História Love in trouble - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Álcool, Suspense, Violencia
Visualizações 30
Palavras 1.931
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Mistério, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Vou postar toda segunda
Boa leitura

Capítulo 1 - O tarado do trem


Fanfic / Fanfiction Love in trouble - Capítulo 1 - O tarado do trem

Eu tenho que escrever como uma carta de admissão, não é?

Eu já li muitas delas, mais é a primeira vez que eu escrevo uma.

Quando eu era mais jovem, Eu...


    ( Esperança para o futuro )

Estava no metro quando sinto uma mão na minha bunda. Olhei pro lado e vi um homem de terno com a cara mais sem vergonha do mundo. Mais deixei quieto. Derrapante sinto de novo e olho pra ele e ele me olha, quando o metro freia ele quase me derruba no chão.

- Me desculpe 

- Foi você, não foi? - pergunto e ele olha ao redor como se tivesse procurando mais alguém pra eu perguntar. 

- Como? - Ele quer jogar? Muito bem pois vamos

- Se eu andar de metrô dez vezes, encontrarei alguém como você apenas um vez. Prazer em conhece-lo? -falei lhe estendendo a mão 

- Está falando comigo? Você me conhece? - Perguntou olhando ao redor 

- Sim, bem até demais, eu tenho um trauma por causa de pervertidos como você - Todo mundo olhou 

- Você não está me chamando de pervertido, está? Escuta aqui. - falou nervoso 

- Estou.

- Quem você acha que eu sou?

- Um bêbado tarado.

- Porquê? 

- Você acabou de toca na minha bunda de uma forma nojenta.

- Porquê eu tocaria na sua bunda? 

- essa é a pergunta. Por que você toca na bunda de outras pessoas? 

- Eu não toquei. - Então ele quer descutir muito bem - Eu não toquei, eu juro - falou altô - Só quero saber, porque você acha que eu fiz isso?

- Você acha que voce é o primeiro tarado que eu vejo de terno? Esta se fazendo de idiota? Eu tenho olho bom pra isso 

- Nossa, Você é louca. Escuta aqui... - interrompi 

- Isto é um ato de violência sexual sob a cláusula 13 de assédio. Você pode pegar um ano de prisão ou paga uma multa de 3 Milhões de wons. 

- Não é a cláusula 13,  é a 11. Vamos deixar as coisas claras. 

- Viu? Eu te peguei, Você já fez isto antes não é? - te peguei 

- Como licença, eu não ia dizer sobre quem eu sou... - interrompi 

- Por que fez isso?  VOCÊ SE SENTE BEM AO TOCA A BUNDA DE UMA ESTRANHA? - é pra todo mundo ouvir 

- Quando eu toquei... 

- E legal se despi em público? Não tiré a sua cueca .

- Eu não tirei!! Por que está fazendo isso comigo? - cansei já que ele não vai admiti vamos ao seguranças. 

Me virei pro outro lado e tinha um homem baixinho e gordinho pensei na possibilidade de ser ele mais me recuso.

- Como licença, pode chamar a segurança pra mim?

- Sim - falou olhando para o homem de terno - Seu canalha 

- Não sou canalha.

- Saia tenho que descer - falei

Ele nada falou mais se virou pro homem baixinho e falo .

- Não me denuncié

- Não se meta comigo - falou o baixinho 

- Não foi eu. NÃO FOI EU - gritou - Meu Deus, qual é?... Hein? Essa é minha parada também.

Ia saindo do metrô mais ouvi ele falar que essa também era a parada dele nesse virei rapidamente e não deixei ele sair do metrô. A porta fechou e dei um sorrisinho pra ele .

- Bey - sussurrei acenando pra ele.

Louca? Talvez 

Por causa do tarado do metrô eu esqueci porque vim até aqui. 

Eu recebi uma mensagem anônima uma hora antes

- Tenho certeza que é só brincadeira - tentei me convencer - mais como eu já sei disso. Não vai doer se eu entrar. 

Entrei e vi ele saindo do elevador com uma moça de vestido amarelo.Ele se virou e me viu. E no mesmo minuto sussurrou algo para a mulher e veio até mim. 

- Bong Hee?

