História Love is not over - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Suga
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Love Is Not Over, Rapmonster, Romance, Shoujo, Suga, Taehyung
Visualizações 5
Palavras 1.854
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Antipatia


Na manhã seguinte, Ana acordou ao som do alarme em seu celular, despertando as 6h45. Desesperada com medo de se atrasar para sua primeira aula, pulou da cama e correu para o banheiro para se aprontar, vestiu a primeira calça e blusa que encontrou no guarda roupa.

Apenas com o tempo de colocar um pacote de biscoito e uma maçã na bolsa, calçou sua sapatilha e correu para o ponto de ônibus, que por sorte, não demorou a chegar.Sua aula começava às 9h00 da manhã, então provavelmente conseguiria chegar em tempo de conversar com o diretor antes do início da aula.

A viagem foi rápida, já que não pegou trânsito algum. Logo após descer do ônibus, Ana constatou que ainda eram 7h30. Aliviada com a folga no horário, seguiu seu caminho até a universidade que ficava a cinco minutos do ponto onde desembarcou.

Era comum a instituição receber alunos de outros países, mas Ana fazia parte do grupo de pouquíssimos brasileiros a estudarem naquela universidade, o que tornava impossível evitar olhares dos demais alunos asiáticos presentes.

Uma grande área verde, coberta com um belo gramado, arbustos e árvores fazia parte do grande jardim localizado na entrada do centro universitário. Alguns bancos espalhados pelo caminho também ornavam a área.

Deslumbrada com a paisagem, a jovem foi caminhando lentamente pelo corredor verde florido. Os olhares voltados à nova estudante brasileira a deixavam acanhada, mas ela não deixou de perceber a variedade de alunos que estavam sentados nos bancos ao longo do corredor, uns conversavam, outros ouviam músicas em seus fones de ouvidos, e até mesmo grupos de alunos praticando corrida matinal.

Mais alguns passos e Ana chegou ao final do corredor, e para desânimo total da garota, se deparou com uma escadaria enorme.

 

- Ah não! - Ela pensou algo seguido de uma expressão de derrotada e olhar de indisposição, totalmente sedentária.

- Aluna nova? Vai precisar praticar mais! - Uma voz grave surgiu quando ela subia o décimo degrau.

- Ai, mas tinha que existir essa escadaria bem aqui? - Ela resmungou virando-se para a pessoa que falou com ela - Sou aluna nova si… Eita, como você é alto! - Mal terminou sua frase e a jovem emendou ao seu espanto com a altura do rapaz parado ao seu lado.

- Haha… Algumas pessoas se espantam por eu ser alto… - o rapaz, sorriu com muita simpatia e continuou - Se é seu primeiro dia, se prepare, porque terá de enfrentar todos esses degraus quase todos os dias…

- Ai ai… Mas é verdade! Que aluno se anima em subir uma escadaria dessa todo dia antes de ir pra aula?! - A jovem queixou.

- Bom, isso é verdade, mas há quem se acostuma e quem até passa a gostar… Como ele… - Ele apontou o dedo a um aluno que subia os degraus com rapidez e facilidade - Aquele subindo é JungKook, novato também, e está no curso de Teatro aqui da universidade.

- Hm… Que disposição vocês têm… Quem sabe um dia eu também suba esta escadaria correndo desse jeito sem morrer antes…

- Bom, eu preciso me apressar, tenho assuntos para resolver. Você está indo a algum lugar específico?

- Preciso ir à sala do diretor, você pode me dizer onde fica?

- Terminando de subir  você segue o corredor a sua direita até o final. Depois é só seguir as placas… Não tem erro! - Ele subiu ligeiramente os degraus - Nos vemos por aí!

- Qual é o seu nome?! Ah… Ele já se foi! - Ana falou sozinha - Ele era bonitão… E ALTO! Aquele tal de JungKook também era uma gracinha… Estou no paraíso e ninguém me disse nada? - continuou pensando alto e seguiu para a diretoria.

 

Alguns minutos depois e Ana já havia visitado a sala do diretor e conversado com o mesmo. Porém, ela precisava ir à sala de aula para sua primeira aula de História e não sabia o caminho. Assim que avistou um segurança, lhe perguntou onde ficava a sala e o mesmo apenas respondeu “é só seguir as placas” para o ânimo da brasileira. “Será que todo mundo aqui só sabe falar “siga a placa”?”, Ana reclamou e continuou procurando a bendita sala. Faltando 15 minutos para o início, ela apertou os passos, mas os caminhos pela universidade eram muito confusos rampas e corredores parecidos a confundiam cada vez mais.

A expressão de confusa chamou a atenção de JungKook que caminhava pelo corredor em direção a ela.

 

- Ei, está precisando de ajuda? - Ele parou em frente a ela.

- Ahm… Ahhh você é o atleta que vi lá na escadaria! É JungKook não é? - Ela se lembrou rapidamente dele.

- Como você sabe meu nome? Você é minha stalker?! - Ele se espantou.

- Não não, mas enfim, depois eu te explico! Me ajuda a encontrar minha sala de aula? Eu to perdida aqui, é meu primeiro dia de aula! - Ana se apavorou.

- Ei ei ei calma! É só uma aula! Qual é a aula? - Ele tentou acalmá-la

- É uma aula de história com o Prof. Namjoon

- Ahhh segue esse corredor, não está longe, e… siga as placas... - Ele sorriu.

- NÃO ME VENHA COM “SIGA AS PLACAS!”

