História Love Insane - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias G-Dragon
Personagens G-Dragon, Personagens Originais
Tags Gdragon
Exibições 23
Palavras 1.946
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Iaee minhas lindas.. *-* quem voltou? Euuzita
Dps de séculos né.. perdoem me

É sobre posta diariamente? Mais informações nas notas finais.

Agora
Boa leitura!

Capítulo 5 - Visitinha


Fanfic / Fanfiction Love Insane - Capítulo 5 - Visitinha

 Acordei com os raios de sol que entravam pela janela do meu quarto. Eu não tinha aula hoje, então aproveitei para dormi até tarde, já que Hye Lee disse que eu não precisaria ir hoje para o trabalho. ( Graças a Deus)

 Me espreguicei como nunca. Sentir todos os meus ossos estrelarem, quase me desmontando. ( credo! )

 Ao contrário que pensei. Eu durmi feito uma pedra, nem se quer sonhei com ele. (Não que eu quiser-sê). Mas então meus pensamentos foram metralhados de lembranças em formas de flesh's sobre o ocorrido de ontem no seu apartamento. Droga, parecia até mentira! 

 

 Mas o arranhado no meu joelho não deixava passar. Sim, eu estava tão embaraçada que quando coloquei os pés para fora do prédio, dei uma topada no meio da calçada e acabei me esborrachando la mesmo, e machuquei o joelho. Mais como mágica Hye Lee apareceu e me ajudo, e me levo para casa.  É ainda tive que colocar minha melhor cara e fingir que nada aconteceu.

 

 É  claro que eu não devo conta oque aconteceu, ou devo? 

 Eu sei que tô errada e omitir isso para minha chefe. Mais eu estava tão errada quanto ele, errada sim, errada por não fazer nada quando vi que nos estávamos tão próximos, errada por ser uma bobona em deixa me levar pela situação. Ele deve achar que eu sou uma oferecida! 

 Céus!  

 Me vejo encurralada. Será que devo contar a alguém? Não, não!  Isso pode prejudica-lo. Já até vejo às notícias. " GDRAGON E ACUSADO POR EMPREGADA DE ABUSO" " ATÉ MESMO AS EMPREGADAS NÃO ESCAPAM DAS MÃOS DE GD " 

 Acho que estou sendo exagerada. Só foi o calor do momento, é claro que ele só fez e disse aquilo pela se constância que nos encontrávamos. 

 Só temo sobre meu emprego. Ele deve acha que sou uma idiota de ter ficado paralisada quando me beijo, e ainda mais ter o empurrado. Ele já deve ter até ido se queixar de mim e pedido minha cabeça em uma bandeja de prata. Já que as mulheres costumam se joga sobre seus pés, não vai ser uma empregadinha que vai despensa-ló assim. 

 A qualquer momento Hye Lee ou pior o sr.Park poderiam me liga dizendo a seguinte frase. " Está demitida! "

 Eu estava indo tão bem. Até mesmo achei que poderia conseguir conquista sua amizade  pelos meus "dotes" culinários de comida coreana. Embora eu só saiba um e o único que eu realmente quis aprender o Japchae, justo oque preparei para ele ontem. Queria saber tanto se ele gosto, ou se causei uma intoxicação alimentar. 

 - Droga! Por que você não sai da minha cabeça? ! - bufei, abafando meu grito com o travesseiro. 

 - Se você tá tentando se suicidar. Desculpa amiga mais você tá fazendo errado!  - a voz conhecida ecoar pelo quarto. 

 - Como tudo na minha vida. - mumurrei. 

 Parece que encontrar aquele homem afetou todos os meus sentidos. Me senti tão imponente sobre seu olhar. Que só de lembrar, arrepios se forma em todo meu corpo. 

 Oque está acontecendo comigo? 

 - Ei, oque aconteceu? - fala tirando o travesseiro do meu rosto. 

 Sim ela já havia invadido minha cama, e se encontrava deitada me observando com a carinha de " Conte me tudo! "

 - Aconteceu oque eu nunca pensei que poderia acontecer. Foi oque aconteceu! - choraminguei, me re-mexendo sobre o colchão. 

 - Não me diga que você arrumo um namorado?  Não acredito! Quem te quis? - ri debochando. 

 - Hahaha sabe Nick, acho que você devia lagar o emprego de bargirl e virá palhaça, acho que você faria sucesso! - revirei o olhos jogando um travesseiro na mesma. 

 - Talvez. Mas agora me conta como foi lá na casa do gostoso do Gdragon? - foi direta. 

