História Love me our way - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, G-Dragon, Got7
Personagens BamBam, G-Dragon, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rap Monster, Suga, V
Tags 2seok, Bamlisa, Bruxos, Bts, Hoseok!vampire, Jungkook!witch, Lobisomens, Namjoon!vampire, Sereias, Sobrenatural, Taehyung!werewolf, Vampiros, Vmin, Yoongi!vampire, Yoonkook
Visualizações 59
Palavras 3.878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fantasia, Lemon, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui estou com mais um capítulo!
Foi difícil escrever viu, a inspiração tava bem pouca.
Vim aqui apenas para pedir que leiam as notas finais, por favor ( embora seja raro uma pessoa fazer isso).
Aproveitem o capítulo!

Capítulo 10 - Do you aren't happy?


Fanfic / Fanfiction Love me our way - Capítulo 10 - Do you aren't happy?

Já estava ficando de tarde, praticamente todos os funcionários estavam indo embora, com apenas a exceção de Jungkook e sua colega de trabalho, Gayoon, que tiveram que pegar a função de fechar o café naquele dia. Demoraram uma hora para arrumar as coisas para o próximo dia, além de terem que retirar o uniforme do trabalho para colocar as roupas normais, no caso de Jungkook, trapos quaisquer que o mesmo pegara assim que abriu o guarda-roupa.

Esse era umas das razões por nunca ter curtido a ideia de arrumar um emprego, ainda mais se fosse levar em consideração o tipo de emprego que havia arrumado. Porém, já estava claro que se vivesse às custas da herança de sua família, saberia que ela iria acabar um dia e ainda precisava encontrar um jeito de não arrumar mais desconfianças dos vizinhos fofoqueiros que ainda o estranhavam pelo Jeon geralmente ser fechado e não frequentar algumas comemorações que haviam no bairro e que o mesmo achava bobagem.

Gayoon já se encontrava do lado de fora, apoiada ao lado da porta, provavelmente esperando alguém, o Jeon deduzindo que esse alguém poderia ser o namorado que a moça tanto falara semana passada. O moreno saiu do café, trancando a porta e guardando a chave do café, que não era o único a tê-la.

— Tem certeza que quer ficar sozinha aí?  — Perguntou o Jeon assim que saiu, arrancando um sorriso pequeno da ocidental.

— Tenho, Junmyeon não vai demorar tanto, liguei para ele antes de fecharmos. — Respondeu Gayoon.

— Tudo bem, espero que você não seja sequestrada depois que eu for. — Comentou em um sarcasmo raro de se ver em si, o que fez Gayoon o olhar impressionada antes de soltar uma risada em conjunto com o Jeon.

O pequeno momento contagiante entre os dois foi interrompido com o som do celular do Jeon vibrando em seu bolso. O moreno se afastou para pegar o objeto, se surpreendendo ao ver o nome do Kim na tela. Sua mente já imaginava que se o Kim estivesse o ligando àquela hora era porque tinha uma tragédia acontecendo. O bruxo se afastou um pouco mais da garota para que ela não escutasse a conversa e atendeu.

— Algum problema? — Foi direto ao atender o telefone.

— Precisamos urgentemente da sua ajuda! — Respondeu o Kim do outro lado da linha, a voz claramente dava sinal do quanto apavorado estava assim como mostrava o tamanho da urgência para o Jeon.

— O que houve? — Olhou para Gayoon que o encarava de longe com um olhar desconfiado, voltando a focar no que Taehyung dizia ao telefone.

— Invadiram a nossa alcateia, eram alguns lobisomens, não sei qual era a intenção deles porque o pessoal conseguiu se defender deles, mas eu imagino que tenha o dedo de Jiyong nisso. — Respondeu Taehyung diretamente, o bruxo arregalou os olhos surpreso, o corpo quase parando de funcionar e as mãos ficando leves a ponte de quase derrubar o celular no chão.

— Só que eu tenho certeza de que há uma grande chance de que ele talvez queira soltar outro ataque e é aí que você entra. — Deixou que o Kim continuasse, sem ter o que comentar diante das informações que recebia.

— Quer que eu use minha magia? — Soou mais como uma pergunta, não tinha a total certeza do que o Kim queria, nem fazia ideia do porquê de ter interrompido.

