eu vou te ajudar nos detalhes, informações e conceitos da nossa coleção e você fica livre para criar telas a partir disso.

— Não há um molde de desenho pré-estabelecido então. — Acenei afirmando e voltei a ganhar um sorriso de Taeyeon. — Ok, acredito que posso fazer isso. Você estará junto, certo, Tiffany? — Acenei novamente, com um sorriso para ela. — Ótimo, acho que é possível.

— Eu também acho! O outro eixo se refere aos valores, cronogramas, contratos, direitos... a parte burocrática.

— Ou seja, a parte chata. — Taeyeon resmungou e eu ri com aquilo. Ao meu lado Jessica bufava.

— Yeah, mas tão importante quanto. — Recebi um aceno afirmativo de Taeyeon e tomei uma pausa antes de continuar. — E bem, nessa parte você trabalhará diretamente com –

— Comigo. — Jessica me cortou e eu fechei os olhos brevemente. Ao voltar a abri-los, encontrei as duas se encarando. Rolei os olhos para o quão duas crianças birrentas elas pareciam: Jessica e Taeyeon tinham os braços cruzados, enquanto faziam suaves caretas uma para a outra.

— Isso é mesmo necessário? — Taeyeon me perguntou ao deixar os ombros caírem.

— Yeah, muito necessário! E eu agradeceria se vocês duas — apontei para cada uma delas, ganhando sobrancelhas arqueadas em resposta — colaborassem e parassem com a implicância uma com a outra. Nós estaremos trabalhando juntas por um bom tempo, e melhor que o façamos de bom humor, não? — Revezava meu olhar entre as duas.

— Se a Jung não for abusada, tudo bem por mim. — Taeyeon deu de ombros.

— Se a King não for uma perturbação ao meu juízo, tudo bem por mim também. — Minha melhor amiga comentou com um revirar de olhos.

— Ótimo! — Bati palmas — Melhor as duas se comportarem! Agora para selar esse acordo, que tal um cumprimento, huh?

— Não comece, Fany! Não somos crianças aqui. — Jessica resmungou.

— Tenho que concordar. — Taeyeon complementou.

— Olha só vocês já se entendendo. — Comentei brincalhona recebendo diferentes caretas em resposta. — Vamos lá, um aperto de mãos que seja. — Incentivei.

Observei satisfeita as duas suspirarem antes de voltarem a se encarar. Meu sorriso se ampliou quando as mãos de Jessica e Taeyeon se encontraram em um rápido e firme cumprimento. Não pude evitar rir das duas. Sabia que seria engraçado vê-las interagindo e gritando entre si enquanto construíamos aquela coleção.

— Vamos à leitura dos contratos agora. — Jessica logo interrompeu meus pensamentos ao estender pastas idênticas entre nós.

Antes que alcançasse pela minha via do contrato, observei a mulher à minha frente. Taeyeon mordia o lábio enquanto encarava a pasta à frente dela. Enquanto uma de suas mãos pousava sobre a capa do contrato, a outra estava estendida sobre a mesa. Eu não pensei muito antes de estender a minha própria mão e segurar a dela, deixando um suave aperto naquela pequena mão branca. Imediatamente os olhos de Taeyeon encontraram os meus, e eu não soube exatamente o que poderia justificar aquele gesto. Então apenas sorri e optei por verbalizar o que se passava em minha cabeça no momento.

— Estou feliz por estar aqui, Taeyeon. Acredito que muitas coisas boas estão por vir.

Observei o sorriso que se estendia em meus lábios se refletir nos de Taeyeon. E quando aquela pequena mão, paradoxalmente tão macia mesmo com alguns pequenos calos, apertou de volta a minha, e ouvi Taeyeon dizer que também estava feliz por estar ali, que acreditava que aquilo valia a pena... eu senti o calor da mão dela propagar-se pela minha mão e alcançar meus olhos. Porque de alguma forma, eu podia apostar que os caminhos daquela coleção seriam mais especiais do que eu poderia imaginar.

