História Love Letter ❁ tae+kook - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Vkook, Yaoi
Exibições 6
Palavras 891
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá olá boa pessoa que está lendo minha história, tenha uma boa leitura sz

Capítulo 2 - Um - Pão de Mel


Fanfic / Fanfiction Love Letter ❁ tae+kook - Capítulo 2 - Um - Pão de Mel

Kim Taehyung

7:32 da manhã.

O alarme começou a tocar e impacientemente, Kim o desligou com tamanha força. Murmurou alguns palavrões antes de abrir seus olhos. Passou as mãos pelos mesmos e se pôs sentado. Conseguiu ver um pequeno pedaço de papel em sua cabeceira. Decidiu ignorar, havia coisas importantes no momento.

Finalmente levantou da cama e foi em direção do banheiro, despindo-se e entrando embaixo da água quente. Logo terminou e saiu em direção do quarto, com a toalha enrolada em sua cintura. Vestiu-se e recolheu seus livros, pondo de qualquer forma em sua mochila. Estava atrasado, meio que não importava arrumar de forma certa. Colocou sobre suas costas e desceu até sua cozinha. Não havia muitos detalhes nem utensílios como outra casa teria. Sua mãe vivia, praticamente, no trabalho e ele se alimentava de pratos prontos. Prontos e calóricos.

Abriu a geladeira e não havia pão pra fazer torrada. Nem tempo. Apenas pegou uma maçã e pôs em sua boca. Correu pra o lado de fora e se pôs a andar normalmente. No caminho da escola, pôde ver a casa de Jeon. Ele não era seu vizinho, mas não morava tão longe. Ele, o único motivo pra Kim estar indo pra lá.

Se é um amor platônico sem sentimentos mútuos? Põe ênfase no 'sem'.

Ficou tão perdido em seus pensamentos que nem percebeu que havia chegado aos portões do inferno. Digo, escola. Na entrada havia alguns meninos da turma superior de Kim, tirando Jimin que era de sua sala. Ele e Jeon costumavam andar juntos, amigos de infância. Isso matava Taehyung de ciúmes, Jimin tinha uma intimidade com Jeon como ninguém. Mas não deixava os ciúmes tomar conta de sua amizade com o pequeno Park, que apesar de tudo, não tinha noção da paixão de Taehyung.

O gongo começou a tocar, anunciando início da primeira aula.

Matemática. Odiava o fato de ser obrigado a decorar vários números, equações, cálculos e afins. Sua mãe achava o contrário, mas o jovem sempre dizia: "Pra ser cantor não necessita de números, não é?"

Finalmente (e infelizmente) conseguiu chegar a tempo na sala. O professor chegou na mesma hora que o rapaz, o que tirou sua punição. De todas as aulas, Taehyung gostava daquela, não por causa da matemática em si, mas sim porquê ele dividia a carteira com Jeon. E assim logo fez, sentando-se silenciosamente perto dele. Ele aparentava ser meio tímido, o que deixava mais fofo. O observou por um momento e pôde perceber que ele estava concentrado em algo lá fora, olhando atentamente pela janela.

Deixe de ser curioso.

Começou a anotar o que o professor colocava no quadro e Jeon fez o mesmo.

O olhava de soslaio e, oh deus, que garoto maravilhoso, Taehyung pensava. O que o jovem não percebeu foi o olhar penetrante de Jeon, sobre o seu. As bochechas dos dois ganharam a cor rubra.

Kim fingiu anotar algo rapidamente, até aquela atmosfera constrangedora passar. Resultando em rabiscos aleatórios. Que bobo.

Jeon, timidamente começou a limpar sua garganta, dando algumas tosses. Taehyung apenas conseguia rir baixinho. Ele deveria estar morrendo de vergonha.


Pela primeira vez, as aulas passaram rápido, afinal, um dos professores faltou e os alunos ficaram com a aula vaga. Taehyung conseguiu ter uma conversa decente com Jeon. Mas fora apenas para pedir um lápis.

Infelizmente, ainda era a hora do intervalo. Educação 1 × 0 Taehyung.

Kim arrumou suas coisas e andou até a porta, civilizadamente.

Ué... Pera aí.

Virou-se e pôde ver Jeon ainda sentado. Ele não tem amigos? Acho melhor não perguntar.

Pegou o giz do professor e começou a rabiscar no quadro. Não sabia o que estava fazendo, mas não ficou trágico, como ele esperava. Era uma espécie de borboleta pousando em uma rosa, murcha, mas ainda restava um pouco de vida. O que significava? Bem, nem mesmo ele sabia. Mas gostava da imagem.

Pôs o giz de volta no lugar e voltou até sua banca. Jeon encarava lá fora, novamente. O que diabos há de tão especial lá fora? Isso se repetia na cabeça do jovem Kim desde a primeira aula do dia. Enquanto ele prestava atenção em uma coisa aleatória, Kim não tirava os olhos de seu semblante, que se mostrava inocente e tímido a todo momento. Poderia não parecer, mas ele tinha fama de 'pegador' pela escola. Sua face bonita e charmosa, corpo escultural e lábios que pareciam estar pedindo um beijo, atraía qualquer pessoa, independente do gênero ou idade.

Parou de encará-lo por um momento, seria desconfortável ter o olhar vergonhoso de Jeon novamente. Apenas o olhou de relance. Jeon soltou um suspiro pesado, parecia estar nervoso com outra pessoa ao seu lado, como se tivesse a necessidade de ter algum assunto pra falar. Jura que ele tem fama de pegador?

   — Ahn... Parece que você é meio tímido – Tae disse, um pouco sem jeito. Encarou suas mãos e passou a brincar com seus próprios dedos.

   — Oh – Jeon corou e engoliu em seco. Virou o rosto e encarou a parede. — Sim, s-sou.

Passaram-se poucos minutos depois da "conversa". Tae retirou um pacote marrom com vermelho de sua mochila e olhou pra Jeon. Abriu o pacote e continham oito pãezinhos de mel cobertos de chocolate. Pegou um e pôs em sua boca, mastigando-o. Olhou pra Jeon, que fitava o pacote até perceber o olhar de Tae. Virou seu rosto novamente e abaixou a cabeça.

  — Quer? – estendeu o pacote em sua direção.

— S-sim... – pegou um e comeu.


Notas Finais


Bom dia, boa tarde, boa noite. Espero que tenha gostado, se gostou, favorite!

xox❣


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...