— Mais necessariamente de apena uma, não quero estar sendo proveitoso, mas você foi a única opção que nos resta. — Falou o Kim, rapidamente, Jungkook se lembrara que havia mostrado a Taehyung um feitiço

O Jeon ponderou um pouco. Já se considerava o culpado por essa situação, meter o amigo no meio de tudo isso possivelmente fizera Jiyong atacar a alcateia de Taehyung, embora sua mente não imaginava uma probabilidade do mesmo ter descoberto que o bruxo tinha a intenção de arruinar seus planos.

— Se importa de eu ir amanhã cedo, não sei se vai dar tempo de pegar tudo o que eu preciso só hoje. — Falou, recebendo apenas um ” Tudo bem” como resposta do Kim. Desligou o telefone assim que se despediram, sua mente ainda processando o que ouviu do Kim e com um sentimento de preocupação, que eram visíveis pela maneira de Jungkook mostrar sua preocupação com o rosto sério e livre de emoções.

Quando se virou, viu que Gayoon ainda estava ali, embora a atenção da garota não fosse mais em sua conversa ao telefone, não era alguém muito curiosa a ponto de se importar com a vida dos outros. Entretanto, foi difícil para a garota evitar perguntar alguma coisa quando viu o mais recente estado do colega de trabalho que parecia tão bem-animado a alguns minutos e agora se encontrava sério até demais.

— Aconteceu alguma coisa? — Não deixou de perguntar, mesmo que temesse parecer enxerida demais. O moreno ficou em silêncio por um instante antes de conseguir falar alguma coisa que ainda não foi capaz de convencê-la.

— Só alguns problemas meus. — Murmurou Jungkook.

Antes de qualquer coisa, uma moto parou bem perto de onde eles estavam. A moça desviou sua atenção do Jeon até encarar o próprio namorado acenando para si na moto, sorrindo ao vê-lo. Seu foco voltou para o moreno, ainda preocupada com sua situação, mesmo que soubesse no fundo que Jeon não falaria nada, já conhecia o moreno o suficiente para saber que ele raramente falava de seus problemas. Se aproximou do moreno para o envolver em um abraço confortante e amigável, se separando em seguida apenas par dizer:

— Eu também espero que você não seja sequestrado. — Comentou, arrancando uma risada fraca do moreno, se desfazendo do abraço e se despedindo com uma reverência antes de ir até onde estava Junmyeon e ir embora na moto deste.

O moreno apenas via a moto se afastando de si com os dois passageiros, a garota abraçada à cintura do namorado para não cair da moto e ao mesmo tempo como um gesto amoroso. Pensou em dizer para Gayoon que era bem provável que o que ela tinha dito fosse acabar acontecendo em um futuro bem próximo, mas claramente não disse.

☼☼☼

Namjoon não pode evitar de ser deixar preocupado. O jeito que Baekhyun aparecera com uma expressão de desespero e o quanto o próprio parecia estar assustado o deixava tomar um pouco do sentimento que o outro sentia, mesmo que, diferente do moreno, Namjoon estivesse mantendo a pose rígida e séria, tão comum de sua parte. Yoongi praticamente revirava os olhos, achando irritante o jeito controlado até demais do irmão mais velho.

Jackson fizera o possível para acalmar o Byun, que parecia que o coração ia saltar pela boca com tamanho nervosismo. Baekhyun sempre fora uma pessoa um tanto quanto exagerada e fazia o tipo que entrava em desespero facilmente, ainda era uma dúvida de como o mesmo conseguira viver por 100 anos daquele jeito, Namjoon já desistira de entender em como era a questão de sobrevivência para alguns vampiros, por essa razão nunca se importou com isso.

Passado poucos minutos, O Byun já completamente calmo e sem indícios de poder ter um surto ali mesmo, foi quando Namjoon pediu para o mesmo explicar a história com toda a calma que Baekhyun tinha sobrando. Yoongi ainda estava ali, presenciando tudo que estava acontecendo e começou a se interessar na conversa, mesmo que o moreno nem tivesse começado ainda, ninguém o mandou ir embora, por que iria deixar a sala?

— Eu estava fazendo o que o senhor me pediu, fiquei observando a alcateia que o senhor falou, até ontem não tinha nada de tão importante acontecendo, nada mesmo. — Há uma semana, Namjoon pediu para que Baekhyun ficasse de espião na alcateia onde soubera que vivia um dos amigos de Jungkook já que imaginara que o bruxo podia frequentar esse lugar. Nunca contou isso a Yoongi, por essa razão o de cabelos pretos desconfiava de alguma coisa enquanto ouvia o desenrolar da conversa.

