História Love is problematic? - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags Sana, Satzu, Twice, Tzuna, Tzuyu
Exibições 211
Palavras 2.076
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


NOSSA ADIVINHA QUEM RESOLVEU VOLTAR????????

não gente, eu não morri.
Eu sei, eu sei, 2 meses quase indo pra três....

sinceramente espero que vocês ainda estejam comigo okay?


primeiro, meu pc tava dando merda de novo e eu fiquei um bom tempo sem mexer nele, outro ponto foi que eu não tava conseguindo escrever por várias coisas que estavam acontecendo na minha vida e também eu tava muito sem tempo.


E outra coisa... Sim, é o final. Eu sinceramente não acho que ele esteja bom o suficiente mas, deem amor pra ele porque foi feito com amor mesmo estando meia boca.


Mas porque meia boca fraviao?


Bem, digamos que a fanfic já estava meio que encaminhada ou seja, já estava tudo bem entre elas, então a criatividade meio que pifou do meu cérebro mas, eu tentei do melhor jeito possível e espero que vocês entendam isso e gostem. E mais uma vez, desculpem pelo meu sumiço do spirit.


aaaaaaaaa simm, escutem a música (como já está de título né mas) Sing for you do exo, na parte em que a sana vai fazer uma coisinha aí (vcs vão saber) e antes disso vocês podem ouvir qualquer musiquinha considerada fofa que vocês tiverem aí só pra dar o famoso clima!



Boa leitura e desculpem qualquer erro :D

Capítulo 31 - Sing For You


 

 

 

FLASHBACK ON

 

 

Naquela noite eu sabia que tinha preparar algo realmente especial para Tzuyu, algo que ela iria se lembrar pra sempre e ficaria marcado em nosso relacionamento.

 

Sei que não vai ser nada comparado ao que ela fez por mim, mas é algo que ela merece de muito tempo atrás.
 

 

Tzuyu sempre esteve ao meu lado em exatamente tudo, tudo mesmo. Até quando eu preferi acreditar no canalha do Jungkook ao invés dela. E acho que nunca me arrependi tanto de uma decisão.

 

 

 

Meu coração sempre disse que eu deveria acreditar nela, e apenas nela.

 

Pois o meu coração sempre soube a pessoa que eu realmente amava.

 

Mas eu preferia pensar que duas garotas não poderiam se amar.


 

Peguei meu celular e comecei a mandar mensagens a cada uma das meninas, explicando tudo o que tínhamos que fazer para amanhã, e elas responderam rápido. O que me fez agradecer mentalmente.

 

Primeiro elas me perguntaram se iria dar tempo de fazer tudo em uma noite só, mas eu logo as convenci que sim, iria ter que dar. Tzuyu já vai ter alta do hospital amanhã e eu não posso ficar de mãos vazias.



 

Então, combinei com as meninas de virem até o hospital para irmos até o local onde organizaríamos tudo.

 

 

E não demorou muito para elas chegarem.



 

- E então unnie, onde vai ser? — Dahyun perguntou.
 

- Onde nossa história começou. — Elas me olharam um pouco confusas mas eu logo mostrei meu sorriso mais confiante para as mesma que logo entraram no carro e começamos a ir até o local que eu  me declarei para Tzuyu.


 

Foi ali que eu finalmente deixei meus sentimentos fluírem. 

 

Que eu realmente percebi que a amava.
 

...












 

 

Não demorou muito para chegarmos até o local, estava muito escuro pois já era bem tarde. Mas como eu já tinha imaginado a situação do local, eu avisei para as meninas trazerem todo tipo de iluminação possível, acho que iríamos passar a noite montando aquilo, mas tudo bem.


 

 

Até porque, a Tzuyu merece, certo?


 

- Quero uma recompensa depois disso tá Sana? — Nayeon disse, fazendo todas rirem.

 

- Eu não me importo em ajudar, vocês são tão fofas. — Jihyo disse.

 

- São fofas e melosas. — Nayeon concluiu.

 

- Vamos trabalhar agora meninas? — Falei dando um leve sorriso e começando a arrumar tudo.





 

Arrumamos tudo, iluminamos todo o local. Por sorte, Jungyeon estava lá e sabia como instalar tudo. Ela era bastante inteligente e agradeci por Nayeon ter trazido ela junto. 

 

Chaeyoung cuidou da ilustração do local, já que ela era ótima com desenhos.

 

Mina cuidou da música junto com Momo.

 

Dahyun e eu ficamos enfeitando o lugar com flores e até ursinhos de pelúcias. O lugar estava ficando realmente lindo.

 

E Nayeon e Jihyo, cuidavam da iluminação.



 

Demoramos horas e horas e até que finalmente estávamos nos sentindo exaustas, acabamos.

 

- Obrigada meninas eu não sei o que poderia fazer sem vocês eu.... — Eu estava chorando? Wow. Eu realmente estou muito sensível esses dias.

 

- Não precisa chorar Sana. Você sabe que sempre vamos ajudar você e Tzuyu, não importa o quão difícil seja. — Dahyun disse, me dando um abraço coletivo, junto com as outras meninas.

