História Love in the jungle of stone - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Norman Reedus, Originais
Personagens Norman Reedus, Personagens Originais
Tags Norman Reedus, Romance, The Walking Dead
Visualizações 17
Palavras 906
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Enjoy

Capítulo 3 - Capítulo 3- Sorte ou azar


Fanfic / Fanfiction Love in the jungle of stone - Capítulo 3 - Capítulo 3- Sorte ou azar


Lisa veio sorridente, e puxou o braço da amiga. Queria tirar a amiga do prédio.

Entraram na cafeteria ao lado. Lisa foi fazer os pedidos e Valentina foi buscar um lugar pra sentar. Ainda estava digerindo tudo que seu antigo chefe tinha dito.

Primeiro não conseguia entender o porquê de ter ficado entre os cincos. Não era cabeça de nada. Não tinha faculdade. Na verdade, aos seus 23 anos ainda não sabia o que faria de sua carreira. Tinha caído nesse emprego de paraquedas.

Sua amiga voltou com os cafés em mãos, seu sorriso gigante no rosto. Lisa realmente estava feliz.

-Me conta tudo - exclamou Lisa. Realmente estava empolgada, que nem se deu conta de que sua amiga podia estar no olho da rua, ou melhor com o pé no avião pra voltar pro Brasil.

-Pelo jeito você está entre os cincos-falou e deu um sorriso de canto- Eu também estou, mas estou tão nervosa Lis.

-Porque?-questinou a amiga- É sua chance. Você mesma odiava aquela editora. É sua chance. Você não notou?

-Chance de quê? Vamos ser sincera Lisa. Não sou formada em nada. Só era uma secretária pra aquele...-Não terminou, realmente começou a sentir raiva. Valentina estava desconfiada que fosse algum boicote de seu ex chefe.

-Pelo jeito que ele gosta da gente, também estou. Mas ele não é nosso chefe mais. E se não conseguimos essas vagas, vamos ter que ir embora. Você quer isso?-Lisa questionou por fim.

-Obvio que não-respondeu revirando os olhos

-Então temos que nos preparar.

Termiram seus cafés. Lisa falante o tempo todo. Valentina sentia inveja da segurança e confiança que sua amiga sentia de si mesma. Ela não conseguia essa confiança toda. Isso era culpa de Joseph. Foram dois anos para ele conseguir tirar toda sua auto confiança.

Ela estava com a mente distante. Uma parte do seu cérebro ouvia o que sua amiga dizia. Outra parte ficava imaginando como seria esse trabalho.

Deu um sorriso pra sua amiga, quando a mesma começou a rir da cara dos seus 'amigos' de trabalho. Os mesmo que tinha sido demitidos. Gente mais talentosas que elas. Mas de caráter zero.

Abriu sua pasta e tirou o papel que seu chefe tinha lhe dado.

No papel estava o endereço do prédio onde ficaria o nova editora da revista. Tinha o horário. Era as 9:00. Suspirou aliviada pela hora. E embaixo estava o nome do seu chefe. Na verdade chefa. Carolina Herrera.

Colocou uma mão no peito. Sentiu falta de ar. Ela não acreditava que estaria amanhã fazendo entrevista para uma das maiores estilistas do mundo.

-L lisa-caguejou- você viu isso?-estendeu o papel a amiga

-Não acredito! O que ela quer com você?-a amiga agora estava nervosa também.

-Sua entrevista não é no mesmo lugar?-questinou

-No mesmo prédio, mas não tem nada de Carolina Herrera aqui.-parou de andar e ficou pensativa.

-Aposto que é alguma piada de mal gosto do Joseph.-concluiu por fim.

-Talvez, mas só consigo ver você se demenospresando a si mesma - Lisa disse e revirou os olhos.

Param em frente a estação de metrô. Lisa morava perto também do seu antigo emprego, porém era pra outro lado. Abraçou a amiga e lhe desejou boa sorte. Prometendo ligar para Valentina mais tarde.

Valentina tinha uma mente fértil. Estava criando vários cenários em sua mente, para o outro dia. Ela estava em ponto de surtar.

Subiu as escadas do seu prédio. Morava no terceiro andar. Amava a vista que seu apê tinha. Era de tirar o fôlego.

Jogou suas coisas no sofá e se jogou também. Não sabia o que fazer, como se preparar. O que aquela mulher queria com ela? Como sabia dela? Por que? Por que? Sua mente encoava todo tipo de dúvida.

Resolveu que era melhor deixar tudo tomar seu curso natural. Ela não tinha nada pra oferecer de diferente. Era uma simples auxiliar que servia de secretária para um gordo ranzinza.

Tomou um banho e foi para cozinha tentar arrumar alguma coisa para comer. Como sentia falta do seu arroz e feijão. Americanos comem muito mal. Comida caseira era coisa de outro planeta ali.

Achou melhor pedir uma pizza. Estava cansada. Mesmo não trabalhando naquele dia, estava cansada mentalmente. Prometeu a si mesma que comeria e cairia na cama. Mesmo sendo cedo. Queria estar disposta, ou pelo menos se livre daquelas olheiras que o domingo tinha trago.

Quando terminou de comer, seu telefone toca. Olha pro visor e lê o nome de sua amiga. Atende e coloca no viva voz:

-alô Lisa-diz em voz alta.

-Já surtou?-a amiga pergunta divertida.

-Não. Ainda não. Acabei de comer, já ia dormir.-respondeu com um sorriso se formando. Lisa tinha esse dom de deixar tudo mais leve.

-Vamos juntas amanhã? Já escolheu sua roupa? É uma estilista. Pelo amor de deus. -lembrou Lisa.

-Eu estava pensando nisso... Como eu deveria ir?-mordeu o lábio. Nisso ela estava completamente ferrada.

A amiga gargalhou e deu umas pequenas dicas para Valentina. Mesmo não estando no mesmo ambiente agora, ela sabia que sua amiga além de ter pouca roupa, era de um estilo bem preto. O guarda roupa de Valentina so tinha isso.

Se despediram no telefone já marcando o lugar de onde se encontraria no outro dia.

Foi pro seu quarto e ligou sua pequena vitrola. Amava discos antigos. Tinha gastado uma nota com aquele treco velho. Mas amava. Colocou The Cure para rolar bem baixinho e se deitou na cama.

-Estou mesmo ferrada!


Notas Finais


Me digam se estão gostando. Ou algum erro. Beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...