História Love or Fun - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Romance
Visualizações 849
Palavras 2.082
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aviso mega importante no final.

Capítulo 15 - Im weak


POV Vanessa

Alguns dias se passaram e eu meu namoro com Lohran estava ótimo. Nossa relação era a melhor possível. Eu cuidava dele e ele cuidava de mim. Quando eu estava com ele, parecia que todos os problemas desapareciam, que no mundo só existia nós dois.... ele estava conseguindo fazer o que havia prometido. Esquecer Justin. Eu já não sentia tanta falta dele, e sentia que meu amor por ele estava diminuindo. Melhor dizendo, Lohran estava ocupando toda minha mente e eu sentia que estava o amando com ele me amava e, isso, me fazia um bem enorme.

Lohran havia saído. Ele nunca me dizia pra onde iria, só me diz o horário que iria chegar e isso me irritava completamente. E hoje, ele não iria ficar em casa e para piorar a situação, ele havia deixado seu celular em casa. Merda.

Ainda era dez da noite e óbvio que não iria ficar aqui plantada. Liguei para as meninas e combinamos de nos encontrar em uma pizzaria no centro da cidade.

[...]

Tomei banho, um pouco demorado, e me arrumei. Coloquei um shorts jeans, um regata branca e um salto preto. Terminei de passar a maquiagem e desci. Como eu, ainda, não tinha carteira de habilitação, seria obrigada a pedir para que o motorista me levasse até o local onde iria encontrar as meninas. Eu poderia pegar um taxi, mas, tinha certeza que os seguranças iriam falar para Lohran que eu saí sem avisar ninguém.

[...]

-Hoje eu não posso beber -falei rindo para as meninas. Eu tenho 16 anos e bebo socialmente, mas, nunca fui de cair pelos cantos. Bom, só aquela vez-.

-Por que? Virou uma menina decente? -Barbara riu-.

-Porque meu amor não está em casa -fiz uma cara de triste-.

Ariana e Barbara riram e nós ficamos batendo papo.

POV Justin

Durante essa semana, eu evitava de ver Vanessa na escola, evitava de ficar no mesmo grupinho que ela, evitava olhar para ela. Nunca na minha vida, eu precisei fugir de uma garota para não poder me magoar.

Eu estava decidido que iria esquece-la, estava decidido que iria bancar e ser o durão que sempre fui. O Justin Bieber de antes vai voltar, só que, bem pior.

[...]

Eu, Ryan e Chaz iriamos á uma boate antes, mas, antes, nós iriamos parar em algum lugar para comer porque na boate eu só queria beber para esquecer de tudo.

-Que tal essa? -falei parando o carro-.

-Pode ser, tendo comida pra mim tá ótimo -Chaz disse-.

-Pra mim tudo bem. Uma pizza caí bem agora -Ryan finalizou aquele assunto-.

Saímos do carro e fomos em direção a pizzaria. A garçonete nos indicou uma mesa e nós seguimos para lá, mas, o que eu não esperava era encontrar Vanessa ali. Ela estava linda. Estava rindo e conversando com as amigas.

-Olhem que tá ali.

-Podemos ir em outra, bro -Chaz falou-.

-Não, vamos ficar. Primeiro, a namorada do Ryan tá ali e segundo, eu não me importo com ela.

Ryan nem me ouviu e já foi até a mesa delas. Vanessa olhou para o lado me procurando, até me encontrar. Ela me olhou e desviou o olhar. Não iria bancar o fraco para ela, então, fui até lá.

-A ae Justin, elas concordaram e podemos sentarmos todos juntos -Ryan disse-.

-Pra mim tá de boa. E pra você, Vanessa?

-Idem.

Puxei uma cadeira do seu lado e me sentei. Tentava não olhar para ela, tentava me controlar, mas era em vão, eu só conseguia prestar atenção nela.

POV Vanessa

Justin e seus amigos estavam lá, e, pela primeira vez, eu reagi normal com sua presença. Não senti meu coração acelerar, não senti minhas mão soarem ou meu estomago se contorcer. Mas, não vou mentir, senti algo estranho quando ele se aproximou de mim. Seu perfume era o mesmo, e isso, talvez pode ter me trazido lembranças sobre ele, causando esse sentimento estranho.

Fizemos nossos pedidos e todos ficamos conversando como amigos. Rimos, zoamos e ficamos falando besteiras.

O tempo passou rápido, já era quase 00:00 e eu estava cansada de ficar ali sentada.

-Acho que já vou indo.

-É, também acho que vou -Barbara falou deitando no meu ombro-.