※※※※※

Assim que eu saí da galeria fui em direção à Magic, imaginando que seria uma boa opção para espairecer um pouco e tirar da cabeça a reunião que tinha acabado de ter com Fany e a abusada da Kim. Eu sabia que a mulher tinha talento o suficiente para ser algo a mais para a coleção da Flyers, mas sabia também que Taeyeon não facilitaria minha vida. Precisaria de muita paciência para trabalhar com ela. Tudo por aquela maldita relutância ao mundo corporativismo da moda. Eu não fazia ideia porque Taeyeon tinha tantos receios com relação àquilo, mas o que quer que fosse era forte o bastante para fazê-la discutir comigo para revermos várias clausulas do contrato.

Eu tinha deixado a reunião resmungando e com dor de cabeça por ter que precisar rever todas aquelas clausulas depois com Taeyeon, enquanto Tiffany parecia se divertir observando nós duas discutindo. Seria um exercício de paciência ainda maior porque eu sabia que minha melhor amiga iria se aproveitar daquela situação para tripudiar com a minha cara o quanto pudesse. Sem contar que a Kim aparentemente apenas implicava comigo, mas Tiffany ela tratava totalmente diferente.

Franzi os olhos mais uma vez com aquele pensamento. Tiffany poderia ser lerda em alguns casos, ainda mais quando o assunto era ela, mas eu era atenta o suficiente para perceber certas coisas. Mais ainda quando estas eram relacionadas ao que para mim mais importava: Tiffany, Seohyun e a Flyers.

Estava com a cabeça cheia e precisava me distrair por isso tinha ido até o estúdio de minha irmã, mas estava começando a me arrepender da ideia ao por os pés na Magic. Tinha dado de cara com um dos meus concorrentes diretos, senão o maior no momento, no ramo da moda. Nós nos conhecíamos desde a época de faculdade, e ele sempre havia feito questão de menosprezar os meus designs e os de Tiffany. Quando fizemos a Flyers acontecer e se tornar o que hoje era, eu tive muito prazer em exibir o império que havíamos consolidado, deixando a marca dele à nossa sombra.

Retirei meus óculos e deixei um sorriso de canto preencher meus lábios à medida que o homem caminhava em minha direção. O sorriso cínico dele nunca o abandonando.

— Jessica Jung! Que desprazer em vê-la, querida. — Ele parou a minha frente, usando um impecável terno risca de giz azul marinho que combinava muito bem com a gravata slin em um rosa claro. Eu o detestava, mas tinha que admitir que em certas ocasiões ele acertava no visual, principalmente quando não usava as extravagâncias que costumava produzir.

— Eu posso dizer exatamente o mesmo a respeito de vê-lo, Jo Kwon. De fato é um desgosto encontrá-lo. — Cumprimentei-o com um sorriso.

— Reunião agendada também por aqui, Jessica?

— Por favor! — Deixei um riso escapar. — Eu não preciso agendar reuniões, ainda mais na Magic. Diferente de você, Jo. — Pisquei para ele. — Aliás, veio implorar a Seo novamente para cobrir alguma de suas coleções?

— Oh! Claro que não, querida. Eu já entendi a exclusividade que a Magic, infelizmente, tem com você. — Deu de ombros. — Meu projeto com a Magic desta vez é diferente. — Comentou com um sorriso satisfeito, o que me fez arquear a sobrancelha.

— Bom para você que vai ter a honra de trabalhar com a melhor fotógrafa da cidade. Aproveite a chance, Jo. — Sorri satisfeita ao vê-lo rolar os olhos e sair do meu caminho. Aproveitei o espaço para continuar meus passos em direção ao elevador, mas mais uma vez o Kwon tinha me chamado. Rolei os olhos, antes de inclinar levemente minha cabeça por cima do ombro.

— Ouvi falar que a Flyers está preparando uma nova coleção, Jessica, e devo dizer que estou ansioso para vê-las fantasticamente se equivocarem desta vez. Vamos ver até quando são capazes de se manterem no topo, querida.

— Oh! Não se preocupe querido, talvez eu me lembre de convidá-lo para ver ainda mais a Flyers refazer os conceitos da moda e da arte. — Maneei brevemente minha mão em direção a ela e voltei a por meus óculos ao continuar meu caminho. Sorri satisfeita quando os resmungos baixos de Jo Kwon alcançaram meus ouvidos.

