História Love Of Life - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Bradley Simpson, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Ed Sheeran, Frankie J. Grande, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Saylor, Vercy
Exibições 64
Palavras 1.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente, boa noite. Mais um capítulo, espero que gostem. Estou bolando um momento Camren, bem cute pra derrubar as estruturas. Beijos e até breve..

Capítulo 27 - Camila at the hospital.


Fanfic / Fanfiction Love Of Life - Capítulo 27 - Camila at the hospital.

Loving can heal. Loving can mend your soul. And it's the only thing that I know. I swear it will get easier. Remember that with every piece of ya. It's the only thing we take with us when we die

Ed Sheeran

Maio 2017, 9:47 P.M

Camila POV

   Hoje o Ed tem um show no Canadá e cá estou eu com ele. Somos grandes amigos, tanto que eu vim com ele no jatinho que ele e sua equipe, alugaram. Francamente, acho que vou congelar. Meu Deus, o frio é cortante. Graças a Deus que nesse tempo já existe recursos para nos esquentar.

   Foi um trabalho para conseguir entrar no hotel, porque as proximidades e a porta do hotel, estavam lotados. Era gente chorando, era gente cantando suas músicas, era gente passando mal. Era coisa de louco. Ele fica bem preocupado nessas situações, não consigo mesmo, mas sim com os fãs.

   Segundo sua equipe, o show de hoje está totalmente lotado. Esgotado! Mas venhamos e convenhamos, não é uma novidade grande, né? Ed Sheeran arrasta multidões por todo canto que passa. Ele é muito querido em todos os cantos.

   Hoje está fazendo quatro dias desde que fui até a casa da Lauren, estive com ela em dois desses dias, saímos cada dia para um canto diferente, todavia o inusitado veio quando estávamos no cinema. Uma mulher muito bonita veio conversar comigo, quando do nada a Lauren surge.

   Lern grudou em mim, abraçou meu braço e disse a seguinte frase, foca bem nela “Vamos, amor? Nossa sessão já vai começar”. Sim, ela disse bem isso. Eu fiquei incrédula, atônita, mas entrei na dela, concordei e acabei por me aproveitar um pouquinho e a dei um selinho.

   É, acho que agora por fim, vamos começar algo. Nesses outros dias, em que não pude disfrutar de sua presença, estivemos nos falando através dos meios sociais. Ela não é uma Themonia muito má, ela é bem legal, até. Tem aquele jeito marrento, coisa e tal, mas tem o coração maior que o mundo.

Ed: Quando irei conhecer pessoalmente a pessoa que roubou seu coração, baixinha? -Ele perguntou enquanto eu mexia em um dos seus violões, tirando um sonzinho-

Eu: Em breve, espero. Se tudo correr bem, em muito breve você vai me ajudar com um negócio aí.

Ed: Você pode contar comigo para qualquer coisa.

   Ficamos conversando mais um pouco, quando entra o empresário dele, falando que estava na hora. Ele pegou um outro violão, o com o X e se foi, após me beijocar a testa. O desejei boa sorte e fui acompanhar o show de uma parte privada. Ele arrasou como sempre. Ele é o cara.

   O Ed canta demais, sinceramente, ele é muito bom no que faz. Tanto canta, como compõe. Eu estou com uma ideia aí, acho que ele pode me ajudar. Ele as vezes olhava na direção que sabia que eu estaria e piscava, as pessoas que estavam próximas a mim, surtavam. Eu apenas sorria e retribuía discretamente.

 

A mesma alma, o mesmo coração, o mesmo sangue, a mesma vida e a mesma comunhão. A mesma alma, a mesma entregação. O mesmo choro, o mesmo sorriso. As mesmas noites e manhãs, isto é amor de irmãs.

