História Love Is A Mistake - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang, T.O.P
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Big Bang, Bigbang, Daesung, Drama, Gdragon, Imagine, Personagens Originais, Romance, Seunghyun, Seungri, Shortfic, Top, Traição, Você
Exibições 87
Palavras 1.013
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demorei muito, amores?
Sabe o que tem nesse capítulo?
Isso mesmo, MUITA TRETAAAAA
Peguem seus calmantes. bombinhas de asma, sacos de papel e deixem o número da ambulância na discagem rápida
Respirem fundo e boa leitura!

Obs: a capa do capítulo tá sem qualidade, mas o que vale é a intenção .q

Capítulo 4 - Quatre


Fanfic / Fanfiction Love Is A Mistake - Capítulo 4 - Quatre

L'amour est une erreur

IV - Betrayal

 

"A terceira regra que adotei ao me tornar o grande T.O.P do BIGBANG foi de nunca confiar em um — no caso, uma — desconhecido"

Minha intuição gritava que algo iria dar muito errado e que eu não deveria nem sair da cama. Tudo apontava que o ferrado da situação seria eu. 

Minha intuição nunca esteve tão certa.

De manhã bem cedo Jiyong me ligou pedindo que fosse até a casa de Youngbae imediatamente. Não demorei em acatar a ordem e saí as pressas sem nem tomar café. Estranhei o número gigantesco de fãs, aparentemente furiosas, e repórteres na frente da minha casa barrando minha saída. Seguranças que nem sabia que a YG havia enviado me auxiliaram a entrar no carro, evitando que fosse aniquilado por eles.

A frente do condomínio do Dong não estava muito diferente. Fãs e repórteres por todo lado gritando palavras de ódio. Seungri se metera em outra confusão? perguntei-me curioso e precipitadamente irritado com o maknae.

Taeyang me atendeu afobado. Os outros integrantes estavam com expressões quase idênticas a do baixinho. Nossos managers pessoais, Teddy Park e Yang Hyun Suk também estavam presentes, o que apenas aumentou minha preocupação.

— O que houve? — questionei ansioso. Entregaram-me um notebook e pediram que lesse com calma as manchetes.

Estava aberto em blog de fofocas qualquer. Rolava a tela com desinteresse, lendo rapidamente as notícias diárias sobre k-idols. Alguém foi visto deixando um motel; Outro empurrou uma fã; Um assumiu o namoro de cinco anos. Enfim, nada de anormal.

E então uma matéria sobre nós. O título fez com que minhas mãos soassem, acabando por molhar um pouco o aparelho. "Secrets of the BIGBANG" era o que estava escrito.

Ali tinha tudo.

Cada segredo nosso guardado a sete chaves foi exposto naquela publicação. Coisas que nunca havíamos contado para ninguém de fora — algumas, nem mesmo nossos managers sabiam.

"Daesung é gay"

"Trair a ingênua Min Hyo Rin tornou-se hobby de Taeyang"

"Entre amigas: G-Dragon começou a se relacionar com Nana Komatsu enquanto ainda namorava Kiko. E as duas eram melhores amigas! E mais: Nana o traiu meses depois"

"Os fetiches esquisitos do maknae e a lista de famosas com quem Seungri já se envolveu"

"Por detrás da seriedade: O quanto o abandono do pai e o bullying sofrido na adolescência afetaram a personalidade de T.O.P?"

Haviam milhares de outros subtítulos que faziam meus pelos se eriçarem de medo. Os comentários do netizens me faziam temer ainda mais. 

Como raios haviam descobrido tudo aquilo, afinal?

— Já estamos providenciando a suspensão do site. — a voz de Yang Hyun Suk cortou meus pensamentos.

— De nada adiantará. — lamentou Teddy Park. — A matéria já espalhou-se por todos os cantos.

— Como isso aconteceu? — bravejei fechando o notebook. Os demais integrantes do grupo se entreolharam.

YoungBae suspirou.

E eu pressenti que aquela notícia seria bem pior que a anterior.

— Apenas nós, nossos superiores — iniciou o menor, incerto — e sua namorada sabíamos dessas coisas.

O notebook caiu de minhas mãos. E a fúria assolou-me.

— Estão insinuando que ela seria capaz de fazer isso com vocês? — rugi. — Fazer isso comigo?