Assim que as portas do elevador se fecharam eu deixei minha expressão voltar a ficar séria. Encontrar aquele estúpido apenas havia servido para agravar meu mau humor, primeiro por insinuar um fracasso da Flyers. Aquilo havia me feito pensar que nada mesmo poderia dar errado naquela coleção, eu tinha controle sobre o que Tiffany e eu produzíamos, mas não sobre a parte em que a Kim colaboraria. Respirei fundo ao pensar em Kim Taeyeon novamente. Era bom aquela baixinha não me aprontar nada.

E segundo, eu estava irritada e curiosa para saber que tipo de projeto minha irmã estava tendo com Jo Kwon, simplesmente um dos maiores babacas que eu conhecia? O que quer que fosse seria bom Seohyun me explicar direito o que significava aquilo.

Tão logo o elevador parou no andar onde ficava o escritório de Seo, eu segui em direção à sala dela.

— Jessica! — A recepcionista de Seo, a qual eu sempre esquecia o nome, me cumprimentou. Acenei brevemente para ela.

— Seo está no escritório? — Perguntei sem me dar o trabalho de parar meus passos.

— Seo foi verificar como estava indo uma sessão de fotos. Não deve demorar.

— Ok, estarei esperando no escritório dela. — Não esperei por uma resposta dela e segui para a sala de minha irmã.

Eu gostava de estar no escritório de Seohyun, a decoração e o ar do ambiente combinavam perfeitamente com minha irmã. As câmeras, quadros e livros do lugar estavam sempre em seus devidos lugares e muito bem cuidados... Sorri ao me jogar no sofá do lugar e pensar que Seohyun poderia identificar com os olhos fechados onde cada um daqueles itens estavam. O ambiente do escritório era acolhedor com todos os detalhes sensíveis, e isso casava perfeitamente com a personalidade de Seo.

Enquanto eu estava esparramada pelo sofá apenas observando o lugar, Seohyun chegou ao escritório, caminhando diretamente para a mesa dela. Aquela secretaria não havia dito que eu estava aqui?  

— Da próxima vez você poderia ao menos cumprimentar minha secretaria de volta, unnie. — Minha irmã murmurou ainda de costas, me fazendo saber que a secretaria havia comunicado sim sobre mim. Resmungado, aliás. Rolei os olhos com aquilo.

— E você poderia comunicar a minha irmã que prefiro ela deveria me cumprimentar antes de bronquear? — Resmunguei de onde estava sentada e ouvi a risada de Seohyun.

A mais nova deixou uma pasta sobre a mesa antes de caminhar até o sofá, sentando-se ao meu lado e deixando um beijo em minha bochecha.

— Oi unnie. — Seo murmurou e eu dei um pequeno sorriso para ela. — Não avisou que vinha.

— Preciso avisar agora quando venho ver minha própria irmã? — Resmunguei e foi a vez de Seo rolar os olhos. — E não revire os olhos para mim, pirralha. — Empurrei o ombro dela, antes de cruzar os braços.

— O que há com você hoje, unnie? — Seo apoiou o rosto no sofá enquanto me encarava.

— Além de minha irmã aparentemente não se importar mais comigo por não ligar para mim? — Olhei para Seo pelo canto do olho, tomando uma respiração profunda. — Há várias coisas.

— Oh, pare com o drama. — Murmurou antes de jogar os braços ao redor de mim, me puxando para um abraço desajeitado. Enfim nós rimos um pouco antes de Seo me liberar de seu abraço novamente. — Agora me conta o que há para estar agitada assim.

— Deixe-me começar dizendo que meu mau humor se agravou ao dar de cara com o palhaço do Jo Kwon deixando a Magic, o babaca ainda ousou desdenhar da Flyers na minha cara. — Fiz uma careta de desgosto ao me lembrar do ocorrido. — E a senhorita pode ir explicando que projeto é esse que está com aquele estúpido. — Apontei para ela.

— Vocês nunca vão superar essa rivalidade e competição, não é mesmo? — Seohyun riu e eu bufei em descrença.

— Como se fosse não fosse tão competitiva quanto eu, irmãzinha. — Arqueei a sobrancelha para ela que apenas deu de ombros. — E ainda estou esperando uma explicação.

Seohyun suspirou antes de deitar a cabeça sobre o encosto do sofá.

