História Love Is Forever - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Abraxas Malfoy, Alvo Dumbledore, Armando Dippet, Avery (Riddle-era), Charlus Potter, Gina Weasley, Hermione Granger, Personagens Originais, Tom Riddle Jr.
Tags Drama, Hermione Granger, Lestrange, Malfoy, Romance
Exibições 32
Palavras 3.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi. Desculpa a demora

Capítulo 2 - Malfoy


Fanfic / Fanfiction Love Is Forever - Capítulo 2 - Malfoy

Hermione se virou na cama, acordou com o sol batendo no seu rosto. Parecia que havia dormindo por muito tempo. Tudo estava em um silencio, não havia nenhum som. Olhou em volta tentando se lembra da noite passada, mas sua mente estava vazia, algumas recordações viram a sua mente como um garoto de cabelos loiros a beijando e estar na beira de um lago bêbedo. Tinha varias pessoas lá, se lembrava de Lestrange. De ter brigado com Elizabeth por causa do seu irmão. Abriu os olhos tentando se localizar. Estava em casa no seu quarto

-Mione – disse um garoto a tirando do transe – Mamãe falou para vocês se arrumar e descer se não vamos chegar atrasados

-Já estou indo – disse ela olhando o garoto que se parecia muito com ela,

-Você está bem? – perguntou o garoto confuso pelo jeito que a garota o olhava - Falei que não deveria ter bebido ontem

-Estou bem Anthony – disse ela o olhando – Minha cabeça esta doendo apenas isso

Assim que o garoto saiu. A garota se levantou e foi até o banheiro que havia no quarto. Jogou água no seu rosto.  Fez sua higiene matinal. Colocou um belo vestido azul claro sem muitos detalhes. Arrumou os seus cabelos para eles ficarem alinhados. Desceu para tomar café da manhã

- Bom dia mãe – disse olhando sua mãe que bebia seu chá e olhava o jornal

-Bom dia meu amor – disse ela olhando a menina

Hermione nem quis perguntar sobre seu pai, sabia que o casamento deles não ia bem, que há dias que se pai preferia ficar trabalho de estar em casa com eles. Olhou para seu irmão que às vezes ela pensava que Anthony não podia ser seu irmão grêmio. Os dois eram totalmente diferentes, Anthony só pensava em quadribol enquanto ela era estudiosa e tinha boas notas. Já ele passa seus dias matando aulas e indo ao grupe de Riddle. Sabia que eles faziam aos nascidos trouxas da escola. E quando achava patético. Logo estaria em Hogworts novamente.

Chegaram a estação King Cross um pouco em cima da hora. Deu um beijo em sua mãe e saiu em encontro a Liz e Gina que ainda deveria estar falando da festa da noite passada. Achou ela no fundo do vagão rindo

-Oi Mione – disse a ruiva sorrindo

-Oi Ginny – disse ela sorrindo para a amiga.

-Você ficou com o Abbie? – perguntou Gina quando Lizzy entrava na cabine e fechando a porta

-Acho que sim – disse ela dando os ombros – Malfoy é o mais galinha da escola, e logo ele acha alguém para brincar com os sentimentos. Quer dizer só o fato que conheço aquele loiro desde bebê e estamos noivos não muda nada

-Pelo menos vocês não param na cama – disse Gina corada

-Pelo amor de Merlin por Morgana – disse Liz olhando à ruiva que estava da cor dos seus cabelos

Hermione olhou a amiga e sorriu

-Me diga que pelo menos ele foi gentil com você? – perguntou a  castanha olhando a ruiva

-Não chegamos ir até o fim – disse ela com vergonha – Eu não me sinto pronta ainda

-Vou procurar a mulher dos doces – disse Hermione saindo e fechando a porta

Hermione andou pelo corredores te tinha alguns alunos que conversavam animados sobre a volta as aula

-Avery – disse Malfoy a fazendo parar – Estava a sua procura

-Seja breve Malfoy – disse ela o olhando Hermione tinha que admitir de Abbie é realmente lindo, seus cabelos loiros estavam bagunçados, e ele cheirava a colônia masculina com menta

-Sobre ontem – disse olhando a garota. Abbie conhecia Hermione desde pequena, só que tinha que admitir que ela havia se tornado gostosa. Havia criado curvas e seus cabelos não estavam sempre arrumados ou lisos.