 

        NOH JI WOOK

- Estou atrasado? - Perguntei preocupado. Já que me atrasei por causa da louca do metrô. 

- O trânsito não tava ajudando nao é? - o trânsito não, mais a louca sim

- Nunca pegue a linha 6 Do metrô a essa hora. Você pode esbarrar com uma louca.

- Uma louca?

- Ela era completamente louca. Me transformaram em bêbado graças a ela 

- Bêbado? Quem? 

- Eu - esse velho não está prestando atenção ou tá surdo

- Eu não sabia que você era disso.

- Eu me sinto enjustiçado por causa daquela mulher .

- Como isso aconteceu? 

- Eu não sei. Ela disse que tinha um olho bom pra bêbados.

- Ela tem?

- Por que ela fez isso comigo? 

- Aqui. BêbA - me deu um copo de água .

             BONG HEE 

Estavamos numa mesa. Ele não falava nada então resolvi fala.

- Explique o que aconteceu - aconteceu que ele é um traidor mais quero ou vir isso dele.

- Não há nada pra explicar 

- Eu te peguei aqui com outra mulher e você não tem nada pra explicar? 

- Mais não é o que você pensa 

- Então o que é? 

- O importante é que eu ainda te amo muito -  Então porque você me traiu?  - Eu posso ter cometido um erro mais meus sentimentos não mudaram. Isso que importa.

- Quantas vezes?  Quantas vezes você fez isso? 

- Você não vai acreditar se eu disser que foi a primeira vez - Não mesmo - Mais você vai se magoar se eu disser que fiz isso antes - muito - Então porque me pergunto isso?

A verdade é que eu já sabia que isso ia acontecer .

            FLASHBACK ON

13:45

《 BH: Onde você está? Esta ocupado?

15:18

《 HJ: Estou em casa estava dormindo


        As respostas dele se tornaram cada vez mais demoradas


- Outra pessoa entro no seu carro? 

- O que? Será?  Não lembro


Eu comecei a ver coisas diferentes em seu carro

[ Hee joo ]

- Alô 

- Você me ligou? 

E suas respostas demoravam cada vez mais.

Eu sabia que você tinha mudado.

Que você tinha outra pessoá. 

E que você era um traidor filho da mae.

MAIS EU FINGI NÃO SABER.

Fui enganada involuntariamente.

       FLASHBACK OFF

- de qualquer forma eu errei, eu Adimito. Não farei de novo. Eu juro

Uma lágrima escorreu.

- isso é uma brincadeira pra você? 

- Então o que eu faço? - Some

- Tente ser honesto e sério seu babaca. 

- Eu Sou jovem, Bong Hee. 

- E?

- Poucos homens rejeitam mulheres bonitas que dão em cima deles. - Está brincando comigo? - Foi isso que aconteceu - Só pode estar brincando. - Foi um caso de uma noite só. 

- Então você está dizendo que por ser um homem jovem, não conseguiu evitar? 

- Não vou fazer de novo.

- Você vai tentar não ser pego de novo. Você está dizendo que vai ser mais cuidadoso da próxima vez que me trair. - Me levantei rapidamente da mesa mais ele levantá e me puxa .

- EU disse que eu errei - falou chamando toda a atenção do restaurante. Se ele quer atenção então vai ter 

- Só por que você se desculpou significa que  nada aconteceu?

- Então devemos terminar? 

- Não, espere.

- O que? 

- Eu decido quando terminarmos, então é melhor esperar.  

- Ei, Bong Hee....

- Vamos deixar isso justo. Eu também sou jovem. Vamos terminar depois que eu tiver meu próprio caso de uma noite. 

- Ei, Você é uma mulher como... - interrompi 

- Por que não posso? 

- Só estou dizendo.... - interrompi de  novo

- Ei, Eu vou dormir com o primeiro cara que eu encontrar.

- Eun Bong Hee 

- Espere só pra ver.

Me virei e dei de cara com um velho e no mesmo minuto desviei tão rápido que dei de cara no chão 

Desastrada 

Me recompôs. Arrumei meu cabelo é comecei a caminhar não aguentei e cai em lágrimas passei minha mão no olho e parei de caminhar ao sentir algo no meu dedo. Olhei e vi minha lente de contato que tinha saído do meu olho. rapidamente tirei ela do mão mais alguém esbarro em mim e não consegui enxergar quem era mais ele ficou parado ao meu lado.

