História Love Letter (HunHan) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Lu Han, Sehun
Tags Cartas, Exo, Hunhan
Exibições 20
Palavras 2.730
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente, tudo bem? ^^
Essa fanfic vai ser toda uma troca de cartas entre o Sehun e o Luhan e ela vai ser curtinha.
Talvez, se vocês gostarem da história, eu faço um bônus deles se encontrando depois desse tempo todo.
Então, eu revisei umas duas ou três vezes, porém pode haver mais alguns erros, me avisem para eu poder corrigir.
Então, espero que gostem. ><

Capítulo 1 - Sehun to Luhan


Fanfic / Fanfiction Love Letter (HunHan) - Capítulo 1 - Sehun to Luhan

Querido “amigo”,

Costumo a acreditar que todo romance, mesmo que seja entre “apenas” amigos, deve ser contado em formato de história. A semelhança entre eles é que toda história tem um começo, um meio e, infelizmente, um fim, assim como um romance. E nós tivemos um romance, tivemos uma história. Tão linda e pura que ao menos parece que somos nós os envolvidos. Devo começar a nossa historia pelo principio, e eis o próprio:

Eu sempre tive uma paixão incontrolável pela dança, minha mãe costumava a brincar dizendo que nunca tinha visto alguém tão apaixonado por dança como eu, ela fez de tudo para me por em uma academia de dança, para que assim eu pudesse aprimorar esse meu, mais do que hobbie, estilo de vida. Em dentro de alguns meses, eu já havia feito amizade com o pessoal da minha turma, resolvemos montar um grupo de dança. As coisas aconteceram tão rápido. Inventamos algumas coreografias e em um piscar de olhos estávamos competindo em nome de nossa academia e o intervalo de tempo até que um olheiro de uma empresa de enterterimento grande me notar, foi relativamente curto, tudo isso aconteceu em cerca de dois anos. Era a oportunidade da minha vida, virar trainee da SM e quem sabe um dia até mesmo debutar e fazer sucesso como idol. Não pude recusar. 

Os primeiros dias, as primeiras semanas e até mesmo os primeiros meses como trainee foram diferentes, de certo modo até cansativos, mas então eu te conheci. 

Recordo-me como se fosse ontem do tempo em que fomos trainees juntos. Você não dominava bem o coreano, e não poderia debutar nesse estado, mas sua voz, era/é tão angelical e você dançava/dança tão bem que a SM seria tola de não aceitar você, eu ajudei você com essa fase “difícil” que é aprender outra língua, mesmo eu não sabendo nada de mandarim, ajudei você com alguns passos que você não dominava bem. E você?  Bem você, mesmo sem saber, me ensinou a amar.

Recordo-me também, de exatamente todas as vezes que fomos tomar café juntos, agíamos como amigos, e era isso que nós éramos.

Depois de alguns anos, um homem de terno entrou na sala de treino, e entre todos os alunos suados da sala ele chamou apenas dois, nós dois, para fora da sala. E recebemos uma ótima noticia. Iríamos debutar, juntos. Não sabíamos ao certo quem iria debutar com a gente, quem seria o manager, o conceito ou até mesmo o nome do grupo, mas isso não importava, iríamos debutar juntos. Assim que um homem de terno anunciou isso para gente, ele saiu rapidamente, precisava avisar aos outros meninos e precisava fazer coisas que as pessoas importantes faziam. No segundo em que ele se virou, nós trocamos o olhar sorrindo e você me abraçou. Sei que estava feliz e que provavelmente agiu por impulso, já que eu sou seu dongsaeng, hyungs abraçam seus dongsaengs quando recebem uma noticia boa, certo? Mas eu senti algo, uma dorzinha um tanto quanto incomoda na boca do meu estomago, convencia a mim mesmo que era apenas ansiedade.

Treinamos intensamente mais um ano antes de debutar, dessa vez como um grupo, éramos nós dois e mais onze garotos. Todos tinham habilidades individuais igualmente incríveis. Não vou negar que senti medo de perder meu melhor amigo para um desses garotos, mas meu medo, não passou de um medo. Aos poucos fomos recebendo algumas noticias nas quais haviam me deixaram em duvida por um bom tempo, como por exemplo, quem seria o manager e qual era o nome do nosso grupo... 

