História Love Messages - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Hong Jisoo "Joshua", Seungcheol "S.Coups"
Tags Cheolsoo, Coréia Do Sul, Joshua, Kpop, Lemon, S Coups, Seul, Seungcheol, Seventeen, Yaoi
Visualizações 150
Palavras 8.431
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OOIZOCA pessoas, espero que gostem da fanfic Cheolsoo, talvez seja bom pegar lencinhos pra enxugar as lágrimas -qqqqq
Chelsoo é muito lindo e vou protegê-los .

Capítulo 1 - Capítulo Único


 Eu estava dentro de um avião para Seul, meu nome é Joshua Hong, sou americano descendente de coreanos, eu moro em Los Angeles desde os 10 anos, mas antes disso morei na Coréia por 8 anos, então consigo falar tanto coreano quanto inglês. Atualmente tenho 21 anos e estou prestes a passar algumas semanas descobrindo as maravilhas de "Seul City". Essa viagem foi um presente de meus pais por estar de férias da faculdade, eles confiam em mim e sabem que consigo sobreviver sozinho por certo tempo, eu ficarei hospedado em um hotel próximo a uma loja de conveniência famosa por aparecer em vários Doramas famosos. 

Mais algumas horas dentro do avião passaram e logo uma voz feminina avisou os passageiros sobre a aterrissagem, após todo os processos necessários desembarquei em Seul, tudo parecia levemente nostálgico, peguei minhas malas e fui em direção da saída procurar por um táxi, até o caminho meus olhos iam captando a maravilhosa arquitetura coreana, depois de uns milhares de passos por aquele imenso aeroporto encontrei um táxi com um motorista com aparência de 50 anos, cabelos grisalhos curtos e marcas da idade.
— Você pode me levar para esse endereço por favor? — falei entregando um papel com o nome do bairro, rua e pontos de referência do hotel.
— Claro, bem vindo a Seul! — disse o senhor com uma voz doce mas ao mesmo tempo profunda, dei um sorriso e seguimos até meu destino.
Ao chegar na porta do hotel paguei o Senhor Boo, peguei minhas malas e nos despedimos, parei um segundo para olhar as pessoas que passavam por ali, uma bela árvore deixava cair folhas brancas sobre a entrada da famosa loja de conveniência, no telhado estava um letreiro com grandes letras escrito "MANSAE" o que claramente mostrava o nome da lojinha peculiar, um garoto que aparentava ser um pouco mais velho que eu apareceu segurando caixas de Pepero, ele tinha cabelos negros como uma graúna, uma pele impecável, alargador de tamanho pequeno na orelha e possuía um crachá de identificação escrito 'Seungcheol' acompanhado de sua foto. Enquanto eu observava aquele ser tão bonito que até parecia ser um k-idol, nossos olhares se cruzaram e ficamos nos olhando por um certo instante seguido de um leve sorriso partido dele, porém aquele momento foi interrompido pela voz de uma moça 
— Com licença, você é o Sr. Hong... — falou uma mulher de estatura baixa com cabelos castanhos amarrados e uma franja que iam de encontro aos seus olhos 
— Sim, eu mesmo, Joshua Hong — respondi antes dela terminar a pergunta meio surpreso 
— Bem vindo, meu nome é Nayeon posso levar você até seu quarto? — perguntou ela sorrindo, acenei afirmando com a cabeça enquanto sorria de volta 
A moça então chamou dois rapazes para levarem meus pertences até meu quarto, o térreo do hotel possuía uma recepção próxima a entrada e tinha um estilo Art-deco, com algumas plantas espalhadas pelo espaço. Subimos pelo elevador até pararmos no terceiro andar, caminhamos então até o quarto de número 13. A senhorita Nayeon me explicou onde cada cômodo se localizava no quarto. Até que aquele era um quarto bem grande e tinha uma ótima vista para a rua, me deitei na cama de casal que era grande suficiente para três pessoas, botei meus fones de ouvido e iniciei minha playlist "Kpopeirando" no Spotify, fiquei ali descansando da viagem. 
Depois de mais ou menos 1 hora todas as músicas foram tocadas, então resolvi me levantar, mesmo morando em USA eu era apaixonado pela cultura coreana e eu era um verdadeiro k-popper, atualmente eu estava totalmente viciado em Blackpink, um girl group que realmente me despertou bastante curiosidade, acho que depois delas estou completamente perdido nesse mundo k-pop.
O relógio marcava 18hr, e ainda estava com as mesmas roupas que saí de Los Angeles, levantei da cama e resolvi tomar um banho, no banheiro tinham toalhas e vários sabonetes esperando para serem usados, tirei minha roupa e liguei o chuveiro, após terminar o banho fui procurar uma roupa para poder sair e comer algo, escolhi uma calça jeans, uma camisa rosa chiclete escrito "I have a crush on you" e botei sapatos azuis com o símbolo da Nike, fui até minha bolsa e peguei minha carteira com meus documentos, dinheiro e saí do quarto. 
Desci até o térreo pelo elevador, e saí do hotel, caminhei até o outro lado da rua, eu estava olhando para o céu que estava começando a escurecer, deixando pequenos traços que momentos atrás o sol estava ali, eu estava passando em frente a MANSAE, não percebi que tinha alguém saindo de dentro da loja, acabei esbarrando nessa pessoa e caindo no chão 
— Você tá bem? Desculpe, eu realmente não vi você — falou uma voz meio grossa, eu ainda não tinha percebido quem estava falando comigo por estar meio sem saber o que tinha acontecido, mas quando parei para olhar quem era percebi que era ele...Seungcheol.
— Oi...não foi culpa sua, sou eu quem deve pedir desculpas, sou muito distraído — falei enquanto ele me ajudava a levantar, ele não estava mais com a roupa de mais cedo, ele agora estava com uma camisa regata com estampas de nuvens, e uau, até que ele era musculoso. 
— Meu nome é Seungcheol, todos me chamam de S. Coups, mas pode me chamar de Coups, prazer em conhecer você, mesmo que esse primeiro contato não tenha sido "tão agradável" — falou arrumando o cabelo preto, revelando covinhas enquanto sorria. 
— Meu nome é Joshua Hong, prazer conhecer você também — falei retribuindo o sorriso e limpando minha roupa. 
— Você não é daqui certo? — perguntou Coups olhando fixamente para meus olhos
— Não, nasci em USA, mas vim passar um tempo na Coréia, faz 7 anos que não venho aqui...acho que tô meio perdido — falei olhando para baixo achando que ele pensa que sou mais bugado  do que aparento ser.
— UOW, eu sempre quis visitar USA, você estava indo para onde? — perguntou o garoto com os olhos brilhando por saber que sou americano 
— Estava a procura de algum lugar para jantar até me esbarrar em você — falei sorrindo, ele sorriu também 
— Por coincidência estou indo jantar também, você gostaria de me fazer companhia? Eu estou de moto, posso levar e trazer você — falou Seungcheol, o garoto que mal conheci e já me chamou para sair.
— Pode ser — falei sorrindo aceitando o convite, Coups pegou minha mão e me levou até sua moto, ele sentou e me ofereceu o capacete.
— Segurança sempre em primeiro lugar, certo? — falou ele com um tom irônico como se fosse 100% responsável 
— Claro — falei pegando o capacete o colocando em minha cabeça e sentando atrás de Coups