— Aconteceu alguma coisa para você ter vindo aqui, hoje? — Questionou o vampiro de cabelos platinados ao moreno à sua frente, que assentiu desesperadamente.

— Ontem começaram a aparecer outros lobisomens que eu nunca tinha visto lá na aldeia e eles claramente davam a entender que queriam aprontar alguma coisa, estranhei no começo e passei a observar eles, quando eu fui me dar conta, eles já estavam atacando o lugar, espancando alguns lobisomens e causando um estrago. — Baekhyun procurava ser o mais claro possível, enquanto Namjoon não o interrompia procurando compreender a cada informação que ele soltava. — Eu tive que me esconder durante toda a confusão para que não me vissem, mas pelo resultado que eu vi, os invasores não tiveram muita sorte. Eles viraram prisioneiros dos lobisomens, e pelo que eu vi, aquele garoto, Taehyung, estava bem preocupado. Eu deduzo que esse ataque tem algo a ver com Jiyong.

Enquanto isso, a dúvida na cabeça do Min sobre a razão de Namjoon ter enviado um espião para a alcateia martelava em sua mente. Levou em consideração o simples fato de Taehyung fazer parte dessa alcateia e o mesmo ser uma das pessoas que ele já vira conversar com Jungkook, foi nesse momento que o Min teve a conclusão de que isso tinha algo a ver com a constante implicância que Namjoon estava tendo com Jungkook sem ao menos conhece-lo.

Jackson dispensou Baekhyun logo depois do moreno dar todas as informações que tinha coletado nos seus dias como espião. Assim que o moreno não estava mais presente na sala, Namjoon chamou o chinês para que esse o acompanhasse, sem antes que o Kim desse uma troca de olhares com um Hoseok que acabara de descer as escadas com as malas prontas sendo carregadas por si. Namjoon olhara para as malas, voltando a encarar o Jung que o olhava de volta com a mesma profundidade no olhar.

Hoseok via alguma coisa no olhar de Namjoon, não sabia se era culpa ou um desejo no Kim que ele não fosse, mas sabia que tinha algo ali. Namjoon, saiu da sala depois de alguns segundos, deixando apenas o Jung e o Min ali sozinhos, um Hoseok o encarando enquanto o via sair de seu campo de vista pensando se estava certo em ter que ir, tendo a maior certeza quando pensou que já estava mais do que na hora de sair por debaixo da asa de Namjoon.

Não deixou de notar que havia um clima meio estranho assim que havia chegado, levando a acreditar que tinha acontecido alguma coisa grave, o que não conseguia era imaginar ao certo o que.

— Por acaso alguém morreu ou algo do tipo para vocês ficarem desse jeito? — Perguntou, já entrando no salão principal e encarando Yoongi.

Àquela altura o Min já estrava completamente distraído para dar atenção a si, pensando em ter que tirar proveito da situação que acabara de ver. Precisava urgentemente achar um jeito de voltar a ver Jungkook, que não via há alguns dias, mesmo que tivesse que desobedecer uma ordem de Namjoon de não ver mais o moreno, mas já estava muito acostumado a não fazer o que Namjoon mandava que não se importava com esse último detalhe. Com esse pensamento na mente, voltou sua atenção ao Jung, que o encarava a fim de uma resposta.

— Provavelmente uma futura guerra se aproximando. Se me der licença, eu tenho outra coisa com que me preocupar. — Se afastou do Jung, como se a primeira coisa que tivesse dito não fosse de mera importância para si, arrancando uma desconfiança do ruivo.

— O que você vai aprontar, Yoongi?  — Perguntou com a vez forçadamente grossa, tentando fazer uma perfeita imitação de Namjoon, o que fez o Min rir e Hoseok também.

— Eu até que te diria. — O vampiro de fios negros se virara para o Jung com um sorriso malicioso estampado na face. Hoseok sabia que aquilo era sinônimo de que Yoongi queria alguma coisa. — Mas só se você me contar o motivo de ter decidido ir embora. — Olhou sugestivo para o Jung, que engoliu em seco apenas em ouvir as palavras de Yoongi. — Eu posso não ser totalmente ligado a esse lance de amar alguém e tal, mas eu tenho certeza que há alguém envolvido nessa sua decisão.

