História Love Options - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cross Gene
Personagens Personagens Originais, Terada Takuya
Tags Drama, Joon Jae, Romance, Takuya
Exibições 20
Palavras 1.197
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Yo!!
Bom, dito e feito, promessa cumprida! E continuarei postando semanalmente, prometo e me esforçarei para cumprir. Boa leitura!

Capítulo 4 - O grupo.


(...)

Takuya POV’S:

Em baixo de uma das cerejeiras do enorme pátio da escola, eu procurava por Hannah e Minah como um naufrago busca por terra firme. Me aproximei das cerejeiras, as quais deixavam suas pétalas cair livremente, dançando com o vento, deixei com que a brisa corresse pelo meu corpo, me fazendo viajar.

Por que as coisas que ele me disse não me deixaram mais calmo em relação a tudo? Por que ainda me sinto tão insatisfeito? Eu sinto que ainda falta algo... Alguma coisa está me afastando dele... Mas o que foi que...

Meus pensamentos foram interrompidos por uma pequena noz que havia sido jogado em minhas costas, olhei para trás e avistei Minah acenando para mim enquanto Hannah estava sentada na grama mexendo no celular. Caminhei na direção das duas e me assentei junto à elas.

Minah: Você demorou muito, foi fazer esse iogurte?

Takuya: Não.

Minah: Então, por que demorou?

Takuya: Eu... – Olhei para o chão, tentando arrumar rápido uma desculpa. Minah e Hannah eram as pessoas que podiam detectar minhas mentiras pelo meu olhar - Não sabia onde ele estava. Foi isso. – Sorri, colocando meu potinho com lanche sobre a grama.

Minah: Sei... – Disse desconfiada. - Vamos comer.

Abrimos nossos potinhos com nossos almoços. O de Minah tinha bolinhos de carne, pedacinhos de ovo, bolinhos de arroz e alguns legumes reunidos numa salada; Tudo isso acompanhado por um belo copinho com salada de frutas. Já o meu, tinham bolinhos de arroz, pequenas salsichas em forma de polvo e camarões. Ambos começamos a comer, porém, algo me intrigou, olhei para Hannah e, tudo o que ela comia, era uma quantidade mínima de comida que estava num copinho de 400ml.

Takuya: Hannah, você vai comer só isso? – Disse preocupado, porém, fui respondido com silêncio. O som alto de seus fones de ouvido impediam que qualquer som do mundo exterior interrompessem os pensamentos dela.

Minah: Ela está de dieta.

Takuya: Mas, pra que?

Minah: Foi isso que eu perguntei.

Takuya: Ela tem um corpo invejável.

Minah: Foi o que eu falei, mas fazer o que né.

Pobre Hannah... O pior é que eu sabia como ela me sentia... No ultimo ano, eu vivia fazendo dietas por me sentir gordo, embora eu sempre tivesse sido muito magro. Esse tipo de coisa prejudicava muito a minha saúde. Vivia puxando minhas peles para saber se eu estava engordando ou não. Muita pele vindo com os pequenos puxões eram motivo de eu passar horas sem comer e fazendo exercício... Desmaiei várias vezes por conta disso... Não quero que isso aconteça com a Hannah...

Takuya: Hannah... – Murmurei.

(...)

Após o intervalo, todos voltamos para a sala de aula e tomamos nossos lugares. Eu, Minah e Hannah chegamos depois da sala estar basicamente cheia, elas duas não gostavam de as escadas em meio a multidão. Assim que nos assentamos, as duas começaram a conversar, já eu, discretamente, comecei a olhar para Ren Im, meus olhos se encheram de lágrimas.

Hannah: Quem será que vai ser agora?

Minah: Deve ser aula de história.

Hannah: Sério? E o professor, é legal?

Minah: Não sei... Takuya, quem vai ser o nosso professor?

As duas olharam para mim, que apenas respondi com meu silêncio e calma.

Minah: Takuya? – Me cutucou.

Takuya: Ah, sim! – Despertei do transe a qual fui colocado pelas lágrimas. – É... Acho que deve ser o senhor Kang Sam Dong. – Limpei discretamente os olhos, secando as lágrimas. Movimentos esses que foram percebidos por Hannah, que apenas os observou em silêncio.

