História Love Is Not Over - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Love Is Not Over, Taehyung, Vkook, Vmin, Yoomin, Yoongi
Exibições 54
Palavras 2.067
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oe gente, tudo bem? Eu estou ótima^^

Desculpa a demora :/

Bora ler♡

Capítulo 23 - Eu nunca irei te esquecer...


Fanfic / Fanfiction Love Is Not Over - Capítulo 23 - Eu nunca irei te esquecer...

JungKook ainda on*


--Dorme no meu quarto!- diz Jimin. 


--Só não geme alto!- digo baixo e Jin cora.


--Vou fazer algo para comermos!- ele diz correndo para a cozinha. 


--Vamos arrumar lá?- digo e vou para o quarto.


JungKook Off*


Jimin On*


Fui até a cozinha ajudar Jin.


--Quer ajuda?- digo e ele me olha envergonhado.


--Si..Sim!- ele diz corando. 


--Por que a vergonha?- pergunto e ele para de cortar, seja lá o que ele estiver cortando. 


--Eu... eu... estou um pouco apertado... se é que você me entende...- ele diz corando mais ainda.


--Como assim?- pergunto sem entender.


--Você sabe... Eu... Eu... preciso... sabe... me tocar...!- ele diz esfregando as pernas, prensando seu membro. 


--Banheiro no final do corredor!- digo e ele sai correndo.


Lá estava eu, sozinho na cozinha, cortando as verduras, mesmo não gostando, eu estava cortando, até que sinto mãos em minha cintura e um beijo sendo depositado em meu pescoço, o que me fez encolher e me arrepiar.


--JungKook, o você está fazendo?!- digo corando, enquanto sou virado de frente a ele.


--Ué, vim agradecer! Se quiser posso ir em bora!- ele diz indo embora, mas eu o seguro no braço dele e ele me abraça. 


--Pode ficar Kook...- digo o abraçando. 


--Jimin, obrigada, hoje eu pude ver o quanto você se importa comigo...- ele disse.


--Ai Kook-ah!- digo manhoso.


--Não terminei! Continuando, você ficou ao meu lado, me ajudou... Namjooon! Não estraga o clima mano!- ele diz ao ver o Namjoon pegando água na geladeira.


--Sorry...- diz Namjoon saindo. 


--Agora sim! Então... eu não sei se você...Mano! eu falo na hora em que deitarmos! Desisto!- diz JungKook saindo.


--Atrapalho em algo?- diz Jin entrando envergonhado.


--De boa Jin, Não esquenta, é... eu cortei aqui para você!- digo saindo da cozinha. 


--Obrigada!- diz Jin.


Jimin Off*


JungKook On*


Eu e Namjoon, estavamos na sala assistindo, até que Jimin chega e se senta em meu colo.


--Ji...Jimin! O que está fazendo?- digo corando.


--me relaxando!- Jimin fala se deitando em meu colo.


Mas logo Jin nos chama para comer, a minha Ajumma e a Inhyeong, saíram e como não voltaram até agora, iremos comer sem elas, nos sentamos e começamos a comer, o Jin realmente é bom na cozinha.


--Ta muito bom! Serio! Melhor sopa!- digo assim que termino.


--Não diga isso, esta normal a sopa!- diz Jin indo para a cozinha com Namjoon.


--Gente... vou ajudar meu mozão a lavar a louça!- Diz Namjooon.


Eu e Jimin subimos para o quarto, Jimin se joga na cama.


--Agora eu acho que posso terminar ne?!- digo e ele se senta na cama.


--Jimin... vou pular para o final, até porque eu não me lembro o que ia dizer... mas... quer namorar comigo?- digo e ele leva as mãos até a boca. 


--SIM!- ele diz pulando em mim. 


Eu o abracei e o beijei em seguida, Jimin não parava de pular, mas ele pulou tão forte em mim, que nós acabamos caindo no chão. 


JungKook Off*


Namjoon On*


--Amor... amanhã completa 4 meses...- digo e Jin me olha.


--Amor... Amanhã é o enterro!- diz Jin.


--Eu sei..mas por favor! Poxa, eu ouvi você se tocando... quero que saiba que não precisa disso! Você tem a mim!- digo e ele me beija.


Nos separamos, assim que um barulho alto, foi ouvido por nós, subimos correndo até o quarto, assim que abrimos a porta, Jimin e JungKook, estavam no chão, se beijando. 


--Desculpa gente...- Jimin fala ao se levantar.


--Tudo bem... bom já acabamos lá, então nós vamos dormir ok?- diz Jin.


--Ok!- diz Jimin se jogando na cama.


Nos deitamos e dormimos...


^De manhã/madrugada^


--Gente acorda, se não chegaremos atrasados!- digo e ninguém se mexe.


--Acordem!- grito e todos despertam.


--Você viu a hora que é?- diz Kook apontando para o relógio. 


--Sim, 4:10! Já era para gente estar saindo daqui!- digo e o Jungkook se levanta, indo tomar banho.


*uma hora depois*


--Vamos?- digo e todos concordam. 


