História Love me like you do - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Igor Cavalari (Igão Underground)
Personagens Igor Cavalari, Personagens Originais
Visualizações 11
Palavras 2.126
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura! Desculpem algum erro, não deu tempo de corrigir

Capítulo 4 - Capitulo 4


Hoje enfim terça feira dia 16.05 COMEÇO DE ANO, TERCEIRÃO, ULTIMO ANO, ENEM, FACUL, SONHOS. Levantei coloquei minhas pantufas de unicórnio e fui no banheiro tomei um banho lavando meus cabelos, não sei porque mas hoje eu estava com algo que o dia ia ser OTIMO, sai voltei pro meu quarto abri meu roupeiro hoje o dia estava mas friozinho, com cara de chuva isso lembra tanto meus dias no RS que todo dia era sim sorri e escolhi uma roupa que era uma calça preta e uma blusa fininha do mickey por baixo de um moletom de estrelas vermelho coloquei minhas meias e um All Star preto, escovei meus cabelos e seguei vi meu celular vibra em cima da cama olhei era uma ligação de um numero desconhecido atendi

-Alô -falei assim que atendi

-Oi moça bonita -Ouvi Igor falar no outro lado da linha, sorri

-Como consegui meu numero?

-Facebook? quem sabe! ou mesmo no twitter? também! ou alguém muito próximo seu? Talvez! -falo rindo.

-Aham ok -falei rindo -Mas porque esta me ligando essa hora?

-Estava esperando essa pergunta -falo vitorioso -que horas a moça bonita solta?

-Ao 12:00 -falei desconfiada –Por quê? -ele riu

-Ok -falo -me diz outra coisa que escola cê estuda?

-Na daquela rua da igreja que tem na esquina -falei.

-Vou de buscar ali pra nós ir passear -falo eu sorri.

-vou esperar -falei e desliguei sorrindo.

Desci pra cozinha tomei café, escovei meus dentes e sai de casa, passei na casa da Melissa minha melhor amiga e contei sobre o Igor e sobre ontem, sobre hoje.

-Nossa! Sem palavras. –falo rindo. E entremos no portão da escola

-Pois é. –falei e a guria mais chata da escola veio na minha direção, meu dia estava bom de mais pra ser verdade. –Olha quem vem lá. –falo cutucando Melissa e ela gargalho alto.

-Oi meninas! –falo com aquela voz irritante e um sorrisinho falso.

-Oi Erica. –falamos juntas e temos nosso sorrisinho falso também.

-Eu vi, quem ontem você saiu com uns youtubers. –falo e eu revirei os olhos –e estava toda pra cima do Igor. –falo rindo.

-Amiga presta a tenção eu e Igor somos amigos e para de cuidar da minha vida e vai cuidar da sua que você ganha bem mais. –falei sorrindo falsamente.

-Bom... se cuida. –falo rindo cinicamente e sai “rebolando” a bunda que não tem. Bateu o sinal e eu e a Mel fomos para nossa sala.

-Oi Mah –Victor falo, um dos meu amigos. Que sinceramente já peguei e olha SEM PALAVRAS.

-Oi Vih –Falei sentando atrás dele e na frente do Gustavo, outo amigo meu.

Pegável? Claro que sim! Mas não e pra mim! hahaha. Mel já pego e não pego guri que amiga pego.

-Oi Gu -falei sorrindo pra ele.

-Oi Mah -falo sorrindo de volta -Quem e aquele cara que veio te buscar ontem? –Falo serio, ri –Não ri Maitê, eu estou falando serio –falo mais serio dessa vez.

-Ou cadê a sora Vanessa? –Melissa pergunto ao meu lado.

-Não sei –falei –Vamos ali na secretaria ver? –perguntei e ela assentiu, levantamos e fomos –Valeu mesmo Mel –falei rindo, por a situação que ela acabo de me tirar, não queria que ninguém soubesse sobre ontem.

-Amigas são pra isso –falo rindo. Fomos o resto do corredor em silencio. –Bom dia –ela falo pra mulher que estava ali.

-Bom dia –A mulher falo nós olhando. –O que você querem?

-Queriamos saber se a Professora Vanessa ira vir hoje? –falei seria com ela

-Não sei, ela não aviso nada –falo virando as costa para nós e saindo. Bufei e sai com a Mel. Entramos na sala e meu telefone vibro olhei e era uma mensagem do Igor. Sorri e mostrei pra Mel que chegou a bater palminhas

Igor –Oi moça bonita <3

Maitê –Oi!

Igor –Porra. Venho aqui com todo carinho, ai a pessoa manda um simples “Oi” (Emoji chorando) –Sorri.

