História Love is not over - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Ki Hyun, Min Hyuk, Won Ho
Tags Ciumes, Musical, Romance, Triângulo Amoroso
Visualizações 9
Palavras 2.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu disse que iria demorar, mas conseguir terminar mais um capítulo mais rápido do que esperava! ^^

Capítulo 9 - Admirador secreto?


(MinHyuk Pov's)

Apesar da "barreira" que eu mesmo havia criado entre mim e o Wonho, não tive como não ajudar-lo quando ele precisou. Ele havia ligado pra mim, pedindo com sinceridade para eu ir até sua casa, pois estava precisando de mim. Me senti tão mal por ter me afastado durante aquela semana que não pensei duas vezes. Avisei a minha mãe, ignorando meu pai me repreendendo por já ser "tarde"(ainda nem eram sete da noite!) e falando que eu deveria jantar antes, mas eu não estava com um pingo de fome, e sai. O Wonho era muito sensível, mas apesar disso, ele não era de demonstrar sempre que estava precisando de ajuda. E pela voz dele, no momento em que ele me ligou, eu sabia que tinha algo errado. Mas não esperava que fosse justamente isso.

Quando cheguei, me deparei com o Kihyun na porta. Fiquei feliz por ele também está lá, nesse momento eu sozinho não daria conta.

Sua mãe parecia um pouco preocupada, e pediu para que conversarsemos com o filho. Pelo visto ele não havia comido nada desde que chegou. Isso me deixou preocupado. Ele não é de ficar sem comer. Até quando está nervoso ele come!

Eu bati na porta do quarto que estava trancada, e KiHyun o chamou. Quando a porta se abriu, nos deparamos com a imagem do WonHo com o rosto inchado e os olhos vermelhos e os punhos serrados. Entramos e ele logo fechou a porta, e assim ele começou a chorar, baixinho, enquanto ele falava:

- Como minha mãe pode fazer isso? Como...

KiHyun o abraçou, e o levou até a cama, onde ele nos contou tudo. E nós fez prometer que nada sairia dali.

- Wonho... Você tem certeza? - eu perguntei. Estava tentando pensar em um jeito de fazer-lo rir.

- Meu pai não mentiria, não sobre isso... Mas não esquentem. Não vou fazer bobagens.

- Não estamos preocupados com isso. E a gente ficaria preocupado se você quebrasse a perna, ficasse doente, ou até mesmo se você fosse sonâmbulo. Mas isso você tirar de letra! E se você fizer alguma besteira, o MinHyuk me lembra de te dar um puxão nessa sua "orelhinha".

Ele fez bico, mas logo todos estávamos rindo, e depois KiHyun ficou tentando ao máximo distrai-lo. Enquanto eu insistia para ele comer. Foi um pouco difícil, mas acabei conseguindo que ele comesse ao menos um sanduíche. Tá, a metade do sanduíche. Ele praticamente enfiou o resto na boca do KiHyun pois ele não calava a boca. Ele as vezes fica insuportável!

- Você acha que ele está bem mesmo? - perguntei assim que saímos da casa.

- Não acho que devemos duvidar dele. Mas tenho certeza que ainda vai demorar pra ele aceitar. Afinal... Não é todo dia que se descobre uma coisa dessas... - KiHyun respondeu, e deu um suspiro. É, ele estava nervoso - Mas não estou preocupado com isso. O WonHo é forte, e tem a nós.

- Eu sei. Mas com o que você está preocupado?

- HyunMin...

Aigoo! Estava demorando... Não que eu tenha parado de pensar nela, mas, eu realmente achei que ele não ia mais tocar nesse nome tão cedo. Tinha me esquecido que além de amiga do WonHo, ela também havia se aproximado dele. Pelo visto, apenas eu não conversava com ela...

- O que ela tem a ver com isso? - perguntei impaciente, mordendo os lábios na tentaviva de me controlar, apesar de saber que tudo que envolve ela me deixa totalmente "incontrolável".

- Nada. Mas só espero que ela tenha acreditado na "mentira" do WonHo. Eu realmente não quero ter que desmentir. Mas se a HyunMin é como aparenta, ela provavelmente não vai tocar mais nesse assunto.

Se a HyunMin é como aparenta... Eu achava que a conhecia. Mas com o passar dos dias, percebo que ela não é mais como aquela menininha que cresceu ao meu lado. Ela está mais madura, séria e muito tímida! Se já é difícil me aproximar dela, com a timidez fica quase impossível.