— Eu não posso falar diretamente sobre isso com você ainda, unnie. Mas é um projeto que não tem nada a ver com a galeria dele. Na verdade, não vou nem trabalhar com ele diretamente. O Kwon é apenas um sócio intermediário, que esteve aqui apenas para entregar uma documentação prévia que o sócio dele nesse projeto, e com quem eu trabalharei diretamente, solicitou que fosse entregue.

Semicerrei os olhos ao analisar minha irmã. Seohyun estava misteriosa quanto àquele projeto, e mais ainda sobre com quem trabalharia. Para além do contrato profissional, eu sabia que ela estava omitindo algo propositalmente, mas se ela não poderia falar ainda eu respeitaria. Sabia que mais cedo ou mais tarde, ela contaria do que se tratava. Ou eu daria um jeito de descobrir.

— Vou me dar por satisfeita com essa resposta, por enquanto. — Seohyun sorriu para mim. — Mas não pense nem por um segundo que eu não sei que você está omitindo algo propositalmente. — Alertei e a vi acenar levemente.

— Como se desse para esconder algo de você por muito tempo, unnie. — Seo empurrou meu ombro. — Mas agora me conte como andam as coisas com a Flyers? Deu tudo certo com a artista? — Perguntou animada e eu suspirei.

— Isso depende do ponto de vista. — Ela franziu a testa para mim. — Do ponto de vista de Tiffany, tudo está indo muito bem. Do meu, eu ainda acho que Kim Taeyeon vai me dar muita dor de cabeça. — Resmunguei e ouvi as risadas de Seohyun.

— Eu não vejo a hora de conhecê-la, estou curiosa sobre Kim Taeyeon.

— Logo você vai conhecê-la. — Murmurei e vi minha irmã arquear a sobrancelha para mim curiosa.

Mas antes que Seohyun me enchesse de novas perguntas, que eu sabia que ela faria, nossa atenção foi atraída para a entrada do escritório dela. A porta tinha ficado entreaberta por isso não ouvimos quando ela entrou na sala, só soubemos da presença dela quando a voz inconfundível alcançou nossos ouvidos.

— Posso saber a quem vai estar apresentando a minha Seo, Sica?

Rolei os olhos para o tom levemente enciumado de Yoona, enquanto ao meu lado minha irmã sorria bobamente para a namorada. A minha paciência realmente estava sendo testada naquele dia.

※※※※※

Aquele dia estava cheio de surpresas. A primeira novidade tinha sido o novo projeto que eu tinha aceitado, não por causa de Jo Kwon, mas sim pela pessoa que havia me contatado. Tinha sido uma surpresa, uma das boas, e eu não negaria a oportunidade. Eu tinha gostado da ideia do projeto, e estava ansiosa para poder voltar a nos encontrar.

A segunda surpresa do dia tinha sido a visita da unnie. Há alguns dias que eu não via minha irmã, e encontrá-la ali tinha sido ótimo. A implicância típica de Jessica me divertia mais que me aborrecia, sabia que agir assim era um dos modos dela de demonstrar afeição. Nossa conversa sobre como as coisas estavam indo na Flyers tinha aumentado minha curiosa por conhecer a nova parceria da galeria, por tudo o que eu já tinha ouvido falar minha vontade de conhecer Kim Taeyeon só crescia.

Mas a maior surpresa, e eu deveria confessar que a melhor, tinha sido a chegada de minha namorada. Yoona não havia comentado nada sobre aparecer no estúdio hoje, na verdade achei que ela passaria o dia todo no restaurante. Jessica e eu estávamos tão entretidas que não a ouvimos entrar no escritório, só tinha percebido quando a voz dela se fez presente.

Sorri abobada para minha namorada e o tom levemente enciumado presente em sua voz. Assim que ela se aproximou um pouco mais de nós, eu me levantei para abraçá-la.

— Oi amor! — Joguei meus braços ao redor do pescoço de Yoona, enquanto as mãos dela se prendiam a minha cintura, selei nossos lábios. — Não me disse que viria.

— Quis te surpreender, baby. — Ela murmurou sobre meus lábios, antes de roubar mais um selinho.

— Adorei a surpresa. — Sorri para minha namorada ao deslizar a mão por seu pescoço, as mãos de Yoona apertaram minha cintura, puxando meu corpo para mais perto. Ela deixou uma pequena mordida no canto da minha boca, antes delas voltarem a se encontrar.

