História Love Me Again - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Time Rush
Personagens Camille Roberts, Carlos Pena Jr, James Maslow, Jo Taylor, Katie Knight, Kendall Schmidt, Logan Henderson, Lucy Stone, Personagens Originais
Tags Henderson, Maslow, Passado, Pena, Primeiro Amor, Schmidt, West Rocque
Exibições 29
Palavras 771
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, obrigado mesmo por estarem comentando e curtindo a fic, é muito importante ter o apoio de todas vocês.
Você não tem noção de como fico feliz quando leio um comentário de vocês.❤
Ontem de noite, briguei com a minha mãe e passei o dia inteiro de mal com ela e hoje vocês foram a única coisa que me fez sorrir e desejar continuar a fic.
Obrigado de verdade. Amo vocês.
Beijocas da tia Isa 😙😙😝

Capítulo 6 - Quase beijos


Fanfic / Fanfiction Love Me Again - Capítulo 6 - Quase beijos

Estávamos parados no topo da roda gigante, ele quase me beijando quando a roda começa novamente a girar e a cabine começa a tremer fazendo com que nós voltassemos à realidade.
Olhei para o outro lado para não ter que encara-lo, para equilibrar a cabine ele voltou para seu lugar e quebrou o silêncio que começava a se formar:
- Desculpe, por tudo... - disse olhando para seus pés
- James... não tem que se desculpar por nada, a vida é sua, faz o que quiser com ela- falei tentando parecer madura
- Aihara - fez uma pausa, agora olhando para mim - por que não me ligou nenhuma vez? - ele disse e cada vez mais não tinha coragem para encara-lo
- Não poderia suportar mais, já era insuportável saber que estava longe de você, queria que essa lembrança fosse apagada apesar de ama-la, era doloroso pensar em você todos os dias, então tentei afastar tudo que me fazia sofrer. Quando fui embora de Minnessota, me afastei de todos, era a esquisita da escola, com a ajuda do tempo e meus pais fui me acostumando - enquanto falava não olhava para a vista espetacular que nos cercava. Ele ficou em silêncio, não sabia o que dizer e eu também não. Toda nossa diversão foi pelo ralo junto com nossos assuntos.
- Acho melhor nós irmos para casa - sugeri
- Ainda não, não ganhei um pra você - falou apontando para uma barraquinha de tiro ao alvo
- James não precisa - falei
- Precisa sim - disse me puxando
Ele acertou o alvo na última tentativa, na primeira passou perto na segunda ele quase acertou o titio da barraca me fazendo rir pra caramba, na última ele acertou o maldito alvo e ganhou o prêmio que logo me entrogou.
Era um ursinho de pelucia branco, muito fofo!
- Pra você, a única menina... - ele ia falar algo importante quando uma filha da put*, quer dizer, uma pessoa muito amável e querida e que me deu vontade de espancar,  mas como isso é crime vai ficar só na minha cabeça mesmo, nos interrompeu.
- Oiie, você está linda Aihara- disse a criatura com uma voz insuportavelmente doce falsa.
- Oi - disse entre os dentes sendo ainda mais falsa - obrigada, ja estamos indo, tchau - fui curta e grossa. Aquela garota não tinha o menor censo, de moda, sei la, blusa roxa com brilhos, cabelos pretos e vermelhos, calça legin preta reluzente colodas e botas de cano altas pretas, além de uma jaqueta jeans meia surrada sem falar da sombra prateada em seus olhos pequenos. Sei que não é legal falar do que as pessoas estam vestindo, cada um se veste do jeito que quer, mas aquilo ali era de chorar.
- Tchau Lucy - disse James sem entender nada, os meninos realmente não entendem nada disso. Revirei os olhos com esse pensamento.
Chegamos em Palm Woods, James me levou até a porta do meu apartamento.
- Obrigado pela noite e pelo presente - agradeci
- Não a de que - falou com sua voz estranhamente fofa e convencida - agora do mais uma coisa - falou e colocou o braço contra porta e foi chegando mais perto, escutamos o barulho do elevador abrindo e vimos Aaron vindo
- Droga - reclamou James
- Oi - falou Aaron estranhando a reação de James e eu ja brava falei:
- O que está fazendo aqui?
- Eu moro aqui, esqueceu? - falou abrindo a porta do apartamento ao lado do meu
- Desculpa - falei envergonhada
- Boa noite - falou James tentando disfarçar o que não era bem o seu forte. Aaron fez uma cara de "okay/tô nem ai/garoto estranho" e fechou a porta.
- É assim que nossa noite acaba, bom... até amanhã - falei
- É melhor assim - ele disse aceitando os fatos de que nosso beijo não ia rolar hoje
Mas para alegra-lo dei-lhe um abraço, ele surpreso fez o mesmo. James era muito mais alto que eu, ele tinha 1,85 e eu um 1,60, minha cabeça dava em seu peito.
Quando o abraço se desfez dei um selinho e sua bochecha, fazendo ficando na pontinha dos pés. A tempos ja havia declarado se alguém fizesse alguma brincadeira por mais fofa que fosse iria levar um cascudo, estão ninguém nunca mais fez nenhuma brincadeirinha com esse tipo de coisa
- Isso é a prova de que eu adorei essa noite- falei - boa noite - falei entrando e fechando a porta
- Boa noite - falou ele com um provável sorriso em seu lábios


Notas Finais


Coisas boas/ótimas estão por vir... Aguardem...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...