História Love not exist - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~kingsgot7

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, V-hope, Vkook
Exibições 12
Palavras 1.039
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi
Essa fanfic estou escrevendo junto com minha querida saeng Marta
Te amo muito
Espero que gostem
Tenham uma boa leitura

Capítulo 1 - Mudanças


Já se faz mais que eu 1 ano e meio que meu namorado,  Kim Taehyung , se mudou para Paris.

Ele se mudou para lá porque desde pequeno teve fascinação pela cidade , língua e cultura. E quando ele recebeu uma bolsa de estudo para  estudar lá em Paris , ele nem pensou duas vezes e foi logo para lá me deixando aqui na Coreia.

Nós ainda mantemos o contacto chamadas, mensagens e video chamadas mas nos últimos meses nao é assim tao frequente ele reponder ou atender mas quando ele atende ele da mesma desculpa " Desculpa meu amor é que eu realmente estou ocupado " é sempre a mesma coisa.

Sou interrompido dos meus pensamentos pela minha mãe a me chamar.

 - Jungkook, anda cá por favor!

- Que foi mae?- digo levando da cama.

- Você ainda não arrumou suas malas?- diz minha mãe entrando no meu quarto.

 - Aish mãe eu estou cansado de estar aqui no quarto a dobrar minha roupa e a por na mala, pode fazer isso por mim?

- Jungkook , voce nem fez a metade. E eu sei perfeitamente que voce esta deitado na cama sem fazer porra nenhuma.

 - Omma cuidado com as palavras. É assim que a senhora educa seu filho?

- Você vai ver quem é  a senhora e eu educo como eu quiser. Eu acho que voce sente falta do chinelo.- disse minha mae se abaixando fingindo pegar no chinelo.

- Omma nao é preciso isso, eu não sinto falta dele nao.

- Acho bem garoto, agora é melhor voce continuar a arrumar sua mala se não o chinelo vai atingir sua cara.

- Nossa Omma quanta violência. Tá bom tá bom eu vou arrumar as malas.

Resolvo terminar de fazer as malas antes que minha omma venha com o chinelo e me bata. E isso é uma coisa que eu nao quero que aconteça

Aish eu estou com uma preguinca de  fazer malas.

Acabo finalmente (depois de 1 hora a dobrar roupa) de arrumar minhas malas. Meu vôo para a França, Paris felizmente é a noite então ainda tenho tempo para fazer alguma coisa nesta casa.

 - Omma terminei- digo.

- Esta bem venha comer alguma coisa para encher um pouco o estômago- concordo com ela e eu vou para a cozinha comer.

 Vou aproveitar bem estas horas que me restam com minha familia porque  irei para paris e nao sei quando volto Pois quero matar as saudades do meu tae.

[ algumas horas depois ]

- Mãe você vai me levar certo?

- Nao meu filho. Você vai sozinho de autocarro.

- Mas mãe. .. eu nao gosto dos transportes públicos daqui.

- É para se despedir deles. Eles irão sentir sua falta tal como nós.- disse minha omma se rindo. 

 - Nao o autocarro nao tem sentimentos.

- Eu sei Jungkook, mas eu nao estou bem disposta para te levar de carro agora.

 - Ok ok eu vou. Mas então você vai ter que me dar dinheiro para pagar a viagem.

- Tá bom. Jungkook tem a certeza que quer ir ? Nós bem que podes comprar um vibrador pra ti e te  contentares com isso em vês de ires para Paris. 

  - Mãe fala baixo! Ja nao tem como dar a volta ja compramos as passagens.

-Aish esta bem mas a ideia do vibrador ainda esta de pe -diz.  

-Omma me de o dinheiro se nao irei me atrazar pra pegar o voo -falo mudando de assunto. 

 -Aqui esta! Va com deus meu amor! Sentirei sua falta! Volte logo okay?-fala.

 - Eu voltarei omma, um dia ,talvez! Sentirei sua falta tambem -falo e a abraco.  

Me despedeco do resto da minha familia e pego um autocarro. Fico pensando qual sera a reacao do tae ao me ver em paris , espero que ele goste da surpresa.  

Sou tirando dos meus desvaneios ao ver ao chegar chega ao meu destino. Pago o motorista e desco e pego minhas malas. Faltam alguns minutos para o voo sair.  

Estava meio distraido procurando o embarque que acabo esbarrando  em alguem e acabo caindo com ele para o chão. 

 - Desculpa- dissemos em uníssono.

- Não nao sou eu quem deve pedir desculpas - digo saindo de cima dele e arranjo minhas roupas- eu é que estava distraido.

 - Não nao eu também estava distraido a procura da porta do embarque.

- Então a culpa é dos dois- falo e pela primeira vez o encaro . Ele era realmente bonito. Ele aparentava ser uns anos mais velho que eu mas também nem tanto assim, já que tinha rosto de bebê ( que é uma característica muito comum dos coreanos)

 - Concordo- disse e riu-se e eu o acompanho na risada.

Jungkook pov off

Jimin pov on

Eu estava a procura da porta de embarque para paris ate que alguém se esbarra em mim, eu me desequilibro e caio para o chao , puxando o indivíduo que se esbarrou em mim que cai em cima de mim.

- Desculpa- dissemos em uníssono.

- Não nao sou eu quem deve pedir desculpas - disse ele saindo de cima de mim- eu é que estava distraido.

- Não nao eu também estava distraido a procura da porta do embarque.- falo e o encaro. Ele parecia uma criança que fingia ser um adulto. Mas notava-se logo que ele nao tinha a pureza de uma criança inocente.

 - Então a culpa é dos dois.

- Concordo- digo e me riu e ele me  acompanha na risada.

- Então para que porta é que você tem que ir mesmo?-pergunto. Eu nao podia deixa-ló ir sem pelo menos o ajudar a encontrar o seu caminho.

 - É a 1B para França, Paris- disse ele me mostrando sua passagem e eu pode reparar que seu nome era Jeon Jungkook.

- Jeon Jungkook....- falo mais para mim do que pra ele. 

 - Ah? Falou alguma coisa?- perguntou.

- Ah..  nada não... parece que nós vamos no mesmo avião-digo. Parece que hoje o mundo nao está contra mim.

 - Serio? Parece que  é o destino- disse e riu-se. Seu sorriso era muito doce tal e qual a de uma criança

- Então vamos?

- Vamos.


Notas Finais


Espero que tenham gostando
Beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...