Maitê –Oi lindo do meu coração (Emojis de coração e rindo)

Igor –Agora sim! Prepara pra hoje?

Maitê –Que tu acha? Com certeza não. –Escrevi e a Professora entro na sala. –Tchau. A sora chegou aqui... Ate alguns minutos (Emoji de coração)

Igor – Ate daqui umas horas**(Emojis rindo) Tchau!

Bom dia a todos. Desculpa o atraso. -falo colocando suas coisas em cima da mesa. Sentei e tirei o material da mochila.

Aquela aula ate que passo rápido, agora temos Matemática, e a professora e uma bosta, ela simplesmente chega passa as coisas no quadro branco e senta e fim. Emocionante? Não! Ela entra na sala.

-Bom dia –fala seca

-Bom dia –falamos juntos , aquela aula nunca passava não via a hora de acabar tudo e sai com Igor para algum lugar que eu não sei.

-Maitê! –Victor falo me cutucando –Acorda –Falo olhando para mim, assenti e ele volto sua visão para o quadro, copie e fiz e troço lá e levei para ela corrigir.

-Termino Sra. Ramos? –Sim, ela chama tudo mundo assim pelo sobrenome e de Senhora e Senhor.

-Não! Tá tudo em branco não tá vendo?–Falei ironicamente e revirei os olhos. Gustavo me olho querendo rir.

-Olha a educação Sra. Ramos –falo autoritária e se levando da cadeira –Olha o jeito que você fala comigo –Falo colocando o dedo na minha cara e gritando.

-Não grita comigo e outra porque esse dedo? Tu acha que eu vou pedir desculpa por uma brincadeira boba? Mas tu esta errada –Falei no mesmo tom que ela.

-Vem vamos para secretaria –falo saindo em direção a porta revirei os olhos e sai atrás dela. –Bom dia! Essa moça aqui me desrespeitou. –falo me puxando pelo braço.

-O que houve? –A vice-diretora perguntou.

-Nada. –falei olhando e sorrindo. –Essa ai que tá louca. –falei olhando pra ela e sorrindo com aquela cara “Vai fala mais alguma coisa”.

-Jessica? –A vice olhou para ela com aquele cara “Tem certeza?”

-Claro que não! –falo olhando para mim –Eu tenho provas –falo para Vice

-Então prova –falei sorrindo. Ela saiu da secretaria e volto com uma guria da sala que eu não gostava. –Nossa baita prova –falei olhando pra guria.

-Fala Sra. Rodriguez – Falo a Vice.

-Foi assim: Ela –apontou pra mim –Foi levar o caderno pra Professora, a sora fez a seguinte pergunta: “Termino Sra. Ramos?”, e a Maitê disse “Não! Tá tudo em branco não tá vendo?” só que ela se irritou e falo um pouco de coisa pra Maitê colocando o dedo na cara dela. E ela disse que não era pra por o dedo na cara dela e tal. Foi só isso –falo olhando pra vice

-Esta liberada Sra. Ramos e Sra. Rodriguez –falo a vice.

-Nunca pensei que ia falar isso mas, muito obrigada mesmo de coração –falei para a Carolina.

-Que isso! Só falei a verdade –falo sorrindo. Depois de tudo isso a aula finalmente acabo. Já era 12:05 coloquei meu material na mochila e sai da sala conversando com a Mel e o Gustavo.

-Mah! Você e louca? Por que só pode. –Gustavo falo indignado, e eu ri.

-To não e aquela muiê lá fica me tirando pra louca, isso sim. –falei dando os ombros. –Bom vou nessa que minha carona chego –falei quanto olhei e Igor estava no portão me esperando, beijei a bochecha dos dois e sai. –Oi –falei abraçando ele e beijando sua bochecha.

-Oi moça bonita –falo me abraçando e beijando minha testa –Vamos? –Assenti e saimos.

-Onde vamos? –perguntei curiosa.

-Surpresa! –Falo rindo, enquanto pegava minha mochila. –Só sei que vamos de a pé –falo e olhei sorri e seguimos andando –Então me fala um pouco de você, por quanto só sei que você e muito bonita, seu nome e Maitê e tem 17 anos –falo e eu gargalhei alto.

-Ok então. Como tu falo, meu nome e Maitê Ramos Matosh , tenho 17 anos, sou gaúcha, meus avós maternos são da Itália, faço aniversário dia 06.02, nasci no ano de 1999, sou aquariana, tenho dois irmão, a mais velha se chama Lara e o outro Enzo. Fui tia aos 2 anos, e sou dinda –falei e ele ficou ouvindo cada palavra.

-Nossa –falo “supresso” se e que poço dizer assim. –Dois irmão?

-Sim! Porque? –falei curiosa.