O beijo teria se aprofundado, se não fosse a interrupção de Jessica.

— Olá! Eu ainda estou aqui. — Jessica resmungou ao arremessar uma das almofadas em nossa direção. — Você me respeita, Yoong, e para de abusar da minha irmã.

Enquanto eu ria, Yoona apenas estirou a língua para Jessica, que por sua vez tinha rolado os olhos para ela. Entrelacei meus dedos aos dela enquanto voltava para o sofá, puxando minha namorada junto.

— Nós estávamos falando sobre a nova artista para a coleção da Flyers, amor. — Expliquei o assunto da minha conversa com Jessica.

— Oh! A que Sica primeiro ajudou a encontrar apenas para atrapalhar tudo em seguida, antes mesmo de apresentar à Fany? — Yoona provocou Jessica e eu tive que me impor entre as duas, porque minha irmã já tinha outra almofada pronta para arremessar no rosto da minha namorada.

Quando Jessica enfim largou a almofada e cruzou os braços emburrada, Yoona e eu não conseguimos evitar os risos.

— Crianças! — Minha irmã bufou ao rolar os olhos para nós.

— A unnie estava me contando que logo eu conheceria a artista, Kim Taeyeon. — Yoona acenou e nós duas voltamos a encarar Jessica. — Quando vamos conhecê-la?

Arquei a sobrancelha para o sorriso divertido que minha irmã esboçou, principalmente quando encarou Yoona.

— Em breve! Vocês sabem como a Hyo é, ela já está providenciando uma festa de pré-lançamento, assim vocês encontrarão a Kim lá. — Acenei confirmando e vi Jessica se levantar. — O que significa também que logo a Hyo está entrando em contato com você, Seo. — Jessica frisou aquela parte, piscando para Yoona. Foi a vez da minha namorada bufar, enquanto eu mordi o lábio. — Você sabe, maninha, combinarem a equipe de fotografia para cobrir o evento. — Deu de ombros.

— Claro, unnie. — Me levantei para abraça-la. Jessica deixou um beijo em minha testa antes de se virar para Yoona, bagunçando o cabelo dela.

— Não sinta tantos ciúmes, certo Yoong? — Minha irmã começou a rir da cara emburrada de minha namorada, enquanto caminhava em direção à porta. Eu rolei os olhos para a provocação de Jessica enquanto abraçava os ombros dela e a puxava para longe de Yoona.

— Tinha que provoca-la, unnie? — Resmunguei.

— Yoong que começou. — Encolheu os ombros.

— Agora quem são as crianças aqui, huh? — Empurrei o ombro de minha irmã, fazendo Jessica rir. Abracei Jessica assim que saímos do meu escritório. — Jess? — Ela me olhou atenta. — Tente levar numa boa, ok? Tenho certeza que a nova coleção da Flyers vai ser um sucesso.

— Claro que vai, Seo. — Jessica suspirou. — Ou as coisas não ficar boas para ninguém, especialmente a Kim. — Piscou para mim, antes de por o óculos novamente e caminhar em direção aos elevadores.

Acenei para Jessica antes de suspirar e voltar para o escritório. Encontrei minha Yoona sentada no mesmo lugar, ainda com uma expressão emburrada. Suspirei antes de fechar a porta do meu escritório e caminhar até ela.

— Amor, não está levando a Jess à sério, por favor. — Murmurei ao apoiar minhas mãos nos ombros dela, enquanto sentava sobre o colo de Yoona, uma perna de cada lado do corpo dela.

— Eu sei que a Sica faz para provocar, Seo, mas ela está certa sobre isso. — Deu de ombros. As mãos dela tinham ido parar em minhas coxas, deslizando por elas, enquanto eu tinha aproximado minha boca do pescoço dela, beijando-o.

— Ainda ciúmes da Hyo? — Deixei uma mordida suave na base do pescoço dela e senti a mais velha apertar minha coxa em resposta.

— Claro que sim. — Murmurou e eu levei minhas mãos até o pescoço dela, puxando o rosto de minha namorada para mim.

— Não precisa disso. — Sussurrei sobre a boca de Yoona antes de prender o lábio inferior dela entre os meus lábios.

