História Love is Not Over [BTS] - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Hoseok, Jimin, Jungkook, Namjoon, Seokjin, Taehyung, Yoongi
Exibições 14
Palavras 1.238
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - O que está acontecendo?


Fanfic / Fanfiction Love is Not Over [BTS] - Capítulo 5 - O que está acontecendo?

Eu estava terminando de me arrumar quando ouço alguém buzinar do lado de fora. Deveria ser Jungkook, pois já estava próximo das 14:00.
Me olhei no espelho mais uma vez, e ajeitando a blusa xadrez em minha cintura sai.
 
Jungkook estava do lado de fora do carro, encostado no mesmo mechendo ao celular. Quando.ouviu o barulho da porta de casa se fechando desviou o olhar do aparelho olhando para mim.
--Jungkook: Oi, Dahyun! -abriu aquele sorriso fofo de coelho dele.
--Dahyun: Oi Jungkook! -sorri de volta.
Ele abriu a porta da carro para mim e deu partida no carro.

--Jungkook: Então... esses seus amigos, moravam na sua antiga cidade?
--Dahyun: Sim. Mas agora eles estão se mudando para cá.
--Jungkook: E eles vão estudar com a gente?
--Dahyun: Não... -suspirei. -Eles não conseguiram vaga em nosso colégio.
--Jungkook: Ah, sim. Como eles são? Desculpa a intromissão...
--Dahyun: Tudo bem. Bem, a Megan é estrangeira, ela era do Brasil, totalmente o oposto da garotas coreanas. Kwan, bem, ele é um pouco palhaço, meio louco as vezes, mas gosto dele assim... -Jungkook me encarou, com uma cara um tanto quanto de ciúme. -E ele é gay. -Jungkook supirou aliviado.
--Dahyun: Que foi, isso é ciúmes? -brinquei, rindo da situação.
--Jungkook: C-claro que não né. -o vi corar.
Era bom conversar com Jungkook, ele parecia o tipo de pessoa que sempre tinha algum assunto em mente. Conversar com ele era agradável, tanto é que eu nem percebo o tempo passar quando estou a falar com ele.
--Jungkook: Chegamos! Seus  amigos já devem ter chegado.
--Dahyun: Oh sim.
Saímos do carro e entramos no.aeroporto. Procurei pelos dois e nada de acha-los. Até que sinto alguém pulando em minhas costas.
--Kwan: Olha quem chegou!!!
--Dahyun: Meu deus garoto sai de cima.
--Kwan: Nossa quanta alegria em ver os amigos.
--Dahyun: Eu estou feliz, mas acontece que agora você acabou de quebrar minhas costas. -reclamei com as mãos na cintura.
--Kwan: Aish, eu nem sou tão gordo assim!
--Dahyun: Cadê a Megan? Esqueceram ela no avião?
--Kwan: Ela tinha ido ao banheiro... alá ela ali!
A garota mal colocou os olhos em mim e veio correndo em minha direção, me apertando tanto que eu já estava sem ar.
--Dahyun: Me...gan, preciso r-respirar...
--Megan: Eu estava com saudades, sua vaca.
--Dahyun: Eu também, sua idiota.
--Megan: Opa... quem é o boy ali? -se referia a Jungkook.
--Kwan: É o namorado dela. -corei.
--Megan: Sério!?
--Dahyun: Não! Claro que não, somos apenas amigos!
--Jungkook: Sim, somos apenas amigos...
--Megan: Ah, mais formariam um casal tão fofo!
--Kwan: Se a Dahyun não quer tem quem queira. -olhou para o garoto, o fazendo ficar sem graça com tal situação.
--Dahyun: Já chega né. Bem, Jungkook, estes são Megan e Kwan. Megan e Kwan, este é o Jungkook.
--Prazer! -disseram em uníssono.
--Dahyun: Agora que já se conhecem, podemos ir? Estou faminta!
--Kwan: Vamos então. -Kwan me puxava pelo braço.
--Dahyun: Ei, vamos por ali! Jungkook irá nos levar!
--Kwan: E você ainda acha que ele é só seu amigo... Hmmm. -susurrou em meu ouvido.

