História Love Is Not Over (YoonMin) - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jihope, Namjin, Taegi, Vhope, Yoonmin
Exibições 295
Palavras 958
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Tenho nada para dizer💔
Desculpa qualquer erro.
Boa Leitura.

Capítulo 18 - Seventeen


“Ele não tinha este rosto de hoje, 
assim calmo, assim triste, assim magro, 
nem estes olhos tão vazios, 
nem o lábio amargo.

Ele não tinha estas mãos sem força, 
tão paradas e frias e mortas; 
ele não tinha este coração 
que nem se mostra mais...”

 

As vezes nem todos os finais de contos de fadas teriam um "feliz para sempre". 

Talvez não era para Min Yoongi ter conhecido Park Jimin.

Nem Min Yoongi ter brigado com Jimin.

E por último, talvez Jimin poderia ter se esforçando o bastante e não ter morrido no dia 22 de Agosto de 2016 durante uma cirurgia... 

  

 

 

 

  {...}

 

 

 

 

   — Desculpe mais ele não aguentou... Park Jimin morreu, meus pêsames. — Falou o médico saindo da sala de emergência.

 

 

 


       {...}

 

 

 

— O-oh Omma morreu? NÃO, ISSO É-É MENTIRA EU QUERO O OMMA! — Falava a pequena desesperada.

 

 

 

{...} 

 

 

 

Nome: Park Jimin

Idade: 21 anos

  Profissão: Dançarino.

     Data de nascimento: 13 de Outubro de 1995.
Data do falecimento: 22 de Agosto de 
2016.
Morte: Parada Cardíaca.
Família: Pai, mãe, filha.

Responsável: Min Yoongi.

 

 

{...}

 

 

 

“E no meio dessa confusão alguém partiu sem se despedir; foi triste. Se houvesse uma despedida talvez fosse mais triste, talvez tenha sido melhor assim...”

  

       A pior parte foi o enterro, todos estava lá, primos, tios, pais, amigos, todos... Todos jogando flores vermelhas no cachão, todos falando de uma parte marcante da vida de cada um com o falecido, das travessuras, das merdas de tudo. Mas isso não foi o pior. O pior foi quando eles olharam para baixo e só viram terra por cima de um cachão que tem um corpo agora morto e sem vida, e foi nessa hora que todo mundo percebeu que não tinha volta, que estava tudo acabado. Que agora dentro daquele cachão tem um corpo que a alguns dias atrás carregava um sorriso no rosto...

 

 

 

   {...}

 

 

 

        Então foi isso... A cada dia que passava Min Yoongi se culpava, se culpava por ter brigado com o homem que ama, por não ter conseguido dizer adeus, por ver naquele olhos que um dia tanto brilhava, naquele dia carregava uma tristeza um coração partido, e ouvia os soluços. Essa foi a última lembrança que Min Yoongi tinha de Park Jimin antes dele morrer.

        E depois de dois anos, Yoongi criava sua filha de 7 anos sozinho, e se desperdiçava a cada dia em que ouvia um soluço do quarto dela, e quando entrava no quarto para saber o que estava acontecendo, se deparava com uma garota de 7 anos no chão agarrada com uma foto dela e do pai. Se desperdiçava por saber que a cada dia que passava sua filha sofria por falta do pai e as vezes saindo gritando pela casa que queria seu pai de volta.

       Yoongi tinha certeza, se não fosse pela pequena, provavelmente ele já teria cometido suicídio...

 

 

 

 


   {...}

           

 

 

     “Me desculpe meu amor, mas eu não consegui, eu não consigo, as vezes eu penso, quer dizer eu sempre penso. Lembra quando eu te disse que você era fraco?  Então eu estava errado, você conseguiu ser mais forte que nós...”


      Parecia que a cada dia Min Yoongi se sentia mais fraco, mais vazio. Ele tinha perdido quase tudo, seus amigos, seus parentes seu colegas. As únicas pessoas qua ainda estavam ao lado dele era seu filha, Jin, NamJoon e DoHyan.

       “Você precisa encontrar outro amor, uma pessoa que consiga cobrir esse buraco que está nesse seu coração, uma pessoa que possa lhe ajuda a cuida e amar sua filha, e eu tenho certeza que Jimin iria querer isso também...”  A senhora de meia idade sempre falava essas palavras para o mais novo.

       Mais a verdade era que ele não conseguia, ele não conseguia tira Park Jimin de sua mente e nem de seu coração, e muito menos de sua vida...

      “O primeiro amor sempre machuca mais se cura com outro amor.”

      Podia ajudar para outro, só que para Min Yoongi não, a dor que ele sente nenhum outro alguém pode ajuda, nem um remédio. E ela só vai passar se Park Jimin estiver em seus braços lhe enchendo de beijos e falando que estava tudo bem...

 

 

 

 

    {...}

 

 

 


      — Posso entrar? — Pergunta Jimin enfiando sua cabeça para dentro da sala de Yoongi. Jimin percebe que o mais velho estava dormindo e vai até ele. — Yoongi, acorda! — Fala sacudindo o ombro dele.

       Yoongi abre os olhos de vagar e se depara com o rosto infantil de Jimin o olhando. Jimin se assusta assim que sente os braços de Yoongi lhe enviando o pescoço, meio perdido Jimin retribui o abraços, o clima só é quebrado quando Jimin escuta soluços saindo do mais velho, e se desespera tentando saber o motivo do choro.

     — Ei, o que houve? Por que está chorando?  — Pergunta Jimin fazendo um carinho nas mechas de Yoongi.

   — E-eu sonhei q-que você tinha m-morrido e-e era tudo culpa minha! — Fala apertando Jimin ainda mais em seu abraços.

    — Foi só um sonho, eu estou bem! Está vendo?

   — Eu não aguentaria te perder de novo Jimin, eu te amo demais para isso acontecer. — “Eu te amo demais para isso acontecer...” Com essa frase Jimin ficou estático, e arregalou seus olhos. Jimin ficou ainda mais surpreso quando sentiu os lábios de Yoongi se encostando nos seu. Ele sentiu que foi na lua e voltou quando sentiu a língua  de Yoongi encostando na sua e não pensou duas vezes antes de se entregar aquele beijo. — Eu sei de tudo Jimin, e eu só quero que saiba que eu também quero assumir a nossa filha e eu vou fazer de tudo para você me amar de novo. — Fala assim que se afastam e se recuperam o ar.

    — Não precisa, eu também te amo senhor Min Yoongi! — E bastou essa frase para juntar os lábios dos dois...

 

 

 


Notas Finais


Sim, ele não morreu😍😍❤
Eu queria agradecer pelos comentários e favoritos +170 eu AMO VOCÊS❤

Até o próximo❤ Me ame eu não demorei


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...