-Nada aconteceu ontem – disse ela quando o trem dava uma leve mexida, a fazendo cair sobre o garoto.

Abbie tinha a mãos na cintura dela e seus lábios estavam tão próximos e ele podia sentir o cheiro de chocolate com avelã dela. Fechou os olhos e a beijou. Para supressa dele ela o correspondeu da mesma forma. Seus lábios pareciam se completar. As mãos dela passavam pelos cabelos do loiro os deixando ainda mais bagunçados que o normal. Eles param de se beijar quando o ar estava faltando aos seus pulmões

-Pelo amor de Merlin – disse ela baixo – Se meu irmão nos pega.

-Seu irmão estava na cabine com os garotos – disse ele sussurrando – Só mais um beijo Avery

-Está muito abusado Malfoy – disse ela sussurrando

Abbie sorriu e passou a mãos nas costas dela e a puxou para mais perto dele.

-Tenho que ir – disse ela dando um beijo no rosto dele – Nos vemos em Hogworts

Hermione saiu e comprou alguns doces, sabia que as garotas iriam perguntar por que ela havia demorado tanto

-Lestrange já roubou à ruiva – disse Hermione entregando os doces a Liz que parecia intrigada pelo fato de Hermione estar com os cabelos bagunçados

-Sim – disse ela olhando a castanha – E você demorou, e estava sem ar e com os cabelos bagunçados.

-Nada – disse ela arrumando os cabelos – Não aconteceu nada Liz

-Hei garotas – disse Anthony se sentando ao lado de Lizzy e a beijando

Hermione pegou o seu livro de poções e voltou sua atenção a ele. Já estava tão habituada com os sumiços de Gina e Liz e seu irmão. Naquela tarde ela não conseguia pensar em outra coisa há não ser nos beijos que Abbie e ela trocaram mais cedo. Estava irritada com o fato de o idiota do Malfoy não saia da sua mente, sabia que o mesmo já deveria ter pegado pelo menos umas três garotas sem contar com Samantha Parkinson seu brinquedinho.  Suspirou e decidiu que iria trocar de roupa, quando estava entrando no banheiro deu de cara com Malfoy e conversando com Samantha. Trocou de roupa e iria voltar para a cabine, onde queria paz para ler o seu livro e comer seus doces em paz.  Hermione saiu do banheiro e deu de cara com Abbie

-Meu Merlin Malfoy – disse ela – Quer me matar do coração?

-Desculpe – disse ele a olhando e a empurrando para dentro do banheiro

-O que está fazendo Abbie? – perguntou ela o olhando

-Gosto quando me chama assim – disse ele a colocando a mão na cintura dela – Você virou minha cabeça para baixo Avery

Abbie a emburrou contra a parede a prendendo. Eles estavam tão próximos que ele podia sentir a respiração pesada dela contra o seu rosto. O cheiro de chocolate invadiu o seu nariz. Fechou os olhos e a beijou. Os lábios se procuravam com desejo. As mãos dele passavam na barriga dela por baixo da blusa. O toque das mãos geladas dele a fez dar um leve gemido contra os lábios dele. Hermione passava a mão entre os cabelos loiros do garoto o deixando revirados. O beijo ira ficando cada vez mais quente. As mãos dele subiram e apertou os seios dela. Ele desceu dando beijos e leve chupões nos pescoço dela. Hermione estava em chamas, o seu corpo todo parecia estar pegando fogo. As mãos deles abriam a blusa dela, desceu dando beijos e leves chupões no pescoço dela, seguindo com os beijos ate os seios onde deu uma leve mordida a fazendo dar um gemido alto.  Tirou o sutiã branco de renda dela. Apertou os seios dela. Hermione já havia perdido todo o controle sobre o seu corpo. O calor dos corpos era evidente. Estavam suados. Os lábios dele brincavam com os seios dela. Os dedos dele brincavam sobre o tecido fino da calcinha de renda dela. Hermione estava corada, não de vergonha e sim pelo calor. Nunca esteve tão perto e tão intima de algum garoto. As unhas dela passavam pelas costas do garoto quando os seus dedos a invadiram. Jogou a cabeça para trás.