— V-Você está tirando conclusões precipitadas. — Respondeu Hoseok, arrancando uma pequena risada do Min. Era realmente cômico ver que o ruivo mal sabia disfarçar o que já era bem óbvio, mas uma hora ele ia falar.

— Então eu não te digo o que vou fazer. Quando decidir abrir a boca de uma vez, me procura. Agora, se me der licença, preciso urgentemente resolver meus problemas. — Yoongi saiu do local rapidamente, deixando um Hoseok em um misto de emoções. Rindo pelo jeito típico de Yoongi, constrangido pela insinuação do mesmo e curiosidade em saber o que ele estaria fazendo.

Felizmente, o Min conseguiu ver que o moreno ainda se encontrava na mansão, mesmo que já estivesse a uma distância considerável da porta. Yoongi aparecera na frente do Byun em, literalmente, um segundo, a reação do mesmo foi andar para trás com o susto ao ver o Min ali quando estava prestes a sair.

— Me diga só uma coisa, você chegou a ver Jungkook alguma vez? — Foi direto ao perguntar para Baekhyun, este acabou ficando nervoso ao ouvir a pergunta do vampiro de cabelos negros, por um instante pareceu que tinha perdido a habilidade de falar tamanha a dificuldade que teve em conseguir dizer ao menos alguma palavra.

— E-Eu não sei de quem o s-senhor e-está falando, aliás, não posso falar de minha m-missão com ninguém f-fora Namjoon. — A forma como o Byun soltava as palavras sem conseguir gaguejar fez o Min revirar os olhos impaciente. Não iria ser enrolado por um lacaio deNamjoon que só sabia obedecer ao mesmo.

— Olha, eu não queria ter que te ameaçar para isso, mas você não me deu escolha. Faça o favor de me falar pelo menos isso, o que custa? Ou prefere perder sua preciosa vida? — Com um sorriso no rosto, olhando diretamente para o moreno à sua frente, fazendo com que parecesse um psicopata falando daquele jeito e acabou por causar um medo intenso no moreno que quase o fez cair para trás. O mesmo engoliu em seco, antes finalmente abrir a boca.

— Olha eu não sei de muita coisa, só que eu ouvi falar que ele iria hoje para essa alcateia e ia fazer uma daquelas coisas, mágica, bruxaria, sei lá, para proteger o lugar e por isso eu saí de lá. — Falara tão rápido que foi até um milagre para o próprio Yoongi ter conseguido compreender as palavras ditas pelo mesmo.

O Min sorriu satisfeito antes de sair do local em um segundo. Baekhyun foi capaz de sentir um vento bater em seu rosto após a saída do vampiro, suspirando aliviado por ainda estar inteiro e sem nenhuma chance de ser massacrado pelo irmão de Namjoon. Enquanto isso, um certo Min Yoongi se encontrava absurdamente animado depois de alguns dias. Não havia nenhum limite para si, realmente.

☼☼☼

Taehyung finalmente estacionara o carro depois do que parecia ter sido uma completa eternidade para o Jeon desde que saíram do condomínio. Primeiro tivera que revirar sua biblioteca inteira caçando a porcaria do livro onde tinha aprendido o tal feitiço e quase desistiu se o livro não tivesse aparecido dentro de um baú onde guardava coisas que o bruxo não se recordava de maneira alguma que estavam ali ou que ao menos as tinha. Para atrasá-los ainda mais, o loiro ainda tinha que avistar um Jimin correndo logo de manhã, parando ao ver o Kim ali em frente à casa de Jungkook, Jimin não falava consigo desde ontem e ainda parecia desconfiar visto que o olhar que soltara para si era o mesmo da última vez que se olharam.

Depois de uma grande demora para que o Jeon pudesse ao menos se arrumar direito, já que estava parecendo um sem-teto por mal ter se arrumado de manhã, foi quando eles finalmente puderam ir para a alcateia. O pessoal estava realmente esperando o Jeon aparecer, logo que entraram, se depararam com várias pessoas o aguardando. Um emaranhado de gente querendo ver o jovem bruxo fazendo os seus feitiços, embora fosse comum que o Jeon aparecesse por lá, realmente o moreno nunca foi de mostrar seus feitiços em públicos, o que fazia alguns duvidarem das tão ditas habilidades mágicas.

