História Love Is A Mistake - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang, T.O.P
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Big Bang, Bigbang, Daesung, Drama, Gdragon, Imagine, Personagens Originais, Romance, Seunghyun, Seungri, Shortfic, Top, Traição, Você
Exibições 81
Palavras 764
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


ADIVINHA QUEM APARECEU MAIS RÁPIDO QUE O FLASH?
EU MESMA, AKEMI NAKAGAMI DE MELO
Último capítulo.
Poisé.
O projeto original realmente são apenas cinco capítulos. Até tentei dar continuidade a fanfic, mas acabei cometendo uns deslizes (feios!) e, para não excluir a fanfic, apaguei os capítulos 6, 7 e 8.

Capítulo 5 - Cinque


Fanfic / Fanfiction Love Is A Mistake - Capítulo 5 - Cinque

L'amour est une erreur

V - Oh Mom

 

— Mamãe! Mamãe! — a voz doce e infantil atravessou meus tímpanos, acordando-me de mais um devaneio.

— Oi, meu amor. — peguei o pequenino no colo, rodopiando-o animadamente.

— Amanhã é meu aniversário. — sorriu abertamente, mostrando-me a abertura causada pelos dentes que caíram. O sorriso mais lindo que já vi. — O papai virá?

— Ah — cocei a nuca, sendo mirada por aqueles olhinhos amendoados e esperançosos. — Ele é muito ocupado, meu amor. Talvez não consiga vir. — sua decepção doeu-me tanto quanto uma facada.

— Tudo bem. — sorriu tristemente. Acompanhei com o olhar seu corpinho de ombros caídos e desanimado retornar para dentro de casa.

Olhei o cesto de roupas que ainda faltava pendurar e suspirei. Era tão difícil ter que mentir para meu pequeno, mas ainda não era hora de contar-lhe a verdade.

Assim que saí da Coréia do Sul, vim para a França. Por sorte, tinha uma amiga em Paris que me acolheu até que pudesse me estabelecer. Dois meses após — pouco tempo antes de completar um ano desde que conheci Seung-Hyun — descobri estar grávida.

Fiquei desesperada. Não tinha como criar um filho sozinha. Apesar de minha amiga apoiar-me em tudo, não podia passar o resto da vida dependendo dela, ainda mais tendo uma criança. Voltar para a Coréia do Sul, onde mora toda minha família, também não era uma opção.

Fui aconselhada a procurar o pai da criança várias vezes. Todavia, não acredito que ele iria querer olhar na minha cara.

Estava tão assustada que até mesmo cogitei um aborto, mas não teria coragem de tal crueldade. Nove meses depois, nasceu Ga-Eul¹, e posso dizer que aquele foi de fato o melhor dia da minha vida. Pegá-lo no colo, amamentá-lo e cuidar dele com todo amor curou uma parte de toda a dor que carregava em meu coração.

Consegui um emprego no jornal local e, semanas depois, dar entrada em uma casinha. Meu salário não é muito, mas o suficiente para poder viver bem e pagar as prestações da casa.

A vida de mãe solteira, com certeza, não é nada fácil. Trabalhar e cuidar de uma criança ao mesmo tempo era bastante complicado pra mim, mãe de primeira viagem que sequer tinha alguém de mentor.

E assim mais cinco anos se passaram.

Conforme o tempo, Ga-Eul ficou cada vez mais parecido a Seung. Os mesmos olhos profundos como um mar negro, a boca fina e avermelhada, os cabelos castanhos escuros beirando o preto e, posso dizer convicta, que herdou apenas o nariz. Era sua cópia em tamanho reduzido! Sempre que o olhava me reprimia por ser uma pessoa tão ruim, as lembranças insistiam em estapear meu rosto todas as noites.

Mas nem essa tristeza conseguia ser maior que o amor por meu pequenino.

Durante todos esses anos venho acompanhando as notícias do BIGBANG. Conseguiram dar a volta por cima de maneira magnifica e agora fazem tanto sucesso quanto antes. Apesar de tudo de errado que fiz, comemorei muito por isso. Me arrependo, claro, se tivesse pensado melhor não teria perdido o cara que tanto, e ainda, amo.

Daesung começou a namorar um rapaz e sua opção sexual foi muito bem aceita pelos fãs, amigos e familiares, apesar de no início ter sofrido bastante repreensões (até mesmo chegaram a pedir sua saída do grupo!). Jiyong supostamente começou a namorar, mais uma, modelo japonesa e ainda não assumiu. Taeyang terminou com Hyo Rin e parece estar acompanhando bastante o maknae nas farras. Seungri continua o mesmo cara festeiro e descompromissado de sempre, mas as boas línguas dizem que está se apaixonando por uma trainee da YG Ent. E Seung-Hyun

Bom, Seung-Hyun estava de casamento marcado com uma atriz coreana.

Acariciei meus braços com a brisa gelada e repentina que arrepiou meus pelos. Estava feliz por ele, era seu direito se apaixonar por outra pessoa que o dará aquilo que eu não fui capaz. Seria egoísmo querer que ele passasse o resto de sua vida sofrendo com meus erros.

O melhor agora era que ele tivesse me apagado da memória.

— Mamãe! — gritou meu garotinho, de dentro de casa. — Telefone pra você.

— Já irei, meu amor. — avisei, pendurando as últimas peças de roupa no varal.

Não precisa me perdoar, Choi Seung-Hyun, disse ao vento esperando que ele pudesse me escutar. Mas não culpe meu — nosso — garotinho.

— Alô. — disse ao aparelho, compenetrada em observar, com um sorriso no rosto, Ga-Eul brincar com um dinossauro de brinquedo azul. Um suspiro pesado soou do outro lado da linha.

— Finalmente te encontrei. — disse a voz grossa tão bem conhecida por mim com um forte sotaque coreano. Congelei.

Droga!


Notas Finais


Ga-Eul (가을) significa outono em coreano. Se pronuncia "gaê", o g tem um som bem leve de k.
Obrigada a todos que acompanharam a fanfic, deixando comentários fofos e lindos favoritos para mim. Agradeço de coração por terem dado uma chance a fanfic.
Adoro vocês! <3

Ah, eu postei um jornal com meus futuros projetos de fanfics com o BB. Caso alguém se interesse, tá aqui o link (panfletando desde cedo): https://spiritfanfics.com/perfil/lucyheartfili/jornal/-bigbang-6996971


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...