-Bro, acho que não vou para a boate hoje -Ryan falou-.

-Vai comer sua namorada? -Justin riu. Ele sempre fazia aquela piada totalmente sem graça-.

Ryan e Ariana riram apenas para socializar.

-Vou levar esse coiso -segurou no braço de Chaz-, pra casa antes que ele me dê mais trabalho -Chaz estava bêbado-.

-Pode me levar também, Justin? -Barbara falou-.

-Levo sim. Vai querer vir, Vanessa?

-É, pode ser -concordei-.

Rachamos a conta e fomos embora. Ryan e Ariana pegaram um taxi. Eu, Chaz e Barbara fomos com o Justin. Chaz foi no banco de trás junto com Barbara e eu fui na frente com Justin.

[...]

Justin já tinha levado os dois embora, agora só faltava eu.

-Você tem quer pela avenida e...

-Eu sei onde é a casa de Lohran -me interrompeu. Não respondi-.

-Você parece feliz com ele -Justin falou sem tirar os olhos do volante-.

-Eu sou feliz com ele.

-Parabéns pelo casal.

-Não vem ser irônico e siníco comigo.

-Pensei que íamos voltar.

-Cansei de sofrer.

-E se eu disser que agora eu...nada, esquece.

-Pode falar.

-Não, esquece.

Dei os ombros e o Justin parou um quarterão antes de chegar na casa, como pedi.

-Obrigada -abri a porta-.

-Espera.

-Sim?

Justin se aproximou e me roubou um beijo. Tentei me soltar dele, mas era em vão. E bem, eu também não queria me soltar dele.

Desgrudei nossos lábios quando Lohran veio á minha mente. Coloquei a mão na cabeça e fiquei xingando Justin por pensamento.

-Não tenta negar.

-Eu não posso! Eu to com Lohran e eu o amo.

Justin passou a mão em minha perna e eu a tirei.

-Não, Justin. Por favor.

-Eu preciso sentir seu corpo junto ao meu, nem que seja pela última vez -sussurrou-.

Confesso que também estava precisando daquilo, que também queria sentir o Justin e sabia que negar iria ser pior. Fechei a porta novamente como um sim para aquela noite. Justin mordeu o lábio e deu partidada. Antes mesmo de fazer, eu me sentia completamente culpada, mas, eu...eu não sei o que deu em mim.

POV Justin

Eu consegui convencer Vanessa de passar a noite comigo. Eu estava com saudades de sentir seu corpo, saudades de tocar nela e principalmente, com saudades de tê-la perto de mim. Esse lance de estar apaixonado era uma merda porque eu ficava bobo. Eca.

[...]

Joguei Vanessa na cama e tirei minha camisa. Nós estavámos eufóricos, era como fosse a primeira vez.

Vanessa me puxou pra sim e me beijou. Minha língua pediu passagem e ela cedeu enquanto arranhava de leve meu peitoral. Desgrudei nossos lábios e a ajudei a tirar a camiseta. Desabotoei seu sutiã e meus olhos brilharam ao ver aquelas maravilhas. Me aproximei mais e comecei a chupar o esquerdo enquanto massageava o direito. Ela arfava enquanto mexia no meu cabelo. Larguei seus seios e desci até sua parte intima. Arranquei sua calcinha junto com o shorts e joguei pro lado. Abri suas pernas e passei a língua de leve. Vi ela segurar no lençol. Em seguida, comecei a chupa-la com toda vontade do mundo e os gemidos dela eram abafados. Vanessa segurou e minha cabeça e me ajudou com os movimentos. Tirei minha boca dali e penetrei dois dedos fazendo o movimento de ir e vir. Ela se contorcia na cama até chegar em seu ápice e gozar.

POV Vanessa

Puxei Justin pra mim e subi em cima dele. Arranhei de leve seu peitoral e beijei seu pescoço, o que fez ele se arrepiar. Desci por todo seu corpo até chegar no ponto onde queria. Arranquei sua cueca, pois ele já estava sem calça, seu membro estava visivelmente ereto. Sorri e mordi o lábio. Rodei meu dedo nele e Justin já estava começando a sentir prazer. Dei leves mordidas e lambidas.

-Para de brincar e vai logo com isso, caralho! -Justin murmurou entre os gemidos-.

 Dei uma leve risada e fiz o que ele pediu. Abocanhei seu membro e o comecei a suga-lo. Justin segurou em meu cabelo para segurar os movimentos enquanto gemia. Quando chegou em seu ápice ele gozou em minha boca e eu engoli tudo aquilo.