Até que eles surgiram com a idéia de nos separar, nos debutar como duas units, a unit dos membros que falam mandarim e a unit dos membros que falam em coreano, já que nem todos os nossos membros chineses dominavam o coreano de forma fluente. Com isso perdemos um membro, éramos um numero impar, 13, resolveram tirar o maknae a inserir outro garoto chinês assim, ficariam seis membros que falam em coreanos e seis membros, mesmo dois não sendo fluentes, que falam mandarim. 

Todos ficaram abalados com a perda de um membro, inclusive eu, me lembro que no mesmo dia resolvemos tomar café depois de sermos dispensados pela empresa e você disse em com um coreano precário “Parece que você é o novo maknae.” e acariciou minha bochecha, como nós doze costumávamos a fazer com John, mas quando você fez isso em mim, a sensação foi diferente, me lembro de pensar em dizer “Talvez não seja uma má idéia, contando que você me mime dessa forma.” Porém fiquei com medo de me expor dessa maneira, com medo de espantar você. E de certa forma, não tinha sentimentos concretos em relação a você, resolvi apenas retribuir a caricia com um sorriso e tomar um bom gole do meu café.

Isso tudo me faz lembrar do dia em que você se assumiu para mim, já havíamos aprendido a coreografia de Mama a três semanas e iríamos fazer o ultimo ensaio, antes de gravar o MV, no dia seguinte –o MV seria gravado em dois dias- e nesse ultimo ensaio seriamos observados pelo nosso manager e mais alguns caras importantes da SM. Nós doze chegamos ao dormitório totalmente esgotados, como já estava fazendo parte do nosso dia-a-dia, e nos dividimos para tomar banho, na época tínhamos apenas dois chuveiros, acho que você se lembra era horrível, uma vez que estávamos todos de banho tomado e já havíamos jantado, todos foram dormir. Haviam três dormitórios e em cada dormitório haviam dois beliches, gostaria de ter escolhido meus colegas de quarto, não sei enquanto aos outros dois, mas você seria um deles, mas infelizmente os colegas de quarto foram escolhidos de acordo com a idade. Você ficou no dormitório do Xiumin, do Kris e do Suho e eu no dormitório do Kai, D.O e Tao.

Quando eu estava quase dormindo meu celular toca, recebendo uma mensagem. Me lembro que o Tao resmungou alguma coisa em mandarim, mas da minha cama eu tinha visão deles -menos do Kai, pois ele  dividia o beliche comigo e dormia na cama de baixo- e Tao estava dormindo. A mensagem era sua, não me lembro ao certo suas palavras afinal já faz quatro anos, mas dizia que você ainda não estava confiante em relação a coreografia, e que você queria ir para a SM novamente para passar ela novamente. Eu estava cansado, como todos ali, e você sabe que eu odeio dizer “não” a você, mas meu corpo estava pesado e eu estava com dor nas minhas pernas por conta do treino excessivo, quando estava prestes a dizer que eu não podia por conta dos motivos já citados meu celular notificou novamente , ele já estava no silencioso, mas pude ver seu nome aparecer no canto da tela enquanto eu fitava sua mensagem. Essa eu me lembro as palavras. “E eu preciso conversar uma coisa séria com você.”. E eu respondi que tudo bem afinal não estava com sono por conta do nervosismo, menti para você pela primeira vez, mas eu sou uma pessoa curiosa, você sabe disso, me conhece mais do que ninguém. Em questão de meia hora estávamos nós dois na SM, que não estava deserta, alguns trainees e idols então treinam a noite e outros a madrugada, fomos direto a sala e passamos a coreografia duas vezes. Você disse que agora estava cansado e que ele já se sentia mais confiante, disse também que se sentia mais a vontade quando era só nós dois.