Antes de começar a fazer qualquer magia, o Kim o levara até a enfermaria pelo pedido do próprio Jeon. Mesmo que já esperasse o pior ao entrar no local, o bruxo precisava ter alguma certeza se as vítimas da invasão não estavam em um estado tão crítico como pensava. Ao entrar na enfermaria, desejou que devia ter apenas com a ideia que tinha na cabeça já que ela não se comparava ao que viu.

Enfermeiros por todos os lados, cuidando de cada um dos pacientes usando táticas comuns dos lobisomens para curar feridas e alguns outros pacientes estavam completamente desacordados, em estado pior, fora os que resmungavam de dor a cada segundo como se aquilo piorasse cada vez mais assim que o tempo passava, tudo aquilo logo de cara, quase o fazendo cair no chão do tanto horrorizado.

Ver todos aqueles alfas e alguns ômegas machucados daquele jeito fez o coração do Jeon se apertar ainda mais diante daquilo, mesmo que o fato dos ômegas, que eram bem frágeis, não estarem tão piores que os alfas o aliviasse aos poucos. O moreno raramente se abalava fortemente, e quando isso acontecia era porque a situação estava tão grave quanto aquela.

— Se isso te acalmar, não houve ninguém da aldeia que tenha morrido, graças aos céus. O máximo que tivemos foram alguns ferimentos graves, mas são realmente pouco casos. — O Kim fez questão de enfatizar o “ realmente” para que o amigo pudesse ter alguma melhora no humor, recebendo um aceno com a cabeça pelo Jeon como um agradecimento.

O próprio só conseguia olhar para aquela pessoa com uma enorme pena, tamanho o sofrimento pelas quais passavam e o fazia pensar em como alguém era capaz de fazer aquilo com pessoas tão bondosas. Claramente, a cada ação do Kwon, Jungkook nutria cada vez mais um ódio pelo mesmo, aumentando ainda mais seu senso por justiça. Agora ele tinha mais motivações para batalhar contra Jiyong.

Como se as feridas das pessoas tivessem colaborado para dar mais motivação ao bruxo, Jungkook decidira que já estava na hora de tentar o feitiço que planejava usar. Enquanto andavam até mais ou menos perto da entrada novamente, o Kim ainda pode lhe explicar algumas coisas. Os prisioneiros que ainda estavam com ida viraram prisioneiros seus, em umas casas quaisquer em que jogaram os mesmos, havia alguns lobisomens que ficavam de guarda ali só para ter certeza de que eles não fugiriam. Ainda estavam decidindo sobre o que fazer com eles, embora boa parte das pessoas concordavam em mata-los caso eles não quisessem fornecer informações sobre Jiyong.

Chegaram ali, com praticamente todos os habitantes o aguardando. Lisa e BamBam estavam bem a frente, a loira abraçava o ômega com força. Embora seus pais tenham se machucado, seus estados não eram tão graves, o que fez a alfa se acalmar ao saber disso. O casal fizera uma reverência em cumprimento ao moreno, que retribuiu. Taehyung pediu para que todos se afastassem para evitar alguma pressão sobre o Jeon e não correrem algum perigo, mesmo que o Jeon não fosse o tipo de pessoa que ficava tensa facilmente.

O moreno abriu o livro empoeirado, procurando a página onde estava o que queria. Parou de caçar assim que leu “ Barreira protetora” escrita em uma linguagem que parecia ser mandarim, nada que o dificultasse de ler. Colocou o livro no chão e avançou um pouco mais para frente, encarando o céu azulado, procurando uma boa áurea naquela paisagem. Suspirou fundo, fechou os olhos e pronunciou as palavras em mandarim que o feitiço exigia para realizar.

Que a segurança faça parte desse ambiente, sobre essa terra apenas viva a amizade e harmonia, afaste todas as perversidades e livre todas as más companhias. — Pronunciou com um tom de voz bem forte e firme, alto o suficiente para quem estivesse presente ouvisse, embora não entendiam a língua em que o mesmo falava.