-Meu Merlin – gemeu ela quando ele colocava e tirava os dedos

Fechou os olhos.

 

 

-Abbie – disse ela quando ele descia os dedos até a barra da saia dela -Não quero ser mais uma na sua lista

-Você nunca vai ser mais uma – disse ele a emburrando contra a parede e a beijando

As mãos dela tiravam a camisa dele e ele tentava se livrar das próprias calças e cueca. Os lábios dele procuravam o dela com desejo. Hermione desceu pelo pescoço dele dando beijos e chupões assim todas as garotas saberiam que ele tinha dona. Ele a pegou no colo e a colocou contra a parede. Hermione fechou os olhos. Tudo que ela sentiu foi apenas certo desconforto e uma leve dor. Sentiu os lábios dele buscando pelo dela . ela o beijou com desejo os lábios dele procuravam o seu com vontade. Os movimentos eram lentos ele tinha medo que pudesse a machucar. Com ela tudo estava sendo diferente ela não era apenas para matar a vontade, ela o deixava com vontade mais. Aos pouco foi aumentando os movimentos. Podia ver que ela estava entregue a ele de corpo e alma. Os lábios dela passavam pelo seu pescoço o arrepiando e a fazendo se arrepiar. Os gemidos baixos dela o deixavam louco. Hermione olhava Abbie. Os corpos estavam suados e entregues. Ela sentiu um calor grande e em seguida uma sensação muito boa. Soltou um gemido alto e jogou sua cabeça para trás. Olhou para o loiro que jogou seu rosto contra o peito dela e a colocou no chão. Eles estavam cansados.

-Temos que sair aqui – disse ele baixo. Hermione estava com sono e cansada

Sem vontade alguma ela vestiu o seu uniforme enquanto ele fazia o mesmo. Acabou de se vestir.

-Seu irmão vai te matar – disse ele passando a mão nas pequenas marcas roxas que ela tinha no pescoço

-Que merda Abbie – disse ela olhando o pescoço

Abbie sorriu e deu um beijo sobre as marcas dela. E seus dedos iam descendo até onde a blusa escondia as marcas.

-Vou chamar Lizzy – disse ele dando um beijo nela e saindo

Ele saiu e fechou a porta. Muitos alunos estavam pelos corredores, sabia que não ia ser muito difícil de achar Lizzy, que estaria com Anthony aos beijos. Sabia que ela ia matar ele por ter deixado Hermione daquele jeito. Achou a cabine aos beijos com Anthony como já imaginava

-Hei – disse ele olhando a cara de Gina fez quando o olhou

Que merda Hermione pensou.  Pelo visto ela não era a única que ficou com marcas.

-Abbie o que acontece? – perguntou Lizzy olhando o pescoço dele

-Acho que a gata nova dele bateu nele – disse Lestrange rindo

-Cala a boca Lestrange – disse o loiro com raiva – Vim falar com a loira não com você

Lizzy deu um beijo no namorado e saiu com o loiro. Lizzy sabia que quando Abbie fazia merda ele sempre vinha atrás dela, mais jamais apareceu com marcas

-O que você fez dessa vez? – perguntou ela seguindo o loiro – To cansada de suas besteiras Abbie, você tem tomar juízo uma vez

-Eu gosto dela – murmurou ele olhando a amiga e a levando ate o banheiro onde Hermione se olhava no espelho.