Subi de volta para o Justin e sentei em seu colo. Comecei a rebolar e Justin me ajudava com os movimentos segurando em minha cintura. Meus gemidos eram inevitáveis. Justin segurava em meus seios e os massageava, o que me deva mais prazer. Comecei a quicar em seu colo e Justin gemia meu nome. Fiquei por uns minutos ali até me cansar e cair para o lado, mas, isso não significava que tinha acabado, Justin ficou por cima de mim e começou a penetrar. Aquilo era prazeroso. Justin ia cada vez mais forte e com mais velocidade enquanto eu gemia seu nome. Chegamos em nosso limite e o Justin caiu do lado.

Ficamos olhando para o teto sem dizer absolutamente nada, apenas nossas respirações não deixavam aquele quarto em completo silêncio. Justin me puxou pra si e me virou para que eu olhasse pra ele.

-Me diz que eu sou melhor que ele na cama -falou com sua voz rouca-.

-Lohran é perfeito em tudo que faz.

-Me diz que você não sente minha falta. Me diz que você não me ama mais. Diz, Vanessa -falou próximo a mim. Muito próximo-.

-Você foi uma parte da minha vida. Acho que isso responde sua segunda pergunta.

-Não sente mais minha falta?

-Lohran faz por mim coisas que você nunca fez.

Senti ele engoli em seco.

Peguei meu celular e vi que já era quase 5 da manhã. Me levantei pegando minhas roupas do chão e as coloquei mesmo assim.

-Onde você vai?

-Embora.

-Já?

-Lohran já vai chegar. Você pode me levar?

-Claro.

Justin se levantou e colocou apenas a calça e a cueca. Nós descemos as escadas em silêncio, mas, quando chegamos na cozinha, demos de cara com Pattie.

-Mãe? O que tá fazendo acordada?

-Justin! Vim tomar um copo de água. E... Vanessa?

-O-oi -sorri forçado. Eu não saberia o que responder se ela me perguntasse algo-.

-Vou leva-la embora, já volto pra cá.

Acenei e nós saímos para a garagem. Justin pegou um de seus carros e nós seguimos caminho para a casa de Lohran.

[...]

O caminho inteiro foi em silêncio e meu pensamento se resumia em Lohran.

Justin parou um quarterão antes.

-Isso nunca mais vai se repetir. Isso vai ficar entre nós. Cada um para seu lado.

-Se você quer assim.

-É. Obrigada, boa noite e se cuida.

-Boa noite. Você também.

Abri a porta e saí andando sem olhar para trás. Isso nunca mais iria se repetir.

[...]

Entrei pelos fundos, sem ninguém me ver. Corri para o quarto e vi que Lohran ainda não tinha chegado. Suspirei e entrei no banheiro. Tomei um banho longo e coloquei qualquer roupa. Me deitei na cama e a sensação de culpa começou a me torturar. Eu me sentia suja, me sentia uma pessoa ruim e Lohran não merecia isso.

[...]

Senti um peso na cama e notei que era Lohran -como agora a gente estava namorando, eu estava dormindo em seu quarto-. Ele ligou o abajur.

-Que bom que você chegou, meu amor -falei tocando em sua perna-.

-Desculpa a demora.

-Tá tudo bem. Só senti sua falta.

Ele sorriu.

-Vou tomar banho e já venho.

Assenti e mandei um beijo pra ele.

[...]

Lohran voltou a se deitar e eu me agarrei nele, ficando deitada em seu peitoral. Ele me deu um beijo na testa.

-Eu te amo tanto -sussurrei-.

-Eu também te amo muito, pequena.

Me levantei um pouco e selei nossos lábios. Lohran segurou em minha nuca e sua língua pediu passagem e eu cedi. Desgrudei nossos lábios e mordi o seu inferior.

-Agora vou dormir, boa noite, amor.

-Tudo bem, princesa.

Voltei a me deitar em seu peitoral e tentei dormir novamente, mas, não consegui e comecei a chorar. Eu me senti tão culpada por ter feito isso.

-Ei, o que foi?

-Nada, amor.

-Olha pra mim -levantou meu rosto-, fala o que aconteceu.

-Nada... só promete que nunca vai me deixar?

-Nunca nessa vida eu vou te deixar.

-Obrigada.

-Agora para de chorar, ok?

Assenti e me deitei novamente. Aos poucos as lágrimas foram cessando e eu peguei no sono.


Notas Finais


Oeeeeeeees, ia postar ontem e tals, porem meu notbook deu problema e não queria ligar. Meu not ainda ta meio ruim e eu nao sei quando irei postar sexta, ok? E, acho, que irei mudar os dias que irei postar. Bom, era só isso... espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...