História Love Is All You Need - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, F(x), Red Velvet
Personagens Chanyeol, D.O, Kai, Krystal Jung, Seulgi, Yeri
Tags Beatles Songs, Changui, Chanstal, Drama, Hetero, Kaisoo, Kaistal, Romance, Seulri, Shortfic, Yaoi, Yuri
Exibições 49
Palavras 1.688
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Escolar, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a demora e obrigada pelos comentários e favoritos! Isso é sempre importante <3
Sem mais delongas, boa leitura uhuhuh.
ps: desculpem qualquer erro.

Capítulo 4 - I've Just Seen A Face


Fanfic / Fanfiction Love Is All You Need - Capítulo 4 - I've Just Seen A Face

“I've just seen a face, I can't forget the time or place where we just met

She's just the girl for me and I want all the world to see we've met

— I’ve Just Seen A Face, Beatles”

 

Chanyeol está feliz. Mais do que um simples feliz. Ele mal consegue guardar tamanha felicidade dentro de si. Com certeza é muita felicidade para pouco Park Chanyeol, e olha que ele é enorme.

O líder do time de basquete fecha os olhos e mesmo assim visualiza o motivo de sua felicidade.

Ela tem nome e sobrenome e para  Park o nome dela capta só um terço do seu brilho.

Krystal Jung é realmente um cristal precioso que joga seu brilho em qualquer um que passa por ela. É quase como mágica, altamente encantador.

A primeira vez que Chanyeol vira a garota foi quando conheceu o namorado do amigo. Porque onde quer que Jongin andasse, Krystal estava atrás. E Jongin sempre estava atrás de Kyungsoo.

Assim que constatou este fato — e não foi algo rápido — Chanyeol sentiu como se estivesse numa novela altamente clichê.

Se as coisas fossem mais fáceis, esse encontro dos dois já teria ocorrido faz tempo. Por sorte, após tanta espera finalmente ocorrerá. É o que Park pensa ao ver Seulgi andar até ele com mais dois jovens desconhecidos. Bem, nem tão desconhecidos assim.

A primeira, pequena e de olhar firme, ele reconhecia de algumas idas a casa de Seulgi. O nome dela era Yuri ou algo assim. Já o rapaz de aparência jovial era um estranho para si.

— Ela já chegou? — foi o que Seulgi questionou ao se aproximar dele.

Chanyeol negou. Já havia se passado dez minutos desde a hora em que marcara com Krystal naquela cafeteria temática dos anos cinquenta. Ele está nervoso, é claro, mas não deixará isso transparecer para sua amiga de longa data.

Ele conhece Seulgi desde que se conhece por gente. A amizade entre eles sempre foi forte e Chanyeol a considera como a irmã mais nova que nunca teve, de modo que ela se tornou a conselheira dele. Por isso, foi a primeira a saber de sua paixão.

— Não se preocupe, ela chegará. São apenas dez minutos de atraso, não é muito. — Seulgi comentou, dando de ombros. — Principalmente se for comparar o quanto eu me atraso quando vamos sair.

Seulgi piscou para si e Chanyeol não conteu uma risada. É verdade, se ele comparasse o tanto que Seulgi já o fizera esperar quando marcavam de se encontrar em algum lugar, dez minutos nem pareceria muito atraso.

— Ah, essa é a Yerim. Acho que você se lembra dela, já os apresentei antes. — Seulgi apontou para a garota ao passar por Chanyeol e sentar no seu lado esquerdo. — E esse é o Mark. Ele acabou de vir do Canadá.

Yerim sorriu para ele e o cumprimentou, sentando ao lado do outro rapaz — que durante a conversa dos mais velhos aproveitou para sentar de frente para eles — e de frente para Seulgi.

— Prazer em conhecê-los. — Chanyeol sorriu para eles, mas se concentrou em sua amiga. — Parece que você só arruma amizade com pessoas mais nova que você.

— Aprendi com você. — Seulgi rebateu, rindo.

Chanyeol também riu, sabendo que a mesma se referia a diferença de idade entre eles.

E foi com essa pequena distração que o Park não viu quando a Jung se aproximou da mesa deles, receosa.

Contudo, não é como se todos da mesa não tivessem visto.

— Krystal! — Yerim disse, sua voz mais alta do que Chanyeol alguma vez já escutara. — Venha, sente-se aqui!

Krystal pareceu surpresa por ver a garota loira chamar por si, mas acabou sentando-se ao lado dela.

Chanyeol, que escutar o nome da garota ser dito parou de rir para observar a cena, achou curioso o modo como a loira chamou por Krystal.

— Vocês se conhecem? — as sobrancelhas dele se unem e ele cruza as mãos ao direcionar seu olhar de Yerim para Jung.

— Sim, Krystal unnie faz parte da equipe de Arte comigo. — Yerim diz, sorrindo.

— Sério? — Seulgi perguntou surpresa antes que Chanyeol preferisse a pergunta. Parece que ele não é o único que parece surpreso com isso.

— Sim. — Krystal responde, corando sob o olhar de todos.

— Não sabia que você fazia parte da equipe de Arte. — Chanyeol diz, escolhendo de modo cuidadoso as palavras.

— Não há muitas coisas que sabe ao meu respeito.

— Ótimo. — Park abre seu famoso sorriso que deixa as pessoas encantadas. — Estarei ansioso para conhecer tudo sobre você.

Krystal desvia o olhar, Seulgi revira os olhos, Yerim não se pronuncia e Mark dá uma risadinha, achando graça em toda a situação.

— Bem... — Mark que até então não havia se pronunciado, começa a falar, tentando quebrar o estranho clima que se formara. — Que tal pedirmos algo para comer?

— Excelente ideia, Mark. Já gostei de você. — Chanyeol diz, dessa vez fazendo todos na mesa rirem.