Levantou os braços e sentiu uma parte da magia em seu corpo se esvaziasse, sentindo-o mais livre, toda sua força mágica se estendendo ao seu redor. Uma ventania tomou conta do local, assustando a grande maioria e impressionando ao mesmo tempo, as vibrações de Jungkook se alastrava por todo o solo e aos poucos o moreno sentia que a magia tomava conta do local. À medida que sua magia ficava mais forte, mais forte ficava a ventania e a sensação de que seu corpo não funcionava mais, mantendo viva apenas a mente bem focada do bruxo. Todos se surpreenderam assim que viram um brilho de cores pasteis tomar conta do céu por exatos cincos segundos e sumir depois, fazendo a ventania diminuir aos poucos e o Jeon sentir o próprio corpo novamente.

Depois de manterem os lábios abertos com tamanha surpresa que tinham, todos passaram a aplaudir o moreno, que ainda tentava recuperar os sentidos. Feitiços como aquele o deixava fraco, mesmo que por apenas poucos minutos. Enquanto recuperava os sentidos, o máximo que podia fazer era sorrir para todos que comemoravam depois do espetáculo que presenciaram. Estava contente por ter sido bem-sucedido, significava que seu esforço para se dar bem quando precisavam dele havia valido a pena.

Depois de uma hora de comemoração por parte das pessoas que estavam gratas ao bruxo, o Jeon decidiu que estava na hora de ir embora, afinal, tinha trabalho e mesmo que isso o irritasse, não podia faltar mesmo que só naquele dia. Após se despedir dos habitantes que carregavam um enorme sorriso no rosto, Taehyung o deu carona de volta. O Jeon pedira para que Taehyung parasse em uma rua perto de um parque completamente vazio, mesmo que o Kim insistisse para estacionar perto do café. Se despediu do Kim e passou a andar até o café que ficava a algumas ruas dali, mas estava meia hora adiantando antes do mesmo abrir, então não teria problema.

Andou por um certo tempo, mesmo que em alguns instantes achasse que estava sendo seguido, achou que era apenas uma loucura de sua cabeça. Até o momento que sentiu uma ventania atrás de si, que o fez estremecer. Sua mente não queria acreditar que era a pessoa que estava imaginando, até que uma voz fez questão de afirmar isso para si.

— Pensei que estaria trabalhando a essa hora. — Comentou Yoongi, o seu típico sarcasmo que fazia Jungkook bufar sempre que o sentia e dessa vez não era tão diferente.

O moreno se virou e acabou encontrando o corpo pálido do Min bem mais próximo do que gostaria. Fez uma cara feia, que não foi o suficiente para intimidar o vampiro, arrancando apenas uma risada do mesmo, fazendo o Jeon ficar mais vermelho ainda.

 — Fala sério, o que diabos você está fazendo aqui e o que quer comigo? — Perguntou com uma voz extremamente alta, mais do que planejava. Min Yoongi o dava nos nervos.

— Só vim te ver. Não está feliz? — O Min se aproximou mais ainda de si.

Parece que o seu dia estava destinado a ser uma tremenda emoção.


Notas Finais


Resumo básico: Um breve momento para apresentar as amizades de Jungkook.
Eu imagino que vocês não são burros e sacaram quem a Gayoon é, certo? Se souberem escrevam nos comentários.
Virei Exo-L, então vocês ainda verão muitos integrantes do Exo na fic, primeiro o Xiumin, agora o Baekhyun, quem será o próximo?
Uma curta interação bromance de Yoonseok, deixando claro a base do relacionamento dos dois e de outros personagens
Jungkook estrelando com suas bruxarias e para finalizar uma breve prévia do Yoonkook para fazer vocês surtarem kkkkk


Bem, eu gostaria de falar de uma fic que eu comecei já faz um tempo, que já tá acabando para falar a verdade, mas não custa nada vocês irem conferir. A fic tem uma pegada 13 reasons why e o foco dela é meio que o 2seok, embora haja outros shipps como Yoonkook, que eu tenho certeza que a metade das pessoas que curtem essa fic é por causa do Yoonkook. Se você curte um Jin harém, recomendo que leie. Aqui vai estar a sinopse e o link.

Hoseok encontra na porta de sua casa uma encomenda para si. A encomenda tinha várias cartas, todas tendo Kim Seokjin como remetente.
O garoto que havia engolido uma grande quantidade de remédios contava nelas a razão por ter se matado, e todas elas estavam relacionados com os seis amores de sua vida.
Hoseok era um deles.
Link: https://spiritfanfics.com/historia/cracked-9824839
Também confiram Obsessão : https://spiritfanfics.com/historia/obsessao-jinkook-7626374


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...