História Love Of Past Lives - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Visualizações 6
Palavras 851
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei ahhhhhh!!! ❤
Espero que gostem desse capítulo, eu escrevi e apaguei diversas vezes, sou muito indecisa sim. Boa leitura bebês❤

Edit 1: A CAPA FICOU PRONTA, EU CHOREI DE TÃO LINDA, EU TÔ APAIXONADA OBRIGADA @Edits_kr, ficou muito linda ahhhhh 💞💞💞💞💞💞💞💞

Capítulo 2 - A Queda de Chanyeol


Fanfic / Fanfiction Love Of Past Lives - Capítulo 2 - A Queda de Chanyeol

╒╪═┅┄        

     "Sentia os céus caírem ao seu redor... Ou seria ele que estava caindo?"              

╘╪═┅┄

Park Chanyeol, um anjo de grande cargo no céu. Um dos mais belos anjos, um dos mais elogiados e renomados. Conhecido por suas missões bem sucedidas na terra, o anjo simplesmente entrava e saía sem ser percebido quando estava no mundo dos mortais. Sua nova missão seria na Coréia do Sul, depois de diversas reclamações e orações a pedido de ajuda, Chanyeol desceu com a nova missão: converter um garoto. Byun Baekhyun, 19 anos, um garoto que atirava nos aldeões com seu estilingue e que pregava peças em todos estava causando uma enorme confusão em um vilarejo. Chanyeol tratou de tomar o caso, já que parecia algo tão simples que ele poderia resolver em uma semana ou até menos.

- Aigoo... Esses jovens são tão imaturos... 

Chanyeol revirou os olhos e em um estalar de dedos já se encontrava no lugar de sua missão, com as vestes semelhante aos dos aldeãos e com as asas escondidas perfeitamente. Chanyeol andou pelo local, desviando de crianças que ali brincavam e corriam, desviando das demais carrocinhas que passavam e desviando dos humanos que sempre andavam tão apressados. Chanyeol os olhava com tristeza, uma vida tão curta sendo desperdiçada com problemas e correrias da vida.

??- Bom dia Senhor, gostaria de comprar algum amuleto da sorte?

Chanyeol se surpreendeu com uma pequena mãozinha puxando a sua enorme mão e uma voz aguda lhe chamando. Abriu um sorriso assim que viu uma criança toda sorridente ao seu lado, carregando consigo diversas miçangas e colares feitos a mão. Chanyeol se agachou, olhando todos aqueles colares mal feitos e tirando dali um com uma pedra azul e dando ao garoto algumas moedas.

??- Obrigada senhor, isso lhe dará muita sorte!

O garotinho sorriu travesso, bagunçando os cabelos de Chanyeol e correndo dali. Chanyeol se levantou, observando o colar em suas mãos e analisando a pedrinha que ali estava colada. Para Chanyeol, sorte não existia, mas apenas os pequenos jeitos valiam a pena, principalmente o sorriso que se criava nos rostos das pequenas crianças quando se falavam em sorte. Chanyeol andava pelas ruas cobertas de areias, analisando o colar, até que sentiu uma pedra lhe atingir a cabeça. Chanyeol se virou rapidamente, esfregando o local e resmungando, deu graças a Deus por sua ótima visão, que lhe foi útil naquela hora para enxergar a figura que se escondia entre as folhas de uma árvore.

- HEY VOCÊ!

Chanyeol subiu a árvore com rapidez e precisão, mas assim que chegou no topo, se deparou com um garoto de cabelos negros e sorriso travesso costurado e emoldurado naquele rosto tão jovem. Lá estava um estilingue mal feito nas mãos do garoto, Chanyeol o pegou imediatamente e o quebrou no meio, fazendo o outro garoto cair em choro.

??- SEU MONSTRO! VELHO, RABUGENTO, SEM GRAÇA! NÃO SABE NEM BRINCAR!

O garoto cruzou os braços e desviou o olhar, Chanyeol apenas respirou fundo, fechando os olhos e pedindo aos céus para que lhe dessem paciência, porque se lhe dessem força provavelmente jogaria o garoto daquela árvore. 

[...]

Chanyeol chorou em silêncio. Estava no quarto de Baekhyun, era no ano de 2017, havia prometido a si mesmo que não iria vê-lo novamente para não lhe causar problemas, mas era tão difícil prometer aquilo. Mesmo querendo o bem do garoto, não podia evitar invadir a casa do garoto apenas para lhe observar dormir. Sempre quando o via acordar de pesadelos, Chanyeol tinha vontade de correr para abraça-lo e acalma-lo até que se esquecesse de todos os pesadelos. Chanyeol sabia muito bem dos pesadelos do garoto, até porque ele mesmo tinha aqueles pesadelos. Eram sempre os mesmos sonhos, Chanyeol vendo o Baekhyun morrer de diversas maneiras cruéis lhe fazia lembrar das mortes passadas do garoto e de como sofreu com cada uma delas, tendo que carregar consigo a dor de anos de solidão até que finalmente o garoto reencarnasse e lhe encontrasse de novo. Era um ciclo sem fim, Baekhyun reencarnava, os dois se apaixonavam e logo depois Baekhyun morria de alguma forma cruel, consequentemente fazendo com que Chanyeol vagasse pela terra carregando consigo a culpa e a dor de perder seu amor. 

BH- Tem alguém aí? 

Chanyeol ficou em silêncio. Esperou até que o garoto dormisse novamente, para assim poder observá-lo dormir durante a madrugada inteira.

PCY- Você não sabe o quanto é precioso te ver de perto...

Chanyeol Sussurrou em um som quase que inaudível, sentando-se ao lado do garoto e o observando com um sorriso triste. 

[...]

??- Vai ter que me pagar outro!

Chanyeol olhou indignado para o garoto, cruzando os braços e franzindo seu cenho, indignado com a autoridade que o garoto pensava ter. 

PCY- Não vou pagar nada, ninguém mandou você me atirar aquela pedra...

Chanyeol virou o rosto emburrado, e bastou 5 minutos até que ele caísse na real de que aquele era o garoto que envolvia a sua missão. Olhou para o garoto e piscou diversas vezes, como poderia se esquecer da missão?

BH- Ahhhhh mas você vai me pagar sim!

Chanyeol fora tirado de seu pequeno transe, assim que sentiu um soco lhe acertar em cheio no seu olho esquerdo.


Notas Finais


Espero que tenham entendido. Separei a história em algumas partes, as que mostram a missão é o começo da história deles, e a outra é tipo que a continuação daquele prólogo sabe? Espero que tenham gostado, pois quero seguir nessa linha de raciocínio, contando em um só capítulo a forma de como eles se conheceram até quando eles se apaixonaram, mas também quero mostrar a dor e o sofrimento do Chanyeol...
Parei se não daqui a pouco vou dar spoiler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...