História Love Of Life - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Bradley Simpson, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Ed Sheeran, Frankie J. Grande, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Saylor, Vercy
Exibições 67
Palavras 2.796
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente, então, hoje é um dia bem triste né? Me refiro ao acidente com o pessoal da Chape e alguns jornalistas, não sou torcedora do time, mas hoje, não existe torcedor, hoje existe ser humano. No meio das vítimas, havia uma pessoa aqui de minha cidade, Xique-Xique BA, ele tinha sido aluno de minha mãe e mesmo o capítulo de hoje estando com várias brincadeiras, estamos comovidos e abalados com a notícia. Presto as minhas condolências as famílias, amigos e torcedores do clube! ⬛⬛⬛⬛⬛⬛

Deixar claro que a quantidade de palavrões, é por conta do ponto de vista da Dinah, que é desbocada. Agorinha a Camila postou dizendo que o clipe de Bad Things, sairá dia 1/12, ou seja, está perto. Ansiosos? E sobre a lista da revista TIME, o que acharam? Concordam? Se não, qual ou quais alterações fariam?

Enfim, beijos, boa noite e boa leitura.
Psiu: Pls, não me matem kkkk

Capítulo 28 - Crazy and fun!


Fanfic / Fanfiction Love Of Life - Capítulo 28 - Crazy and fun!

Encontrar amigos com a mesma desordem mental que você… Não tem preço!

Anônimo

Maio 2017, 4:27 P.M

Dinah POV

   Sabe quando você vê que dois amigos seus estão se gostando? Estamos nessa situação, mas a diferença é que são duas amigas e que uma delas está fazendo cú doce. Elas estão meio que se pegando, não sei dizer exatamente qual tipo de relacionamento elas vem mantendo, mas sei que namoro não é. Sapatão é um trem tão complicado, Jesus! Também, pudera, ne´? Duas mulheres juntas...

Eu: Quieta a periquita Velcronica. -A chamei pelo apelido que a coalhada (Lauren) lhe deu-

   Ela está eufórica por uma ideia boa para juntar a latina gostosa, vulgo Camila, com o papel higiênico, vulgo Lauren. Nem a Lucy está dando jeito nessa menina. Senhor Jesus, nos ajude. Amizade, nada mais é que uma puta intimidade. Só isso prova o fato do Frankie estar sem camisa, deitado no sofá de mamãe.

   Ally, a bichinha, está doidinha tentando falar, mas ninguém deixa. Cadê a educação, desse povo? Normani, está com um fone no ouvido, porém daqui consigo ouvir “End of Time”, take you away from here. There's nothing between us. But space and time. I'll be your own little star. I'll be shining your world... Ok, Dinah Linda Knowles Jane, para.

Ally: Gente, será que eu posso falar? -Ela disse subindo no banquinho em que antes estava sentada-

   Sabe quando você não pode rir de uma situação, mas o riso está estufando suas bochechas ao ser preso? Essa é a minha situação, no momento. A cara da Normani é a melhor, ela está quase morrendo. Porém, sempre tem aquela pessoa que não segura o riso por muito tempo, e essa pessoa, no nosso clã, com certeza é a Valéria {n/a: ai como eu estou bandida kkkk, já sabem quem é a Valéria?}.

   Ele soltou uma gargalhada tão gostosa, que contagiou até a Lucy que estava mais séria, tentando, junto com Ally, controlar a situação. A pobre Brooke, apenas nos olhava com uma cara mais hilária ainda, era um misto de indignação com tipo “bitch, please?”. Eu? Eu estava morrendo de rir, com a mão na barriga, e a outra, batendo na coxa. Mamãe já disse, sou escandalosa.

   Velcronica estava jogada por cima de Lu, morrendo de rir. Mamãe, acho que se assustou com nosso momento, e veio ver o que estava acontecendo. Apareceu na parte superior da escada com uns óculos de grau e um celular no pé do ouvido. Quando viu que não se tratava de algo preocupante, voltou, balançando a cabeça em negação, mas sorria.

Eu: Você é um toco de gente, Allyson. -O tom de deboche exalava em minha fala entrecortada por causa do riso-

Ally: Vocês vão me deixar falar? -Articulou ainda encima do banquinho, era mais um puff- Então, o assunto é sério!

Lucy: Gente, o problema é que a gente, pode estar se metendo em algo que não nos diz respeito. -Foi sensata-

Vero: Nada dessa, amor, ela é nossa amiga e só vamos tentar ajudar. Aliás, ambas são nossas amigas.

Normani: Pois eu concordo com a Lu. Já imaginaram se ao tentarmos ajudar, acabarmos apenas piorando a situação?

