História Love me Right - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Baeksoo, Chanbaek, Chansoo, Chanyeol, Drama, Escolar, Exo, Jongin, Kai, Kyunsgoo, Sehun, Suho
Visualizações 34
Palavras 4.111
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Fazendo "amigos"


Fanfic / Fanfiction Love me Right - Capítulo 1 - Fazendo "amigos"

Chovia forte, o motorista segurava o guarda-chuva enquanto Chanyeol e sua mãe retiravam as bagagens de dentro do porta-malas do Cadillac One preto, somente as luzes dos faróis iluminavam aquele dia escuro devido ao céu nublado e o limpador de para-brisas rangia alto. Estava bastante frio para um dia de verão e a água gelada da chuva molhava a manga de sua jaqueta maior que seu corpo.

Correram rapidamente até a cobertura do hall de entrada de uma construção enorme que parecia muito antiga de tijolos vermelhos cheia de janelas, dando um abraço forte na mãe chorosa que dizia pra ele lembrar de comer direito e ligar pra ela todos os dias. O garoto assentia e abraçava atrapalhadamente a mãe que se despedia e voltava rumo ao carro junto ao motorista no guarda-chuva.

Estava na tão disputada Kyunggi High School, um colégio interno para garotos que tinham o sonho a carreira musical, teatral e/ou esportiva, onde vários famosos já haviam se formado alí. Sempre gostou de música, desde criança sua avó lhe ensinara a tocar piano e o avô a tocar violão, era uma criança prodígio e aprendia rápido, mas nunca havia se interessado de fato por nada disso.

Era filho do famoso governador e empresário Park Seunghoon, conhecido por sua reputação impecável e família perfeita. Ou pelo menos era o que, com muito esforço, conseguiam encobertar, já que seus assistentes tinham sempre que limpar as cagadas que o filho mais novo fazia e por sorte não chegavam aos ouvidos da oposição e nem do grande público.

Chanyeol antes estudava em um colégio particular regular e constantemente estava envolvido em escândalos, até que seu pai se cansou de suas imprudências e como estava chegando na época de eleições, não podia arriscar sua imagem.

Não é como se eles tivessem um mau relacionamento entre pai e filho, mas o comportamento do garoto estava afetando sua carreira e talvez fosse hora de Chanyeol amadurecer um pouco e sair da barra da saia da mãe que sempre passava a mão na sua cabeça.

Por conselho de seus assistentes, o único jeito foi mandá-lo para um colégio interno, quem sabe assim faria novas amizades e ocuparia a cabeça com coisas úteis. Foi o que foi dito a ele enquanto ele estava sentado na sala gigantesca de sua mansão, antes de ser enviado já com as malas prontas lhe esperando sem nem o dar tempo de protestar.

Na realidade até achou que seria interessante, já estava entediado daquele lugar e de como sua irmã mais velha era sempre elogiada por sua carreira jornalística e ele só levava broncas.

Único problema era que agora veria a namorada, Wendy, somente nos finais de semana que fosse pra casa, mas dariam um jeito nisso.

Wendy era a bela filha do sócio de seu pai e começaram a namorar pouco tempo depois de terem se conhecido, não só por conveniência, Chanyeol gostava bastante da garota e até pensava em, quem sabe no futuro, fazê-la sua esposa, coisa que seu pai incentivava fortemente.

Como era um colégio muito concorrido e muito caro por ser um dos mais antigos e mais famosos de toda Coréia, a possibilidade de conseguir uma vaga já no meio do ano letivo era quase impossível. Mas obviamente não para o filho do governador.

 

Respirou fundo, agarrou suas coisas e passou pela grande porta que estava entreaberta. Ficou maravilhado com o tamanho daquela construção, ainda era relativamente cedo e vários alunos passavam de um lado para o outro carregando livros e instrumentos musicais.

Foi então que um garoto mediano de cabelos marrons com um sorriso no rosto veio em sua direção enquanto ele ainda estava distraído se maravilhando com o tamanho daquilo, que não parecia tão grande assim pelo lado de fora. Seu rosto parecia familiar, mas não recordava de onde o conhecia.

- Boa tarde. É um prazer lhe rever Park Chanyeol, se lembra de mim? – Disse-lhe o garoto apertando sua mão.

- Desculpe. Você me é familiar, mas não o reconheço. – Respondeu ao garoto que continuava com um sorriso meio assustador no rosto.