Minah: Aish... Aquele homem chato.

Takuya: Eu não acho ele tão chato assim.

Hannah: Por que, gente? Ele é muito rígido?

Minah: Não... Ele vive passando seminários e debates... Não tenho paciência.

Hannah: Parece ser legal...

E quando notamos, o professor já havia entrado em sala, caminhou até sua mesa e colocou sua bolsa sobre ela, caminhou para frente do quadro onde esperou que todos os alunos ficassem em silêncio virados para frente.

Sam Dong: Bom... Olá, primeiro ano da turma 1-B. Eu sou Kang Sam Dong e eu serei o seu professor de história durante esse ano.

Turma: Bom dia, professor.

Hannah: Tem que fazer isso sempre que ele entrar em sala? – Assustada, sussurrou para Minah.

Minah: Não. – Sussurrou de volta.

Sam Dong: Bom, alguns de vocês eu conheço de turmas do nono ano e, espero, que vocês se lembrem de mim. Enfim, para os novos alunos, espero que tenhamos um bom ano letivo. Posso contar com isso?

Todos: Sim.

Sam Dong: Bom... Eu sei que o ano acabou de começar, mas... Eu gostaria de passar um trabalhinho para vocês. – Todos da sala demonstram insatisfação. – Não reclamem, será algo bom. Quero desde já ter uma noção do potencial de cada um de vocês. Para os novos, quero saber do que são capazes e, para os antigos, quero saber se suas habilidades foram aprimoradas. Enfim, o trabalho será um seminário sobre os seis primeiros capítulos do livro. Dividam-se em 6 grupos cada um com... Quantos alunos temos aqui?

Takuya: Acho que entre 26 e 28.

Sam Dong: Cinco grupos de seis e um de sete.

Todos: Ok.

O professor virou-se para o quadro, tomou seu piloto em mãos e começou a passar matéria no quadro. Enquanto isso, alguns alunos pegavam seus cadernos e começavam a copiar a matéria, outros começavam a dividir os grupos.

Takuya: E ai, meninas. O que acham? – Vira-se para Minah e Hannah.

Minah: Vamos fazer eu, você e Hannah, ué. – Disse ironicamente enquanto mexia em seus cabelos.

Hannah: Mas o grupo tem que ter seis pessoas ou sete.

Minah: Então, chamem alguém, ué.

Hannah: Eu não conheço ninguém aqui.

Minah: Takuya, a Hyeri não pode nos por no grupo dela?

Takuya: Bom... – Olha para Hyeri que, mesmo no inicio do ano, parecia já estar com seu grupinho formado para durar até o fim do ano, ela sempre tinha facilidade em formar panelinha. – Acho que, provavelmente, ela já tem grupo.

Minah: Tem a AhYoung e a Jisoo, mas eu não falo com elas.

Takuya: O Ren Im! – Disse com um sorriso no rosto.

Minah: Ai, amigo. Para de pensar nele! Estamos discutindo uma coisa importante.

Takuya: Não estou pensando nele, estou dizendo para chamarmos ele para o nosso grupo.

Minah: É, pode ser.

Me levantei e as pressas me dirigi até o assento de Ren Im, ele estava lendo um livro que, pelo que me pareceu, era sobre exatas, ele dominava esse tipo de matéria, cutuquei sua cabeça tirando sua atenção do livro.

Ren Im: Ah, Takuya... Olá.

Takuya: Bom... Você tem grupo para o trabalho de história?

Ren Im: Não...

Takuya: Quer fazer comigo?

Ren Im: Sim, quem está no grupo?

Takuya: Eu, Hannah e Minah, por enquanto...

Ren Im: Ah, ok.

Takuya: Certo! – Não consegui esconder o sorriso.

Me levantei e me dirigi para o meu lugar, com um enorme sorriso no rosto que durou até o fim do dia.

Ren Im e eu, no ultimo ano, fazíamos trabalhos juntos sempre, desde que nos conhecemos. Ele é o primeiro garoto do qual eu consigo criar algum vínculo de amizade... Por isso o considero tanto. Espero que voltemos a ter o mesmo relacionamento que tínhamos no ano anterior.

Continua...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...