 

- Eu amo vocês.



 

 

FLASHBACK OFF






 

- Pra onde estamos indo? — Tzuyu perguntou-me. Seus olhos estavam fechados, por um pedido meu. Queria que ela ficasse surpresa ao ver o lugar que eu escolhi.



 

- Você vai ver quando chegarmos amor. — Disse, e continuei guiando-a até o local.







 

Até que finalmente tínhamos chegado ao local desejado. E as meninas estavam lá. Bem, elas iriam ser uma tremenda ajuda.



 

Fiz um ''legal'' com as mãos para as meninas como um sinal de que agora era hora de colocar o plano em prática, então elas arrumaram todo o local, mais do que já estava. Eu estava planejando passar o dia inteiro com ela ali, e a noite, teria outra surpresa.

 

Então as meninas se despediram e me deixaram a sós com Tzuyu. Eu estava tão feliz por  ter amigas como elas, me ajudaram tanto e sempre estiveram ao meu lado. 



 

- Pode abrir. — Disse, ficando de frente pra ela. Que logo me olhou com uma expressão confusa, mas assim que olhou ao redor, pareceu perceber o local que estávamos.


 

Mas ele estava diferente...

 

- Sana isso.... Isso é tão lindo... Eu não sei o que dizer — Ela observava tudo com bastante calma e parecia não acreditar no que estava vendo, ela estava realmente encantada.

 

- Eu pedi as meninas que me ajudassem, sem elas, eu não teria feito isso...
 

- Quando você fez isso?
 

- Ontem, fiquei a madrugada quase toda aqui também... Mas isso não vem ao caso, vem, vou te mostrar tudo.


 

 

Mostrei tudo o que eu havia modificado no local, e confesso que até eu fiquei impressionada. Aquele lugar estava realmente muito bonito.


 

É surreal o que o amor é capaz de fazer com você mesmo.




 

Fiquei de frente a ela, comecei a encara-la e ela fazia o mesmo. Até que mostrei o meu melhor sorriso e tirei-a da cadeira de rodas, e sentei com ela no gramado.



 

- Eu amo tanto você. — Disse enquanto fazia carinho em seus cabelos. Ela apenas me olhava e não dizia nada. Acho que também nem precisava.


 

Ela pegou minha mão e colocou-a em seu coração.


 

- Consegue sentir? — Eu assenti — Meu coração fica assim quando estou perto de você.

 

Foi então que me inclinei para beija-la, e acabei me deitando com ela na grama.



 

- Quem iria imaginar que hoje estaríamos aqui? Como um casal? — Eu disse. Ainda fitando-a.

 

- Quem diria que eu iria me apaixonar... Eu sempre fui uma garota que se dizia não acreditar no amor, ou que não acreditava em contos de fadas. Mas olha como eu estou agora? Estou apaixonada e em um conto de fadas. — Ela sorriu de orelha a orelha, e eu corei.

 

- Eu sempre achei que me apaixonaria por algum garoto, e seria a mesma coisa de sempre. Mas hoje vejo que o futuro se planeja só. Nós apenas o seguimos.


 

- Eu acho que o amor não é clichê, clichê é o ato de não amar. — Ela disse olhando ao redor do local. Era incrível como Tzuyu dizia coisas tão maravilhosas.

 

- Você é incrível. — Falei.

 

- Se eu sou incrível, imagina o que você é né? Olha só que lugar lindo você fez.

 

- Você sabe que merece muito mais que isso.


 

 

Até que um silêncio se instalou por ali, e eu estava deitada sobre seu peito e ela fazia carinho em meu cabelo, eu poderia ficar a vida inteira ali, em seus braços. Tzuyu fazia-me sentir segura, ela era como um anjo que tivesse caído em minha vida para me proteger.


 

- Você já fez tanto por mim... Acho que isso é o mínimo que eu poderia fazer.. — Disse levantando minha cabeça para poder ter uma visão de seu rosto, que olhava para o céu.


 

- E eu faria de novo se fosse para te proteger Sana, você sabe disso. — Ela disse, ainda observando o céu.


 

Dei um leve sorriso e voltei a abraça-la, e ficamos assim, por um bom tempo.





 

Até que começou a escurecer e eu percebi que minha surpresa para ela estava chegando, estava na hora de eu tentar expressar pra ela o quanto eu a amo.


 

Mas como eu faria isso?



 

Se você pensou ''com uma música''

 

Então você está certo.



 

- Eu tenho uma surpresa pra você. — Disse me levantando e logo ajudando-a a ficar na cadeira de rodas, logo levei-a ao centro do local onde havia uma espécie de palco que eu e as meninas tínhamos feito. Então eu subi no mesmo e peguei o microfone.



 

O instrumental começou a tocar e eu percebi que era hora de eu finalmente demonstrar o quanto eu a amo, em apenas uma música.