- MinHyuk... Posso te da um conselho?

- Depende. Vai me obrigar a largar o videogame, e aproveitar a vida? Meu pai já disse isso.

- E ele tem razão. Mas não é sobre isso. Eu quero que você tente, apenas tente, parar de ficar com essa carinha de cachorro pidão sempre que o nome da HyunMin é mencionado - já ia discordar, mas ele não deixou - Não foi você mesmo que disse que não queria se aproximar? Então pare de ficar com raiva da amizade dela com o WonHo. Ao contrário do que você acha, isso não tem nada de errado. Ou você realmente acha que em todos aqueles anos que ela estava no Brasil, ela não se enturmou com ninguém apenas porque você prometeu que um dia iriam se reencontrar? Cai na real. Você pode ter sido o melhor amigo dela, mas não tem o direito de ser o único que ela pode dar atenção.

Eu fiquei mudo. Nesse instante, ele se despediu e entrou na rua da sua casa. Eu continuei o caminho da casa em silêncio, olhando diretamente pro chão.

Ele tinha razão. Ela não era propriedade minha. Mas por que eu sentia que ainda tinha que cuidar dela? Se protege-la? Meu coração apertava só de pensar na impotese dela se mudar pra longe outra vez...

Eu iria aguentar o fato ela continuar amiga do WonHo, só que agora, eu iria deixar o orgulho de lado e fazer o que já deveria ter feito.

(HyunMin Pov's)

Já fazia duas semanas que eu e o WonHo estávamos no clube. Apesar da "audição" ter sido na quarta, o clube só teve início na segunda seguinte. Na quinta, eu estava preocupada. Eu sentia que algo havia acontecido com o WonHo, apesar de continuar sorrindo o brilho em seus olhos parecia está se esvaindo. Eu ainda não acreditava 100% na resposta que ele havia me dado. "Eu estou bem. Só estou nervoso com o clube... Eu não estava esperando entrar", foi a resposta dele a minha pergunta, ainda na quinta de manhã. Porém, não questionei mais, só deique claro a ele, que ele podia confiar em mim. Ele não respondeu, apenas colocou minha franja por trás da orelha e sorriu fraco.

Com o passar dos dias, eu já estava me acostumando ao fato de ter que cantar para várias pessoas diferentes, estava gostando de verdade. O professor tinha vários projetos, e um dele valeria nota extra no final do semestre.

- Vocês iram ter que me entregar um CD contendo suas trilhas sonoras favoritas. Seja de filmes, doramas e novelas. E junto com ele, vocês teram que me apresentar uma mine peça (de uma dessas cenas), onde além de atuar, vocês teram que cantar. Pra facilitar, permitirei duplas. Porém, quem irá sortear as duplas, sou eu! - o professor avisou, já tirando uma sacola da bolsa, que continha os nomes de todos os membros do clube.

Eu não sabia dizer se havia gostado tanto assim... A parte das trilhas sonoras era fácil, porém atuar? Se pra eu cantar já é um sacrifício imagina ter que encenar...

- Espero pode fazer com você... - WonHo disse baixinho no meu ouvido, o que fez meu coração disparar. Eu também queria, então sorri pra ele assentindo. Mas por algum motivo, meus olhos foram em busca do MinHyuk. Não podia considerar ele um amigo, mas pelo menos ele parou de me olhar com aquele olhar triste. Mas nada de papos e conversas. Mesmo que ele iniciasse, eu tinha sérias dúvidas se eu iria aguentar sem sair correndo. Pois essa era vontade que eu tinha. Correr. Minhas pernas ficavam bambas e eu não conseguis raciocínar muito bem quando ele se aproximava. Era estranho...

Percebi que ele também me olhou, e eu logo disfarcei. Não conseguia evitar.

Estava distraída, então não ouvi quando o professor começou a sortear os nomes. Era como se meu cérebro tivesse ido pra Marte, eu estava totalmente em "órbita". Ele apenas voltou pra Terra quando ouvi o nome WonHo, e, infelizmente, da parceira dele...

- WonHo e... SoYun.

SoYun? Tentei me lembrar dela, mas não é como se eu já conhecese todo mundo.

- Aigoo... - ouvi WonHo suspirar - logo ela?

- O que foi WonHo? O que tem ela?

- Nada... Apenas o fato dela ser a garota mais mimada que eu conheço. Tinha me esquecido completamente que ela também frequenta esse clube...