Eu: Claramente elas estão se pegando, mas a Chancho é tímida demais e a Lauren...

Frankie: A Lauren só não é mais lerda, porque é uma só. A amo? Claro, mas gente, ela tem uma gata dando “mole” para ela e ela fica com uma cara de bunda, apenas observando.

Normani: Sem contar no tapa que ela deu, quando rolou o primeiro beijo delas.

Vero: Falando sério, agora, acho que o maior problema da Lauren é não perceber as entrelinhas. Para umas coisas e situações, ela é super sagaz, para outras ela é apenas uma garota amedrontada.

Eu: Talvez tudo isso esteja acontecendo, porque, talvez a Wallz, seja o primeiro grande amor dela.

PLAY: QUELQU'UN M'A DIT (CARLA BRUNI)

Frankie: Parando para analisar dessa forma, pode ser sim. -Exagerou em uma expressão pensativa-

On me dit que nos vies ne valent pas grand chose

Elles passent en un instant comme fanent les roses

On me dit que le temps qui glisse est un salaud

Que de nos chagrins il s'en fait des manteaux

Lucy: Acho que todos aqui, ou ao menos a maioria, sabe o que é estar amando de verdade. A gente não sabe como agir, não sabe nem aonde pôr a mão, não sabe puxar assunto, coisa que com o Brad e a Lauren, não rolava. Paixão é uma coisa, amor é outra. -Ela disse tudo, de forma serena, tranquila- Paixão, é enxergar no outro, aquilo que queremos que ele seja para nós... -Levemente foi interrompida por Ally-

Pourtant quelqu'un m'a dit

Que tu m'aimais encore

C'est quelqu'un qui m'a dit que tu m'aimais encore

Serait ce possible alors

Ally: Diferentemente de amar. No amor, não há projeção, primeiramente, porque quando amamos, estamos amando a pessoa como ela é, sem criar uma expectativa, sem criar esperanças de que alguma “imperfeição”, vá mudar. Víamos claramente que a Lauren tinha esperança de ver o Brad mudar em algumas atitudes, víamos que ele queria uma namorada perfeita, bem como ela, queria um príncipe encantado. -Ninguém ousava dar um pio diante de tanta sabedoria sendo explanada-

On dit que le destin se moque bien de nous

Qu'il ne nous donne rien et qu'il nous promet tout

Parait qu'le bonheur est à portée de main

Alors on tend la main et on se retrouve fou

Lucy: Amar é quando sentimos as ditas borboletas na barriga, é quando sentimos o nosso coração bater tanto quanto a uma escola de samba, como falam no Brasil, é sentir aquela insegurança boa antes de encontrar com a pessoa amada... É conseguir dizer o famoso eu te amo, de forma leve, e ao mesmo tempo, de forma carregada de sentimentos, de juras, de planos.

Pourtant quelqu'un m'a dit

Que tu m'aimais encore

C'est quelqu'un qui m'a dit que tu m'aimais encore

Serait ce possible alors

Ally: Já quando estamos apaixonados, de nada vale falar um eu te amo, pois ele é apenas da boca para fora. Quem deve ter a certeza do amor, não é apenas a outra pessoa, quem deve ter a mais pura convicção do amor, é quem o sente. É o coração!

Mais qui est ce qui m'a dit que toujours tu m'aimais

Je ne me souviens plus c'était tard dans la nuit

J'entend encore la voix, mais je ne vois plus les traits

Il vous aime, c'est secret, lui dites pas que j'vous l'ai dit

   Depois dessas coisas ditas, ninguém teve a coragem de falar algo. Ao menos, não pelos segundos e talvez minutos iniciais. Quem iria contra essas falas? Quem iria contra tamanha sabedoria? Frankie? Normani? Vero? Eu? Não. Ninguém tinha mais nada a dizer sobre sentimento.

Tu vois quelqu'un m'a dit

Que tu m'aimais encore, me l'a t'on vraiment dit

Que tu m'aimais encore, serais ce possible alors

   Fazia todo o sentido. De fato, com Camila, Lauren parece uma adolescente que está na descoberta dos amores e desamores. Camila, por não saber muito sobre, acho que junta o fato do amor com a timidez, daí é “atrapalha” ainda mais essa pegação delas.

On me dit que nos vies ne valent pas grand chose

Elles passent en un instant comme fanent les roses

On me dit que le temps qui glisse est un salaud

Que de nos tristesses il s'en fait des manteaux

STOP: QUELQU'UN M'A DIT (CARLA BRUNI)

   Agora vamos confessar aqui, essas duas são fodas. Olha o que elas acabaram de explicar-nos com tanta metáfora e ao mesmo tempo com tanta clareza? Gente, minha mãe quando foi me explicar sobre amor, ela veio falando sobre umas coisas tão sentido ao meu ver, ao menos diante dessa explicação, que não me surpreende o fato de e eu não ter entendido nada.

