História Love Me or Leave Me - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Mabi
Exibições 6
Palavras 965
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Capitulo reescrito e repostado

Boa leitura

Capítulo 2 - The Heart Calms Down.


Escola. 07:09

Os alunos chegavam aos montes na escola, muitos sonolentos, outros dormindo em pé e até alguns que chegam sorrindo, mas no portão da frente Lucas, Matheus e Rubi aguardavam a amiga que sempre chegava se arrastando até o colégio, possuem assim que deu o sinal para entrar, os amigos relutantes foram as suas respectivas salas. Ao meio da aula de geografia Matheus se virou para o lado olhando o amigo, Rubi, e logo lhe estendeu um papelzinho.

 

E a Ayumi?

Não falou com ela?. O papel foi devolvido.

Não

 

A resposta antes de chegar as mãos de Rubi fora interceptada pelo professor que enquanto batia o pé no chão num intervalo de dois segundos, então lança um olhar de reprovação para  ambos garotos antes de entregar o bilhete ao destinatário, os garotos se entreolharam antes de engoliram em seco para então voltar a atenção para a matéria posta no quadro.

Uma, duas, três, quatro, cinco, seis aulas se passaram lentamente. O sinal do final da aula soou pelo colégio inteiro, Matheus olhou atento ao amigo enquanto o mesmo se espreguiçava, em poucos minutos os amigos haviam se reunido no local habitual, abaixo de uma árvore de cerejeira que havia num boque próximo ao local, Lucas foi o primeiro a quebra o silêncio e olhar para a calçada enquanto questionava.

 

- Ela não apareceu? - Matheus olhou a eles.

- Não, acho que não. - Rubi disse após alguns segundos antes de questionar - Querem ouvir uma piada?

 

Matheus e Lucas se olharam e sorriram em concordância.

 

- Toc toc.

- Quem é? - Matheus perguntou

- Dem.

- Que dem?

- Demorou para responder agora eu esqueci a piada.

 

Os risos circularam o local, as pessoas passavam por eles os olhando um tanto quanto torto mal elas sabiam que esses amigos estavam sendo felizes. Eles tem a perfeita amizade, independente do que vai acontecer, dos fatos, dos erros eles sabem que se precisarem vão ter uns aos outros. As risadas foram interferidas pelo celular de Rubi tocando, ele rapidamente atendeu.

 

- Ayumi? - ... - Sim.. - ... - Não precisa gritar! - ... - Tchau...

- Yui-chan? - Matheus perguntou assim que o amigo guardou o celular no bolso

- Sim, ela quer que nós vamos a estufa.

 

Eles se levantaram ajeitando as mochilas em seus ombros, começaram a caminhar pela cidade encurtando o caminho pelo bosque. Logo eles viram a mais velha de frente ao local, ela tinha o tipico violão nas mãos e uma cesta de linho, ela empurrou a porta de vidro a fazendo abrir rangendo, passou as mãos imundas de terra na calça jeans e logo sorriu enquanto corria para abraçar os amigos.

 

- Olá! - seu tom de voz foi animado e até infantil 

- Yui-chan, você nos deixou preocupados. - Lucas disse enquanto a garota tomava certa distância dos amigos. - Por que faltou a aula?

Um sorriso um tanto dolorido se formou aos lábios dela antes de olhar para a estufa. - Não quis ir

 

Os amigos se entreolharam enquanto ela girava o corpo em 180° graus indo em direção ao interior da estufa. O que se esperava era uma "casa" de vidro com flores em todos os cantos, porém eles haviam decidido deixar apenas algumas e usar o local como o "clube" deles. Um forte cheiro de baunilha e chocolate inundava o local, antes de se ajoelhar na terra a menor anunciou: - Deixei bolo e chocolate quente na mesa. 

Os três garotos caminharam até à mesa posta no centro de tudo, sorrisos se formavam em seus lábios enquanto se serviam, as conversas de sempre, os amigos de sempre. Nunca havia um silêncio desconfortável entre eles, afinal, quando se encontravam desconfortáveis com algo era comum se manterem cada um em seus cantos. Após um bom tempo os quatro, aproveitando o momento, tomaram o caminho para a floresta, o cheiro peculiar de madeira e pinhos era reconfortante para todos, o caminho floresta a dentro estava lotado de pinhos que Ayumi recolha para enfeitar a árvore, e jogar na cabeça de alguém, Lucas se encontrava vendo olhares trocados entre Matheus e Rubi com um sorriso em seus finos lábios.

 

~~~~

Ruas. 16:39

As ruas estavam silenciosas, afinal naquele horário os caros raramente passavam, logo as risadas altas, e escandalosas, interromperam toda a calmaria mas ao mesmo tempo trouxe a alegria para a cidade. Os quatro amigos riam alto enquanto caminhavam para suas respectivas casas, o olhar de Matheus estava voltado a Rubi que se encontrava entretido na conversa com Lucas, o tempo na estufa fora o bastante para que eles comessem o quanto conseguissem e ainda puderam explorar mais um pouco a floresta. Com o passar dos dias a temperatura vinha caindo por conta da nevasca estar tão próxima, ou seja, em pouco tempo o chão estaria branco e fofo.

O tempo passava e assim pouco a pouco os amigos foram separando-se pelas diversas ruas até sobrar Matheus e Rubi juntos momentaneamente, já que ao horizonte já era possível ver a casa de Matheus. Eles chegaram frente à casa e logo se olharam sorrindo de forma casual, já que ambos voltarem juntos para casa havia se tornado algo comum.

 

- Tchau.

- Tchau.

 

Naquele tempo tiveram uma troca de olhares e sorrisos, Matheus se ocupou de procurar suas chaves, não que não quisesse a companhia do amigo mas algo fluía de dentro dele, algo maior que a amizade talvez. Chaves em mãos, um sorrio direcionado ao outro como uma forma de adeus, cada passo pesava mais e mais, pós a chave no tambor da fechadura, girou duas vezes.

Uma última olhada não mata. Pensou antes de virar o rosto vendo o amigo sorrindo o fazendo devolver o sorriso

A porta se fecha, o coração se acalma.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...