- Hahahaha Estou brincando! Os funcionários por aqui tem esse costume de indicar tudo com placas, mesmo para estrangeiros. Mas o caminho não é complicado não… É só seguir este mesmo corredor e virar a esquerda ao final dele e depois a esquerda novamente. a sua sala é a terceira a direita! Entendeu? - Ele olhou para ela e riu novamente da expressão confusa que apresentava. - Segue esse corredor e vire a esquerda, você vai encontrar… - Ele deu dois tapinhas no ombro dela - A gente se vê por aí! Boa aula! - Ele continuou seu caminho e saiu do prédio.

 

Ana seguiu a orientação de JungKook, virou a esquerda e de novo a esquerda, mas se confundiu quando viu três portas a direita. Ao perceber que uma delas estava entreaberta resolveu adentrá-la discretamente para que ninguém percebesse, mas ao colocar somente o rosto para dentro notou que a sala estava vazia e somente um garoto estava ao fundo da sala “falando” sozinho.

Ele agia como se estivesse falando com alguém, mas não havia mais ninguém além dele. “Ele está falando com espíritos?” Ana pensou e começou a ficar nervosa, então se encostou no canto ao lado canto porta e ficou observando. Um belo rosto bem desenhado, lábios carnudos e delicados, cabelos curtos escuros e luzes mais claras, “Quem é ele? Eu acho que estou no lugar certo com tantos rapazes bonitos assim…” Ana não parava de observá-lo, e prestando mais atenção no garoto, pôde perceber que ele parecia estar ensaiando falas.

Entre uma fala e outra, o garoto se movimentava convencendo Ana a acreditar que ele realmente estava interagindo com alguém. Encantada com a cena que assistia, ela ficou paralisada, até que ele percebeu estar sendo assistido pela novata.

 

- Ei… Quem é você? Está me ouvindo? - Ele acenava em frente ao rosto dela, mas a desconhecida permanecia hipnotizada olhando fixamente para seus olhos. - Você é esquisita… OI! - Em um movimento brusco aproximou rapidamente seu rosto ao dela.

- Ahn? É… O que disse? - Ela saiu do transe gaguejando pelo espanto em estar tão perto do rosto dele. - Ah… Me desculpe, a..ah..acho que errei de sala, me desculpe, com licença. - Ela deu dois passos até a porta e saiu apressadamente.

- Que garota estranha… Eu hein… - Ele retornou ao seu ensaio

 

Ao sair da sala, sem pensar duas vezes, Ana escolher qualquer uma das duas outras portas e por sorte escolheu a certa. Sem atraso algum, mas ainda com o coração disparado, Ana escolheu um lugar e sentou-se.

Cinco minutos depois, o professor entrou em sala de aula. O mesmo rapaz que ela encontrou na escadaria mais cedo.

 

- Bom dia… - Ele adentrou com uma bolsa transversal no ombro.

- Você é o professor?! - Ana levantou-se subitamente apontando para ele e sentando em seguida.

- Sim, eu serei o professor a partir do dia de hoje. E você… Ah, você é a senhorita sedentária da escadaria. - Disse ele abrindo sua bolsa sobre a mesa e colocando os óculos de grau em seguida. - Abram o livro na página oito.

- Sedentária… Mal começou o dia e já tenho que ouvir isso…- Ela resmungou em voz baixa para si mesma abrindo o livro.

 

A aula correu normalmente. O professor Namjoon

Uma hora depois, ao final da aula, Ana foi uma das últimas alunas a sair da sala, mas não esperava trombar cara com o garoto que encontrou na sala vizinha antes de sua aula.

 

- Descul… pa… - Ana interrompeu sua fala assim que se afastou do garoto e reconheceu o mesmo. - Ah... Você…

 

Mas o jovem apenas virou o rosto, desviou dela e continuou seu caminho.

A garota, que por um momento sentiu-se intimidada com o olhar do jovem, logo fez uma expressão de desgosto e resmungou consigo mesma “Ah quem ele pensa que é pra me esnobar assim? Garoto mal educado...”

 

- Ei! Você, é a garota de hoje cedo, não é? Conseguiu encontrar fácil esta sala? - Jungkook se direcionou à Ana quando a viu plantada em frente a porta da sala. - Alô… Oi…? - Ele reparou que ela olhava fixamente para o outro lado, e ao longe estava o “esnobe” rapaz caminhando para fora do prédio. - Hm… Hehe… Está interessada nele?

- Ahn? O quê? - Ela saiu do transe voltando-se para o colega. - Do que você está falando?

- Do Jin hyung ora… Vai me dizer que não sabe quem é ele olhando toda apaixonada pra ele assim?

- Jin? Quem é Jin?

- Ele ali, o bonitão da faculdade, não era para ele que você estava olhando? - Ele a fitou com olhar desconfiado

- Não estava olhando para ninguém… E pare de me amolar com essa conversa! - Ela desconversou e pensou alto - Ao menos fosse mais educado e menos esnobe…

- Ok haha... Não está mais aqui quem falou… - Ele encerrou a conversa com um sorriso no cantinho da boca. - Mas e você, deu tudo certo na sua aula?

- Sim! Foi um pouco confuso até eu chegar aqui, mas consegui! - Agora eu preciso voltar pra casa, tenho muita coisa pra fazer… - Disse Ana ajeitando sua bolsa - Nos vemos amanhã! Bye bye…

- Até amanhã! - Jungkook acenou e se despediu da nova amiga.

 

A caminho da saída da universidade, Ana andava pelos corredores quando encontrou um objeto caído na área de entrada do prédio. Ao recolhê-lo, ela notou que tratava-se de uma pasta transparente cor de rosa com vários papéis impressos, pareciam ser uma cena de peça de teatro ou algo do tipo e estavam no nome de Kim Seokjin. Como a recém chegada estava com um pouco de pressa decidiu levar a pasta para casa e procurar pelo dono no dia seguinte.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...