Nossos lábios deslizaram juntos em um beijo lento, explorando cada canto da boca da outra. A língua de Yoona tinha deslizado pelo céu da minha boca, arrancando um gemido de mim. Minhas unhas arranhavam o pescoço dela, enquanto as da mesma deslizavam pela lateral do meu corpo. Minha namorada jogou meu cabelo para o lado permitindo acesso ao meu pescoço, levando seus lábios até ele.

— Não posso evitar, baby. — Eu tinha fechado os olhos para apreciar os beijos que ela distribuía em minha pele. — Eu ainda vejo o modo com a Hyo age quando está perto de você. — Suspirei quando a senti morder meu pescoço. Certamente ficaria marcado.

— A Hyo é apenas minha amiga, amor. — Puxei algumas mechas do cabelo dela na base da nuca e sorri satisfeita ao ouvir o pequeno gemido abafado em meu pescoço. — Aliás, nossa amiga.

— Eu sei disso, mas o que vocês já tiveram –

— Você sabe que não chegamos a namorar sério. — A interrompi. Minhas mãos tinham se concentrado na blusa de botão que Yoona usava e começado a desabotoar os primeiros botões, a ponta dos meus dedos deslizando pela clavícula dela.

— Felizmente porque você não quis, Seo. — Murmurou sobre meu ouvido, antes de morder o lóbulo da orelha. — Mas se dependesse dela as coisas seriam diferentes. — Ouvi minha namorada resmungar, ao encolher levemente os ombros e pousar as mãos dela em meu bumbum.

— Podemos deixar esse assunto de lado e nos concentrar aqui? — Puxei o rosto de Yoona para mim, puxando o lábio dela em uma suave mordida.  

Minha namorada sorriu sobre meus lábios, me surpreendendo ao apertar meu bumbum e erguer nossos corpos levemente apenas para me deitar no sofá, o corpo dela sobre o meu. Entrelacei minha perna a dela, minhas mãos deslizando por dentro da blusa, enquanto as de Yoona seguravam minha cintura. A mais velha tinha beijado meu rosto, os lábios descendo os beijos até meus ombros.

— Claro, baby. — Beijou meu pescoço. — Eu só detesto os ciúmes quando você está perto do seus ex. — As mãos de Yoona voltaram a apertar minha cintura, enquanto ela escondia o rosto no espaço entre meu pescoço e ombro.

Fechei os olhos enquanto mordia o lábio e acariciava as costas de minha namorada. Suspirei ao pensar que se ela ainda tinha ciúmes da Hyo, que era uma amiga em comum entre nós, eu não queria nem pensar como Yoona reagiria quando soubesse com quem eu estaria trabalhando daqui uns dias. Maneei levemente a cabeça, eu contaria depois a minha namorada, no momento poderia apenas aproveitar as carícias dela.

※※※※※

O movimento na Chocolate Love estava relativamente calmo naquele horário. Enquanto eu esperava meu muffin, fiquei mexendo distraidamente a colher sobre o cappuccino, há muito que já tinha desmanchado a flor feita sobre a camada de leite. O sorriso não deixava os meus lábios desde o momento que havia encontrado Taeyeon no início daquele dia. A reunião havia sido produtiva, mesmo com as implicâncias entre Taeyeon e Jessica. Eu não podia negar que me divertia vendo as duas interagirem. Eu estava feliz com a chegada oficialmente de Taeyeon naquela parceria, agora sentia que os detalhes da coleção começariam a deslanchar. Mal podia esperar para iniciar as composições com a loira.

— Um muffin de chocolate por seus pensamentos. — Ergui o rosto com um sorriso ao ouvir a voz de Yuri. A morena tinha acabado de deixar o muffin a minha frente, a mão dela esbarrando suavemente na minha.

— Estou contente, Yuri ah! — Sorri para ela que me retribuiu ao se sentar de frente para mim. — Enfim achei a artista que procurava para, de fato, fazer acontecer a nova coleção da Flyers.

— Ótimo isso, Fany ah. Fico contente por você. — Yuri me encarava com um sorriso — Bom?

— Você está brincando? É sempre perfeito! — Murmurei escondendo minha boca cheia com a mão, enquanto Yuri ria de mim. — Você precisa me dizer o que coloca de especial nessa massa.

— Isso deveria ser segredo, mas — ela aproximou o rosto do meu — qualquer dia desses eu conto para você. — Piscou para mim antes de voltar a se afastar.