Eu não sou acostumado a andar de moto, então não sabia como me segurar, mas sei pelas minhas experiências assistindo alguns Doramas que a segunda pessoa tem que andar abraçando a outra, então quando sentei e Seungcheol ligou a moto, abracei ele pela barriga, eu não sabia se aquele era a maneira totalmente certa, mas qualquer coisa eu poderia culpar os malditos Doramas. Passamos 10 minutos no trânsito até chegar em um restaurante, a noite de Seul é magnífica, cheia de vida, atrações, luzes e muito movimento, eu estava encantado com tudo aquilo. 
Na porta do restaurante tinham fotos de um certo k-idol espalhadas, certamente ali era o restaurante de sua família, dentro do lugar mais centenas de fotos estavam espalhadas, eu e Coups sentamos em uma mesa perto da janela, o ambiente era climatizado e muito convidativo para passar um bom tempo lá enquanto se degusta a refeição, na nossa mesa tinha um papel para cada um de nós marcarmos o que queríamos pedir, eu marquei como pedido Japchae e Coups marcou Barriga de Porco, a atendente veio até nós dois e entregamos os pedido. 
— O que você veio fazer aqui em Seul? — perguntou Coups curioso me olhando como se eu fosse a coisa mais interessante no mundo naquele momento 
— Estou aqui apenas pra visitar, conhecer coisas novas, vou passar algumas semanas aqui — falei enquanto brincava com o porta guardanapos 
— Você tem quantos anos? — perguntou ele
— 21, e você? — falei agora olhando para ele 
— Sério que você tem 21? Eu tenho 21, você no máximo tem 18 anos — falou ele sorrindo e ao mesmo tempo surpreso 
— Não estou brincando, todos pensam isso também, por esse motivo sempre ando com minha carteira de identidade — falei observando algo no jornal que passava na Tv próxima ao balcão da recepção — Sobre o que é aquilo passando na Tv? — perguntei curioso, pelo o que percebi era algo sobre o beijo de dois homens. 
— É uma polêmica recente que surgiu devido dois atores terem se beijado em um Dorama, um belo afrontamento às pessoas conservadoras — falou Coups agora também olhando para Tv.
— Eu acho que as pessoas deveriam se relacionar pelo o que acabam sentido umas pelas outras, e não apenas por ser o sexo oposto, o coração também pode bater forte por alguém do mesmo sexo..— falei isso e quando olhei para Seungcheol ele estava me olhando com uma cara de surpresa 
— Uau, eu concordo com tudo que você falou, nós precisamos nos conhecer melhor, sério — falou Coups mais um vez revelando suas covinhas, o que me fez sorrir também. 
Após isso nosso jantar chegou, pedimos de acompanhamento um suco grande de Kiwi que acabamos dividindo, várias conversas vieram seguidas sobre grupos coreanos, animes, vida na América do Norte, vida em Seul, lugares que não posso ficar sem conhecer, sobre o que estava escrito em minha camisa e coisas do tipo. Quando terminamos tudo saímos do restaurante e fomos em direção a moto, já era por volta das 20hr, a noite estava meio fria, ainda tinha uma quantidade de pessoas consideráveis na rua.
— Você não é acostumado a andar de moto, não é Joshua? — perguntou Seungcheol sentado na moto mais uma vez entregando o capacete para mim.
— Por que você acha isso? — perguntei com uma cara envergonhado, o que fiz de errado para ele ter percebido? Alguém me salva.
— O jeito que você se segurou em mim foi engraçado e fofo ao mesmo tempo — falou ele sorrindo ligando a moto em seguida 
— Na verdade, você está certo, porém eu fiz igualmente como vi pessoas andando de moto em Doramas, culpe eles não eu — falei ainda mais envergonhado sentando na moto e colocando o capacete. 
— Tudo bem, gostei de ter você me abraçando...bem, quero te levar em lugar que gosto de observar as pessoas e as árvores enquanto penso na vida, você vai gostar — falou Coups me levando para mais algum lugar que eu não conhecia, na verdade eu não conheço nenhum lugar.
— Okay — respondi para ele e mais uma vez o abraçando para não cair da moto, quando o envolvi com meus braços consegui ouvir uma baixa risada sendo solta.
No novo caminho passamos pelo Rio Han, ele era lindo, qualquer dia teria que observar ele com mais calma. Após alguns minutos acabamos chegando em uma pequena praça alguns metros próxima do Rio Han, porém não era possível vê-lo. A praça possuía várias árvores muito altas, o chão de pedra estava repleto de folhas e flores que caíram, tinham alguns bancos de madeira espalhados e um parque em formato de castelo com escorregador, escadinhas e túneis para as crianças brincarem, praticamente não tinham pessoas na praça, apenas um garoto meio longe passeando com um cachorro que mais parecia um lobo branco. Quando descemos da moto Coups pegou meu braço e me levou para o castelo das crianças, subimos as escadas e ficamos sentados próximo ao escorregador. 
— Hoje foi muito agradável, quero ter um próximo encontro — falou Coups olhando fixamente para meus olhos 
— Igualmente, foi ótimo conhecer você logo no meu primeiro dia em Seul — falei sorrindo também olhando fixamente para Cheol
— Você pode me dar seu número? — pediu Coups tirando seu celular do bolso aparentando estar meio envergonhado 
— Claro, me dá aqui seu celular — falei pegando o celular do Seungcheol e digitando meu número — Meu número pra você, salve meu nome como quiser — sorri para ele
— Obrigado, depois mando uma mensagem para você salvar o meu número — disse Coups guardando o celular no bolso 
— Tudo bem, estarei esperando — falei para ele enquanto Coups se aproximava mais de mim
— Sabe Joshua, eu acho que gostei de você mais do que deveria...— falou Coups agora segurando e acariciando minha mão direita. 
— O que você quer dizer com isso? — perguntei agora provavelmente vermelho e envergonhado 
— Quero dizer isso — falou Coups e subitamente fechando os olhos e encostando seus lábios nos meus.
Acho que também gostei de Seungcheol pois meus olhos também se fecharam e retribuí o beijo, ficamos alguns segundos até nossa frequência se igualar, senti a mão de Coups na minha cintura e a outra entrelaçada em meus dedos, durante aquele momento foi possível ouvir um pequeno gemido de Cheol seguido de um latido bem próximo de nós dois, de repente algo apareceu e acabou rolando pelo escorregador levando Coups junto até pararem no chão, era o mesmo cachorro do garoto que vi quando chegamos, segundos antes Coups estava me beijando e agora o cachorro que estava beijando-o com as patas em cima de seu peito lambendo todo seu rosto. 
— HARLEY — gritou o garoto que correu e puxou o cachorro (que na verdade era uma cadela) de cima de Seungcheol, a cadela era muito agitada e mesmo sendo segurada pelo seu dono ela não parava de se mexer — Me desculpem, ela arrebentou a coleira, sua loca, nunca mais faça isso — falou o garoto com cabelos castanhos com luzes, passando sermão na cadela que agora tinha uma cara de culpada.
— Tudo bem, sem problemas — falou Coups levantando-se do chão e fazendo carinho na cabeça de Harley fazendo a cadela ficar feliz outra vez. 
— Meu nome é Vernon, e essa é minha cadela Harley, me desculpem mais uma vez — falou o menino seguido de um latido de Harley como se ela estivesse falando "Oi" arrancando sorrisos de nós dois — Vamos para casa, você já aprontou muito por hoje, tchauzinho — disse Vernon acenando e indo embora
Desci também até o chão pelo escorregador e parei ao lado de Coups
— Você tá bem? — perguntei sorrindo enquanto limpava a roupa de Seungcheol 
— Sim, isso que aconteceu vai gerar uma ótima história algum dia — falou ele sorrindo 
— Sim ou Claro? — falei enquanto Cheol pegava minha mão e me arrastava de volta para moto — Para onde vamos agora Sr. Guia de Turismo? — perguntei enquanto nós dois sentávamos na moto.
— Vou deixar você de volta no seu Hotel, já são quase 21hr, fizemos muitas coisas hoje, você deve estar cansado também devido a viagem.
— Tudo bem — falei enquanto abraçava Coups na moto mais um vez.                        