Ruth Marlene

Maio 2017, 3:26 P.M

Lauren POV

   Alguns dias se passaram, Camila agora está, aqui, em Miami. Ela está cuidando das coisas da Ariana que no momento, está ficando mais aqui, todavia, vez ou outra, ela ia a algum show do Ed. Eu ainda não o conheço pessoalmente. Minha vida está corrida demais, nesses últimos dias.

   Estive um pouco adoentada e fiquei uns dois ou três dias sem ir para faculdade, Camila nesse tempo, basicamente morou aqui. Ela ficou bem preocupada, no final era só uma virose, Graças a Deus nada de mais grave, porém ela não arredou o pé daqui. Ela até iria embora, mas minha mãe insistiu que ela dormisse aqui, pois já estava tarde.

   Taylor foi pegar a gata assassina e tudo, para a bichana não ficar, naquele apartamento enorme da Camila, sozinha estou agora, pagando matéria e as pegando também. A Dinah que me passou as coisas que eu perdi, mas ela leva tudo na graça, meu Deus, não sei como a tia Milika aguenta a Dinah o tempo todo. Tadinha! Dinah, boo, I love you!

   Graças a Deus, o mês está acabando. Camila a eu estamos em um momento de “conhecimento”, vamos assim intitular. Estamos nos conhecendo melhor. Meus pais já sabem que eu estou olhando a latina, com outros olhos. Papai disse que realmente os Jaureguis sabem o que é bom. Não teve quem gargalhasse desse seu comentário.

   Primeiro o Chris, depois a Taylor e agora eu. Mamãe super ficou feliz, pois adora a Camila, bem como adora a Sofi, ela apenas não tolera as “crushas” do Chris. Ela é muito ciumenta com seu homenzinho, já papai está nem aí para quem o Chris pega. Sinto em dizer, mas o meu irmão é galinha. E galinha da pior espécie.

   Tem coisa melhor que deitar na cama, depois de uma manhã corrida? Creio que não. Saí com os meus amigos ontem e a Camila foi conosco, ela realmente está se dando bem com todo, mas principalmente com a Dinah e com o Frankie. Tay está comigo aqui, ela gosta de ficar comigo. Nós temos uma relação super gostosa.

Taylor: Só acho que vocês deveriam assumir logo, um namoro. -Disse enquanto se aconchegava melhor na cama-

Eu: Ela tem que pedir. -Falei a abraçando por trás, formando uma conchinha-

Taylor: Você não fica fazendo cú doce não, o que tem de gente querendo aquela latina gostosa...

Eu: Nem comece, você tem a sua e eu estou bem com Camila, da forma que estamos. E nunca mais se refira a ela dessa forma se quiser continuar com a orelha no lugar.

   Gargalhei junto com ela. Eu tenho uma mania de puxar a orelha das pessoas. Quando me atentam demais, eu agarro na orelha. Chris sofre com isso, porque ele adora atentar Tay e eu. Dinah é outra. É meio que uma mania, uma infeliz mania.

Taylor: Eu morro de medo de furar a orelha e você arrancar o brinco com essa mania dos infernos.

Eu: Pois já sabe, não fure. Fique esperta.

Taylor: Lo, já pensou a Camila que é toda tímida, vindo falar com o papai sobre o namoro de vocês? -Começou a rir feito uma hiena-

Eu: Você fica rindo, mas a sua namoradinha faltou ter um ataque cardíaco quando estava fazendo isso.

Taylor: Sim, mas...

   O som do meu celular, a interrompeu. A soltei e me estiquei um pouco para pegar o mesmo que estava na escrivaninha de seu lado. Logo abri um imenso sorriso ao ver o nome da Ariana e uma foto nossa. Ela está amando a estadia em Miami. Praia, boates, festas e outros mais.

Eu: Fala Nana. -Falei animada-

Ariana: Laur. Você está aonde? -Sua voz era um tanto quanto apreensiva-

Eu: Em casa, aconteceu algo? -Perguntei logo e vi a minha irmã se atentar a conversa-

Ariana: Então, a Camila está no hospital, agora!


Notas Finais


Para ou continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...