-Abraxas Phillip Malfoy – gritou ela quando viu Hermione – Eu vou te matar

-Eu sei – disse ele passando a mãos nos cabelos loiros os deixando bagunçados.  – Me diz que você consegue dar um jeito nisso.

-Que Droga Malfoy – disse Lizzy passando os dedos na marcas dela. Hermione estava com cara de choro – Eu to um jeito sim, só mantenha o Anthony longe dela por alguns dias.

-Você ta bem? – perguntou Lizzy para a amiga que parecia assustada e meio fora do ar

-To – disse ela – Só estou cansada e com fome

Abbie deu um sorriso de canto. O que o deixa ainda mais sexy para Hermione. Em pouco tempo quase todas as marcas dela haviam sumido do pescoço dela.

-Teremos a noite das garotas – disse Lizzy rindo – Pensei que a ruiva iria ser a primeira, e quem eu menos esperava foi à primeira. Quero saber como é, conheço a fama dessa pessoa loira, todas dizem que é muito bom entre quarto paredes

-Estou ouvindo isso Lizzy – disse ele quando ele voltam para a cabine –Porque não admite que já quis dormir comigo para saber o que a Parkinson fala para saber se sou tudo isso

-Cala a boca Malfoy – disse ela rindo – Você é meu irmãozinho, e alem do mais não iria dormir com você e ser mais uma que você transou

-Ainda bem que você loirinha chata – disse ele abraçando Lizzy e dando um beijo no rosto dela

-Malfoy, tu não perde uma em – disse Anthony quando Hermione se sentava e pegava o livro – Até a minha namorada já tais querendo pegar

-Ela é a minha irmãzinha – disse ele abraçando o beijando a loira

-E sobre a garota dos chupões –disse Lestrange fazendo Hermione derrubar o livro – O que vai contar para nós? Porque você deve ter comido dela bem gostoso pela suas marcas, elaa te pegou de jeito em

-Pelo amor de Merlin – disse Lizzy corada

-Amor – disse a ruivinha olhando o loiro que estava corado

-Pelo amor de Morgana – disse Anthony me olhando ainda tentando pegar o livro do chão, sabia que estava corada - Temos crianças aqui

Hermione olhou para Lizzy que se segurou para não ri.

-Sua irmã? – perguntou o moreno rindo – Acho que ela é bem gradinha e gostosinha e não tivesse namorado eu queria levar ela ao céu. Sexo meu amigo é bom demais

Abbie teve vontade de socar Lestrange, Lizzy estava vermelha e Hermione tinha o rosto atrás do livro. Dava para ver as bochechas dela coradas

-Cala a boca Lestrange – disse Anthony se levantando e indo bater no amigo

-Hei – disse Lizzy se levantando e ficando na frente dele – Não Anthony, é brincadeira

-Se eu souber que você transou com minha irmã, acredite você não vai ficar vivo para contar historia – disse Anthony olhando Lestrange e Abbie – Isso é para você também,

Abbie deitou a cabeça no ombro de Hermione e fechou os olhos. O cheiro de chocolate dela se misturava perfeitamente com o dele de menta. Adormeceu. Hermione passou a mão nos cabelos loiros dele.

-Vocês vão casar quando? – perguntou Gina – Vocês são noivos há tanto tempo

-Não sei ainda – disse Hermione olhando a ruiva – Só que espero que quando casarmos ele não fique por ai pegando as meninas que se oferecem para ele

A viagem estava tranqüila. Abbie dormia no ombro de Lizzy o que havia se resumido a muitas piadas por parte do Lestrange Hermione olhava a paisagem fora, já havia escurecido. Olhou para a ruiva que dava beijos no moreno. Ela se sentia sonolenta, o dia havia sido muito agitado e ainda nem havia se recuperado da festa ainda.