 Assim saímos para nossa última parada que é a mesma do ponto de partida, ao chegar ao hotel me despedi dando um abraço em Coups que saiu em direção a sua casa mas não antes de olhar uma última vez para mim para perceber que eu realmente era de verdade. Entrei no Hotel e fui para meu quarto e me deitei na cama, comecei a pensar como tudo pode mudar de uma hora pra outra e como a vida é imprevisível, resolvi banhar para dormir, quando voltei do banheiro ouvi o barulho de mensagem chegando no meu celular, quando olhei estava lá "Sei que você esta cansado, mas você gostaria de conversar uma última vez comigo antes de dormir?" 
Era um número desconhecido, mas com toda a certeza era Seungcheol, peguei meu celular, deitei na cama e salvei o nome de Seungcheol como "Cheol", mas pensei "Seria isso muita íntimo pra alguém que conheci horas atrás?", mas tanto faz, ele provavelmente não ligaria, pelo o que percebi dele talvez ele tenha salvo meu nome cheio de enfeites, ao pensar nisso comecei a rir sozinho e resolvi responder Coups.
- Joshua: Estou aqui, podemos conversar sim hahahah
- Cheol: Quando poderemos nos ver novamente? 
- Joshua: Não sei, irei passar os próximos 3 dias com meus tios e minha prima que moram aqui em Seul, talvez no final de semana, se você estiver livre
- Cheol: Claro que estou! Tenho que levar você em um café onde eles servem os produtos em pratos e xícaras com formato de privada e coisas do tipo, isso é muito cômico 
- Joshua: Hahahahah, só em você falando como é já me deixa com vontade de conhecer 
- Cheol: Preciso levar você em tantos lugares, Seul é o melhor lugar para se viver
- Joshua: Apartir de agora você é meu guia oficial de viagens
- Cheol: Você é a melhor pessoa que eu poderia ter conhecido em um espaço tão curto de tempo
- Joshua: Posso dizer o mesmo de você 
Vou dormir agora, estou quase dormindo junto do celular, até Cheol~
- Cheol: Você salvou meu nome assim? Skshshdhdh
- Joshua: Sim, desculpe se não gostou T.T
- Cheol: Pelo contrário, gostei desse apelido e também porque salvei o seu como "Joshua Cute"
- Joshua: Sério? Hahahahsj, você é o melhor 
Tenho que ir, foi ótimo falar com você 
- Cheol: Até logo :c 
Amanhã podemos nos falar de novo?
-Joshua: Claro!
-Cheol: ��

Bloqueei o celular e o coloquei em cima da poltrona perto da cama, peguei alguns lençóis, me enrolei e liguei o ar-condicionado, minutos depois eu já estava em um sono profundo. Quando acordei o quarto ainda estava levemente gelado, resolvi me arrumar, já eram 9hr, minha prima estaria ali pra me pegar a qualquer momento, ela é um ano mais velha que eu, seu cabelo da última vez estava preto, ela é sempre adorável comigo, seu nome é Seulgi. Peguei minha toalha e fui direto para o banheiro,  enquanto a água do chuveiro corria pelo meu corpo eu pensava como seria o próximo encontro com Coups e enquanto pensava nele, algo involuntário começou a acontecer entre minhas pernas, quando terminei meu banho vesti novas roupas, coloquei um casaco preto e liguei para a recepção pedindo um café, enquanto esperava o café liguei a televisão e fiquei sentado na poltrona, peguei meu celular e vi que tinham 2 conversas, uma de Coups que enviou um gif desejando bom dia e outra de Seulgi que falava que em 30 minutos iria estar na porta do meu hotel. Eu estava respondendo os dois quando alguém bateu na porta, me levantei e girei a maçaneta, revelando uma senhora sorrindo, agradeci e peguei a bandeja com café que tinha alguns doces de acompanhamento, bebi o café que estava maravilhoso e comi os doces, após isso fui escovar meus dentes, porém fui interrompido pela música View do Shinee, que era o toque do meu celular, corri e fui atender, era minha prima 
— Oi Seulgi — falei com a boca cheia de espuma por causa do creme dental
— Quem é o melhor primo que não vejo a 2 anos? O Josh! — falou Seulgi com uma felicidade que era sua característica marcante 
— Onde você está? — perguntei pra ela já que tinha uma música tocando no fundo
— Estou na lojinha em frente o Hotel, Mansae, tem como você vir para cá?  — falou ela
— Tudo bem, só vou terminar de escovar meus dentes e estou indo encontrar você — falei agora um pouco mais feliz por ter a possibilidade de ver Coups.
— Certo, bye american boy — falou ela desligando o celular na minha cara

