História Love in The Sixties - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Beatles
Personagens George Harrison, John Lennon, Paul McCartney, Ringo Starr
Tags George Harrison, Homossexualidade, John Lennon, Mclennon, Paul Mccartney, Ringo Starr, Romance
Exibições 54
Palavras 590
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu demorei pra escrever esse rs
Olhaaa, esse aí é ALTAS TRETA HEIN
obrigada por ler, deixa aí seu comentário!
Até as notas finais :*

Capítulo 10 - Esperança


Narração: Narrador

Paul e John acordaram abraçados onze da manhã, os outros meninos também em casa, já acordados.

- Hmm. John? - Paul bocejou - Acorda.

- Bom dia, Paulie. Gostou de ontem?

- Foi maravilhoso, Johnny.

- Mmmm - John espreguiçou - Ah, eu te amo.

- ... - Paul corou - Eu... Também te amo.

- O que?

- O que você esperava que eu respondesse? É a verdade, eu te amo.

- Não é meio... cedo?

- Você falou primeiro! - Paul respondeu rindo, enquanto carinhosamente acariciava o rosto de John.

Depois daquilo, os dois deram um longo beijo apaixonado. Se vestiram e encontraram os outros dois Beatles na sala da casa. Estavam sentados no sofá, conversando e assistindo TV.

- Nossa, vocês acordaram tarde - George comentou - Ficaram acordados?

- Ficamos conversando durante a noite e perdemos a noção da hora.

- Sei. Eu sei o que vocês estavam fazendo! - Ringo disse, sério.

- ...Oi? - Paul respondeu, incrédulo.

- Já era, gente. - George acrescentou cruelmente - Eu falei pra ele.

- O que? - John respondeu, também incrédulo.

- Eu não consegui segurar por muito tempo, desculpa gente.

- ... - John estava com o sangue fervendo, lágrimas de raiva en seus olhos e prestes a soltar sua raiva. - SEU FILHO DA PUTA! - Ele começou - VOCÊ TEM SORTE DE TER SIDO ACEITO NESSA BANDA, VOCÊ É UMA CRIANÇA! NEM UM SEGREDO VOCÊ SABE GUARDAR, E, NA REALIDADE, EU SÓ DEIXEI VOCÊ ENTRAR NA BANDA POR PENA.

- Calma, calma... - Paul tentou o tranquilizar, o abraçando.

John, abraçado com Paul, começou a chorar e soluçar em seu ombro enquanto o mais novo acariciava seu cabelo. Ringo estava sem reação ao escândalo e tentou sair de fininho para o corredor.

- E VO-OCÊ N-ÃO SAI-A DAÍ! - John se virou e gritou aos soluços, mas tentando parecer autoritário.

- Eu me recuso a receber ordens de você. Quando eu descobri que você era gay, achava que era invenção, alguma coisa inventada por um fã, sei lá.

- Mas é verdade. - Paul interviu, quase chorando junto com John. - Nós d-ois so-mos.

O queixo de Paul começou a tremer e ele chorou, os dois abraçados, consolando um ao outro. George já havia se retirado para seu quarto, tentando evitar confusão, enquanto Ringo assistia com desprezo até se retirar, para o mesmo quarto que estava George.

(Sugestão de música para agora: Photograph - Ed Sheeran)

Paul já tinha se acalmado, então ele e John se soltaram e se olharam nos olhos com as mãos dadas. Paul havia parado de chorar e acariciava o rosto de seu amante, que ainda chorava pouco.

- Por favor, não chora, senão eu choro de novo - Paul disse a John carinhosamente, as mãos ainda em seu rosto.

Paul soltou o rosto do outro e segurou suas mãos, as olhando.

- Suas mãos são lindas.

John soltou as mãos das de Paul e as posicionou em seu rosto.

- Você é lindo.

Paul sorriu envergonhado.

- A gente precisa fazer alguma coisa quanto a George e Ringo - Paul interrompeu - Se continuar assim, essa banda acabou.

- Eles são uns merdas. Eu não ligo pra eles. A gente faz uma dupla, só nós. Não seria bom?

- Eu gosto deles, John. Não tanto quanto eu gosto de você, é claro, mas eu me importo, sabe?

- Hm. Tudo bem, se for por você.

No quarto, George e Ringo estavam sentados um em cada extremidade da cama.

- Ringo?

- George.

- As ofensas foram falsas, não é?

- Ao John? Claro. Eu não quero que eles descubram.

- O meu disfarce é mais eficiente. Eu uso a Pattie.

- Esse disfarce me dá ciúmes.


Notas Finais


O que acharam? HUAHUA
UNS PLOT TWIST LOKO TALIGADO
Deixa aí o seu comentário pra me motivar a escrever mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...