  Aí se ela soubesse que por um momento senti um pouco daquela gostosura em forma de homem, bem de perto. ( Ta parei :3)

 - F-foi normal!  - gaguejei, me levantando.

 Será que devo contar pra ela?

 - Ahr qual é?!   Você pode fazer melhor do isso. Conta vai, você chego a ver as cuecas dele? - fala mordendo os lábios. - Elas são limpinhas mesmo? - solta uma risada sapeca. 

 - Q-que? Qui nojo Nick! Como você é pervertida! - ri soprado. ( De onde ela tira essa coisas? )

 - Pela sua cara, aposto que viu! - gargalha. 

 - Idiota!  - rio soprado, indo até o banheiro. 

  Fiz minha higiene matinal, tomando aquele banho relaxante, e vestindo uma roupa fofinha e confortável. Hoje eu não queria por os pés pra fora de casa. Ia tirá o dia pra ver todos os dramas e animes e doramas que deixe de ver esse últimos dias. 

 Optei por vestir uma camisa manga comprida preta, eu uma short/jeans azul de barra desfiada e uma meia a azul marinho. 

 Sair do quarto causando as pantufas brancas, mexendo no celular vendo se tinha alguma mensagem de Hye Lee, mas oque encontrei foi 2 duas ligações perdidas de um número desconhecido. (Quem seria? ). Nick estava preparando o café da manhã. 

 Quando ia retornar as ligações, o grito de Nick me assusta, e desisto correndo até a cozinha. 

 - OQUE? - digo ofegante. 

 - Viada, não tem leite! - fala, segurando a caixa vazia. 

 - Sério isso? - respiro fundo para não pula no pescoço dela, pelo susto que me deu. 

 - Mas do sério. Alguém vai ter que ir compra.  - me olha com um sorrisinho .

 - E se alguém seria eu por acaso? - acho que meu plano de não por o pé pra fora de casa foi devastado pelo furacão Nick Kiyoko em forma de olhinhos pidões. (vaca!)

 - Bem estou cozinhando, há não ser que você se ofereça, eu... 

 - Tá eu vou! - a interrompi. 

 Cozinha pra mim? Hoje não mocinha. Você que a mestre cuca aqui, não quero acaba queimando outra panela. (e-e ~preguiça)

 - Que prestativa. - joga uma piscadela. 

 

 Corro até o quarto, pego um óculo escuro  e meus fones, algumas notas de dinheiro na bolsa e enfio-às no bolso do short. 

 - Alguma preferência? - digo, ajeitando os óculos no rosto. 

 - Desnatado, por favor. - diz não tirando os olhos dos ovos que está preparando.( Parece até uma mestre cuca mesmo. )

 - ok!  - falo por fim. 

 Calço uma converse normal e saio do apartamento colocando o fones, escolhendo uma musica aleatória.  " Perfect Illusion - Lady Gaga"

 - Que isso heim, celular! - falei com o objeto. Como se ele fosse me responder. 

  Da bem que eu estava só no corredor, se não, se algum vizinho me vi-se, ia achar que sou louca.  (Talvez um pouquinho)

Tryin' to get control (tentando tomar o controle)

Pressure's takin' its toll (A pressão está fazendo estrago)

Stuck in the middle zone (Presa na zona do meio)

I just want you alone (Você é o único que eu quero)

My guessing game is strong (Meu jogo de adivinhação é forte)

Way too real to be wrong (Real demais para estar errado)

Caught up in your show (Fui pega no seu show)

Yeah, at least now I know (É, pelo menos agora eu sei)

It wasn't love, it wasn't love(Não era amor, não era amor)

It was a perfect illusion (perfect illusion) (Era uma ilusão perfeita (ilusão perfeita) 

Mistaken for love, it wasn't love (Confundi com amor, não era amor)

It was a perfect illusion (perfect illusion)(Era uma ilusão perfeita (ilusão perfeita)

Ooh, you were a perfect illusion(Ooh, você era uma ilusão perfeita)

I don't need eyes to see(Não preciso de olhos para ver)

I felt you touchin' me (Eu senti você me tocando)

High like amphetamine(Chapada como anfetamina)

Maybe you're just a dream(Talvez você seja só um sonho)

 Lá estava eu esperando o elevador subi. ( e como demora ) Até comecei a  cantarola algumas letras da música, distraída. 

 Subitamente uma mão pálida encosta no meu ombro. Me assustando. ( cê loko!  Pensei que fosse um fantasma )

 - Desculpa te assusta.. - rir envergonhado. - Bom dia srta. (s/n). 