HJ - Desista disso Bong Hee - falou Hee joo

BH - Você quer dormir comigo?  - pergunto ao homem que estava ao meu lado só queria estressar Hee joo.

Rapidamente ele vira e responde. 

- Claro. Eu durmo com você - essa voz não me é estranha. Tentei chegar mais perto do seu rosto pra ver se o reconhecia mais não.

BH - graças a deus que você é jovem e bonito - digo me lembrando do velhinho que me fez cair no chão.

- Sério? - Eu conheço essa voz  tentei olhar mais um pouquinho e consegui, arregalei os olhos 

BH - O tarado do metrô 

TDM - O que você está fazendo? Vamos. - Me puxou e só consegui ouvir o Hee joo 

HJ -  Ei, esperem Ei vocês dois parem aí. Bong Hee pare imediatamente se você sair daqui tudo entre nois acabará - parei de andar e puxei o braço do tarado do metrô e entrelacei em meu pescoco e falei.

BH - Vamos? - é puxei ele até a saida

HJ - Espere 

Chegando na porla do restaurante imediatamente o empurrei de perto de mim.

BJ - não quero que você pense que eu estava falando sério, eu sou faixa azul em taekwndo... Me enterrompeu

TDM - Deixa eu só tenho da um aviso importante...

BH - O que ?

TDM - eu não sou um bêbado 

BH - Não é? 

TDM - Não sou 

BH - Você me puxou pra dizer isso? 

TDM - Você achou mesmo que eu faria aquilo?

BH - Não faria?

TDM - Estaríamos em um quarto o inves daqui. Não consegui pensar?

BH - eu acho que você está sendo duro demais. eu consigo pensar.

TDM - Você é muito mais pior. transformou um homem inocente em um tarado bêbado. Eu nunca me senti tão humilhado em toda minha vida. Eu acredito no ditado olho por olho e dente por dente mais você tem sorte por eu ser um cavalheiro. 

BH - Não foi você? 

TDM - EU JÁ DISSE MIL VEZES - gritou - de qualquer forma não saia por aí, acusando inocentes a partir de agora. - E saiu .

BH - O que há de errado com você Eun Bong Hee - sussurrei 

Voltou

TDM - tenho mais uma coisa a dizer.- paro na minha frente - Não saia correndo atrás de qualquer homem na rua. Tem um monte de idiotas loucos que adorariam dormi com você - Saiu andando falando sozinho - Ah, eu fui legal quando disse isso. 

Fiquei olhando ele se afastar quando ouço meu nome.

HJ -  Eun Bong Hee 

Meus Deus e agora, corri até o tarado do metrô ele ia fechando a porta quando impedi colocando a mão pra ele não fechar. Sorri pra ele

TDM - O que foi dessa vez? 

Entrei no taxi

TDM - porque você....

BH - pode me ajudar só dessa vez? - apontei para Hee joo 

Ele olha e não fala nada

Fechei a porta e falei pro taxista 

BH - senhor, pode ir

Me virei e dei um sorrisinho pro tarado. Ele ficou bem assustado. 

O carro partiu 

BH-  por muitas razões eu agradeço e sinto muito... - Me interrompeu 

TDM - Não, obrigado. Na vou aceitar suas Desculpas ou sua gratidão .

BH - entendi. Sobre mais cedo... Eu normalmente não agarro um estranho e pergunto se ele quer dormi comigo. Mais pelo meu orgulho...

TDM - Você não precisa se explica.

BH - quer sair pra beber  comigo? - Ele me olha feio - Não digo de um jeito estranho acho que você parece confiável. Então eu queria te pagar uma bebida como jeito de gratidão 

TDM - Não, Obrigado. 

BH -  ok - respodi rapidamente




Notas Finais


TDM pra quem nao entender significa TARADO DO TREM por enquanto vai fica assim ate ela saber o real nome dele .se tiver algum erro não liguem e me desculpem❤ até segunda


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...