História Love is a sin? - Jikook! - Incesto. - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Tragedia, Vhope, Yoozi
Exibições 181
Palavras 1.008
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heeey! Comecei mais um shipp! Primeiro: Quero deixar essa fic grande, e a fic é Jikook! Porém, a história de Jikook já está acabando! Eee eu vou colocar outros shipps para deixar a história maior! Segundo: Obrigadaaaa por todos os favoritos e pelos comentários delícias! Eu espero que gostem! Boa leiturinha! Amo vocês! E quando a Namjin... Bom... Desculpem pela ilusão! 🍃🙌🏻😜😃😚🙈💕

Capítulo 30 - I gonna protect you! - Vhope pt. 1!


Fanfic / Fanfiction Love is a sin? - Jikook! - Incesto. - Capítulo 30 - I gonna protect you! - Vhope pt. 1!

~ Hoseok on ~   

* Faz exatamente 2 semanas que eu e Tae nos encontramos; pois é, como já disse antes: eu e Tae namorávamos pela internet, porém, pelo que eu soube, tivemos que terminar porque a mãe dele queria que ele se casasse com outro. Então, terminamos. E assim, o destino nos encontrou novamente... *

- Hobi! 

- Oi Tae?

- Tô com sono! - ele diz coçando os olhinhos, fofo. 

- Mas eu ia te levar para tomar sorvete! Não quer mais? - digo e ele arregala os olhos.

- Vem! Vamos nos trocar! - ele sorri e vai me puxando até o banheiro de minha casa.

* Tomamos banho com alguns beijos e mãos bobas, nos trocamos e fomos para a garagem do meu apartamento pegar o carro.*

[...]

- Eu quero um sorvete de morando, por favor... - ele pediu para o garçom.

- Ok, gracinha... E o senhor? - olha para mim.

- Primeiro: ele é meu... E segundo: quero um de menta... Obrigado! - digo irritado e o mais novo a minha frente ri, assim como o garçom. - Qual é a graça?

- Hobi... Não precisa ter ciúmes... Ele é meu primo! - eles se entreolharam e riram novamente. Eu apenas ri junto. 

[...]

~ Depois de tomarmos nosso sorvete, fomos para um parque lá por perto. ~

- Esse é meu lugar preferido, Hobi... - Tae diz se deitando na grama e olhando para o céu. - Gosto de ver as estrelas...

- ... - me deito ao seu lado e viro meu olhar para cima. - Uau! É realmente lindo! 

- É né? - ele ri fraco. - Venho aqui quando estou triste... 

- Você está triste? - pergunto.

- Não... Mas eu queria te mostrar... Porque assim como você, esse lugar é especial pra mim... - ele sorri.

- Tae... Eu senti muito a sua falta... - me viro para ele.

- Eu também, Hobi... Você foi a melhor coisa que me aconteceu! - ele vira de frente para mim.

- Por que sua mãe queria que você se casasse com outro? - pergunto olhando fixamente para seus olhos, que logo, ganharam um olhar tristonho; ele se vira de barriga para cima novamente e observa o céu. - Falei algo errado? - pergunto assustado.

- Não... É só que... Minha mãe está com câncer... - ele derrama uma lágrima que vai direto ao gramado pela lateral de seu rosto. - ... E ela queria que eu me casasse com alguém que pudesse me protejer e cuidar de mim... - mais uma lágrima.

- Me perdoe... - abaixo a cabeça. - Eu posso cuidar de você, Tae! - digo o olhando. 

- ... - ele se vira de frente para mim. - Eu sei que você pode, Hope... Você é minha esperança e sempre foi em momentos difíceis. - ele diz sorrindo fraco. - Eu te agradeço do fundo do coração por ter feito os meus sorrisos quando eu estava triste... - se aproxima. - Eu sempre te amei...

- Eu também! - quebro o espaço entre nós selando nossos lábios em um beijo apaixonado. Ambos sorríamos entre o beijo. 

- Eu sempre quis de algum jeito poder te agradecer pelo que você fez... - ele diz depois que cerramos o beijo, aida de olhos fechados.

- Tem um jeito de você agradecer! - digo e ele arregala os olhos. - Fique ao meu lado! Deixe-me cuidar de você! - digo e ele sorri dócil.

- Você sempre fez isso! - me abraça, me fazendo deitar no gramado. - Você promete continuar do meu lado? 

- Com toda a minha vida! - retribuo o abraço, deitando minha cabeça na curvatura de seu pescoço.

[...]

^ Quando chegamos em minha casa, parei Taehyung na porta, e o peguei no colo estilo "princesa". Logo, o levando até o meu quarto. Começamos um beijo necessitado e eu fui deitando-o na cama com delicadeza enquanto acariciava suas costas. ^

< Já despidos, começo a destribuir beijinhos por todo o seu corpo, chego em seu membro e o estímulo, vendo o mais novo se contorcer na cama. Sorrio e volto a beijá-lo. > 

[...]

- V-Vai H-H-Hobi! - me pedia em gemidos, e assim, aumento a velocidade de minhas estocadas fazendo com que ambos gemêssemos. Mais um tempo daquela forma e gozamos juntos. 

~ Nos jogamos ofegantes na cama e rimos como bobos. Nos olhamos sorrindo e fomos para o banheiro; tomamos banho com vários beijos e carícias. Em seguida, fomos para o quarto novamente e nos deitamos de conchinha. Trocamos palavras dóceis e carícias, e logo, dormimos. ~ 

(...)

- HOSEOK! ACORDA! - ouço gritos, e acordo imediatamente.

- O que foi amor? - pergunto vendo o mais novo se trocar rapidamente. 

- M-Minha mãe! - ele diz entre soluços. - E-Ela está no hospital! 

- O-O que?! Por que?! - me levanto e vou até o armário me trocar.

- Minha irmã me ligou dizendo que ela teve um infarte! - ele disse chorando.

- C-Calma! Vamos logo! - já trocado, pego a mão do menor e o puxo para a garagem rapidamente. 

[...]

~ Chegando no local indicado por sua irmã, Tae adentrou correndo a procura de um médico. Fomos levados até o quarto onde sua mãe se encontrava. Ela já estava inconsciente. ~

- N-Não! - Tae súplica ajoelhado no chão, à frente de sua mãe, chorando e soluçando. Vou até o mesmo, me ajoelho por trás e o abraço.

- Calma, TaeTae! Ela foi para um lugar melhor! Pode acreditar... - digo o abraçando, sentindo lágrimas em meu ombro, acaricio seus fios de cabelo, e o ouço dizer baixinho: "obrigado". 

Eu vou te protejer! Vou cuidar de você! Vou ficar ao seu lado como se você fosse quebrar se alguém lhe tocar! Como um guarda vou te protejer de todo o mal! 

" E eu vou te amar,

Como se eu fosse te perder!

Irei te abraçar,

Como se fosse um adeus à sua tristeza! "

+ CONTINUA?.. +


Notas Finais


Vou fazer só 2 partes de Vhope, ok? É mais de Yoozi! Bom... Eu espero que tenham gostado! Amo muito vocês! Até a próxima! サヨナラ!!! 👋🏻❤️😍🇰🇷✌🏻️🇯🇵😘🤗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...