Mas havia algo me intrigando desde que eu havia recebido uma mensagem sua. Eu perguntei a você o que você queria conversar e a resposta foi algo como: “Sehun, desde que nós nos conhecemos, a três anos atrás, eu fico me pensando em como contar essa coisa tão delicada para você. Tipo, eu sei que um dia eu ia ter que contar e que não tem e eu não quero esconder isso de você.” A cada palavra que você pronunciava com sua pronuncia falha eu ficava mais nervoso, parecia que você era minha mãe e ia ter a famosa “conversa” comigo, mesmo assim eu ouvia atentamente. “Eu sou... É... Eu sou gay, Sehun.” Uma pessoa normal ficaria em choque, mas eu fiquei aliviado. Você então continuou. “E, eu tenho medo. Vivemos em um mundo muito preconceituoso, e estamos prestes a debutar e... E se alguém descobrir, é bem provável que me demitam da SM, se é que isso é possível. Eles podem rasgar o contrato, eles podem me matar sei lá.” 

E eu respondi assim: “Ei, Lu, ta tudo bem ok? Eles não podem julgar você por amar, porque é simplesmente isso que você está fazendo. Eles não vão matar você porque eu não vou deixar, você não precisa ter medo disso, Lu. Eu o proíbo de ter medo disso.” Nesse momento você já estava chorando, eu o abracei. “Ta tudo bem,” eu repeti “eu vou proteger você hyung.”.

Então, você enterrou a cabeça no meu ombro e continuou a chorar, depois de um tempo, suas lagrimas ainda não tinham cessado completamente você acrescentou: “Não é só isso Sehun.” Então eu perguntei o que era, e você disse. “Eu estou apaixonado por você”. 

Confesso que fiquei um pouco em choque, duvida, com medo –Não de você, claro-, fiquei nervoso, feliz, fiquei pálido, confuso e até um pouco excitado.Tentei esconder todos esses sentimentos e sensações. Eu não me mexi, sua cabeça continuou sobre meu ombro, meus braços ao redor de seus ombros, e os seus na minha cintura, suas mãos apertavam com força o tecido suado de minha camisa, prendendo em minhas costas. Tentei achar a coisa certa a dizer. Pergunto-me até hoje se um “Eu também.” foi o suficiente, eu sou um idiota, me desculpe por isso. 

Depois de alguns minutos você tentou me beijar e eu evacuei. Desculpe-me de novo. Você foi muito insistente em relação ao nosso “primeiro beijo”. Tentava me beijar todo dia, e eu sempre dizia que não estava preparado ou que podia ter câmeras no local, o motivo disso tudo é que, eu nunca tinha beijado um menino antes. Nunca nem tinha cogitado a idéia de namorar um garoto antes de conhecer você.

Assim que acabamos de promover Mama na coréia, era hora de promover na China. Resolvemos sentar juntos na viagem de avião, estava frio naquela tarde, assim que entramos no avião e sentamos em nossos respectivos lugares e reclamei para você que havia me esquecido de levar uma coberta, por sorte você tinha levado uma manta. Tapamos-nos assim que o avião levantou vôo. Você segurou minha mão por baixo da coberta, eu comecei a suar frio e fiquei sem reação, mas não recuei, pois foi uma das melhores sensações que eu já senti. O vôo saiu a noite e logo estavam todos dormindo e nós de mãos enlaçadas os pensamentos não queriam desgrudar de minha mente “Estranhos? Amigos? Namorados?”. Só fiquei realmente tranquilo quando as luzes apagaram, assim seria difícil de nos pegarem de mãos dadas por de baixo da coberta. Senti você se aproximar de mim devagar, senti sua respiração quente no meu pescoço, logo você beijou o local. Virei meu rosto lentamente em sua direção e você me beijou. E logo separou, rapidamente. Pediu desculpas. Disse que era um “babaca” por ter feito isso. E eu não falei nada, apenas o beijei de volta. Senti que você ficou surpreso, mas você não evacuou, você apenas separou nossas mãos e botou a sua entre o meu rosto e meu pescoço, a minha foi parar na sua nuca.

Era arriscado e perigoso, alguma fã poderia ver, ou até mesmo o manager ou um dos meninos, mas isso só deixava tudo mais interessante. Continuamos a nos beijar como se fossemos viciados um no outro. Até que você percebeu que eu estava excitado. Começou a descer a mão livre por toda a extensão da minha coxa parando um pouco a cima do joelho e voltando a subir. E acabamos passando de um “apenas” beijo. Sua mão adentrou meus jeans e a minha adentrou os seus jeans e as coisas aconteceram. Só paramos quando vimos a luminosidade vindo de um banco próximo, era Baekhyun verificando o horário no seu celular. Sua mão saiu da minha calça em tempo recorde, posso dizer o mesmo da minha. E as coisas ficaram tensas, eu não sabia o que fazer e acabei apenas passando meu braço em torno de seus ombros e você entrelaçou seu braço a minha cintura e acabamos dormindo, por pouco tempo.