- Ela pode ser mimada, mas tanto ela como você precisa de pontos certo? É só você não querer intimidade. Apenas faça o "trabalho".

- Não é tão fácil assim...

- E porque não?

Ele estava prestes a responder, quando o professor anúnciou a próxima dupla.

- HyunMin e MinHyuk - e se virando pra ele continuou - Cuide bem da nossa promessa!

Fiquei estatística. Eu ia ter que fazer com ele... Aigooo! Professora se isso é pra acabar com os grupinhos e fazer que as pessoas se enturmem, quero avisar que não deu certo.

Evitei olhar pra ele, mas não adiantou muito... O próprio vem até

onde eu estava e se senta ao meu lado. Ele perguntou quando poderíamos começar, e eu apenas respondi que ele podia decidir o dia, sem nem olhar pra ele.

- Então... Que tal semana que vem? Preciso adiantar umas atividades essa semana...

- Por mim tudo bem - eu disse dando os ombros.

- Terça?

Fiz que sim com a cabeça, e ele me estendeu um papel.

- Meu telefone. Pra caso precise falar comigo...

- Ah, sim. Claro... - respondi, pegando o papel...

Nossas mãos se encostaram, e fingir não ter sentido nada. Mas a verdade é que eu senti uma espécie de "choque" percorrer meu braço.

Quando tomei coragem de olha-lo ele não estava mais lá... Típica cena de filme! Agradeci mentalmente o fato do WonHo ter ido falar com a tal SoYun, assim ele não precisava ver como eu fiquei vermelha!

Quando acabou, precisei passar no meu "armário" pra deixar meu caderno já para amanhã. WonHo (ainda) estava conversando com a tal da SoYun sobre o projeto do clube e percebi que ela não tirava os olhos dele, acho que nem prestou atenção no que ele disse... Resolvi não atrapalhar.

Assim que abri o armário, um papel azul turquesa caiu bem na minha frente. Fiquei imaginando a quanto tempo ele estava ali, já que eu sempre esqueço da existência desse armário... Guardei o caderno, e peguei o papelzinho, que dizia:

"Porque voce não nota que eu estou sofrendo? Será que não dar pra perceber que me incomoda te ver com *ele*? Será que não dar pra você olhar um pouco mais pro lado de me notar? O que eu preciso fazer?"

Fiquei chocada. Será que aquilo havia sido um engano? Bem provável, já que as únicas pessoas desse colégio que me conhecem são o WonHo e o KiHyun, e tenho certeza que não foram eles. O KiHyun fala na cara dura mesmo, e o WonHo... Não é tão meloso a esse ponto. Bem, tem o MinHyuk também, mas qual é a chance dele saber qual é meu armário? Praticamente zero.

- Vamos HyunMin? Já acabei... Ei, que cara é essa? Aconteceu alguma coisa? - WonHo pergunta assim que acabou de "conversar" com SoYun. Eu estava com uma expressão tão feia assim?

- É isso que estou tentando descobrir... - falei mostrando o papel pra ele, que começou ler e logo sua expressão mudou. Ele ficou sério...

- Quem foi que mandou? - ele perguntou, enquanto eu fechava o armário.

- Era exatamente isso que eu estava tentando descobrir. Desde que eu não conheço muitas pessoas - incluindo garotos - é capaz de ser um engano, ou até mesmo uma brincadeira sem graça. Bom, não me importo.

- Você não se importa? Isso é praticamente uma declaração de amor!

- Pode até ser. Mas ainda acho que foi um engano. Talvez a pessoa tenha confundido o armário.

- Você realmente não acredita?

- Por que eu acreditaria? Eu prefiro pensar que foi uma brincadeira de mal gosto a me iludir - falei é guardei o papelzinho na bolsa - Tenho mais coisas pra me preocupar do que isso.

- Por exemplo?

- A pesquisa que a professora de história pediu. Ainda preciso terminar... Mas a preguiça não deixa - ele concordou e mudamos de assunto.

Preferi nem comentar o fato de eu ter ficado justo com o MinHyuk. Não que ele não soubesse, tenho certeza que ele ouviu, mas eu tinha certeza que nem ia sem saber o que dizer de tão sem graça que ia ficar...


Notas Finais


Gostaram? (Gostaria de perguntar, qual dos outros membros vocês gostariam que também participassem da fic? Estou com uma ideia, mas não sei quem colocar... :-|) até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...