História Love is a Miracle - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Winx Club
Personagens Bloom, Darcy, Flora, Icy, Musa, Selina, Stella, Stormy, Valtor
Tags Bloom, Clube Das Winx '-', Idade Média, Valtor, Winx Club
Exibições 17
Palavras 1.770
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Super Power, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capitulo, espero que gostem! Desculpem a demora, é que estava sem tempo e minha internet está péssima... Mas, boa leitura!

Capítulo 30 - There's nothing like a ball II


Pov Amberly.

Eu tinha doze meninos, e precisava dar atenção a todos eles, e um deles iria pra casa na manhã seguinte. E eu já tinha em mente quem seria. Andei por toda a festa, e encontrei Kriss e Emily, elas estavam simplesmente lindas. Kriss usava um vestido prateado e dourado, e o cabelo em cachos. Emily era simples em todos os looks, e ainda conseguia ser provocante, ela usava um vestido rosa tomará que caia até o joelho e com o cabelo solto em cachos. Ela estava tão linda. 

-Meninas, eu estou tão feliz em ver vocês aqui. -Eu disse sorrindo.

-E eu estou tão feliz em ver tanto homem bonito num lugar só. -Kriss disse sorrindo.

-Cruzes, Kriss. -Emily disse surpresa.

-Eu esqueci o Maxon, mas quando estamos no mesmo lugar ainda rola um sentimento. Então, eu preciso me distriar já que estamos no mesmo teto. -Kriss disse, e eu me lembrei do que havia acontecido no passado. Maxon tinha quinze e Kriss dezesseis, eles estavam bem apaixonados. Maxon vivia escrevendo para Kriss, e ela pra ele. Mas, eles sabiam que nunca daria certo, isso em Domino infelizmente era condenado como crime de incesto para a igreja. O Maxon sofreu tanto, e a Kriss também. E os nossos pais não sabem de nada até hoje. Sei que Kriss ainda o ama, e ela não vai fica nem um pouco bem sabendo que Maxon está praticamente noivo da Alison. Ela odeia a Alison por isso, infelizmente ela não sabe que Alison não tem nada a ver com o amor fracassado dos dois.

-Não vamos pensar nisso. Vamos dançar e muito, eu adorei o DJ. Está escolhendo músicas maravilhosas, e vocês aqui. Pagando esse micão de pensar em macho antigo. -Celeste disse e pegou duas taças de vinho, e deu uma a Kriss. Logo Maxon se aproximou. -Kriss, vamos falar com um dos meninos. -Celeste disse puxando Kriss.

-Emily. -Maxon disse dando um abraço nela.

-Oi Maxon. -Emily disse.

-O que está acontecendo com a Kriss e com a Celeste.

-Você. -Respondi.

-Eu? Por que? -Perguntou.

-Você ainda pergunta. -Respondi.

-Achei que tinhamos terminado na boa, e que ela tinha entendido. -Maxon disse.

-Ela entendeu, mas ela deve estar magoada por causa da Alison.  -Respondi.

-Ah, eu vou falar com ela. -Maxon disse.

-Melhor não. Eu preciso ir, falar com os meninos. Depois encontro vocês. -Eu disse.

Fomos os selecionados e eu para o estúdio. Eles se sentaram. Eu faria um rápido anuncio ao vivo do eliminado. Começamos a gravar. 

-Boa noite Eraklyon. Interrompemos o Baile Real, para um anuncio sobre a seleção. Sua Alteza Real, Princesa Amberly. -Ace disse e eu me aproximei do palco.

-Boa noite Eraklyon! Sei que vocês querem acompanhar mais um pouco do baile, por isso não vou me estender. Essa noite um dos selecionados vai ser eliminado. Quero deixar bem claro, que não é nada pessoal. Eu só não me identifiquei muito com ele, Micael Levin, vai nos deixar essa noite, após o baile. -Eu disse, e percebi que ele não mostrou nenhum sentimento. Clarckson apareceu para dar um abraço de despedida, e ele simplesmente ignorou. Foi indiferente. A transmissão foi encerrada, e ele foi direto para o quarto. Obviamente, arrumar as coisas. 

-Bem, acho que ele não liga. E nem se importa. -Respondi.

-Deu pra ver. Podia ter me eliminado. Eu não ficaria chateado. -Clarckson disse brincando.

-Cruzes Clarckson! -Eu disse.

-Aff, ignora... -Ele disse.