Logo depois nós, o EXO, fizemos uma turnê na Coréia do Sul, divulgando nosso primeiro álbum XOXO. As fãs, diziam que éramos fofos e nos consideravam um casal, nós gostávamos disso. Nós queríamos ser um, nós não podíamos. Então o manager definiu que tínhamos que “interagir” no palco, pois isso iria agradar as fãs, nós queríamos isso, digo agradar as fãs, então fizemos o que ele mandou. Passávamos o show trocando olhares, sussurrando coisas no ouvido um do outro, você apalpou minha bunda uma ou duas vezes por show. Mas isso não era real, mas era divertido ver como as fãs reagiam a isso, você odiava, eu nunca tive nada contra. Nada até você ter que beijar o Xiumin em um fanservice. Você me contou odiar os fanservices, me contou estar cansado de se matar dançando, cansado de chegar em casa cansado todo dia e ainda ter que esconder do mundo que estava apaixonado. Disse que agüentava tudo por mim: “Se eu sair da SM, vou perder minha licença para morar aqui na Coréia, vou ter eu voltar para China, não quero perde-lo”.

Chegou a hora do basta. Em meados de 2014, você apresentou problemas de saúde sérios e que me deixaram preocupado. Você estava mancando muito, sua voz estava ficando rouca e você sempre era deixado de segundo plano –pela empresa- pelo simples fato de ser de outra nacionalidade. Eu não aguentava vê-lo assim. Preferia ter você longe e saudável, do que por perto e além de triste, machucado. SM cobrava muito de você. Você estava ao seu limite. Já havíamos perdido Kris, ele também apresentava muitos problemas. Resolvemos conversar e chegamos ao acordo de que seria melhor para você, se você saísse da empresa e tentasse carreira solo, com produtoras chinesas.

Foi uma escolha difícil. Foi um momento difícil. Eu acabava de perdera o amor da minha vida. Mas eu prometi manter contato com você.

Essa é nossa historia, esse é o nosso romance. Gostaria de pedir mil desculpas por ter quebrado minha promessa e não ter mantido contato com você, mas eu não posso fazê-lo com frequência, você sabe o motivo, mas eu percebi que mandar uma carta não faria mal a ninguém. Às vezes eu abro o Youtube e fico vendo seus MVs eu fico muito orgulhoso de você, hyung. Eu choro.

Quando eu vi você sumindo na multidão daquele aeroporto foi como se parte minha tivesse morrido. Eu corri atrás de você Luhan, eu gritei seu nome. Você não ouviu. Eu queria te dizer em alto e bom som, para que todas as pessoas próximas ouvissem o discurso, ele era assim: “Luhan, por favor, não vá sem mim, eu preciso de você ao meu lado, sem você eu estaria incompleto e minha vida não faria sentido. Hyung, por favor vá, você não merece sofrer só por minha vaidade, mas por favor, me leve. Eu não aguento mais também, você tava certo, fanservice é uma merda, eu te amo tanto.” E você provavelmente responderia “Sehun, seu sonho é ser conhecido como o dançarino bom que você é e eu não vou te privar disso. Eu tenho que ir, e você não pode ir junto.” E eu responderia: “Eu abro mão do meu sonho por você, Lu.” E nós choraríamos, entraríamos no avião juntos, casaríamos, adotaríamos um filho e viveríamos felizes para sempre na China, longe de tudo que fez tão mal para nós. De todos nossos problemas.

“As coisas não são um conto de fadas, Sehun” você me dissera uma vez, quando eu disse que gostaria de assumir que o amava para o mundo e é por isso que eu choro.

Eu choro todas as noites, porque eu sinto sua falta mais do que tudo.

Eu choro todos os dias no banho, porque eu te amo mais do que tudo.

 

Espero obter uma resposta.

Com muito amor, Sehun.


Notas Finais


Então, espero que tenham gostado.

Até o próximo capítulo e pá. 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...