Terminei logo o que tinha que fazer peguei minha carteira, dei uma última olhada no espelho para ver se estava apresentável e fui encontrar Seulgi. Atravessei a rua que estava parada apenas com o movimento de alguém vindo longe em uma bicicleta, entrei na loja e logo vi minha prima brincando com um gato cinza de olhos amarelos próximo a uma máquina de bebidas fui em sua direção enquanto observava a loja procurando por Cheol, logo o avistei, porém ele estava conversando com quem deveria ser o gerente, cheguei perto de Seulgi e coloquei a mão cobrindo seus olhos .
— Joshua? — perguntou tocando minhas mãos 
— Por que você sempre sabe quando sou eu? — falei sorrindo 
— Porque nunca vi alguém com as mãos mais macias que as suas — falou ela se virando e me abraçando.
Quando percebi, Coups estava olhando para mim sorrindo e fazendo mímica perguntando quem era essa garota, eu também fazendo mímica respondi dizendo que era minha prima.
— Com quem você tá falando? — perguntou Seulgi se virando e olhando para Coups
— Aquele no balcão é Coups, fiz amizade com ele ontem e saímos juntos — respondi enquanto Cheol acenou para a gente, Seulgi sorriu e retribuiu o "Oi"
— Vou falar com ele, já volto — falei pra Seulgi que já estava outra vez brincando com o gato.
— Meu carro esta aqui na frente, vou esperar você lá, tchauzinho gatinho — falou ela coçando a cabeça do felino que deu um miado de despedida, após isso Seulgi saiu da loja.
Caminhei até Coups que estava atendendo uma moça com uma criança no caixa, fiquei esperando logo atrás, depois de alguns minutos a moça agradeceu e saiu .
— Olá Cheol — falei sorrindo para ele.
— O que você deseja? — perguntou ele segurando minha mão.
— Não sei, o que você tem para me oferecer? — perguntei sorrindo do uniforme fofinho que ele estava usando. 
— Talvez você goste disso...— falou Cheol olhando para os lados percebendo que não tinha ninguém por perto e me beijando, dessa vez foi bem breve como um "Oi, tudo bem?"
— Tenho que ir se não minha prima, Seulgi, volta aqui e me arrasta até o carro, até depois — falei sorrindo dando um selinho de despedida em Cheol.
— Tchau Josh — falou Coups fazendo uma cara de triste, porém ele não conseguiu controlar e começou a sorrir.
Saí da loja e logo avistei  Seulgi com uma cara de "Até que enfim"
 Entrei no carro e ela ligou o som que começou a tocar "TT" de Twice 
— Pronto para passar alguns dias andando por Seul comigo? — falou começando a fazer a coreografia enquanto dirigia.
— Sim — falei sorrindo e assim saímos.
Seulgi também era k-popper e mesmo com a distância vivemos comentando sobre. 
Os três dias que passei com minha prima resumiram-se em passear por Hongdae, visitar as empresas de grupos e cantores de kpop, fomos até a SM Town onde compramos várias coisas, visitamos vários locais históricos e famosos, comemos em muitos restaurantes, acabamos nos perdendo também, encontramos um parque com flores muito bonitas, fomos até o Rio Han, e também assistimos a um festival que contou com apresentações de Blackpink, Got7, Astro, Twice, Exo, BTS, G-friend, Mamamoo, High4-20 e muitos outros. Andamos a maior parte de metrô, o que foi bastante divertido. Ao encontrar meus tios foi como uma reunião de fim de ano com a família, ficamos comentando sobre a vida, mostrando fotos antigas, falamos sobre meus pais, a empresa de arquitetura do meu tio e coisas do tipo, minha tia fez uma maravilhosa torta de maçã com morangos, se meus pais também estivessem aqui eles iriam adorar. No último dia com minha prima ela me levou para uma boate onde ela acabou ficando muito louca e tive que levá-la pro Hotel onde eu estava hospedado, após ela voltar ao normal, no outro dia Seulgi se despediu de mim e agradeceu por toda a diversão, e assim finalizou nosso reencontro.                        
 No final de semana de tarde Cheol me ligou.
— Onde você esta? — perguntou ele.
— No Hotel — respondi.
— Você esta pronto para ir no café que falei para você? — perguntou ele, acabei esquecendo que tínhamos combinado de ir juntos nesse café.
Na verdade eu tinha acabado de sair do banho, só precisava trocar de roupa .
— Você esta vindo agora? Só preciso trocar de roupa — falei para ele
— Se estiver tudo bem em eu ir agora, sim — falou Cheol
— Pode vir, irei falar para o pessoal da recepção deixar você subir, até logo— falei enquanto procurava algo pra vestir 
— Certou, estou indo — falou Cheol com uma risadinha perceptível e então desligou o celular .
Escolhi usar uma camisa listrada com um jeans azul e um tênis branco que ganhei dos meus tios. Minutos depois Coups mandou mensagem que já estava subindo, me direcionei até a porta e a abri para esperar ele, quando olhei para o corredor o vi sorrindo caminhando até meu quarto.
— Vamos? — perguntei para ele, porém Coups começou a sorrir de mim — O que foi? — Coups entrou no meu quarto, pegou uma escova que estava em cima da cama, me sentou em seu colo e ligou a câmera frontal do seu celular mostrando meu cabelo totalmente bagunçado o que fez Seungcheol se remexer sorrindo na cadeira. 
— Deixa eu pentear seu cabelo — falou ele virando meu rosto para o dele que estava com suas covinhas a mostra. 
Coups pegou a escova e começou a arrumar meu cabelo (com o maior cuidado do mundo) que estava totalmente bagunçado segundos atrás.
— Estou apresentável agora? — perguntei sorrindo
— Você sempre está apresentável — respondeu ele agora segurando minha cabeça com uma das mãos enquanto a outra estava no meu joelho, e levando seus lábios até os meus. 
Coloquei minhas mãos em volta do seu pescoço e o beijei também, alguns segundos depois percebi a mão de Coups caminhando pela minha coxa subindo até minha região pélvica, porém não pensei que ele faria algo, até que senti suas duas mãos tentando desabotoar minha calça, eu não sei o que aconteceu mas um sentimento de timidez me subiu e me levantei rápido, provavelmente eu estava vermelho, talvez por que ainda não fazia nem 1 semana que conheci Seungcheol, e acho que ainda não estava pronto pra fazer algo com ele, então resolvi mudar o clima.
— Vamos para o café, eu estou muito ansioso para conhecer, espero que lá seja tão bom como foi naquele restaurante — falei rápido, meio que aparentando estar nervoso, mas acho que Cheol entendeu o que queria falar.
— Okay, vamos você vai adorar — falou ele levantando-se da cadeira 
Assim descemos pelo elevador e fomos até a moto, e então saímos em busca do "Café Privada". O local realmente era cômico, tudo era servido em pequenos vasos, penicos, privadas e  coisas do tipo. Eu e Seungcheol nos divertimos muito, nossas conversas iam surgindo naturalmente, nós tiramos várias fotos juntos, a melhor parte foi onde tomamos sorvete de chocolate em formato de um cocôzinho com olhos e cara de tímido. Após isso Seungcheol me levou até a sua casa que ficava duas ruas depois do Hotel onde eu estava hospedado subindo 9 quarteirões. Seu apartamento não era muito grande porém dava pra viver 3 pessoas, mas ele morava sozinho, seus pais moravam do outro lado de Seul, o apartamento era composto por 2 quartos, 1 banheiro, 1 cozinha, 1 sala, área para limpeza, e uma dispensa, fiquei lá até as 20hr planejando o que iríamos fazer durante meus últimos dias em Seul, meu vôo de volta seria ao meio dia da próxima Segunda, toda nossa semana já estava progamada e Cheol não teria trabalho essa semana pois pediu sua folga que estava atrasada, ele não quis me dizer o que faríamos Domingo, no último dia, mas ele me prometeu que seria inesquecível. 
Já era Segunda e minha semana junto de Coups estava começando, saímos para Hongdae para fazer compras,  assistimos uma animação muito divertida no Shopping, fomos até uma famosa área onde tinha um enorme canteiro com flores e passamos a tarde lá, conseguimos tirar fotos com atores de Doramas que estavam andando pela rua, visitamos um café com gatos, assistimos a um teatro de rua e fomos em um show de hip hop. 
Como o tempo passa rápido quando existe diversão, logo Domingo chegou, praticamente meu último dia em Seul, eu estava meio triste, porém ainda feliz pela surpresa de Cheol, fomos em tantos lugares maravilhosos, eu não sabia o que ele planejava agora, eu estava almoçando barriga de porco que pedi do serviço de quarto quando recebi uma mensagem de Cheol 
- Cheol: Esteja pronto às 4hr, me encontre em frente da Mansae, então poderemos ir até sua surpresa c:
- Joshua: Eu estou morrendo de curiosidade Cheol, você não pode me dar pelo menos uma dica? T.T
- Cheol: Deixe eu pensar.....Não 
- Joshua: Eu vou espancar você até você falar 
- Cheol: Se você me espancar não vou poder levar você lá, acalme-se hahahh
- Joshua: Tudo bem, posso aguentar mais algumas horas 
- Cheol: Até depois, só um aviso, leve roupas para trocar depois
- Joshua: O.k.