-Bem, meninos! Isso é uma festa para vocês, principalmente, aproveitem! Vamos dançar. -Eu disse, então uma música animada começou. -Vamos todos para a pista de dança. -Eu disse puxando todos eles. Começamos a dançar muito animados, bem, pelo menos eu, Bruno, Clarckson, Drake, Justin, Noel, Peter e Shawn. Puxei Toby, Erza e David eles se animaram um pouco. Mas, eles não sabiam dançar. Literalmente, não. Meus pais, a Tia Stella e o Tio Brandon foram para a pista de dança, prontos para passar vergonha. Eles começaram a dançar, e não estavam passando vergonha, eles dançavam melhor do que eu. Valentina e Mary estavam juntas na pista de dança, estavam se divertindo demais. E Maxon, também estava se divertindo, dançando com Emily. Fazia tempo, que eu não via o palácio tão feliz. Clarckson se aproximou com duas taças de champanhe. 

-Toma, não conto pra sua mãe. -Ele disse rindo.

-Eu já tenho dezoito. -Respondi brincando.

-Eu sei, mas lembra quando você e seu irmão tinham dezessete e não podiam beber? E eu tinha que levar a bebida de vocês escondido da sua mãe e do seu pai? -Clarckson disse.

-Lembro! -Eu disse ao beber o champanhe. 

-Alteza, a Princesa Celeste, pede para a senhorita ir até o jardim. Sua prima, Princesa Kriss não está bem. -Um guarda disse. 

-Ai meu Deus! Kriss! -Eu disse.

-Vou chamar o Maxon. -Clarckson disse.

-Não, o Maxon não. Vem comigo. Talvez eu precise de ajuda. -Respondi puxando o Clarckson. Chegamos ao jardim, Kriss estava rodando sem saltos, e Celeste estava tentando segura-la.

-Celeste, o que aconteceu?  -Perguntei.

-Ela bebeu demais. -Celeste respondeu.

-Maxon, Maxon, Maxon, Maxon! EU ESTOU APAIXONADA PELO MEU PRIMOOOO! -Kriss gritou, Clarckson a segurou e a sentou num dos bancos. -Maxon, é você meu amor?  -Ela perguntou.

-Não Kriss, sou o Clarckson. Você está bem? -Clarckson perguntou.

-Ah não, você não é meu amor. Você é o amor da Celeste, opa Amberly. Agora é da Amberly, mas antes era da Celeste. A Celeste era tão apaixonada por você, como eu sou apaixonada pelo Maxon.  -Kriss disse.

-Kriss, olha pra mim. -Eu disse me abaixando e ficando na altura dela. -Kriss, o que você bebeu?  -Perguntei. 

-Vodca, champanhe, vinho. Misturei vodca com vinho, fica uma delícia. Você precisa provar. Misturar os três é ainda melhor. -Kriss disse.

-Amberly? -Ouvi a voz de Maxon.

-É o Maxon, ele não pode ver a Kriss nesse estado. -Clarckson disse.

-Eu vou distrai-lo. -Respondi e  fui até ele. -O que foi? -Perguntei.

-Por que você saiu da festa? -Perguntou.

-Eu estava conversando com o Clarckson aqui fora. -Respondi.

-Ah desculpa, não vou atrapalhar. -Maxon respondeu e entrou. Voltei, e Kriss ainda berrava.

-MAXON, MANDA ELE VOLTAR. EU QUERO O MAXON! -Kriss dizia.

-Kriss, você precisa se controlar se seus pais te verem nesse estado vai ser horrível. Sua mãe vai te matar. -Eu disse.

-Kriss Petters, você precisa se controlar. Eu sei que você o ama, mas você precisa parar de pagar micão nas festas. Ele só vai te achar uma maluca que tem muitos problemas com alcool. -Celeste disse firmemente, e então Kriss começou a chorar. 

Pov Bloom.

Estava dançando com Valtor, até que um dos guardas se aproximou.

-Majestades, desculpa incomodar. Mas, a Princesa Kriss, não parece estar bem. Achei melhor chamar os senhores, ao invés da Rainha Daphne. -O guarda disse.

-Claro, muito obrigada! -Eu disse, então dei a mão a Valtor e ele me puxou para o jardim.

Chegamos lá, e não encontramos ninguém. Até que pude ouvir a voz da Amberly.

-Kriss, eu vou precisar chamar a minha mãe. Não sei o que fazer com você. -Amberly disse.

-Ficou louca? Chamar sua mãe? -Celeste disse.