   Dona Milika me veio com uma história de que para sabermos se estamos amando, temos que estudar alguma coisa lá que nem prestei atenção, mas como eu não sou a pessoa mais chegada a estudo, fui logo dizendo que não queria saber disso, depois ela disse que tinha outra forma de me explicar.

   Ela foi mais além, disse que amor é como sentir borboletas no estômago, daí eu perguntei como fazia para tirá-las de lá, depois, então mamãe desistiu de me explicar o que era amor e disse que no tempo certo eu saberia o que era verdadeiramente. Se eu aprendi? Mais ou menos!

Eu: Depois dessa aula, acho que não temos muito o que fazer, a não ser esperar.

Frankie: A Camila conversou brevemente comigo, sobre estar se preparando para pedir a Laur em namoro.

Vero: Ela me falou sobre, mas também não se aprofundou em detalhes.

Eu: E se...

   Contei a eles a ideia que tinha em mente, e todos adoraram, mesmo a Ally ficando um pouco com o pé atrás, acabou cedendo também. Quando estávamos recebendo a confirmação dos pais da Allycat sobre uma parte do plano, meu celular tocou, Sorry da Beyoncé, assustando-nos um pouco, mas nada demais. Vi o nome da “leite em ninho” e prontamente atendi.

Eu: Fala Lamp! -Falei sorrindo abertamente, mesmo tendo a noção de que ela não me via-

Lauren: Dinah, sem graça. Liguei apenas para avisar que a Camz está no hospital. -Como essa rapariga me joga uma bomba dessa, assim?- Mas fica calma, já está melhor, digamos assim. -Fala suspirando-

Eu: O que ela teve? Foi grave? Nós vamos para aí. Fale o endereço.

Lauren: Calma, vou resumir. -Ela me narrou tudo, enquanto eu fazia umas caretas sendo observada por os demais presentes- Enfim, foi isso! -Sua voz demonstrava que ela estava caminhando-

Eu: Nós vamos aí, ver nossa latina gostosa. -Ela fez um som nasal em negação- Porque? -Nesse momento a Ally já tinha finalizado sua ligação e assim como os outros, me olhava preocupada-

Lauren: Porque o horário de visitas acaba em sete minutos, mais precisamente e não daria tempo de vocês chegarem.

   Depois de falar mais umas coisas com a Lauren e ouvir a voz um pouco fraca de Camila, nos despedimos e desliguei, me virei para os meus amigos e contei o que houve. Eles ficaram bem preocupados.

Lucy: Devíamos ir vê-la. -Ela disse, mas ainda não sabia que o horário de visitas tinha acabado já-

Eu: Acho que nem a Carmen com sua bicicletinha chegaria a tempo, até porque o horário de visitas já estava acabando. {n/a: eu não poderia perder a piada da Carmen e a bicicletinha dela kkkkkk}

Vero: Essa é a deixa perfeita para Laur começar a cuidar da Mila. -Gemeu em satisfação quando a Lu começou a acariciar seu couro cabeludo-

Frankie: Sapatão incubado é foda. Só sabe fazer cú doce! -Estava agora mexendo no bendito do cabelo, oh vício do caralho-

Normani: Tecnicamente, a Lauren não é lésbica. Tecnicamente, ela só sente atração por a Camila.

Eu: Quem te garante que eu ela não sinta por mim? -Indaguei metida, porém brincando-

Normani: Os foras que ela te dava. -Falou morrendo de rir-

   Gente, não deixa de ser verdade. A Lauren é uma cavala na pele de um cordeiro.  Vocês não têm noção. Eu sempre gostei de brincar e sabia que ela ficava doidinha com esse tipo de brincadeira, uma vez eu fingi que estava caidinha por ela, era um plano com a Mani... Menina, para que? Levei cada patada, mas no final eu me acabava de rir.

   A Mani, às vezes, até gravava e eu chorava de rir. “Vai para lá com sua lesbiquice, poste ambulante” e hoje, aonde estamos? Bom, estamos com uma Lauren, amando uma mulher. Amando a Camila. Jesus, acho é bom. Isso tudo é a língua. Literalmente, o que uma língua não faz na Lauren? Ou a Camila a chama a parte baixa de Laurinda? Gente, que indecência, Dinah!