Terminei meu almoço e fui assistir algo para passar o tempo, acabei pegando no sono devido estar meio cansado de tudo que fiz essa semana. Quando acordei faltavam apenas 20 minutos para 4hr, me levantei rápido e fui banhar e me arrumar, muitas das minhas roupas estavam sujas, apenas peguei a primeira limpa que vi, era uma preta escrito "Kiss me in the dark", apenas tinha um short e sapatos brancos da Adidas, terminei de me arrumar  faltavam apenas 3 minutos para as 4hr, desci rápido levando apenas minha carteira com algum dinheiro e meu celular. Cheol estava sentado em sua moto com camisa regata preta escrito com letras vermelhas "Hey lolita", ele também usava um short, por coincidência nossas peças de roupas eram todas da mesma cor.                        

 Quando Seungcheol me viu ele sorriu e abriu o braços esperando que me escondesse em seu corpo, o que obviamente eu fiz .
— Pronto para a surpresa? — perguntou tirando o cabelo da minha testa para dar um beijo 
— Sim, se demorarmos mais um pouco eu vou fazer você falar mais alguma coisa — falei tentando fazer cara de ameaçador
— Se você quiser me ameaçar ou me maltratar para que eu fale algo espero que seja beijando meu pescoço que é onde tenho um ponto fraco — falou ele sorrindo.
— Vou acabar fazendo isso, vamos logo, não aguento mais esperar — falei quase implorando.
Coups ligou a moto e partimos em mais um passeio por Seul, passamos pela praça em que ocorreu o episódio com Halsey, a cadela, agora o parque cheio de crianças e não dois garotos de 21 anos como eu e Seungcheol, eu já podia sentir a saudade de Seul que sentiria começando a florescer em meu peito. Após o que acho que deve ter passado entre 10 a 15 minutos nos locomovendo pelas ruas de Seul acabamos parando bem próximo de um rio de 5,8 km que corta a grande metrópole de Seul, seu nome era Rio Cheonggyecheon, que aparentemente era local de encontro de jovens e crianças, ele mais parecia um rio artificial por possuir margens de concreto, mesmo com essa aparência ele possuía cascatas, fontes e peixes, além de ter várias árvores e plantas muito belas próximas a ele.
— Uau...que lugar lindo — falei com os olhos brilhando como o de uma criança que ganhou um cachorro no natal 
— Eu sabia que você iria adorar, vamos lá — falou Coups tirando os sapatos e descendo degraus que levavam até a beira do rio.
— Podemos banhar aqui? — perguntei pois nunca tinha visto algo do tipo antes.
— Claro, tire seus sapatos, pode deixá-los aqui enquanto banhamos — respondeu Cheol me puxando.
— Tudo bem — falei sorrindo e tirando meus sapatos. 
O rio não era tão fundo, mas dava muito bem para se refrescar totalmente, você podia as vezes sentir alguns pequenos peixes curioso passando pelos seus pés, Coups e eu estávamos brincando de jogar água um no outro, até que resolvemos ver quem conseguia ficar mais tempo sem respirar na água, sim, brincadeiras clichês que toda criança faz, passamos o resto da tarde ali nos divertindo, até fizemos amizade com as crianças que também estavam ali, elas eram muito gentis, paramos apenas para comer um hot-dog, enquanto comíamos Coups chamou minha atenção 
— Olhe Joshua, agora é o melhor momento desse lugar, vamos — ele começou a caminhar para direção a pedras que faziam uma espécie de ponte para a outra margem, ali existia uma pequena diferença de níveis criando uma pequena cascata
 Ficamos lá sentados até que percebi o que Cheol queria me mostrar, o maravilhoso por do sol que estava acontecendo, o céu estava mesclando tons de rosa e laranja, o sol não estava muito intenso então podia-se ver perfeitamente sua silhueta, aquele era o clima mais agradável para um último dia em Seul, eu comecei a sentir um sentimento de realização, eu estava muito feliz, no melhor lugar do mundo, com a pessoa que me faz feliz, aquele momento era a perfeita descrição de felicidade.
— Você foi a melhor coisa me aconteceu aqui em Seul, Cheol — falei para Coups encostando minha cabeça em seu ombro 
— Espero estar fazendo você feliz nesses últimos dias, Joshua — falou ele agora segurando minha mão 
— É claro que você fez, inclusive agora — falei olhando para ele com um sorriso totalmente espontâneo
— Tenho algo para nós dois, quase ia esquecendo — falou Cheol indo até onde estavam seus sapatos e retirando duas caixinhas de madeira de dentro e trazendo-as para mim 
Elas não eram muito grandes e cabiam na palma da mão, eu fiquei com uma e Cheol ficou com outra.
— O que devemos fazer com elas? — perguntei curioso.
— Você escreve uma mensagem para alguém que você passará muito tempo longe, essa mensagem só pode ser lida quando os dois se despedirem — falou Coups terminando a explicação e me entregou a caixa para escrever uma mensagem.
Dentro da caixa tinha um pequeno lápis que usei para deixar escrito algo que deixaria Coups surpreso quando ler. Selei a caixa e entreguei para Cheol, que também estava escrevendo algo para mim, segundos depois ele me entregou a outra caixinha também selada. 
Após aquele momento restava apenas um último e pequeno sinal de vida do Sol no horizonte, Seungcheol e eu nos olhamos e nos beijamos enquanto a água passava pelos nossos pés, a cada segundo o beijo ficava mais profundo, até que perdemos o fôlego e paramos, não se tinha mais sinal do Sol no céu, já eram 6 horas e 20 minutos, então resolvemos pegar nossos sapatos ir embora. 
— Joshua, você não trouxe as roupas que pedi para você trocar? — perguntou Cheol, eu estava tão apressado que acabei não lembrando desse detalhe.
— Acontece que dormi demais e acordei meio atrasado para ver você, então saí muito rápido e acabei esquecendo — falei meio envergonhado por parecer tão desorganizado.
— Se você quiser pode ir para minha casa e usar alguma roupa minha, eles não gostariam de alguém todo molhado andando pelo Hotel — sugeriu Seungcheol sorrindo.
— Tudo bem — aceitei o generoso convite.
— Se você também quiser pode dormir na minha casa, já que é sua última noite aqui...— falou ele com uma expectativa na voz muito perceptível.
— Okay, assim você não precisa se preocupar em me levar de volta para o Hotel — falei com um sorriso simpático no rosto.                        

