História Love Letter. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Jikook, Sad, Separação, Sugamon, Yoonmin
Exibições 55
Palavras 1.090
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Love Letter. Capítulo Único.


Quinta-feira, 13 de Outubro de 2016.

O homem de tez pálida digitava freneticamente eu sua antiga maquina de escrever, em seus lábios um cigarro qualquer matava aos poucos seus neurônios e atacava seus pulmões.

Min YoonGi, o verdadeiro Min YoonGi.

Você está bem Jimin? Tem se alimentado direito? Eu ouvi dizer que você se alista no exército mês que vem, eu sinto muito não estar ai do seu lado lhe apoiando, sinto muito não ser por você o que um dia você já foi por mim. Não me julgue Jimin, eu gostaria de estar ao seu lado agora, mas você nunca permitiu.

Eu nunca fui o suficiente e o meu amor nunca foi o que você sempre quis.

Você é feliz Jimin? Eu espero de todo coração que sim. Eu sou feliz onde estou.

Aqui é quente Jimin, mas eu me acostumei logo, mesmo ainda sendo branco papel como as pessoas daqui costumam me chamar, acredite se quiser mesmo com tanto sol eu ainda consigo não ter o tal “bronzeado” que é natural por aqui. As coisas aqui do outro lado do oceano são boas, aqui não se sofre tanto preconceito quanto ai. É engraçado sabia? Aqui eu posso beijar quantas bocas eu quiser, posso andar de mãos dadas na rua com outro homem, as mulheres até nos acham fofos, mas sabe Jimin, nada disso adianta, não quando os lábios que eu tanto sinto saudades estão distantes, não quando oceanos nos separam, não quando o seu amor nos separa.

Mas tudo bem Jimin. Tudo finalmente está bem e dias ensolarados chegaram.

Eu tenho entrado em contato com HoSeok frequentemente, ele até veio me visitar por aqui, reclamou do calor, mas amou o país, ainda mais quando soube que ainda tinha algumas fãs por aqui. Vi também a bolinha de fofura que é a filha dele. Soube que o Tae se casou, recebi o convite, mas não acho que eu faça mais parte da vida dele a ponto de participar de um momento tão honroso como o esse. O que é uma pena, eu gostaria de ter apresentado para ele o irmão no Nam, SeokJin, os dois teriam feito um belo casal, confesso que fiquei assustado quando soube que ele estava noivo de uma mulher, as coisas mudam não é mesmo Jimin?

Você mudou? Espero que sim.

Eu não tive coragem de abrir nenhuma das cartas que você me mandou durante todos esses anos, me desculpe por isso, ou não me desculpe, perca a paciência como você sempre perdeu e fale mal às escondidas como você sempre fez.

Eu sinto a sua falta, sinto falta das tardes na qual você vinha me procurar emburrado, sinto falta das noites que, após a rejeição do seu amor, você vinha me procurar, sinto falta dessa sua necessidade que me consumia e levava toda a minha sanidade embora, sinto falta dos seus gemidos, mesmo sabendo que todos eles eram para o seu Kook. Sinto falta do seu cheiro, seu sorriso. Você foi o meu vicio, é o meu vicio, e talvez eu nunca aprenda a te esquecer, mas sabe Jimin, eu aprendi a viver sem você.

Eu tenho um namorado aqui, o nome dele é Kim NamJoon. Ele é um dos descendentes que assim como eu veio para esse país em busca de algo que nunca encontrou ai na nossa casa.

Ou?

 Eu deveria dizer a sua casa?

Eu me sinto amado aqui, talvez como nunca fui na terra do Kimchi, será que seu tivesse nascido nessa distante terra, teria sofrido menos? Teria te conhecido?

São perguntas que nunca poderei responder, mas tudo bem Jimin, o que eu posso dizer como toda a certeza do mundo para você, e ainda e lhe prometer é que eu vou lutar contra a minha saudade dia a dia, e sinceramente espero que chegue o dia no qual eu finalmente te esqueça. Não é raiva Jimin, eu só não quero que a história se repita, eu só não quero ser para o NamJoon o que um dia você foi para mim.

Eu quero olhar para os olhos dele, e deixar que ele veja o quanto eu o amo, não ser apenas um remédio para uma dor momentânea.

Eu quero sorrir para ele com toda a felicidade que existe no meu coração, e não com um conforto passageiro.

Eu quero amar esse homem com luxuria, paixão e loucura, não ser apenas um amigo com direitos, gratidão e pena.

Quero tocar a sua pele e lhe causar sensações inesquecíveis, quero que ele e seu coração estejam comigo na cama, e não somente seu corpo.

Quero ama-lo Jimin, e vou fazer isso com toda a certeza.

Por isso Jimin, prometa para mim que você está se esforçando para ser feliz ao lado do JeonGuk, prometa para mim que você conseguiu realizar o seu sonho de ir para a Disney e andar na roda gigante com o seu amor. O Tae me chamou de bobo por eu ainda ter guardado os ingressos e as passagens. Eu ainda tenho as alianças também, não me ache um tolo também, eu apenas não consigo as jogar fora, talvez eu ainda espere o dia no qual você irá pegar na minha mão e subir nas alturas desse brinquedo comigo, confuso não?

Eu ainda te amo, mesmo não querendo mais te amar.

Mas tudo bem Jimin, está tudo bem agora. Eu finalmente entendi que você nunca quis me machucar, eu entendi que eu me iludi sozinho, que esperei muito mais do que você me ofereceu, está tudo bem Jimin, eu finalmente sou feliz.

Continue sendo feliz, continue amando e sendo amado.

Eu acho que finalmente posso entender como você se sentia, seja feliz com todo o seu coração, porque eu definitivamente vou ser feliz por aqui.

Daquele que um dia te amou com todo seu coração. YoonGi.

– Você está bem Jimin? – Uma voz feminina perguntou para o rapaz que vestia botas e grossas roupas de combate.

– Tudo bem SooYoung. – Jimin respondeu tentando esconder a tristeza dentro do seu coração, por mais que tentasse, nunca seria tão bom quanto o seu hyung. – Eu apenas estou com saudade antes mesmo de ir. – Fungou e secou uma lagrima que escorria do canto dos seus olhos.

– Aigo, está tudo bem Jimin-shi, tudo vai ficar bem, eu lhe asseguro. Pode deixar que eu cuido do Kook. – A garota sorriu para Jimin e abraçou o homem ao seu lado.

– Não é mesmo oppa? – Se aproximou dos lábios de JeongGuk e os selou gentilmente.

Tudo vai ficar bem.

Tudo bem Jimin, tudo irá ficar bem.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...