História Love is a sin? - Jikook! - Incesto. - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Tragedia, Vhope, Yoozi
Exibições 162
Palavras 583
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ooeee gentiii!!! Então... Eu voltei... Eu sei que várias pessoas não estavam mais lendo a fic porque eu não postei JIKOOK! Mas aqui está... O por quê de eu estar enrolando com os outros shipps é: a história pela parte de Jikook já está praticamente acabada! Então... É por isso! Mas aqui está: Jikook bunitinhuuuu! Hahahs! Obrigada por tudinho! Amo vocês! Espero que gostem! 🍃😜🙌🏻💕🙈😚

Capítulo 33 - Love is a Lie!


Fanfic / Fanfiction Love is a sin? - Jikook! - Incesto. - Capítulo 33 - Love is a Lie!

~ Jimin on ~          

- Kookie... - o chamo. Nós estávamos deitados no sofá do hotel assistindo um filme.

- Hm? 

- Eu tô com um pressentimento ruim. - digo, eu realmente estava sentindo que algo não estava certo.

- O que você tá sentindo amor? - ele pergunta preocupado se agaixando em minha frente.

- Eu não sei... Mas tô sentindo algo errado... - digo abaixando a cabeça.

- Calma, amor... Tá tudo certo, ok? - ele diz sorrindo e acariciando minha bochecha. Sorri e selei nossos lábios. Ele se sentou ao meu lado novamente, fazendo com que eu deitasse minha cabeça em seu ombro, fazendo assim, um carinho em minha nuca. Adormeci.

[...]

- MÃO NA CABEÇA!! - ouço gritos altos e um estrondo calsado pela porta, que estava no chão.

^ Eu e Kookie acordamos desesperados, e fitamos a porta, entrelaçamos as mãos, esperando pelo pior. ^ 

- Achei vocês! - e assim, a mãe de Jungkook adentra o local.

- Mãe? - disse Jungkook olhando incrédulo a mulher, com vários seguranças em sua volta. - O que faz aqui?! 

- Eu vim te buscar! - ela responde simplista.

- Ué, eu localizei a proximidade do seu celular! Não é óbvio? E como eu sabia que essa aberração estaria com você... A morte dele está mais facilitada! - sorrio e bateu as palmas. - Parabéns, Jungkook! 

- O-O que ela está falando, K-Kook? - eu disse, olhando-o pelo canto dos olhos. 

- Não é óbvio, Jimin? - a mulher se pronunciou. - Isso tudo foi uma armação! Jungkook está fingindo tudo isso! Se não, ele não seria tonto o suficiente para trazer o celular! - olho para Jungkook e ele estava de cabeça baixa. 

- C-Como a-assim? - pergunto incrédulo, solto a mão do maior e ando para trás em passos lentos.

- Exato! Eu mandei Jungkook brincar com você! Eu mandei ele passar todo esse momento com você! Para você aprender a não me subestimar! Você acha mesmo que eu deixaria meu filho sozinho com você esse tempo todo?! E ainda, você acha que Jungkook teria dinheiro suficiente para uma passagem para Paris? Você é tão ingênuo, Jimin! - ela diz aquelas palavras com desprezo, cada palavra acertava meu coração como uma espada espancando o mesmo. Eu não consegui acreditar! Todo esse tempo, Jungkook estava fingindo? Eu me entreguei completamente a ele! E tudo isso não passou de uma armação?! 

- J-Jungkook... - o chamo baixinho com a voz cortada, por causa das lágrimas. - E-Eu c-confiei em v-você! E-Eu me entreguei a-a v-você! - digo incrédulo olhando para a palma de minhas mãos. - E-E você b-brincou comigo! - me ajoelho no chão e começo a chorar. 

- M-Minnie?.. - ele vem perto de mim com uma expressão deprimente.

- S-Sai de p-perto de mim! - digo me encolhendo.

Mas eu não entendo... E o acontecimento dele com o Taehyung? Aquilo era encenação também? E as palavras? E as desculpas? E o carinho? E a confiança? E o amor? Eu dei minha vida por uma completa mentira! Eu amo esse grande mentiroso... Em uma correta conclusão, eu estava certo! O amor é um pecado! Um pecado coberto por mentiras e traições! Por dor e alegria... Mas mesmo assim... Com os lados bons, ele não deixa de ser um pecado! 

" Eu não aguento mais isso!

Sinto como se estivesse preso!

Preso em uma mentira conhecida como amor!

Na qual eu não consigo me libertar! "

+ CONTINUA?.. +


Notas Finais


Eae?🤗 Estão bravos?😡 Choraram?😭
Hahahah! Eu espero que tenham gostado! 👍🏻
Escrevam nos comentários o que acharam! 📝
Amo vocês! ❤️ Até o próximo! Espero que tenham gostado! 👋🏻🇯🇵💕🇰🇷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...