 Coups  no fim de mais um dia dirigia para sua casa, porém dessa vez todo molhado e comigo de acompanhante. Chegamos lá era por volta das 7hr, estacionamos a moto e subimos para o apartamento de Cheol, ao entrarmos ele foi direto pegar uma toalha e me entregou. 
— Enxugue-se, ou você acabará resfriado — falou ele tirando sua roupa molhada e ficando apenas de cueca na minha frente
Eu não conseguia parar de encarar o corpo semi-nu de Seungcheol, ele era músculoso em um nível atraente, sua cueca estava totalmente grudada devido também estar molhada, o que deixava bem marcado o formato de sua bunda e seu "volume", sem falar de sua belíssima coxa, aquilo era pra me provocar? . 
— O que você tá olhando, Joshua? — perguntou ele em um tom irônico com um sorriso no rosto 
— Nada — falei, sentindo minha pele pegando fogo ao mesmo tempo que corava 
— Vou me banhar e já trago uma roupa pra você vestir depois de banhar também — falou ele indo em direção ao banheiro. 
Após alguns minutos Cheol saiu do banho já vestido com uma camisa e um short, ele tinha nas mãos roupas de dormir.
— Aqui, vá banhar, vou esperar você no meu quarto, você não se importa em dividir a cama de casal comigo, certo? — perguntou Seungcheol com um sorriso malicioso no rosto. 
— Não... — falei com um pouco de vergonha 
Entrei no banheiro e fui me banhar, após terminar comecei a vestir as roupas que Cheol me deu, a camisa ficou meio grande em mim, porém não tinha nada mais além de uma cueca, eu já entendi o que ele esta va fazendo, já sei o que ele estava querendo, Seungcheol é um pornô ambulante , pensei comigo mesmo e comecei a sorrir.
Saí do banheiro e fui para o quarto de Seungcheol, ele estava deitado encostado na cabeceira da cama, agora apenas de short e sem camisa. 
— Como ficou a roupa? — perguntou ele
— Ótima — respondi parando na sua frente — Você só me deu uma cueca, nada de short ou coisa do tipo.
— Desculpe, devo ter esquecido, mas aqui faz um pouco de calor à noite, então não tem problema...— falou ele esperando que eu desistisse de um short e deitasse logo na cama.
— Tudo bem...— respondi passando por cima dele até chegar do outro lado da cama 
Me encostei na cama e então peguei um lençol.
— Você já está com sono? — perguntou Coups.
— Não muito — respondi deitando minha cabeça no peito de Seungcheol 
Cheol então começou a passar a mão em minha coxa esquerda, o que começou a me deixar vermelho, não queria que ele desse o primeiro passo, então mesmo com vergonha resolvi fazer algo que nunca pensei que iria fazer na minha vida.
— Cheol, o que você sente se eu fizer isso? — perguntei com uma voz manhosa ao pé do ouvido dele.
Então peguei sua mão que estava em minha coxa e botei dois dos seus dedos em minha boca, a reação de Coups foi de total surpresa que logo mudou para um sorriso.
— Você não devia ter me provocado tanto assim — disse ele subitamente subindo em cima de mim beijando meu pescoço.
— Faça o que quiser comigo, mas...seja carinhoso — falei com a boca bem próxima de sua orelha.
— Certo baby — falou ele tirando minha camisa.
Fiz com que Cheol sentasse na cama então comecei a desabotoar seu short, para minha surpresa Coups já estava sem cueca, após tirar todo seu short seu pênis estava completamente ereto, olhei para ele que estava com uma cara de expectativa, então me aproximei e coloquei seu membro dentro da boca e comecei a fazer movimentos de ida e volta por algum tempo, após isso comecei a usar minha língua na extremidade arredondada de Cheol como se estivesse lambendo um picolé, o que fez ele soltar alguns gemidos profundos, quando olhei para ele, Coups estava mordendo os lábios e começou a apalpar minha bunda. Para finalizar comecei a sugar o pênis de Coups, fazendo ele gemer mais ainda de prazer. 
Agora era vez de Cheol, que tirou minha cueca enquanto me beijava, assim ele acabou provando a si próprio, ele começou mordendo meu pescoço e foi descendo até chegar em meus mamilos e começar a dar pequenas mordidas enquanto massageava o outro, ele sabia como deixar alguém louco, eu estava excitado de uma maneira que nunca fiquei antes. Por fim Coups colocou meu pênis em sua boca e começou com movimentos leves até que foi acelerando, acabei soltando pequenos gemidos, minha mão involuntariamente pousou na cabeça de Cheol e não queria que ele parasse o que estava fazendo, sua língua tocando meu membro era algo maravilhoso.
Durante os diversos movimentos que ele fazia com sua boca, Seungcheol começou a lubrificar minha entrada com sua saliva, e começou a me estimular com seus dedos da mão direita, enquanto seus dedos da mão esquerda estava na minha boca impedindo que eu soltasse sons muito altos, após alguns momentos depois daquilo, ele olhou para mim como se estivesse pedindo permissão para entrar com seu membro, então como um sinal positivo peguei seu pênis e passei devagar na minha entrada.
— Vamos daddy, termine logo comigo — falei com uma voz fofa que o deixou louco
— Claro, baby, se você se sentir incomodado, me diga — falou Coups levantando minhas pernas. 
Com muito cuidado Seungcheol começou a penetrar em mim, o que me fez soltar meus primeiros gemidos daquele momento. 
— Shhhh...tá tudo bem, honey — falou ele beijando minha orelha. 
— Fuck me Daddy...— falei em um tom baixo, mesmo em inglês, Coups entendeu perfeitamente o recado.
Os movimentos de Cheol movendo seu pênis dentro de mim, que no começo eram lentos começaram a se tornar mais rápidos e mais profundos, nós dois gemiamos de prazer, começando a lamber meus mamilos enquanto olhava para meu rosto pequenos "I love you" saíram da boca de Seungcheol, agora os movimentos de ida e volta do membro de Coups eram os mais rápidos e profundos que ele conseguia, com isso começou uma sessão de beijos de língua intensos e mordidas no ombro e no pescoço. 
Quando Cheol saiu de dentro de mim resolvi senta-lo na cadeira que tinha no quarto, e logo em seguida sentei em suas pernas de forma com que ficássemos um de frente para o outro.
— Agora você tem que fazer isso sozinho — disse Seungcheol dando leves beijos em minha boca. 
— Okay — respondi de forma manhosa 
Coloquei o pênis de Cheol na minha entrada novamente, dessa ele vez entrou perfeitamente, com o mínimo de dificuldade, então comecei eu mesmo a estimular Coups fazendo movimentos ondulados com meu corpo, soltando alguns gemidos,  agora a mão de Cheol estimulava meu membro enquanto nos beijávamos, minutos depois nós dois chegamos no ápice do prazer juntos. 
Após tudo que aconteceu no quarto de Seungcheol resolvemos tomar banho juntos, onde a minha língua trabalhou mais uma vez, e por fim fomos dormir na cama de casal, sem nenhuma espécie de peça de roupa.
— Isso foi maravilhoso Joshua, a melhor noite da minha vida— falou Coups me abraçando na cama 
— Obrigado por me fazer sentir tudo que senti Cheol — falei e assim finalizando nosso dia
Momentos depois acabamos adormecendo sentindo a respiração um do outro.                        