-Sei lá! Não imaginei que você era tudo isso. –falo rindo

-Nem falei nem a metade –falei rindo com nele

-Maitê, por que tu veio morar aqui? Trabalhos do teus pais? E afinal cadê eles? –Ele pergunto tudo juntos e seu olhar transmitia “medo” da resposta.

-E um assunto que eu não gosta muito. Não eles não me abandonaram, por contrario eles sempre estavam da meu lado e tudo mais, e qu...

-Por que e um assunto complicado então? –pergunto sem deixar eu termina.

-Calma – falei fazendo com as mãos para ele se acalmar –deixa eu explicar? –ele assentiu e eu continue –E que tipo a gente veio morar aqui em São Paulo quanto eu tinha meus 9 anos e ficamos aqui por um tempo “vulgo 1 ano” –fiz aspas com os dedos –Isso a gente estava na cidade de Ribeirão Preto. Depois fomos para Santana do Livramento moramos lá por dois anos isso eu já tinha meu 11, depois voltamos p...

-Chegamos -falo sentando num banco de uma praça muito bonita por sinal, sentei ao seu lado. –Continua –falo fazendo sinal para mim continuar.

-Tem certeza?

-Cê eu não tive não estaria dizendo para você continuar –falo como se fosse obvio, mesmo sendo.

-Grosso –falei revirando os olhos e ele riu –Continuando, voltemos para o Rio grande do sul e ali ficamos uns 7 meses e depois fomos para New York, sim eu morei lá. E foi por 4 anos, meus 15 anos foram lá por sinal, voltemos para cá e nesse para “cá” e aqui em Osasco e agora no começo desse ano meus pais e meu irmão foram novamente para RS para ajudar meus avós paternos que estão doentes e aqui estou eu morando com minha irmã –falei olhando para ele.

-Credo! Mas por que tudo isso? Tipo por que você moro em tanto lugar em 9 anos e 7 meses, quase isso? –falo curioso.

-Simples trabalho dos meus pais. –falei.

-Hum –falo. –Vem vamos comer algo? –Falo puxando meu braço para levantar peguei minha mochila e sai logo atrás dele senti meu telefone vibrar no bolso da minha calça. Olhei no visor era o numero da Laís.

-Onde tu esta? –pergunto logo que atendi.

-Oi para ti também –falei.

-Me responde Maitê –falo num tom mais alto.

-Quero tu em casa antes das 22:00, se eu não estiver sai com o Júlio –falo um pouco mais calma.

-Oi? Não acredito tu me ligo puta da vida pra eu chegar em casa antes das 22:00 e tu vai sair com o Cocielo? Arrumou a casa pelo menos né?

-Sim vou sair com ele. E sim, só falto teu quarto e a cozinha, o resto eu arrumei. Depois temos que conversar. –falo a ultima parte seria de mais para meu gosto.

-Ok. Tchau te ligo quanto chegar em casa –falei, e desligue sem esperar ela dar tchau.

Igor me entrego um cachorro quente e caminhamos novamente ate a praça. E assim foi nosso passeio falamos um pouco de cada um, descobri que Igor uma vez coloco fogo na cortina e falo que foi o Júlio. Rimos muito, e agora aqui estou eu e Igor na porta da minha casa sem num um falar uma palavra apenas nós olhando, como tontos.

-Você ficaria brava se eu de beija-se? –falo quebrando o gelo entre nos. Sorri naquele momento não sabia o que falar, apenas fiquei ali sorrindo que nem uma tonta, e senti os lábios de Igor tocar os meus fechei os olhos e Igor pediu passagem e eu cedi nós beijamos por mais alguns segundo e eu terminei o beijo com dois selinhos e sorri.

-Tchau Igor –falei sorrindo.

-Tchau moça bonita –falo me roubando um selinho e saindo. Entrei em casa sorrindo que nem uma guria de 13 anos quanto fica com o crush. Subi as escadas tomei um banho e coloquei um pijama de bolinhas pretas com brancas, fiz um coque solto e arrumei meu quarto ao som de Henrique e Juliano, Jorge e Mateus, Dj Snake e Little Mix, desci arrumei a cozinha olhei no relógio da cozinha e marcava 00:30, abri a geladeira e tinha um suco de laranja coloquei num copo e abri o armário e ali tinha um pacote de salgadinho coloquei numa pote e fui para sala abri a Netflix e coloquei na minha serie FAVORITA ONCE UPON A TIME, serio seu apaixonada por essa serie. Olhei uns dois Ep e a Laís chego com os olhos inchados de tanto chora.

-O que houve? –perguntei dando um pulo do sofá.


Notas Finais


Esse é o capítulo. Até o próximo! Bejinhos de luz! <3
E não usem drogas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...