-Meus pais são mais liberais que os pais dela. Eu acho. -Amberly respondeu, e ela estava certa. Seguimos na direção das vozes, e então ouvi Kriss.

-Maxon, eu te amo! Maxon, volta pra mim! -Ela disse.

-Não acredito. -Eu disse a Valtor.

-Ela é apaixonada pelo Maxon. Como assim? -Valtor perguntou e então encontramos, Amberly, Clarckson, Celeste e Kriss.

-O que está acontecendo? -Valtor perguntou.

-Oi tia Bloom! Oi tio Valtor. Vocês querem ser meus sogros? Me ajudem com o filho de vocês. -Kriss disse.

-O Tyler é muito novo pra você. -Valtor disse em tom de brincadeira.

-Não, é o Maxon. -Kriss disse rindo

-O que ela bebeu? -Perguntei.

-Vodca, vinho, Champanhe. Misturou os três. -Celeste disse.

-Aí meu fígado. -Valtor disse.

-Precisamos leva-la para o quarto, mas a Daphne não pode nem imaginar isso. -Eu disse.

-Tem razão. Amberly e Clarckson, vocês precisam voltar. O Baile é praticamente focado em vocês, se sumirem os camêras virão atrás de vocês, e não vai ser bom a Kriss bebada em rede nacional. -Valtor disse.

-Eu sou linda, até bebada. -Kriss disse.

-Kriss, cala a boca. -Celeste disse.

-Celeste, vai com eles. Eu e o Valtor ficamos com ela. -Eu disse e os três voltaram para o baile.

-Maxon, Maxon. Eu e o Maxon dançamos essa música no meu aniversário de dezesseis, foi quando começamos a namorar. -Kriss disse.

-Namorar? -Perguntei surpresa.

-I know it breaks your heart

Moved to the city in a broke down car

And four years, no calls.-Kriss cantou.

-Kriss, vocês namoraram? -Valtor perguntou. 

-Muito! Mas, terminamos porquê... -Kriss disse mas logo vomitou, a sorte foi que Valtor tirou o vestido dela de perto do vomito. Mas, ele não conseguiu tirar os pés dele a tempo, E eu segurei seu cabelo e então ela terminou.

-Minha bota favorita! -Ele disse.

-Valtor. -Respondi.

-Vamos leva-lá para o quarto. -Valtor disse.

-Pela cozinha. -Eu disse, Valtor a pegou no colo e entramos pela cozinha.

-Majestades, está tudo bem? -O chef perguntou.

-Sim, mantenham isso em segredo. -Respondi. Eu e Valtor subimos, e a colocamos no quarto onde estavam as coisas dela no segundo andar, então Valtor a colocou na cama.

-Querida, você precisa tomar um banho e dormir. Eu vou te ajudar. -Eu disse, mas Kriss havia pego no sono.

-Ela morreu? -Valtor perguntou. 

-Não, ela só dormiu. Terceiro estágio da embriaguez. -Respondi.

-E qual o primeiro? -Ele perguntou.

-Não lembro! -Respondi.

-Okay, o que vamos falar para a Daphne? -Valtor perguntou.

-Kriss ficou enjoada e resolveu dormir. -Respondi.

-Vamos descer? -Valtor perguntou.

-Precisamos disfarçar. -Respondi. Valtor, me deu a mão, descemos pelos fundos e passamos novamente pela cozinha. Pedi a uma das criadas que ficasse com Kriss caso ela acordasse. Entramos novamente no salão. A festa ainda estava animada, ainda eram três da manhã. Encontrei a Amberly, e a chamei num canto.

-Kriss dormiu, pedi a uma criada para ficar com ela. Se a Daphne perguntar, diga que ela ficou enjoada e resolveu dormir. -Eu disse a Amberly.

-Tudo bem, obrigada mãe. -Ela disse.

-Não me agradeça ainda, você vai precisar me explicar o namoro do Maxon e da Kriss. Mas agora, se divirta. -Respondi e fui encontrar Valtor, que pegou duas taças de vinho, e me deu uma. -Eu só tomei vinho não foi? -Perguntei.

-Acho que sim, por que? -Ele perguntou.

-Não quero uma ressaca amanhã. Embora ache impossível, isso não acontecer. -Respondi. 

-Ah querida, fique tranquila isso é uma festa. -Valtor disse. E então eu tomei a taça de vinho.


Notas Finais


O que acharam? Vocês preferem Maxon e Kriss ou Maxon e Alison? Vocês vão conhecer a Alison em breve, nos próximos capitulos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...