História Love or Friendship? - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alastor Moody, Alvo Dumbledore, Argo Filch, Arthur Weasley, Barão Sangrento, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cedrico Diggory, Cho Chang, Dino Thomas, Draco Malfoy, Fílio Flitwick, Fleur Delacour, Fred Weasley, Gina Weasley, Gregory Goyle, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Simas Finnigan, Sirius Black, Theodore Nott
Tags Cedrico Diggory, Draco Malfoy, Harry Potter, Hermione Granger, Rony Weasley, Shopie Turner
Exibições 31
Palavras 1.087
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Apostas


Fanfic / Fanfiction Love or Friendship? - Capítulo 5 - Apostas

Ola, pessoal!-Exclamou Bagman alegremente, andava saltitante como se tivesse molas nos pes. Estava tão animado que se Dominique e ele estivessem no mesmo lugar por muito tempo com certeza explodiria.

Ele ofegou algo ao chegar à fogueira, mas Dominique não pode entender, estava distraida demais com a enorme e chamativa vespa estampada em seu peito. Percy levantou rapidamente, estendendo a mão para Ludo, tentando causa uma boa impressão.

-Ah sim...-Falou o Sr.Weasley, sorrindo.-Este é meu filho, Percy, começou a trabalhar no Ministério agora, e este é Fred, não, Jorge, desculpe, esse é o Fred... Gui, Carlinhos, Rony e minha filha Gina...Esses são os amigos de Rony, Dominique Hastings, Hermione Granger e Harry Potter...Pessoal, este é Ludo Bagman, vocês sabem quem ele é, e é graças a ele que temos entradas tão boas.

Ludo sorriu de lado, e fez um gesto de indiferença, como se não fosse nada.

-Que uma apostinha no jogo, Arthur?-Perguntou Ludo, e imadiatamente um outro sorriso surgiu no rosto de Dominique.-Parece que a garotinha gosta de apostas, não é?

Dominique gostava de jogar, qualquer coisa, desde jogos de perguntas até apostas, mas acontece que ela tinha economizado bastante para a Copa e não poderia gastar com bobagens.

-É, mas não posso e mamãe ficaria furiosa comigo se souber... E mamãe furiosa é a ultima coisa que vocês iriam querer ver na vida.-Respondeu Dominique, e estremeceu com um arrepio na espinha ao imaginar sua mãe gritando com ela por causa de apostas.

-Dominique Emilia Hastings, eu não quero ver você apostando novamente.-Gritou Sr.Hastings, com o longo dedo apontado em seu rosto.

Dominique estremeceu mais uma vez com o pensamento, e levou uma garfada até a boca. Gui soltou um riso ao seu lado, vendo que a menina se arrepiou.

-Ela é tão ruim assim?-Perguntou ele, Dominique sorriu de lado e deu de ombros.

-Só quando apostamos, e quando deixamos a toalha molhada em cima da cama.-Respondi deixando o prato de lado, já havia terminado e estava satisfeita. É claro, depois de três pratos quem não ficaria?

Harry a olhou de soslaio, e ela retribuiu o olhar com um sorriso que fez o garoto virar a cara bruscamente envergonhado.

-Está se divertindo?-Perguntou Harry à Dominique que assentiu feliz.

-Claro, é tudo tão diferente...As vezes eu até esqueço que faço parte disso.-Respondeu ela olhando o ceu, ele a acompanhou sorrindo para a amiga. Ele gostava do jeito de como Dominique via as coisas, sem maldade alguma no coração.

-As vezes eu tambem.-Comentou Harry, ainda sem olhar para a amiga.

Dominique deixou sua mão deslizar sobre sua perna, e despencar ao seu lado. Sua mão encostou a de Harry, que de principio se assustou, mas lentamente entrelaçou seus dedos na de Dominique. 

-Nós apostamos 37 galeõs, 15 sicles e três nuques.-Falou Fred enquanto eles buscavam o dinheiro.-Que a irlanda ganha, mas Krum pega o pomo. Ah, e temos uma varinha falsa de lambujem.

-Vocês não vão mostrar ao Sr.Bagman esse lixo.-Sibilou ardilosamente Percy, mas Ludo não pareceu achar a varinha um lixo. Seu rosto juvenil se iluminou, quando a varinha carcarejou e se tornou uma galinha de borracha.

-Excelente! Não vejo uma varinha tão convincente ha anos! Eu pagaria cinco galões por uma dessas!-Falou Bagman, explodindo em risadas.