A comida não demora para chegar na mesa após os pedidos e logo a estranheza vai sumindo aos poucos.

Chanyeol sabe que esse é um momento especial para Krystal.

Sempre que a via de longe a garota mostrava apenas sua imagem glacial. Quando contou aos amigos que estava a fim dela foi respondido com várias gargalhadas. Ninguém acreditava que Krystal - a rainha de gelo - fosse abrir uma brecha para se deixar ser conquistada. Até onde sabiam, ela só era amigável com um único ser do sexo masculino.

Ser esse que parecia querer a cabeça de Chanyeol às vezes.

Park ri baixinho e balança a cabeça enquanto observa Yerim conversar animadamente com Krystal que a cada instante abaixa mais a guarda.

Se Jongin soubesse que o meu interesse é na melhor amiga dele e não no namorado, talvez me odiasse menos, pensa.

Park só pertubava o casal para poder ficar mais tempo ao lado de Krystal. Esperava que ela notasse seu óbvio interesse nela.

Mas parecia que Jung só tinha olhos para o querido melhor amigo dela.

Chanyeol não entendia, realmente não compreendia. Como o rapaz sequer percebeu que a amiga gostava de si? Se fosse consigo, ele saberia. Ao menos espera que seja assim.

— Vou lá pedir a sobremesa. — Chanyeol diz, após constatar que todos terminaram suas refeições.

— Por que não chama o garçom?  — Mark questiona, confuso.

— Conheço o cozinheiro daqui e vou pedir para ele dar hma caprichada na sobremesa — Chanyeol responde, arrancando uma exclamação de compreensão do garoto mais novo.

— Vou com você, Yeol — Seulgi fala, já se apressando em levantar.

— Fique aqui e divirta essas crianças por mim, Suji — Chanyeol se levanta e põe as mãos nos ombros da garota, apertando de leve ao brincar com o nome da garota, pronunciando errado de propósito. — Tenho certeza que Krystal pode me acompanhar, não é?

Um silêncio estranho corre pela mesa. Seulgi engole em seco e olha intensamente para Krystal, esperando a reação da garota que fita Chanyeol sem nada dizer. Yerim batuca os dedos na mesa por uns instantes e então solta um suspiro. Mark de repente parece bem interessado na toalha da mesa.

— Claro — Krystal abre um sorriso contido. — Se vocês nos dão licença.

Krystal sai na frente com Chanyeol logo atrás. Ambos param em frente ao balcão de atendimento, contudo, antes que Krystal possa pedir algo, Park a puxa delicadamente para o canto.

— Por que é tão difícil flertar com você?

O rapaz questiona causando um sorriso na garota. Durante todo o tempo em que comeram Krystal evitou ao máximo as investidas de Chanyeol o que deixou o rapaz um pouco frustrado. Se ela tinha concordado em sair com ele, ao menos daria uma chance de conquistá-la não é?

— Se fosse fácil você não flertaria mais — a garota responde, fitando por alguns segundos Chanyeol antes de desviar o olhar.

O coração de Chanyeol acelerou. E não foi igual quando conheceu Seulgi ou deu seu primeiro beijo. Foi mais. Porque tudo com Krystal parecia mais e mais e mais. Mais sentimentos, mais sensações, mais desejo.

Krystal se tornou sem nem perceber a adição que faltava em sua conta para completar cem.

— Eu vou andar devagar até você.

— Por que disse isso? — Krystal dá risada e Chanyeol tem certeza de que é a melodia mais bela que já ouviu.

— Para não te assustar e você fugir de mim - responde, se aproximando mais. Sua mão esquerda vai até a cintura da garota enquanto a direita toca o rosto dela.

— Você é tão convencido, Park Chanyeol — ela revira os olhos para o rapaz mas não impede a aproximação. — Não sei o que tenho na cabeça para pensar em ter algo com o típico líder do time de basquete que possui todo esse charme e...

Chanyeol sela os lábios dos dois.

Eles permanecem assim por alguns instantes, apenas aproveitando a maciez dos lábios do outro. Até Chanyeol tomar a iniciativa de aprofundar o beijo.

Beijar Krystal tem gosto de limonada de baunilha e cheiro de morangos. Morangos vermelhos assim como Chanyeol.

Chanyeol que a abraça, beija, sente tudo em um único momento.

O momento deles. Porque Chanyeol soube de imediato o que Krystal era para ele.

— Acho melhor v-voltarmos... — Krystal sussura, dando uma pausa no beijo. Chanyeol concorda com um balançar de cabeça e beija uma, duas, três vezes os lábios da garota antes de se afastar. — Isso foi...

Incrível — ele completa. Krystal cora e não diz nada. Chanyeol passa seu braço pelos ombros dela e a encaminha de volta a mesa deles, parando antes apenas para pedir a sobremessa de todos.

Todavia, na grande mesa só restou o jovem Mark, sem saber o que fazer.

— Cadê a Seulgi e a Yerim? — Chanyeol indaga.

— Ahn...Seulgi se sentiu mal e Yerim foi levá-la para casa - Mark se levanta, um pouco sem jeito com a situação. — Eu também já vou, só estava esperando vocês...err...voltarem.

O menino se despede e caminha para longe deles.

— Me diga que você não vai embora depois disso — Chanyeol geme em frustração.

— Acho que você merece meu voto de confiança — Krystal fala sentando-se no banco onde antes Seulgo sentava com Chanyeol.

— Você não vai se arrepender.

E Chanyeol espera que ela realmente não se arrependa, porque ele não se arrependeria.

Nem mesmo um segundo.


Notas Finais


Falta mais dois capítulos para acabar. Já vou sentir saudade dessa fic jdusdhfudshfuh <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...