- Eu me chamo Kim Junmyeon, mas todos me chamam de Suho. – Se curvou para Chanyeol que fez o mesmo em seguida. – Eu sou o presidente do comitê estudantil, estou aqui pra lhe indicar seus aposentos. Se puder me acompanhar.

Kim Junmyeon, o filho de um importante e dos mais ricos empresários de Seoul. Seus pais sempre estiveram envolvidos em época de campanha, mas os dois garotos nunca foram muito próximos. Chanyeol achava Junmyeon certinho demais, mas pelo menos era uma face conhecida naquele lugar.

Chanyeol assentiu e o seguiu até que ele entrou em uma sala e voltou com um molho de chaves em mãos. Andaram por vários corredores e escadas até chegar na parte dos dormitórios. Subiram 3 lances de escadas, já que o elevador estava em manutenção, até chegarem à porta de madeira escura com os números 302 em dourado.

Abriu a porta com um cartão magnético e deu passagem pra Chanyeol entrar, a construção era antiga, mas por dentro era até que moderno. Era um quarto bem grande, mas meio apertado. No fundo do quarto tinha uma grande janela coberta por longas cortinas azuis, havia 4 camas de solteiro, duas de um lado e duas do outro, separadas por mesas de estudos. Do lado direito da porta se via um guarda-roupa grande enumerado em formato de L com 4 portas de um lado da parede e quatro portas do outro lado da parede. Na parede do lado esquerdo havia uma mesa pequena com 2 cadeiras de madeira e sobre ela uma garrafa térmica elétrica, um frigobar, um micro-ondas e uma cafeteira. Tudo parecia bem organizado e limpo, o que surpreendia já que seu quarto era uma repleta bagunça.

Entrando no quarto já havia dois rapazes, em uma das camas da parede do lado direito. Um estava deitado com os pés na parede enquanto mexia em seu celular, tinha a pele mais amorenada e cabelos castanhos cor de chocolate, parecia alto e tinha o corpo aparentemente bem definido. Já o outro lado estava sentado do seu lado na mesa de estudos com um notebook escrevendo algo e com fone em um dos ouvidos, tinha os a pele e os cabelos claros e o rosto bem fino, também parecia bem alto e bem magro.

- Jongin, quantas vezes vou ter que pedir pra que tire os pés da parede? – Repreendeu Suho que bufou irritado enquanto Chanyeol colocava as bagagens pesadas no chão e retirava a jaqueta, todo aquele trajeto de subir escadas haviam o deixado com calor. – Esse é Park Chanyeol, o novo colega de quarto.

O moreno olhou surpreso, ele não havia dito que teriam um novo colega de quarto, e ainda mais sendo Park Chanyeol. Os dois garotos então se levantaram e foram cumprimentar o novo estudante.

- Park Chanyeol? Filho do governador Park Seunghoon? – Perguntou o moreno recebendo um acenar com a cabeça e um sorriso como resposta. – Aah, olá Chanyeol-ssi. Bem-vindo ao nosso colégio. – Disse o moreno se curvando e estendendo a mão. - Me chamo Kim Jongin mas pode me chamar de Kai, e esse ao meu lado se chama Oh Sehun, ele não divide quarto conosco mas estamos fazendo trabalho.

- Na realidade eu estou fazendo trabalho e você jogando Candy Crush. – Resmungou Sehun dando um tapa no braço de Kai que resmungou de dor enquanto massageava o local. - Bem-vindo Chanyeol-ssi. – Disse se curvando. – Você toca violão? – Perguntou ao ver que Chanyeol tinha uma maleta com formato de violão em sua bagagem.

- Aah, sim. Vim pra cá com intuito de estudar música. – Disse sorridente, aquilo não era bem verdade mas ninguém precisava saber.

- Sehun e eu viemos mais pela dança. Aqui é o melhor lugar pra aperfeiçoar seus talentos, você vai gostar. – Disse Jongin enquanto o amigo voltava pro notebook. - Ainda dividimos o quarto com mais dois colegas, Baekhyun e Kyungsoo, mas acho que eles devem estar na biblioteca estudando ou no lounge jogando videogame agora, talvez os encontremos no refeitório na hora do jantar.

