História Love me before it falls - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Harry Potter, Hermione Granger, Lord Voldemort, Personagens Originais, Remo Lupin, Ronald Weasley, Severo Snape, Sirius Black
Tags Aluna Severo Snape, Personagem original SsPo
Exibições 46
Palavras 1.313
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente, se der algum erro, alguma palavra que chega ao final da pag e ela corta no meio, me avise! antes do concerto, sempre q eu postava pelo notbook fazia isso. Agora eu acho que não vai fazer mais. ]
Em todo o caso, me avisem

DESCOBRI UMA COISA! O mais difícil em uma fic não e você escrever ela... e o bentito titulo dos capitulos e da fic. Eu fiquei um mês pra escolher o titulo da fic... esses últimos 3 dias foram só tentando decidir o nome desse capitulo! mds! kk


agradeço a todos os comentários e aos favoritos! me alegra muito!

Capítulo 2 - Masmorras


Fanfic / Fanfiction Love me before it falls - Capítulo 2 - Masmorras


Ela adentrou à escola junto a Dumbledore já com o vestes bruxas, segurando um pote de sorvete iderretivel. Ela observou as paredes. Fazia mais de um mês que não vinha ali. Respirou aquele ar completamente mágico, sentindo o quanto era bom estar de volta. Ela andou rapidamente em direção as escadas, contente por poder ver Hermione, Harry e Rony novamente. 
_Senhorita, creio que não vá ficar no dormitório feminino nessa semana. -Ela ouviu Dumbledore dizer em algum lugar as suas costas. Ela virou para olha-lo. Ele examinava atentamente o pote de sorvete iderretivel. 
_Mas professor, se não ficar no dormitório feminino, onde irei ficar? - Perguntou curiosa e espantada.  

 


Larissa mantinha uma cara emburrada em quanto descia os últimos degraus. Ela observou as masmorras geladas e escuras dando um suspirou e se deixou ir atrás de Dumbledore. Ele parou a porta e a olhou atentamente. 
_Chegue mais próximo, querida. -Ela respirou profundamente e se aproximou de Dumbledore, que ergueu a varinha e a sacudiu em cima dos cabelos castanhos da menina e sussurrou algo como "Liberus" e faíscas vermelhas desceram pelo corpo da menina. Dumbledore sorriu e levou a mão a porta e girou a maçaneta a abrindo. Ele adentrou a porta e deixou a menina do lado de fora sem saber se entrava ou esperava um convite formal.
_Que bom que está aqui, Alvo. Quero que me de uma explicação plausível sobre o porquê tem um malão escrito "Larissa" nos meus aposentos. -Ela ouviu Snape dizer arrogantemente seguido de passos brutos e fortes. A jovem suspirou e, dando-se por vencida, passou pela porta avistando  Snape a frente de uma mesa no que parecia ser um laboratório. A pouco menos de um metro se via Dumbledore, parado descontraidamente.
_ O que ela esta fazendo aqui?- Disse Snape, mas seu olhar dizia claramente que já sabia o que Dumbledore planejava. Ela se aproximou mais de Dumbledore, receosa, sem direcionar o olhar para Snape. -Dumbledore, ela não vai ficar aqui. Você não têm o direito! - Disse Snape raivoso, avançando um pouco na direção do senhor
_Severus, acalme-se. -Disse Dumbledore com serenidade, sem ao menos se assustar com a ação do Professor, ao contrário de Larissa, que agarrou com a mão esquerda as vestes do diretor.
_Me acalmar?  Você quer enfiar uma criança nos meus aposentos! Vou me acalmar quando ela e aquele malão nojento estiverem bem longe daqui. Não quero nenhuma Grifinoria que mal saiu das fraldas impregnando meu único espaço privado nessa maldita escola. - Parecia que as palavras simplesmente saiam da boca dele, como se a arrogância dele fosse tão afiada que já era automática. 
_Severus, veja, depois que a segunda parte estiver concluída, vocês serão obrigados a dividir o mesmo ambiente, então creio que seja melhor irem se acostumando antes das Núpcias Bruxas.- disse Dumbledore calmamente. –E deve saber que é mais seguro permanecerem mais tempo dividindo o mesmo espaço. -As feições de Snape pareciam ter se descontraído um pouco, apesar de ainda parecer descontente. Ele se sentou observando arrogantemente Dumbledore que permanecia parado.
_Então? - Snape sibilou entre dentes, com o olhar faiscante de raiva. Dumbledore sorriu e acenou com cabeça, dando as costas e saindo.  Larissa queria grita-lo, pedir-lhe alguma explicação melhor do que um simples "nos aposentos de Snape", ou simplesmente uma palavra de consolo como "Boa sorte", "Vai ficar tudo bem" ou até mesmo um "Se fudeu" era bem vindo, apesar de saber  muito bem que Dumbledore nunca seria capaz de tal grosseria,  mas desejava desesperadamente que ele lhe dirigisse a palavra antes de a deixar ali. Ela estava parada como uma presa, e seu predador se aproximavam irritado. Ela prendeu a respiração, com medo do homem a sua frente. Não queria estar ali, e sabia bem que era um absurdo ser obrigada a dividir os aposentos com Snape
_Já que passará a “morar” aqui, tenho algumas regras a lhe impor. Espero que renuncie, pelo menos quando se diz respeito aos meus aposentos e a nosso casamento, a incrível necessidade Grifinoria de quebrar regras. -Ele disse com um sorrio amargo nos lábios. - Não quero que chegue aqui depois de meia-noite. Não mecha em meus ingredientes e poções a não ser que eu mande ou que seja extremamente necessário, e isso não incluí ajudar a necessidade insaciável do seu amigo Potter de quebrar regras, aparecer e ou somente por fazer. - Ele disse ainda com aquele sorriso impertinente estampado.- Os únicos elfos que podem entrar aqui e Dobby e Miin. Não quero que traga nenhum amiguinho seu aqui, e por último, você é minha esposa, e apesar de não gostar disso, é minha , então não quero você agarrada com nenhum garoto as escondidas. Entendeu?
_Mais alguma coisa, Professor? -Ela perguntou com um pouco de ironia na voz, mas se conteve muito mais do que rápido. 
_Não, Srta. Bonns. Por enquanto é só. –As palavras foram mais ignorante que antes.
“Por em quanto é só? Surpreende-me que tenha algum tipo de educação nessa carranca de ódio.” –Os pensamentos de  Larissa foram interrompidos por Dumbledore.
_Com licença Severus, eu queria que a Sta.Bonns me acompanhasse. - Disse Dumbledore parado a porta.
_A quanto tempo esta ai, seu velho caquético? - Perguntou Snape o fitando raivoso.
_Ah, não se preocupe, não sai em momento algum. Estava a espera que terminasse  declaração de posse "... então não quero você agarrada com nenhum garoto as escondidas por ai."- Ele disse sem se importar com o rosto vermelho e raivoso de Snape. – A Srta.Bonns, se não se importa, Severus.- Dumbledore disse esticando o braço para a garota, que o agarrou sem pensar duas vezes, os entrelaçando. -Até mais, Severus. -Falou Dumbledore sem esperar resposta a sua pergunta anterior, saindo da sala.