 - Jong Jin? Ah Bom dia!  - rir, tirando os fones. 

 - Como anda às coisas? - diz. 

 Ele estava usando um blazer escuro, e uma bolsa /pasta de alça. ( muito gato * - *)

 - Estão bem..  -  rio . - E você? 

 Finalmente o elevador chega, e entramos nos mesmo. Selecionando o hall do prédio. 

 - Sim, eu acho que as coisas agora se resolveram. - arfa. 

 Ele parecia aliviado. Será que minha que minha "filosofia" fez algo na vida de alguém?  

 - Qui bom, posso saber no que? - falei despojada. 

 - Realmente não estava dando certo. É então terminei meu namoro de 3 anos. 

 - O-oque? - engasguei com minha própria saliva. 

 Minha boca grande desfez um relacionamento? ( ~me sentido culpada )

 - Uma hora isso ia acontecer. - fala sem dá importância. 

 - Oh meu Deus!  - me encostei na parede tentando assimilar. 

 - Oque foi? - vem até mim tentando me socorre. 

 - E que.. que estou me sentido culpada e... - parei de fala quando percebi nossa proximidade. Droga, eu estava praticamente encurralada entre a parede e ele.

 ~Tonng~

 

 A porta do elevador se abre. 

 Sinto meu rosto queimar, e acho que ele também não esta tão diferente de mim. Pois um casal de idosos nos encarar na quela situação sem fala nada, mas logo nos ignora e entra no elevador e nos saímos. 

 - Que situação constrangedora! - rir soprado. 

 - E põem constrangedora! - arfei. ( Por essas coisa tem que acontece comigo? "-")

 Chegamos na entrada da portaria. Ele me viro fazendo ficamos de frente um por outro.  (*meresso `~`*) Sinto a queimação volta. 

  O-O

 - Não se preocupa, não foi culpa sua. - diz sereno. 

 - Mas.. 

 - Relaxa. Olha tenho que ir pro escritório agora então.. - me interrompe. - Podemos trocar contatos? - pega seu IPhone7. 

 - Ah claro! - pego o meu Samsung gran prime s5 ( *sem comentários* ) do bolso do short. 

e~e

 Depois de trocamos o benditos números. É pegar caminhos diferentes, voltei ao rumo da loja de conveniência, que ficava a duas quadras. 


 Não demorando mais de 20 minutos, voltei pra casa com algumas sacolas. E o leite trouxe alguns amiguinhos. (Alguns salgadinhos e docinhos pra gorda aqui. :3)

 Tirei os óculos, mais as converse, calçando as pantufas. 

 - Você foi ordenhar a vaca? - aparece comendo uma banana. 

 - Sim, a propósito sua mãe mando um beijo e pergunto quando você volta pra casa. - retruquei, ganhando uma risadinha sarcástica. 


 

 - Realmente está delicioso. - falei. 

 Realmente ela havia se superado, com esse café da manhã americano. 

 - Claro minha filha, assim como tudo que eu Fasso!  - joga um beijo sobre o ombro. (Convencida! )

 - Hunrum.. - me calo tomando um gole largo do café. 

~tinn donng

 -Eu já fui comprar o leite. - murmurei, enfiando uma torrada na boca. 

 - Preguiçosa! - levanto, me fuzilando com os olhos. 

 Peguei meu celular checando a mensagem que acabo de chegar. 

[10:58 am] ~JongJin: So checando se não me deu o número errado rs. 

  Que rápido. (Pensei comigo, não achei que ele mandaria mensagem tão cedo. )

 [10:59 am] ~(s/n): séria uma grosseria de minha parte, não acha? 

 

 Esperei responder, mas acho que levei um vácuo. ( FDM!! )

 - Olha quem veio fazer uma visitinha!! - fala, surge animada. 

 Só pode ser brincadeira. 

 

 COMO as coisas não podem ficar melhor. Aparece quem eu nunca imaginaria ver na cozinha do apartamento de Nick. 

 Até me engasgo com o café que estavam tomando. 

 - Bom dia (s/n)! - diz sorridente 

 - Ji Yong?! 

   


Notas Finais


O.K genti sobre posta diariamente
Tô pensando seriamente nesse assunto.. Já que como leitora eu tbm fico p*#/@ (quem não né? ) quando o/a autor/a demora séculos pra atualiza a fic

Entaooo.. tô pensando em posta os capítulos semanalmente.. mais tudo depende dos meus neurônios da imaginação..

"Santo GDragon do céu me ilumine nessa fic, fassa-me da o melhor pra essas leitoras lindas do meu kokoro (heart) AMÉM "


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...