- Bem, agora que já se cumprimentaram vamos ao que interessa. A sua cama e sua mesa são essas, dentro das gavetas você vai encontrar suas coisas de higiene pessoal, pasta de dentes, escova, papel higiênico, essas coisas. – Disse apontando pra cama ao lado da de Jongin. – Cada um tem o seu e quando acabar você pode pedir mais pra guarita do andar. Seu guarda-roupas são os números 7 e 8, aqui estão o cartão do quarto, a chave do armário do vestuário e do armário da classe. Seus uniformes já estão no seu guarda-roupa e seus livros no armário da classe.

Suho entregou o molho de chaves a ele que logo começou a arrumar suas coisas em seu armário e ajeitar sua cama. Estava meio perdido com o tanto de chaves e armários e era muita informação sendo jogada em cima dele de uma vez só.

– Assim que você terminar de arrumar suas coisas me avise pra eu leva-lo pra conhecer o resto do colégio.

-Eu já terminei, podemos ir?

 

- Aqui ficam os chuveiros do nosso andar, é coletivo então se não quiser pegar fila pra tomar banho eu recomendo não vir às 8 da manhã ou às 6 da tarde. Sempre tem fila nesses horários.

Era bem grande, tinha 10 cabines com chuveiros 5 de um lado e 5 do outro e dois bancos extensos no meio. Ao lado do lavatório ficavam 2 banheiros com 5 cabines e 5 mictórios cada.

Chanyeol odiava banheiro coletivo, na sua casa tinha um só pra ele e agora teria que pegar fila até pra tomar banho.

- Esse é nosso refeitório, como você pode ver tem algumas lanchonetes ao redor caso não queira comer a comida que nos dão. Não é ruim, mas não é das melhores também. Se você gosta de fazer comida tem uma cozinha coletiva perto dos dormitórios, mas quase não é usada.

O refeitório era enorme e já havia algumas pessoas sentadas comendo lanches e conversando entre si. Já estava até com saudades de Seohyuna, a cozinheira de sua casa, e não era só de sua comida.

- Aqui é onde ficam as salas de aula. – Era um corredor extenso cheio de portas que estavam fechadas. – Logo mais à frente temos as salas de música, o estúdio de dança e o auditório. Agora estão fechadas mas quando começar as aulas você poderá ver. – Explicou Suho pra um Chanyeol que ainda sustentava um sorriso no rosto. – Temos a quadra de basquete, o campo de futebol americano e a piscina do outro lado do campus, mas como está chovendo não dá de levar você lá fora. Você gosta de esportes?

- Não, eu não sou bom em esportes. – Respondeu o maior, já havia tentado alguns, mas era muito desengonçado.

- Eu e os outros garotos estamos precisando de mais um pra montar o time de natação.

- Bem, eu não sei nadar então...

– É uma pena. - Disse pegando o celular do bolso e olhando a hora. - Bem, vamos voltar que daqui a pouco vai ser servido o jantar. Amanhã eu mostro o restante, você já deve estar cansado né?

- Você nem imagina o quanto, vou me banhar e cama.

- Não vai nem jantar?

- Não, não. Eu trouxe ramen e pelo que vi tinha água quente no quarto. 

- Ah, sim. Só não esqueça de limpar tudo depois pois Kyungsoo tem um pouco de neurose quanto a limpeza e organização. – Explicou Suho. – Já dividi quarto com ele e levei muito esporro dele e vai por mim, não vai querer vê-lo irritado.

“Pelo jeito vou ter problemas com esse tal Kyungsoo” pensou consigo.

- Pode ficar tranquilo Suho-ssi, vou deixar tudo organizado.

Voltaram pro quarto e já não havia mais ninguém nele. Chanyeol abriu a gaveta da mesa de estudos e pegou a escova e pasta de dentes, um shampoo e o sabonete, pôs no suporte pra carregar até o banheiro e foi procurar sua toalha e pijamas no armário.

Olhou o celular e viu que havia recebido uma mensagem de Wendy perguntando como estava sendo a escola nova, sorriu ao notar a preocupação da garota. Respondeu que estava tudo bem, até que a voz de Suho lhe chamou a atenção.

- Aah, Chanyeol-ssi. Não esqueça que amanhã sua aula inicia às 9 horas, deixei uma relação com seus horários e um mini-mapa do campus em cima da sua mesa. – Disse Suho que ia saindo pra jantar.

Chanyeol nunca havia acordado 9 horas da manhã na vida, seu dia sempre começava depois do meio dia. “O que foi que eu fiz pra merecer esse castigo?” pensou, mas lembrou que fez muita coisa pra merecer esse castigo.