*algumas horas depos*


--Chegamos... esta pronto JungKook?- digo e ele balança a cabeça com lágrimas nos olhos.


Namjoon Off*


Jimin On*


Assim que entramos, Jeon não agurntou-se e começou a chorar, ele não parava por um minuto, ele passava a mão em sua mãe, por cima do pano fino que cobria seu corpo, a cada toque era uma lágrima, ao chegar no rosto pálido e gélido de sua omma, ele disse:


"-Eu nunca irei te esquecer, só queria agradecer por tudo, gostaria que a Sra. Estivesse aqui, assim iria poder ver seu filho feliz, junto ao seu namorado, é omma... eu consegui, eu sempre lhe disse que o amava, agora posso dizer isso a ele! Omma... obrigada por tudo! Eu te amo muito!"


Se eu chorei? Sim, eu chorei muito com isso, eu me segurei tanto, mas tanto, que não aguentei mais e acabei chorando, Jeon foi ao caixão de seu pai.


"-Appa.... me desculpe por não ser o filho que você sempre quis, por sempre te tirar do sério, juro que eu tentei, eu não queria, mas o sentimento foi mais forte, mas pensa só... eu nunca contei para a omma de seu livro, aliás... ja deve estar pronto ne? Bom... isso não vem ao caso, só quero dizer que te amo, mesmo o Sr. Não demonstrando isso para mim, eu sei que o Sr. Também me ama, bom é isso... espero seu perdão appa..."


Esse homem sabe me fazer chorar! (;-;), agora estava lá, eu, no caixão da minha sogra...


"-Olá Sra.Jeon...bom eu espero que me aceite na família, eu estou namorando com o seu filho, ele me faz muito feliz e eu espero não faze-lo sofrer, seu filho é um alguém muito importante para mim e eu espero ser alguém importante na vida dele, eu o amo muito! Ajumma... obrigada por tudo!"


Saiu dali, indo em direção ao Sr.Jeon.


 "-Sr.Jeon... como lhe dizer isso... pois é... eu estou namorando com seu filho, o Sr. Deveria se orgulhar dele! Ele é perfeito, eu o amo muito, espero faze-lo feliz, eu espero a aprovação de vocês, por favor, eu o amo tanto, bom é isso...Obrigada Sr.Jeon!"


Jimin Off*


*depois do enterro*


JungKook On*


Eu estava lá, observando o túmulo, com flores e velas em cima.


--Jimin... me de um momento a só?- digo e o mesmo me da um beijo na bochecha e sai.


No final... ficarei sozinho, foi assim que sempre imaginei este momento, bom eu não cheguei a imaginar tanto, mas agora... não consigo lembrar muito da minha infância, tudo que restou na minha memória é... meu pai... um escritor pobre, bom um escritor que nunca contou que escrevia..


FlashBack on*


--Appa? O que é isso?- digo pegando vários papeis.


--Não mecha nisso!- diz o mesmo, me fazendo larga-los. --Não conte a sua omma, mas seu appa... tem o sonho de ser escritor, então seu appa escreve, não conte isso a ninguém, nem para sua omma!- ele diz e eu concordo.


FlashBack off*


com uma casa para cuidar, um filho que não sabia lidar com as coisas, um filho rebelde que queria fugir de casa, discussão entre mim e meu irmão... por causa das dificuldades e meu pobre pai, isso é tudo que lembro!


"-A pobreza é apenas algo inconveniente -Ele sorria amarelo ao dizer Isso."


É assim que reduzo as chances de me machucar, agora, tudo que me resta...


É a saudade eterna.


Uma dor que ficara para sempre.


E apenas algumas lembranças. 


--Está tudo bem?- diz Jimin, me libertando dos meus pensamentos.


Naquele momento, eu percebi, tudo que me resta...Não é apenas algumas lembranças...


--Vamos embora?- diz Jimin e eu dou um sorriso de canto, me levantando.


E... pela primeira vez , eu cogitei, Eu... Eu também quero ser feliz. 


--Está tudo bem! Não se preocupe... Agora...pode relaxar!- diz Jimin pegando em minha mão e caminhando comigo.


Saímos dali e fomos para o carro, Começou a chover forte, Jimin olhou para mim e deu um sorrisinho, aliás, foi através da chuva que nos conhecemos, Jimin deitou com a cabeça em meu colo e eu comecei a fazer carinho no mesmo, isso foi tão confortável a mim, então acabei dormindo. 


FlashBack On*

*alguns anos atrás*


--Hey menino! Não fique na chuva você pode ficar dodói!- diz Jimin vindo até mim com um guarda-chuva colorido.


--O...obrigada!- digo tremendo de frio.


--Eu moro aqui perto, vamos para minha casa e você liga para sua omma!- diz o mais baixo entregando o guarda-chuva colorido, já que eu era mais alto.


--E...Eu também moro aqui perto, como é seu nome?- digo e ele sorri.


--Me chamo Park Jimin, mas pode me chamar de Jimin! E você?- ele diz com olhinhos quase fechados.