Quando acordei eram 9hr da manhã, Seungcheol ainda estava adormecido na cama, tomei a liberdade de vestir um de seus shorts para não ficar sem roupa pela casa, minha camisa molhada já tinha secado, parei para pensar e não sabia onde estava minha carteira e meu celular, fui procurar pela casa e acabei lembrando que ele ainda estava dentro do meu sapato desde ontem de tarde. Resolvi fazer algo de café da manhã, abri a geladeira e peguei alguns ovos, depois de fritá-los no fogão de 4 bocas, percebi algumas frutas em cima da geladeira, aproveitei e fui preparar uma vitamina, encontrei um liquidificador e o liguei na tomada, botei maçãs, bananas, kiwi e bati com leite, com o barulho Cheol acabou acordando. 
— O que você está fazendo? — falou ele que agora estava vestido me abraçando e dando um beijo no meu pescoço 
— Vitamina para tomarmos com o ovo que fritei — falei botando a mistura de leite e frutas em copos de vidro que encontrei e apontando para os ovos fritos em cima da mesa.
— Não precisava ter se dado ao trabalho de fazer tudo isso, sente-se, deixa que termino de arrumar — falou Cheol me sentando na mesa e terminando de arrumá-la.
Sentamos para comer, ficamos falando sobre que horas seria meu vôo de volta para USA, dava pra perceber Coups meio triste, o que começou a me deixar triste também, os minutos se passaram e terminamos de comer. 
— Preciso voltar para o Hotel para terminar de arrumar minhas coisas, você pode me ajudar — falei me levantando e sentando nas pernas de Coups
— Claro, preciso botar uma roupa mais apropriada — falou ele me dando um pequeno beijo no canto da boca. 
— Você é o amor — falei levantando indo em direção da varanda pegar minha calça enquanto foi Cheol foi trocar de roupa.
Quando Seungcheol voltou eu estava sentado o esperando, descemos até onde estava sua moto, e partimos em direção ao meu Hotel, o céu estava meio escuro, parecia que também estava triste por estar chegando a hora de eu ir embora. Ao chegarmos no Hotel, subimos logo começamos a arrumar minhas coisas, Cheol estava mais interessado em sorrir das minhas cuecas e do fato de eu ter trago comida para gatos dentro da mala do que realmente ajudar, sem contar quando do nada Cheol me atacava e começávamos a nos beijar, após quase meia hora de bagunça finalmente conseguimos terminar de arrumar tudo, já eram um pouco mais de 10hr, verificamos se eu não estava esquecendo nada no quarto do Hotel, após darmos uma última olhada, descemos para eu poder fazer o Check out, depois disso fomos para fora do Hotel.                                                     — Não vou conseguir todas as suas malas na moto...acho melhor chamarmos um táxi — sugeriu Coups já que eu estava com 2 malas de rodinha e uma mochila 
— Tá bem — falei verificando se minha passagem e meu passaporte 
Por sorte instantaneamente um táxi surgiu, Cheol deu com a mão e ele veio até nós, o motorista abriu o porta malas e me ajudou a guardar minhas coisas, entrei no carro junto com Coups. Fiquei observando pela janela pela última vez a Mansae do outro lado da rua enquanto o moço dava partida e seguia até o Aeroporto Internacional de Seul, pela última vez observava as ruas de Seul, as pessoas, a movimentação, o trânsito e tudo mais. Ao chegarmos no aeroporto paguei o motorista que era pouco sociável. 
— Faltam 1 hora de 30 minutos pro meu vôo — falei para Coups que estava meio sério 
— Você quer tomar Milkshake? — perguntou ele com um sorriso meio fraquinho 
— Sim, vamos — falei pegando na mão dele
Caminhamos levando minhas coisas até chegarmos em um estabelecimento muito fofinho da Hello Kitty, dentro existiam vários doces na vitrine, que ia de cupcakes até bolos, na parede estava grudado um anúncio onde o Milk Shake gigante de sabor "Rainbow" podia ser tomado por duas pessoas ao mesmo tempo.
— Olhe Cheol — falei chamando a atenção de Coups para o aviso na parede, aquilo parecia realmente gostoso.
— Você quer tomar um desse comigo? — perguntou ele, agora mais feliz talvez por eu estar com uma cara muito animada.
— Sim — respondi com os olhos brilhando.
— Vou pagar para nós dois, esse vai ser sua refeição de despedida de Seul — falou ele me indo até o balcão fazer o pedido.
Procurei um lugar que não tinham muitas pessoas próximas, todas mesas eram rosas e tinham o formato da cabeça da Hello Kitty, aquilo era muito louco, mesmo os uniformes dos atendentes eram personalizados. Fiquei ali sentado até que Cheol voltou com uma réplica perfeita do Milkshake que estava no anúncio, ele começa com uma cereja no topo, chantilly, e em seguida algo que não sabia o que era, mas tinha todas as cores do arco-íris. No primeiro momento ao provar minha boca entrou em festa, aquilo era maravilhoso, nunca tinha provado milkshake mais gostoso do que aquele em USA, um canudo era para mim e outro para Cheol.