Depois de pegar tudo, Chanyeol colocou suas sandálias do Mickey e caminhou até o lavatório. Como era horário de jantar, não havia ninguém nos chuveiros. Entrou na cabine, colocou seu pijama no suporte e pendurou sua toalha. Ligou o chuveiro que descia uma água forte e quente, era até que bom aquele chuveiro. Pensou em como queria ficar ali pra sempre de tão relaxante que era a água caindo em suas costas depois de um dia como esse. Começou a lavar o cabelo depois de ter se ensaboado.

Enquanto tirava o shampoo de seus cabelo ouviu um barulho de porta batendo e risadas altas. Terminou o seu banho e desligou o chuveiro quando começou a ouvir uns barulhos estranhos vindos da cabine ao lado, começou a se secar rapidamente, pois os barulhos foram ficando mais altos e pareciam até gemidos, mas talvez fosse coisa da sua cabeça. Achou aquilo tudo muito estranho então apenas vestiu seu pijama rápido e saiu corrido pro quarto.

Terminou sua refeição e se deitou pra dormir, estava exausto então apagou que nem ouviu os colegas de quarto voltarem.

 

A claridade lhe incomodava os olhos, quem havia aberto a janela há essa hora? Ouviu um barulho de algo caindo no chão e uma conversa que parecia uma discussão, mas estava com tanto sono que nem abriu os olhos pra saber o que estava acontecendo, até que sentiu cutucões em seu braço e um cheiro estranho no ar.

Abriu os olhos relutante e quando conseguiu focar no que via, percebeu que um garoto de cabelos escuros e olhos grandes aparentemente bastante irritado estava a sua frente e bem perto de seu rosto segurava um de seus tênis.

- Bom dia, colega de quarto. – Sua voz era bem intensa. – Não sei se nunca lhe explicaram isso, mas não se deixa tênis no meio do quarto, alguém pode tropeçar neles.

Chanyeol sentou meio confuso afastando o tênis de seu rosto e coçando os olhos, “Com quem esse anão pensa que está falando?” pensou Chanyeol enquanto se encaravam.

- Talvez esse alguém devesse olhar por onde anda. – Respondeu pegando o tênis da mão do garoto que foi ficando com o rosto vermelho, parecia com bastante raiva.

- Ei, ei, ei. – Interrompeu outro garoto desconhecido abraçando o olhudo por trás e apoiando o queixo no ombro do outro que ainda o encarava de braços cruzados. – Soo, isso é jeito de dar boas-vindas ao garoto novo?– Perguntou retoricamente. - Eu me chamo Byun Baekhyun. – Disse estendendo a mão à Chanyeol que lhe cumprimentou devidamente.

- Park Chanyeol. Desculpa pelo tênis. – Respondeu olhando ao garoto que ainda não havia se apresentado, não costumava se desculpar, mas a encarada do garoto lhe dava uma sensação estranha no estômago e não queria arriscar ser morto asfixiado por um travesseiro no meio da noite. – Eu estava cansado da viagem noite passada e não tive tempo pra arrumar minhas coisas devidamente.

O garoto parecia mais calmo depois da desculpa, talvez Chanyeol devesse se desculpar mais, parecia funcionar.

- Eu que me desculpo, eu fui realmente indelicado. É que eu fiquei irritado, pois tropecei em seu tênis e acabei caindo e eu não gosto de desorganização. – Disse agora mudando o olhar. – Do Kyungsoo. – Estendeu a mão pra Chanyeol que o olhava meio distraído “que garoto esquisito” pensava consigo pegando a mão do menor o cumprimentando, era até engraçado como a mão do outro sumia na sua, tão pequena comparada.

Nem bem encostaram as mãos e Baekhyun, o garoto sorridente e falante, pegou Kyungsoo pelo braço o puxando e o apressando que precisavam se arrumar antes que se atrasassem.

Chanyeol olhou o relógio e viu que tinha mais 10 minutos até o despertador tocar, deitou e dormiu novamente.

Quando o despertador tocou, sua cabeça doía. Queria muito dormir mais e faltar todas as aulas, mas precisava fazer as coisas certas ou seu pai lhe mandaria pra algum lugar ainda pior. Estava sozinho novamente no quarto, precisava fazer amizades se não quisesse morrer de solidão. Mandou uma mensagem de bom dia pra Wendy e levantou-se com muito esforço.