PLAY: LIVE WHILE WE'RE YOUNG (ONE DIRECTION) {n/a: talvez 5H só perca o título de farofa para 1D}

Hey girl I'm waiting on you

I'm waiting on you

C'mon and let me sneak you out

And have a celebration, a celebration

The music up the windows down

Frankie: É, acho que chegamos em um consenso né?

Ally: Sim.

Lucy: Humm... -Isso chamou nossa atenção-

Yeah, we'll be doing what we do

Just pretending that we're cool

And we know it too

Yeah, we'll keep doing what we do

Just pretending that we're cool, so tonight

   Quando olhamos para o lado, casal Vercy estava se engolindo. Falta de vergonha da porra. Vou já acabar com essa palhaçada. Ri maleficamente, internamente claro. Se eu morrer, morrerei feliz. Fiz um sinal e todo mundo continuou a conversar. Corri na lavanderia e peguei um balde, enchi com água e vim morrendo.

Let's go crazy crazy crazy till we see the sun

I know we only met but let's pretend it's love

And never never never stop for anyone

Tonight let's get some

And live while we're young

Oh oh oh oh oh oh oh

And live while we're young

Oh oh oh oh oh oh oh

Tonight let's get some

And live while we're young

   Cheguei na sala e eles conversavam aleatoriamente, mas olhavam para mim, já a Lucy tinha uma mão no tanquinho da Vero, que diga-se de passagem, é uma coisa linda. Mano, se eu curtisse o negócio, pegava a Vero facilmente. Oh mulher gostosa. But, meu negócio é outro.

Hey girl it's now or never, it's now or never

Don't over a thing, just let it go

And if we get together, yeah get together

Don't let the pictures leave the phone oh oh oh

Yeah, we'll keep doing what we do

Just pretending that we're cool, so tonight

   A Lucy também é uma puta gostosa, Jesus, que isso? Dinah, que pensamento é esse. Para já com isso. Balancei a cabeça, rindo levemente e fiz o movimento de jogar e splait splash! A cara delas era hilária. Frankie, estava vermelho de rir gazelamente. Eu, estava com a mão na barriga morrendo de rir, segurando o balde na outra mão.

Let's go crazy crazy crazy till we see the sun

I know we only met but let's pretend it's love

And never never never stop for anyone

Tonight let's get some

And live while we're young

Oh oh oh oh oh oh oh

And live while we're young

Oh oh oh oh oh oh oh

Tonight let's get some

And live while we're young

   A Ally, tadinha da bichinha chega escorria água dos olhos, Mani estava rindo e balançando a cabeça, sabia que eu iria pagar caro. Porque ríamos tanto? Porque a cara das duas, foi a melhor. A Lucy disse que estava morrendo afogada, a Vero, por estar com a boca aberta, parecia um peixinho de fonte cuspindo água.

And girl

You and I

We're about to make some memories tonight

I wanna live while we're young

We wanna live while we're young

   Um peixinho de fonte cuspindo água. Kkkkkkkkkkkkkkkkkk. Morri com esse pensamento. A bichinha, fiquei até um pouco com dor dela, mas a dó foi para a casa do caralho, quando ela levantou até mim e quando vi a minha mãe na ponta da escada alternando seu olhar entre o sofá e minha pessoa. Ok, morri, literalmente agora.

   Dinah Linda Knowles Jane ✫ 1997-2017 †

Let's go crazy crazy crazy till we see the sun

I know we only met but let's pretend it's love

And never never never stop for anyone

Tonight let's get some

And live while we're young

Oh oh oh oh oh oh oh

   Não deu tempo de pensar, só ouvi um “Diiiiiiiiiinah” e corri, ouvindo as risadas, aliás, as gargalhadas dos meus amigos. A Velcronica vinha na minha cola, até que numa curva da casa, eu derrapei e foi sua deixa. Como estávamos perto da piscina, ela foi me arrastando até lá, me puxando pelo o pé e não teve outra. Me jogou lá.

Crazy crazy crazy till we see the sun

I know we only met but let's pretend it's love

And never never never stop for anyone

Tonight let's get some

And live while we're young

   Ela estava ensopada e não de um jeito bom, se é que me entendem. Mais atrás dela, vi os traidores dos meus amigos, rindo de minha desgraça, riram ainda mais quando a minha mãe apareceu com uma cara que me fazia arrepiar até os pelos da... Não, Dinah, ela está limpinha, mulher. Se bem que eu sou uma diva e diva não tem pelo. Mas creio que vocês entenderam bem o que eu quis dizer.

Wanna live, wanna live

Wanna live while we're young

Wanna live, wanna live

Wanna live while we're young

Wanna live, wanna live

Wanna live while we're young

Tonight let's get some

And live while we're young


Notas Finais


Para ou continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...