História Love Is Not Over - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Lay-HoSeokJin

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Tags Bangtan Boys, Bts, Exo
Exibições 6
Palavras 864
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiieeeeeeeeeeeeeee

Capítulo 3 - Reset


Fanfic / Fanfiction Love Is Not Over - Capítulo 3 - Reset

-Kim Yeong

 

Eu chorei tanto que não percebi quando elas voltaram...Min Sun me arrastou pelo cabelo e me levou ao centro do saguão começando ali a falas para todos o quanto eu era um lixo pra sociedade deles, eu só sabia encarar a situação e as lagrimas desciam por meus olhos...eu era tão fraca, por que eu não levantava e me defendia? Boa pergunta...

Eu apenas escutava as palavras de Min Sun sobre mim, até ouvir uma voz diferente repreendendo a mesma...observei uma garota..ela andava com uns garotos, eu conhecia os mesmos somente de vista...

Min Sun e ela trocavam palavras até Min Sun me empurrar, eu me sentia cada vez mais humilhada, eu já não aguentava aquilo... A  garota empurrou Sun fazendo com que a mesma caísse, ela me ajudou mas eu sabia que isso duraria pouco e que logo ela seria mais um dos monstros que me assombram...Um dos amigos dela, o de pele tão branca como açúcar a chamou, mas ela se voltou a mim e disse para que ele e seu outro amigo fossem para a aula... Quando o tal de “V” como ela chamava, passou por mim, murmurou um oi... eu apenas fiquei quieta, eu desconfiava das pessoas ao meu redor, e provavelmente sendo gentil logo após ele destruiria meus sentimentos como os outros.

Eu me afastei mas a tal Wendy, era esse seu nome, segurou meu pulso dizendo que me entendia, nesse momento meus sentimentos explodiram e eu disse muitas coisas a ela...

Logo após desferir aquelas palavras contra Wendy eu sai dali, correndo como sempre, me destruindo como sempre...

...

 

Ao chegar em casa me deparei com minha mãe deitada no sofá, ela fumava seu cigarro tranquilamente assistindo a TV...eu suspirei e subi as escadas indo ate meu quarto e começando a escutar minhas musicas favoritas...uma delas era Hold On – Chord Overstreet

 

Loving and fighting

 “Amando e lutando”

Accusing, denying

“Acusando, negando”

I can’t imagine a world with you gone

“Não consigo imaginar um mundo em que você se foi”

The joy and the chaos

“A alegria e o caos”

The demons we’re made of

“Os demonios de que somos feitos”

I’d be so lost if you left me alone

“Eu estaria tão perdido se voce me deixasse sozinho”

 … -

Quando percebi eu ja estava me encolhendo observando meus braços ainda com vestigios do papel higienico que estava neles… os arranhos e os ematomas que meu corpo era cheio… eu não era assim, eu não era fraca...e nessa noite, eu jurei que não abaixaria minha cabeça pra ninguém.

...

O dia começou bem, nunca me senti tão confiante de mim mesma, meu cabelo curto agora bem lisinho brilhava e meu rosto com uma leve maquiagem esbanjava um sorriso mínimo, sai de casa cantarolando pelos cantos, chegando a escola me encontrei com os olhares e cochichos, suspirei adentrando, logo vi Min Sun vindo na minha direção...ela sorria de um jeito sinico e isso me enojava...

- Olha só, a vadia resolveu ousar e veio de maquiagem, quem sera seu cliente hj? – Ela riu e eu logo em seguida ri também, ela estranhou esse ato e me olhou de modo curioso.

-Olha Min Sun, eu não sei quem vai ser meu cliente hoje, por que sabe, são tantos pretendentes, olha pra mim, meu corpo é mais escultural que o seu, eu sou mais desenvolvida, o que me faz ser o centro das atenções, e agora você pobre Min Sun, precisa me humilhar pra ter uma migalha de atenção – Sorri vitoriosa e ela já estava vermelha de raiva ela me deu um tapa no rosto e eu a joguei no chão.

-Voce não sabe com quem esta mexendo garota – ela esbravejou e eu ri.

-Vemos Min Sun, que quem não sabe com quem esta mexendo é você, encosta  em mim de novo que a única coisa que você vai ver vai ser o asfalto se chocando com seu rosto – Disse e sai, ninguém disse nada, mas eu vi que algumas pessoas riam...sorri e me escorei em uma arvore colocando meus fones e fechando os olhos.

A musica me envolvia como uma mãe balançando seu bebê, comecei a cantar uns trechos bem baixinho e então uma voz eccou.

-Costuma esfregar o rosto das pessoas no asfalto? – Tirei meus fones e olhei para a figura ao meu lado, soltei um riso.

-Geralmente quando elas me chamam de gorda e são patricinhas metidas sim – Murmurei e olhei para o céu.

-Terei que tomar  cuidado  com você então, vai que me compara com uma patricinha metida... – Eu ri com aquilo, e ele logo esbanjou seu sorriso quadrado.

-Olha, pra ser uma patricinha metida você tem que ter o nome de uma pra começar.. – Falei e ele riu.

-Sou Kim Taehyung, mais conhecido como V – Ele sorriu quadrado – E você quem é ó estranha arrastadora de pessoas no asfalto? – Soltei uma gargalhada.

-Kim Yeong a esmagadora de corpos – Ri e ele sorriu. – Me chame de Yeong somente obrigada de nada senhor V.

Ele assentiu e rimos juntos, Tae era um cara legal, fofo ate demais...ele pode ser o mais próximo de um amigo que eu tenho..e isso me deixa feliz, minha nova vida iniciou.


Notas Finais


saranghaeeeee obggggg :3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...