Foi fazer sua higiene matinal, pegando fila no banheiro já que era bem o horário que Suho havia avisado que estaria movimentado. “Talvez eu devesse acordar mais cedo amanhã” pensou enquanto a fila não andava.

Após terminar de se arrumar no uniforme, ouviu a porta abrir. Era Jongin e Sehun vindo pegar um pendrive que estava em cima da mesa de estudos dele, era o trabalho que eles iriam apresentar e Jongin havia esquecido no quarto. Chanyeol aproveitou a chance de então quem sabe se enturmar um pouco.

- Você só não esquece a cabeça porque está grudada ao pescoço. – Repreendia Sehun.

- Hey, Jongin-ssi. – Pediu enquanto pegava o mini-mapa que Suho havia o dado indo até o moreno. – Você pode me levar até essa sala? Eu não sou muito familiarizado com este lugar.

- Claro, é perto da nossa.

 

O dia estava bastante quente e ensolarado, havia escadas demais e o uniforme era quente e aquilo o abafava. Ao menos Jongin e Sehun pareciam até que agradáveis, diferente do anão olhudo de mais cedo, quem sabe se dariam bem.

Agradeceu os rapazes por ajudarem ele e entrou na sala percebendo que a professora já estava lá dentro.

- Bom dia professora Lee, desculpe o atraso. – Disse Chanyeol se curvando pra cumprimentar a professora. Ela o olhou um pouco confusa e depois parecia ter se lembrado de algo.

- Ah, senhor Park. Seja bem-vindo ao colégio. – Disse ela se curvando pro garoto. – Por que não se apresenta pra turma?

- Bom dia, me chamo Park Chanyeol e espero que cuidem bem de mim. – Disse se curvando pra turma e a professora lhe indicando sua carteira no fim na sala. No caminho até ela, seu olhar acabou esbarrando em rostos conhecidos. Baekhyun que mexia no celular sentava na carteira da fila ao lado da de Kyungsoo que era encostada às janelas, enquanto Suho que parecia ser o único interessado na aula sentava em frente à Baekhyun. A mesa de Chanyeol ficava atrás da de Kyungsoo que parecia estar absorto em seus pensamentos bem longe dali.

Olhando de trás o menor até parecia uma criança, seria adorável se ele não fosse o próprio filhote de satanás encarnado. Ele tinha mania de bater com a lapiseira no caderno e passar a mão no cabelo e cada vez que fazia isso, um cheiro bom de camomila invadia o ar. Não que Chanyeol estivesse cheirando o cabelo dele, mas ele estava cheirando o cabelo dele. Se tivessem mais intimidade perguntaria qual era o shampoo que ele usava. Também notou como ele tinha seu uniforme perfeitamente ajustado e arrumado e que tinha algumas pintinhas pequenas no pescoço que eram bem destacadas devida a pele branquinha do outro.

Sentiu um olhar queimando sobre si, era Baekhyun que parecia ter percebido que o maior estava distraído reparando o ser em sua frente. Ele o olhava estranhamente, esperava que não tivesse uma ideia errada sobre Chanyeol, havia apenas se distraído pelo fato de que a aula estava muito chata e a única coisa que tinha pra fazer era reparar nos outros.

A aula parecia durar uma eternidade, fazia esforço pra manter os olhos abertos. Começou a olhar pra fora, reparando nos alunos andando pelo jardim apressadamente, o barulho das pombas que pousavam na janela misturado com a voz doce e calma da professora Lee lhe davam muito sono. Não resistiu e acabou tirando uma breve soneca. Acordou ao ouvir chamarem por seu nome, era Suho e aparentemente a aula havia acabado já que estavam todos em pé.

- Chanyeol-ssi. – Disse Suho. – Gostaria de juntar-se a nós no almoço? Jongin e Sehun também almoçarão conosco. – Fez menção à Baekhyun e Kyungsoo ainda arrumavam os materiais.

Pensou que isso fosse melhor que almoçar sozinho ou ramén de novo então aceitou o convite. Passaram na sala pouco à frente e se encontraram com Sehun e Jongin pra depois seguir em direção ao refeitório. Baekhyun ia falando e rindo alto agarrado à Kyungsoo que pouco falava, Chanyeol notou que eles quase não se largavam e obviamente sentaram-se lado a lado na mesa do refeitório. Todos ali eram bem próximos, mas tinha algo diferente entre os dois.