— Você gostou? — perguntou ele.
— Sim ou claro? Isso é perfeito, você gostou? — respondi provando mais do milkshake.
— Gostei muito, mas sabe qual a coisa mais deliciosa e doce que provei em toda a minha vida? — falou ele com um sorriso malicioso.
— Não sei, o que foi? — perguntei com a minha inocência 
— Na verdade foram duas coisas, a primeira foram seus lábios,  a segunda é o que você guarda no meio das pernas — falou Coups me olhando mordendo os lábios, aquilo me fez engasgar com o milkshake.
— Cheol, você ta louco? Isso não é coisa apropriada pra falar em público — falei virando o rosto para o lado cheio de vergonha.
— Você vermelho fica mais fofinho do que o normal, da vontade de abraçar e não soltar mais — falou ele apertando minha bochecha.
Após terminarmos o Milkshake Rainbow saímos e fomos para onde estava sendo o embarque, como ainda faltavam 40 minutos ficamos conversando coisas aleatórias, tipos de animais que gostaríamos de ter, cor preferida, estação do ano preferida, seguido de sorrisos nossas conversas foram interrompidas pela chamada dos passageiros para embarcar. 
— Chegou a hora de nos despedirmos Cheol — falei me levantando do banco de espera. 
— Sim...— falou ele com uma cara triste 
— Obrigado por tudo, sério, essa foi a melhor viagem da minha vida — falei retirando meu passaporte e passagem do bolso.
Cheol estava calado olhando para baixo, até que a levantou deixando escorrer uma lágrima, ele me puxou e me deu um último beijo de despedida, eu conseguia sentir suas lágrimas entrando em contato com meu rosto, enquanto nossas línguas dançavam dentro de nossas bocas, aquele foi o nosso beijo mais demorado, as mãos de Cheol apertavam as minhas com força.
— Vamos, vou acompanhar você até a parte de embarque — falou ele me ajudando com as malas 
Caminhamos de mãos dadas até que parei para apresentar meu passaporte, passagem e identificação, pessoas responsáveis pediram permissão e levaram minhas malas, um senhor que estava com meu passaporte me devolveu e me desejou boa viagem.
— Adeus, Cheol, espero ver você em breve, não esqueça de ler a mensagem dentro de sua caixinha — falei sorrindo 
— Claro que não vou esquecer...vem aqui — falou ele me puxando para um abraço apertado de despedida — Eu amo você — com essas palavras ele deixou um beijo discreto no canto da minha boca 
Dei um último tchauzinho, passei pelo detector de metais e por fim sumi da vista de Cheol. 

SEUNGCHEOL 

Ver Joshua partindo me deixou realmente triste, eu tinha problemas de manter uma relação muito profunda com pessoas, porém com ele foi algo natural, subi para o segundo andar onde podia-se ver os aviões decolando, ainda consegui ver Joshua entrando no avião, após alguns minutos o avião saiu da pista e seguiu seu destino, lá estava eu novamente sozinho em Seul, apenas com as lembranças de todos esses dias. Saí do aeroporto e sentei embaixo de uma árvore em um parque próximo dali para abrir a caixa e ler a mensagem que Joshua deixou pra mim, ao pegar o papel que estava lá dentro, ele escreveu as seguintes palavras

"Não fique triste, eu realmente amo você, e espero que possamos nos encontrar em breve, talvez muito em breve, mais do que você pensa.
Na minha faculdade de você obtiver ótimas notas, que é meu caso, você pode fazer intercâmbio, e adivinha só, minha faculdade possui convênio com muitas de Seul, então só quero que você aguarde pacientemente. 
Estarei voltando para Seul em breve, dessa vez para morar por um tempo, eu espero, então essa é uma surpresa que deixei pro final, nos vemos daqui a algum tempo.
Abraços, Joshua."

Aquela mensagem me deixou totalmente feliz, e eu só conseguia pensar comigo mesmo como eu amava aquele garoto, de uma forma que nunca amei antes, você pode encontrar sua paixão e conhecê-la das formas mais diversas possíveis, a vida é realmente imprevisível, eu não seria o mesmo sem meu precioso Joshua Hong.                                                


Notas Finais


É isso gente T.T, espero que todas que leram tenham gostado, muito obrigado por você que tirou um tempinho para ler tudo isso, kissus na bochecha.
Estou meio sem criatividade para as notas finais -qqqqq
Se vocês quiserem falar comigo meu twitter é @Akkinda_Br
~Abracinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...