— Quem mais iria querer nos prejudicar? — interferiu o maknae, levantando-se do sofá.

— Eu conheço bem ela, sei que não faria algo tão cruel! — defendi.

— Pense com a cabeça de cima, Seung-Hyun. — veio o líder, tão irritado quanto os outros dois. Aproximou-se de mim, colocando a mão em meu ombro. — Pare de usar apenas a de baixo, droga!

E então o soquei.

Eu estava tão enraivecido que não consegui segurar meus impulsos. O líder caiu no chão por conta do impacto, com a mão sobre o nariz tentando limpar o filete de sangue que escorria.

Dei as costas para eles, pronto para sair dali, quando a voz calma de Daesung vibrou em meus tímpanos:

— Seung-Hyun, não troque uma amizade de anos por um de seus namoricos.

— Isso não é um namorico. — respondi entredentes — Ela é a mulher da minha vida. — e sai.

 

****

 

Um mês se passou após o ocorrido. Nossos fãs ainda estavam abalados com tudo. Discussões os dividiram: havia o grupo que nos defendia e o grupo que nos atacava. O número de nosso fandom diminuiu significativamente.

Era um pesadelo.

E o pior era o papel de idiota que fiz. Se tivesse ignorado aquela fotógrafa mal vestida nada disso teria acontecido.

Meus amigos estavam certos em afirmar que ela foi quem causou aquela confusão. Assim que sai da casa de Taeyang, a procurei. Queria tirar aquilo a limpo. Ouvir que eles estavam errados e a abraçar me desculpando por ter duvidado de seu caráter.

Não foi bem isso que aconteceu.

O porteiro de seu prédio avisou que ela havia se mudado. Uma recepcionista do local onde trabalhava, após suborna-la, afirmou que havia se demitido uma semana antes do escândalo. Seu número de telefone agora dava como inexistente.

E eu a procurei. Em todos lugares possíveis. Senti vontade até mesmo de ir ao Brasil para tentar encontra-la, mas a esse ponto duvidava das histórias que contou-me.

Se foi capaz de mentir tão bem seu amor por mim, o que seria mentir a nacionalidade?

Eu estava quebrado. Dilacerado. Me sentia um tolo por ter me deixado levar pela paixão.

E as lembranças

Céus, as lembranças

— Droga! — bravejo jogando a garrafa de uísque na parede, até então, perfeitamente branca da minha sala de estar. Esfreguei meus olhos com força, negando deixar que as lágrimas caíssem novamente.

Meu estado era deplorável. Chorar e encher a cara com bebidas baratas até dormir. Podia ouvir meu fígado e rins reclamando do meu exagero. Meu estômago também implorava constantemente por comida.

Mas nenhum desses outros órgãos conseguiam ser mais brutos que meu coração.

Devo ter perdido cinco ou dez quilos e provavelmente estou a beira de adquirir alguma doença mortal. Minha aparência, que sempre cuidei tão bem e me orgulhei, deve estar horrenda como a de um morto-vivo.

O grande T.O.P sofrendo por amor, parece até uma piada de primeiro de Abril.

Mas, se já passei por coisa pior e não morri, não é por amor que vou morrer.

. . .


Notas Finais


GENT, SE ACALMEM
NÃO ME MATEM
Eu sei que exagerei, a treta não é lá essas coisas, mas se eu não fizer drama não tem graça q
As notícias não são verdadeiras, obviamente. Elas sequer representam minha opinião sobre os meninos (como, por exemplo, eu não acho que o Tae traía a Hyo amorzinha ou que o GD tenha traído a Kiko com a Nana durante o "suposto" namoro deles, ou que a Nana tenha o traído também). São apenas coisas aleatórias e sensacionalistas. Afinal, para causar tanto impacto tem que ser algo que bem "pááh".
E eu sei também que não consegui trazer a imagem sofredora ao T.O.P, porém, vocês tem que entender que é muito difícil lidar com alguém como ele. Digo, se fosse qualquer outro membro eu conseguiria numa boa, mas eu não consegui imaginá-lo em uma situação dessas. Até mesmo pedi a opinião de algumas amigas, só que elas também não puderam me ajudar.
Espero que tenham gostado (e que não me matem por ter feito a pp maldosa)! Eu deixo vocês me xingarem nos comentários. AHSUASHAU
Até o próximo! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...