Na verdade, aquele grupo tinha um comportamento estranho, Baekhyun parecia cercar Kyungsoo o tempo todo e quase não o deixava conversar com os outros, principalmente com Jongin, que parecia mais tímido em sua presença. Quando o moreno falava, Baekhyun sempre o cortava.

A comida até que não era tão ruim, melhor do que viver de ramén, e a companhia era até agradável. Baekhyun era um cara engraçado e bastante comunicativo, tinham personalidades até meio parecidas, achava que se dariam bem também rapidamente, e Suho não era tão certinho como ele pensava que fosse. O único que não havia se simpatizado era Kyungsoo, que quase não falava nada, mas observava tudo com aquela cara sem expressão e aqueles olhos gigantes dele, deixando Chanyeol irritado, pois parecia que ele ficava julgando cada palavra dita por ele. Realmente não tinha ido com a cara do garoto.

- Chanyeol-ssi, você poderia fazer menos barulho enquanto come? – Pediu Kyungsoo, não havia nada que irritava mais o menor que gente comendo de boca aberta.

Tudo bem que Chanyeol era um pouco barulhento enquanto comia, mas em sua concepção parecia que o outro queria mesmo era provocá-lo. Fez o que o outro pediu, um pouco irritado, mas aquele olhar sobre ele o deixava vulnerável. Não que ele estivesse com medo, até porque Chanyeol era o dobro do tamanho do outro, mas também não queria fazer confusão logo no primeiro dia.

- Que calor, parece que abriram as portas do inferno. – Disse Baekhyun enquanto se abanava com a mão. – Suho, você ainda tem acesso as chaves do colégio?

- Sim, por quê? – Perguntou desconfiado.

- Nesse calor, você bem que podia conseguir as chaves pra piscina.

- Você tá maluco? – Disse quase se afogando com a comida.

- Mas Suho, está tão calor. – Implorou. – E hoje não temos atividade complementar, ninguém irá usar a piscina.

- Não haja como se você nunca tivesse feito isso antes. – Disse Sehun tentando convencer o amigo, a ideia de um banho de piscina era tentadora demais pra um dia quente como aquele. – Qual é, nós não faremos barulho. – Pediu fazendo beicinho, coisa que Suho sempre cedia quando o mais novo fazia. – Pleeeeeease.

- Aigo, se formos pegos eu vou dizer que vocês me forçaram. – Respondeu o mais velho tendo uma comemoração exagerada dos garotos em resposta. – Já estou me arrependendo...

É, talvez Chanyeol tenha julgado Junmyeon mal, seria interessante mantê-lo ao seu lado se ele tem acessos e privilégios ali dentro.

 

Depois de terem encerrados suas atividades acadêmicas, combinaram de se encontrar no ginásio da piscina. Chanyeol foi junto a Suho já que não sabia onde ficava, e enquanto caminhavam, este explicava melhor como funcionava ali dentro e também conversavam sobre os colegas.

- E aquele garoto, Kyungsoo. – Começou Park. – Ele é sempre rude daquele jeito?

- Aah, eu fiquei sabendo da história. – Riu Suho. – Na realidade, ele é a pessoa mais gentil, paciente e educada que eu conheço. – Respondeu deixando Chanyeol confuso. – Vocês só começaram com o pé esquerdo já que você mexeu onde ele mais se irrita que é limpeza e organização. Quando você conhecê-lo melhor vai entender o que eu digo.

Chanyeol ainda não estava convencido disso, até agora só havia visto o lado grosseiro do outro.

- Se eu fosse você eu me preocuparia mais em relação à Baekhyun. – Avisou o menor quando eles chegaram ao destino deixando Chanyeol ainda mais confuso. Como assim? Baekhyun parecia muito mais simpático. Quando ia perguntar o motivo, chegaram os assuntos junto a mais um grupo barulhento de garotos que ele nunca tinha visto.

- Heeeeey Suho! Eu convidei mais um pessoal, espero que não se importe.

- Eu vou matar o Byun. – Sussurrou Junmyeon irritado. 


Notas Finais


Escrevi isso nas férias, não sei se vou continuar, mas se isso acontecer vai ter muito, muito drama haha
Minha ideia era fazer um Baekhyun meio perturbado, mas com "motivos"
Eu tinha outra história também que eu escrevi, mas não sei qual das duas vou continuar então,por enquanto eu só postei o começo dessa.
Não revisei, pode ter alguns erros!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...