Antes que eu pudesse respondê-la fui interrompida por uma voz conhecida às minhas costas, mas que não era direcionada a mim.

— Só é possível te encontrar nessa cafeteria agora, Yuri? — Virei meu rosto para trás encarando surpresa a minha amiga e diretora de publicidade, Hyoyeon. Tanto quanto eu, a loira se surpreendeu ao me encontrar ali. — Fany ah!

— Hyo! — Rebati ao vê-la sentar no banco ao meu lado. Por trás do balcão Yuri nos olhava também surpresa. — Não sabia que vocês se conheciam. — Apontei para Hyo e Yuri.

— Acho que nenhuma de nós aqui tinha noção disso. — A morena comentou, antes de encarar Hyoyeon com a sobrancelha arqueada.

— A Tiffany é uma amiga e também uma das minhas patroas. — A morena parece se recordar de algo, e apenas acena em concordância. A loira virou-se para mim. — E deixa eu adivinhar, vocês duas se conhecem aqui mesmo da cafeteria, não é? — Tanto Yuri quanto eu acenamos confirmando. — Claro, duas viciadas em café. — Deu de ombros nos fazendo rir.

— E vocês duas se conhecem de onde? — Murmurei ao bebericar meu cappuccino.

— Da noite. — Hyoyeon respondeu com um sorriso divertido antes de piscar para Yuri.

— Da noite? — Murmurei para Yuri, arqueando a sobrancelha para ela.

— Não é o que você está pensando, Tiffany. — A mais alta semicerrou os olhos em minha direção, um sorriso também brincando em seus lábios.

Enquanto eu encarava Yuri, Hyoyeon ria e roubava pedaços do meu muffin.

— Deixa eu colocar de outro modo: nós nos conhecemos da boate. — A loira voltou a se pronunciar. — Yuri também é dona de uma boate.

— Por essa eu não esperava. — Exclamei surpresa ao encarar novamente a morena. — Você nunca mencionou algo do tipo. — Acusei.

— Como a Hyo comentou, eu tenho ficado mais tempo por aqui na cafeteria que na boate. — Yuri encolheu os ombros. — Eu prefiro o ambiente do café, por isso só tenho ido à boate poucas vezes durante a semana, e apenas quando minha gerente não pode resolver as coisas.

— Você precisa ver, Fany, é uma das melhores da cidade. — Hyoyeon comentou atraindo minha atenção. — E se tudo ocorrer bem, está conhecendo em breve. — Piscou para mim.

Aquela última frase tinha atraído tanto a minha atenção quanto a de Yuri.

— O que isso quer dizer? —Murmurei.

— Pensei em realizar a festa de pré-lançamento da sua nova coleção — Hyoyeon piscou para mim, antes de apontar para Yuri — na sua boate.

— Será que é possível? — Sorri animada com a ideia, antes de focar minha atenção em Yuri.

— Claro que sim, Tiffany. — A morena sorriu para mim e eu espalmei minhas mãos no balcão, comemorando a ideia.

— Ainda estou agendando o evento, então não sei informar uma data precisa. — Hyo murmurou e eu mordi o lábio apreensiva. Se a boate era uma das melhores da cidade, talvez não estivesse disponível na data que gostaríamos.

Senti a mão de Yuri pousar suavemente sobre a minha, com um leve aperto chamando minha atenção.

— Não se preocupem com isso. — Murmurou para Hyo antes de fixar os olhos sobre mim. — A Secret está ao seu completo dispor, Tiffany. — Yuri falou tranquila ao sorrir para mim.

Um grande sorriso preencheu meus lábios e eu senti meu rosto corar suavemente. Mais uma coisa estava se encaminhando, e eu só podia ficar contente e ansiosa com tudo o que estava acontecendo. E o que ainda iria acontecer.


Notas Finais


E então?! Estou curiosa para a reação de vocês ao capítulo ^^
O próximo será, digamos que, agitado hm
Tentarei ao máximo conseguir tempo essa semana para escrever e postar no próximo sábado!
A oneshot que falei nas notas iniciais: (https://spiritfanfics.com/historia/youre-my-show-girl-9904969)
Obrigada por acompanharem 'Love in Color', babies ❤
Quem quiser falar comigo no twitter, meu user é @jamunnie


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...