--Jeon JungKook, quantos anos você tem?- digo e ele sorri.


--9 e você?- ele diz meio tímido.


--7...- digo deixando um silêncio no ar.


--chegamos!- dizemos uníssono. 


--você é meu vizinho?- diz Jimin.


--Acho que sim... obrigada por emprestar o guarda-chuva!- digo e entro em casa.


FlashBack Off*


Acordei com Namjoon me balançando. 


--Ei! Já chegamos!- ele diz e eu me levanto. 


Entro em casa e vou direto para cama.


JungKook Off*


Namjoon On*


Eu e Jin fomos para nossa casa.


*Horas depois*


Chegamos em casa e Jin foi para cozinha, preparar algo para comermos, vou atrás dele e o beijo no pescoço.


--Nam... Sério mesmo?- ele diz e eu o beijo no pescoço, como resposta. 


--Você conhece meus pontos fracos ne!- ele diz e eu o viro, deixando-o, de frente para mim.


Eu ataquei aqueles lábios carnudos, de uma maneira ferroz, como eu amo esse nosso beijo, é uma mistura de amor e desejo, eu o levantei um pouco e o coloquei, em cima da pia, ainda o beijando, ele começa a tirar minha camiseta, nos separamos por alguns segundos, para poder tirar a camiseta, eu aproveitei e tirei a dele, voltamos para o nosso beijo, minha costa, estava sendo apertadas e arranhada por SeokJin, aquilo me matava aos poucos, fui deixando um caminho de saliva até seu pescoço, Jin já se contorcia, vou dando leves mordidas e chupadas, pelo pescoço branquinho, que já se encontrava manchado, volto a beijar a boca dele, Jin enrolou as pernas em minha cintura, então eu o peguei e levei para o quarto, o mesmo mordia meu pescoço, enquanto rebola, eu o jogo na cama com brutalidade e vou engatinhando até ele, comecei a beijar todo o seu corpo, até chegar no cós da calça, eu a tiro desesperadamente, a jogando para loge, aquela box vermelha, me deixou com tanto tesão, ver o membro dele ereto, pela aquela box, me deixou mais duro, passei minha língua, sobre aquele tecido fino, o que fez Jin soltar um pequeno gemido, retiro a box e vejo o membro dele saltar para fora, eu o abocanho, aquela sensação, não consigo explicar, começo a chupa-lo com rapidez, não pretendia faze-lo gozar agora, então desci mais um pouco, ficando de frente a sua entreda, eu passo a língua, forçando a entrar, chupo dois de meus dedos e o penetro um, com movimentos leves e fracos, adicionando mais um dedo, começo a ir mais rápido e a fazer movimento tesoura, dentro do mesmo, Jin joga em mim uma camisinha, por causa da lubrificação, para não machuca-lo, mas eu queria aquela boquinha em mim, então me joguei na cama, o mesmo subiu em cima de mim e começou a me beijar, aquele beijo era uma tentação, ele foi descendo até chegar em meu cós da calça, sem mais e sem menos, ele a tirou e jogou junto com minha box, em algum canto, Jin começou a me chupar, sem ao menos me masturbar antes, ele chupava cada vez mais rápido, aquela boca tão delicada e macia, com a velocidade aumentada, meu ápice foi chegando, só com o toque de Jin, eu poderia gozar e foi isso que eu fiz, eu gozei na boca dele, ele engoliu e me beijou, inverto as posições, ficando por cima, me encaixando entre as pernas dele, posiciono meu membro em sua entrada, então Jin diz:


"-fuck me!"


Aquilo foi tudo para mim, eu o penetrei sem dó e ele gemeu alto, começo a dar estocadas fortes e rapidas, já nos encontrávamos ofegantes e suados, minha costa estava vermelha e eu podia sentir o fervor de seus arranhões em mim, troco de posição, o deixando de quatro, penetro nele novamente e começo com as estocadas, a cada estocada, eu o masturbava com a mesma tensidade, Jin gozou em minha mão, então eu levei minha mão até munha boca e chupei todo aquele vestígio, começo a ir mais de vagar e mais fraco, gozando dentro do mesmo, me retiro de dentro dele e me jogo na cama.


--Amor...- diz Jin ainda ofegante.


--Sim...- digo o olhando.


--Fizemos amor de luto...- ele diz me fazendo soltar uma risada nasal.


--Sim...- digo e ele se ajeita em meu peito. 


--Te amo!- ele diz dando um beijo em meu queixo e entrelaçando nossas pernas.


--Também te amo!- digo e dou um beijo em sua testa.


E assim dormimos...


Notas Finais


Foi isso :)

Espero que tenham gostado :)

Se preparem, irei demorar para postar novamente, pois é um capítulo especial ♡

Desculpa os erros:/

Amo vocês♡

Gente sorry a falta de criatividade, até porque eu peguei as frases do Kook de uma serie que eu assisti, eu spenas mudei algumas coisas... ~Sorry

Obrigado pelo contrário e pelos favoritos♡

Até a próxima♡

Bjjs meus PEIXINHOS♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...