 


_Feijãozinho de limão. -Dumbledore disse para a gárgula, que abriu espaço revelando vários degraus, a qual Dumbledore subiu acompanhado de Larissa. Chegando ao corredor entraram na sala de Dumbledore. Larissa observou uma cadeira ocupada por uma garota de cabelos lisos e castanhos, com uma mecha tingida de amarelo. Seus olhos eram castanhos intensos, e parecia ter um metro e sessenta e três. Se sentava de lado naquela cadeira e usava calça jeans preta, rasgada na perna e uma blusa vermelha colan e seus pês eram cobertos por uma bota negra. Ela ergueu o olhar e encarou Larissa sem emoção.
_Srta.Bonns, eu gostaria que você mostrasse o castelo a nossa nova aluna da Grifinoria. -Disse Dumbledore, mas Larissa não compreendeu porque ele queria que exatamente ela mostrasse o castelo para a moça. - Creio que seja de seu interesse mostrar o castelo para a Srta.Lestrange. 
 "Lestrange? Então quer dizer que ela é... Filha de quem?!"- Ela encarava fixamente à garota, quando notou sua falta de educação e balançou a cabeça, e olhou para Dumbledore, assentindo.
_Srta.Lestrange, acompanhe a Srta.Bonns, ela irá fazer um tour pela escola com você. -Falou Dumbledore se direcionando a sua cadeira Larissa respirou profundamente sentindo seus pulmões doerem levemente.


Elas desceram o último degrau da escada protegida pela gárgula. Larissa olhou para os lados, imaginando por onde começar.
_Vamos começar de fora pra dentro? Acho que é mais facil.- Larissa perguntou baixo, sem olha-la.
_É, pode ser. –Ela disse sem ânimo. Larissa encolheu os ombros se virando em direção aos grandes portões que davam passagem aos jardins. 
_Então, como se chama? -Larissa perguntou olhando a sua volta, vendo que estava extremamente vazio. A última aula do dia devia estar ocorrendo agora.
_Julia. Julia Lestrange. -A garota ergueu um pouco a cabeça e examinou Larissa.  
_ Hum... -Larissa sorriu meio constrangida.- E...
_Sim, se é o que quer saber, sim, sou filha da Bellatrix.- Ela disse um pouco rápido e incomodada, cruzando os braços.
_Bom -Larissa empurrou o grande portão e dando uma risada curta - Ia perguntar porque chegou em Hogwarts no meio do ano, e, creio eu, que você não esta no primeiro ano nem de longe.
 


Notas Finais


LEIAM:
Vocês devem estar pensando "Nossa, que forçado! colocar ela nos aposentos do Snape, ja?!"
Depois vocês vão entender o porque ela teve que ir pra la...
Ah, espero que gostem..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...