Ajudamos os dois a guardarem suas bagagens no porta malas do carro. Posso dizer que ali havia roupa para o ano todo. Tanto é que algumas malas tiveram de ir juntas aos dois no banco de trás.
--Dahyun: Trouxeram a cidade inteira aqui dentro? Caralho em!
--Jungkook: Olha a boca! -deu um peteleco em minha testa.
--Dahyun: Ei!
--Megan: Olha, se não for incômodo, poderia nos deixar nesse prédio? -mostrou um papel para Jungkook.
--Jungkook: Oh sim, sem problemas.
--Dahyun: Não vão querer ficar na minha casa? Tem quartos sobrando lá.
--Kwan: Que isso, não há necessidade. Já arrumados um apê pra gente.
--Megan: Isso mesmo! E fica bem perto do nosso colégio!
--Kwan: Mas isso não quer dizer que não iremos passar um dia na sua casa. Vamos marcar uma festa lá qualquer dia!
--Dahyun: Eu em, não. Sempre que você decide dar uma festa acaba convidando um trilhão de gente que eu nem conheço! Na verdade, nem você deve conhecer.
--Kwan: Vai Dahyunzinha, só uma vez! Prometo que vai ser só a gente!
--Megan: Para de encher o saco. Se quer ir em uma festa vá a uma balada!
--Kwan: Aigoo, suas malvadas. -falou cruzando os braços fazendo um beiço engraçado.
--Dahyun: Aish, tudo bem. Mas será uma coisa simples, com apenas nós, e mais duas outras pessoas! E tem de ser essa semana, já que irmão esta viajando!
--Megan: Uê, ele foi pra onde?
--Dahyun: Pra nossa antiga cidade... -suspirei. -Resolver umas coisas na empresa que ele trabalhava antes.

  Deixamos Megan e Kwan no novo apartamento deles, depois de termos passado em uma lanchonete, em uma sorveteria, e em uma caralhada de lugar.

  Já estávamos quase em minha casa.
--Jungkook: Eu gostei dos seus amigos, eles são bem legais!
--Dahyun: Sim, e malucos também!
--Jungkook: Qualquer dia os convide para sair conosco!
--Dahyun: Sério? Pode deixar! E desculpe por te fazer andar tanto!
--Jungkook: Não se desculpe. Foi bom passar o dia com você e seus amigos!
Ele parou o carro enfrente a minha casa e eu me despedi, deixando um selar em uma de suas bochechas e o agradecendo pela carona. O convidei para entar mas ele recusou. Como já estava anoitecendo ele disse que.precisava chegar logo em casa e estudar para a prova de matemática, caso contrário ele estaria ferrado.

Abro a geladeira procurando algo para comer. Por incríve que.pareça, a geladeira estava praticamente vazia. Me espanto com tal coisa, afinal se tem algo que meu irmão não deixa faltar é comida. No entanto, ele está trabalhando muito essa semana, chega tarde e só tem tempo para um descanso rápido, sem tempo para fazer compras. Irei ao mercado amanhã encher essa geladeira.
Como só há comida congelada, resolvo sair para comprar algo num restaurante. Passo no meu quarto e pego um casaco antes de sair.

Eu iria passar nos restaurante dos pais de Jungkook, porém resolvi conhecer algum outro lugar. Mesmo não gostando de andar muito, eu queria conhecer lugares novos, sozinha.
O tempo estava um pouco frio, uma brisa gelada vinha em direção ao meu corpo.
Andei por algumas ruas, até me aproximar de um beco. Senti.calafrios só de ter que passar por ali, então resolvi cruzar a rua e ir para a outra calçada. Até ouvir grunhidos baixos vindos do lugar e algumas vozes masculinas.
--Você deveria ter nos pagado, a três meses atrás!
--Seu filho da puta, você se meteu com as pessoas erradas, acha que somos idiotas!?
Voltei delicadamente para trás e me encostei na parede logo atrás, soldando para dentro do beco, agachando ao lado de algumas lixeiras que ali haviam. Sinto que não deveria estar lá, mas eu sou troxa, e tendo a fazer trouxisses.
Observava atentamente a conversa dos dois homens ali. A terceira pessoa não falava nada sequer. Provavelmente devia ter levado uma surra pois estaba grunhindo de dor.
--Isso é para você aprender que não se faz a gente de bobo, garoto! -socou a barriga do rapaz.
--Ai de você se não arrumar o dinheiro que nos deve! Te enchemos de surra, pior do que hoje. -acertou um tapa na cara do mesmo rapaz.
--???: Mé dêem a-apenas... um mês... e arranjo o d-dinheiro...
Aquela voz, aquela voz era familiar. Não... não podia ser ele. Como alguém como ele estaria tão vulnerável para chegar a esse ponto?


Notas Finais


Comentem o que acharam ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...