-Meninos.-O Sr.Weasley disse entre dentes.-Não quero vocês jogando... Isso é tudo o que economizaram...a mãe de vocês...

-Não seja um estraga prazeres, Arthur.-Falou Ludo, cheio de animação.-Eles já são bem grandinhos para saber o que querem. Vocês acham que Irlanda vai ganhar, e que o Krum vai pegar o pomo? Nem por milagre, moleques, nem por milagre...Vou dar à vocês uma vantagem, excelente, e vou dar cinco galeõs por essa varinha marota, concordam...

Ludo puxou um caderninho, e escreveu o nome dos gemeos.

-Tem certeza que não quer apostar um pouco, garotinha?-Perguntou Ludo Bagman à Dominique que negou rapidamente.

-Seria a mesma aposta dos gemeos. Irlanda é um otimo time, e Bulgaria, bom... Krum, é só o que eles tem...Sem intenções de ofender a Bulgaria é claro.-Respondeu Dominique, corando.

-Ruivos e suas ideias.-Murmurou Ludo, de modo divertido.

-Tchau.-Disse Jorge, guardando o pergaminho dentro das vestes.

Bagman virou animado para o Sr.Weasley e disse: 

-Daria para me fazer um cha, suponho? Estou de olho para ver se localizo Crouch. O meu contraparte búlgaro está criando dificuldades e não consigo entender nenhuma palavra do que ele diz. Bartô poderia resolver o problema, fala cento e cinquenta linguas.

-O Sr.Crouch?-Disse Percy, deixando seu ar de impassivel desaprovação se dissipar e dar lugar à exitação.-Ele fala mais de duzentas! Sereiaco, grugules, trasgueano...

-Qualquer um sabe falar trasgueano.-Disse Fred.-É só a gente apontar e grunhir.

Percy olhou torto para Fred, e atiçou os gravetos da fogueira para fazer a chaleira ferver. Dominique soltou um riso, e ganhou tambem um olhar feio de Percy.

-Já teve noticias de Berta Jorkins?-Perguntou o Sr.Weasley quando Bagman se sentou na grama ao lado deles.

-Nem um pio.-Respondeu Ludo, arqueando as sobrancelhas.-Mas vai aparecer. Coitada da velha Berta... Tem a memoria de um caldeirão furado e nenhum senso de direção. Perdida, se quiserem me acreditar. Vai aparecer na sesão la por outubro, e vai achar que é julho.

-Você não acha que ja não é hora de mandar alguem procura-la?-Perguntou o Sr.Weasley com cautela, quando Percy estendeu a xicara de chá para Bagman.

-É o que Bartô Crouch não para de dizer.-Respondeu Ludo, com os olhos arregalando-se levemente.-Mas o fato é que não podemos destacar ninguém no momento. Ah...e falar no demonio. Bartô!

Um bruxo acabara de aparatar junto a fogueira, vestia terno e gravatas impecaveis. Se passaria por um banqueiro sem problemas. 

-Estrague a grama um pouco, Bartô.-Disse Ludo animadamente, indicando a grama.

-Não, muito obrigado.-Respondeu Bartô, com um tom de paciencia.-Estive te procurando por toda parte. Os bugaros insistem que coloquemos mais doze cadeiras no camarote de honra.

-Ah, é isso  que eles querem?-Exclamou Bagman.-Achei que o sujejto estava pedindo uma pinça emprestada. Sotaque o forte dele.

-Mr.Crouch.-Disse Percy, se curvando numa reverencia torta.- O senhor aceita uma xicará de chá?

-Ah...-Falou o bruxo, olhando supreso para Percy.-Claro...Obrigado, Weatherby.

Fred e Jorge se engasgaram dentro da xicara que bebiam, e Dominique apertou a mão de Harry segurando a risada. Harry sorriu para ela, e com a mão livre lhe estendeu uma xicara.

-Ah... E tenho querido dar uma palavra com você, tambem, Arthur.-O seu olhar recaiu sobre Sr.Weasley.-Ali Bashir está em pé de guerra. Quer falar com você sobre o embargo dos tapetes voadores.

O Sr.Weasley soltou um longo suspiro, e Dominique bebericou um pouco mais do chá prestando atenção na conversa.  Mas Harry a cutucou na costela, fazendo a mesma soltar um gritinho.

-Ai!-Exclamou ela, e seu rosto se contorceu em uma careta.-Por que fez isso?

Ele deu de ombros, e voltou a olhar a conversa fazendo Dominique bufar.




Notas Finais


Se tiver algum erro ignorem kkkk
espero que tenham gostado
xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...