-Você está bem? – perguntou Anthony olhando a irmã, isso a irritava pelo fato dela ser tratada como bebê

-Não dormi muito bem essa noite – disse ela olhando o irmão

Abbie acordou com os movimentos de Lizzy, se tinha uma coisa que o deixa de mal humor era ser acordado quando seu corpo ainda implorava por mais um pouco.

-Bom dia bela adormecida – disse Lestrange com aquele sorriso travesso no rosto - Parece que o seu novo brinquedo já cansou o bebê

-Vai à merda – disse ele olhando o amigo – Porque não vai comer a sua ruiva, porque isso é falta de sexo

-Malfoy – disse Anthony

-Desculpa – disse ele saindo irritado 

Não demorou muito para chegarem a Hogworts, era bom estar em casa de novo.  O caminho até o castelo foi silencioso. Depois do que Lestrange falou o loiro havia sumido. Se se sentou à mesa junto com seus amigos não demorou muito para Nott, os Black e outros se juntarem a eles. Algo neles incomodava Lizzy que parecia inquieta. Lizzy viu os cabelos loiros de Malfoy de longe e ele estava de mãos dadas com Samantha o que fez a loira fazer uma cara de confusa. Em um momento ele transa com Hermione e no outro parece com Parkinson. Olhou para castanha parecia lutar com as lagrimas que iriam cair a qualquer momento. Ela abaixou a cabeça. Lizzy teve vontade de se levantar e socar o rosto dele ate.

-Você é um babaca Malfoy – disse Lizzy quando Hermione saia

Hermione tentou conter as lágrimas porem elas caíram com força dos seus olhos. Sentou-se a beira do lado negro e ficou olhando a lua que iluminava o belo lago.

-Deveria estar no jantar – disse alguém a assustando

-Estou sem fome – mentiu e limpou as lágrimas

-Às vezes amar pode machucar – disse a pessoa – Amar é um ato muito bonito, porem muitas vezes poucos sabem lidar com ele

-Hermione – ouviu Abbie a chamando

-Você Malfoy – disse a voz – Não é muito diferente do seu pai, usa a meninas e as troca quando for necessário. Foi assim que a maldição caiu sobre você, apenas o amor poderá o salvar. Você terá que aprender a amar Hermione, se não se destino terá um fim trágico. Vocês viveram 24 horas por dia juntos e aprenderam a amar.

A mulher sumiu. Abbie olhou para Hermione que tinha os olhos vermelhos pelo choro

-Me deixa em paz Malfoy – disse ela saindo e indo para o seu dormitório

-Que bom que entrou os dois juntos – disse o diretor – As coisas de vocês foram levada ao quarto novo de vocês, irei levar vocês até lá

O novo quarto deles ficava perto das masmorras. Um pequeno quadro de um casal se beijando ficava na porta

-A senha é Amor – disse o diretor fazendo a porta se abrir e uma sala aparecer – Tenha uma boa noite senhor Malfoy e Senhorita Avery

A sala era grande tinha um belo sofá preto de couro e uma lareira. Havia uma pequena mesa para fazer tarefa. No fundo da sala havia uma  pequena escada que daria para o quarto. Hermione subiu as escadas e lá havia um belo quarto. Bem grande com as cores verde e prata. A cama de casal era bem grande com vários travesseiros. As coisas dela já estavam lá assim como as deles

-Belo quarto – disse ele se jogando na cama – Vamos ter aprender a viver juntos pelo jeito. Estamos casados agora

-Cala a boca Malfoy – disse ela pegando o pijama e indo até o banheiro

O banheiro era grande com espelho grande uma grande banheira. Hermione a encheu. Se afundou na água quente desejando que aquele sonho acabasse e ela tivesse em casa sonhando.

-Avery – gritou o loiro batendo na porta – Também quero tomar banho

Suspirou. Seria um longo ano.


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...