            A confissão que eu não pude fazer
            Ou as histórias que eu insistentemente engoli
            Estou prestes a dizer agora
            Apensa escute, eu vou cantar para você
            Eu te amo muito mas eu nunca digo isso
            É estranho, meu orgulho não permite
            Mas hoje eu vou tomar coragem e te dizer
            Então escute casualmente, eu vou cantar para você
O jeito que você chora, o jeito que você sorri
Eu penso no quanto isso significa pra mim
As palavras que eu queria dizer e perdi a chance
Eu vou confessar mas apenas escute
Eu vou cantar para você, cantar para você
Apenas escute uma vez e sorria
É um pouco engraçado que
Apesar de você ser tudo pra mim
Algumas vezes eu não sou diferente de uma estranha
Na verdade eu quero passar a mão no seu cabelo
E quero que você me abrace
O jeito que você chora, o jeito que você sorri
Eu penso no quanto isso significa pra mim
As palavras que eu me arrependo de ter dito quando me afastei
Eu vou me desculpar mas apenas escute
Eu vou cantar para você, cantar para você
Só finja que não há nada de errado
Todo dia eu sou grato por ter você comigo
Meu presente dado por Deus
Depois de hoje eu posso começar agir estranho de novo
Mas hoje eu realmente quero dizer isso
Então escute
O jeito que você chora, o jeito que você sorri
Eu penso no quanto isso significa pra mim
As palavras que eu queria dizer e perdi a chance
Eu vou confessar e é um pouco estranho mas apenas escute
Eu vou cantar para você, cantar para você
Apenas escute, eu vou cantar para você
            
            - Eu te amo Tzuyu. — Disse após terminar de cantar.





Ela estava chorando. Bem, eu acho que fiquei da mesma forma quando ela cantou pra mim.




Desci do palco e fui correndo abraça-lá, e ela logo me deu um caloroso abraço e foi se afundando em meus cabelos, e dizendo baixinho uma quantidade enorme de ''eu te amo'' o que me fez rir.


 

- Eu sou capaz de enfrentar meu pai, e qualquer coisa por você, sempre lembre disso. — Beijei seus lábios.


                    ...















                    5 meses depois





 

Um tempo havia se passado e Tzuyu felizmente havia voltado a andar sem precisar de muletas, e eu nunca a vi mais feliz.


 

 

               Agora sim posso dizer que tudo está dando certo.



 

Estávamos com 7 meses de namoro e era incrível como passamos por tanta coisas juntas, algo que casais com mais de 3 anos de relacionamento, jamais passariam.


 

De tristezas à alegria, de lágrimas à sorrisos, de sorrisos à lágrimas....


 

Acho que isso é só um pequeno resumo para descrever totalmente nossa relação e como ela se desenvolveu.



 

O amor é realmente incrível.




 

- Ei amor...— Tzuyu chamou minha atenção.

 

- Sim? — Respondi, voltando meu olhar para ela.

 

- O que acha de uma viagem?

 

- Viagem? Pra onde?

 

- Não sei, um lugar onde só teria eu e você. Sem ninguém para atrapalhar a gente...

 

- Só eu e você? — Sorri — Sabe que eu adoraria?














       “O casal perfeito não é aquele que nunca tem problemas, mas sim aquele que apesar dos obstáculos sempre permanece juntos.”







Love is Problematic foi criada inicialmente com a ideia de conflitos na adolescência, mas o que eu achei surreal foi o rumo que essa simples fanfic se tornou. De alguma forma ela mesma acabou tomando seu próprio roteiro, seu próprio rumo. Como se as personagens tivessem vida e fizessem o que bem quisessem, acabou que na fic não teve apenas conflitos de ''adolescentes'' a fic trouxe algo que nem sempre é mostrado com clareza que é o quanto o sentimento denominado amor é lindo e incrível, e o quanto ele pode mudar seu jeito e pensar e até seu jeito de agir, Tzuyu foi uma prova disso, é só você tentar lembrar dela nos primeiros passos da fic e veja o quanto ela evoluiu até aqui. E a Sana? O que dizer dela? Bem, no inicio ela era uma garota totalmente diferente do que ela se tornou agora, ela era uma garota que acreditava apenas no amor tradicional, ou seja, o amor hétero e não no homossexual, e foi aí que nossa incrível Tzuyu abriu seus olhos e a mostrou que amor é amor. E olha só como elas estão agora? Completamente apaixonadas sem medo de mostrar seus sentimentos ao mundo, sem medo de expressar seu amor que sente uma pela outra. Isso tudo foi obra apenas de uma coisa, o amor. Por isso, não importa o quanto o amor seja problemático, nunca desista dele!




Notas Finais


então gente acho que é isso... eu só quero dizer obrigado por tudo, extremamente tudo! Todo apoio que vocês me deram... Sério, eu nem sei como agradecer... eu amo vocês!


Love is problematic sem dúvidas foi uma das melhores ideias que eu já tive esse ano, sério, sempre que eu escrevia um capítulo e postava aqui e via os comentários de vocês com apoio, com amor, eu ficava sem reação e bastante grata por vocês gostarem dessa fic meia boca que eu acabei construindo, amo vocês (de novo)


Nós vemos nas minhas outras fics? Espero que sim hein



bjs da fraviao


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...