História Love or Fun - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Romance
Visualizações 790
Palavras 2.417
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Im sorry


Na manhã seguinte acordei com nojo de mim mesma. Olhei para o outro lado da cama e senti Lohran deitado ali. Suspirei e levantei-me com cuidado e segui para o banheiro. Lavei meu rosto e voltei a me deitar com ele. Passei a mão em seu rosto e ele reagiu, a tirei rapidamente e ele abriu os olhos lentamente.

-Já acordada? -perguntou-.

-Já sim, amor. Não consegui dormir.

-Por que?

-Não é nada -suspirei logo em seguida-.

-Se quiser, pode se abrir pra mim, ta? -beijou minha mão-. Vou no banheiro.

-Volta aqui depois. Ainda tá cedo.

Ele assentiu e levantou-se. Lohran entrou no banheiro e fechou a porta.

POV Lohran

Assim que saí do banheiro, voltei a me deitar com Vanessa. Ela deitou por cima de mim.

-Amor, o que aconteceu?

-Nada... eu só estou com medo.

-Medo de que?

-De você me deixar. Lohran, eu juro que não sei o que faria da vida sem você, sem seu amor, sem seu carinho -começou a chorar-.

-Eu nunca vou te deixar -limpei suas lágrimas-.

-Você promete?

Assenti e ela escondeu o rosto no meu peitoral. Levantei seu rosto e lhe dei um selinho. Vanessa mordeu meu lábio inferior e me beijou novamente, agora, um beijo mais demorado e calmo. Pudemos sentir cada detalhe de nossas bocas.

-Vamos sair hoje?

-Pode ser. Pra onde você quer ir?

-Almoçar fora, sei la.

-Vamos sim.

Sorri e ela começou a me dar vários selinhos. Ri entre alguns e ela parou se levantando.

-Onde vai?

-Me arrumar, ué. Você quer que eu vá feia?

-Você nunca fica feia.

Ela riu e me mando beijo.

Eu era o cara mais sortudo do mundo por tê-la. Ela não era aquelas garotas que eu já tive na vida, ela era especial.

POV Vanessa

Se culpa e arrependimento matasse, eu já estava morta. Lohran era um princípe, ele sempre fazia tudo que eu queria, fazia tudo para me ver sorrindo e eu vou lá e transo com meu ex.

[...]

Coloquei a roupa que Lohran havia escolhido e, ele, a roupa que eu havia escolhido. Terminei de me arrumar e nós descemos. Lohran pegou sua Land Rover preta e nós seguimos para o restaurante onde ele tinha feito a reserva.

[...]

O caminho inteiro foi rindo e eu fingindo que nada tinha acontecido e que eu era a namorada perfeita e fiel.

Lohran parou o carro do outro lado da rua e nós descemos. Ele segurou em minha cintura e nós atravessemos a rua e entramos no restaurante. A garçonete e Lohran ficaram trocando olhares e eu respirei fundo apertando a mão dele. Lohran logou parou de olhar pra ela e me deu um selinho.

[...]

Eu não estava mais aguentando guardar aquilo pra mim e fingir que estava tudo bem, ele não merecia isso.

-Ontem eu saí com as meninas e encontrei Justin lá.

-Hum -ele disse sem me olhar-.

-E... ele ficou me perseguindo e quis me levar pra casa -ele me olhou-, e quando nós chegamos, ele me puxou e -suspirei- me beijou.

-Beijou?

-É e -eu já comecei a chorar-, eu... Lohran, a gente transo -minhas lágrimas começaram a rolar cada vez mais rápido-.

Lohran largou o garfo na mesa e ficou me olhando. Ele me olhava com raiva, com tristeza e com nojo, enquanto, me olhava me acabar em sua frente. Lohran se levantou da mesa e jogou uma muda de dinheiro na mesa.

-Paga a conta e paga um taxi -ele disse seco e saiu olhando-.

-NÃO! -gritei e todos me olharam-. Lohran, me espera! -corri atrás dele, mas, ele já estava dentro do carro. Não me importei em olhar para os lados e muito menos com salto e atravessei a rua correndo e por sorte, não fui atropelada. Entrei no carro correndo e ele deu partida sem se importar com minha presença-.

-ME OUVE, POR FAVOR! OLHA PRA MIM! LOHRAN!

-Coloca o cinto.

-ME DEIXA EXPLICAR, POR FAVOR!

-Explicar o que, Vanessa? Você transou com seu ex, não tem nada pra explicar.

-Me perdoa, Lohran! Eu fui fraca... eu sou uma completa idiota -eu não aguentava mais de tanto chorar-.

Ele me olhou e eu vi que ele estava chorando. Eu fiz Lohran chorar.

-Não, não chora, por favor! Me perdoa, por favor! Lohran, eu te amo... eu te amo muito!

-Você é a mulher da minha vida, Vanessa, e, o que você fez me machucou muito. Eu confiei em você.

-Lohran... me perdoa, por favor.

-Eu preciso de um tempo. Depois a gente vê se resolve -ele parou o carro na garagem. Nós já tínhamos chegado em casa e eu nem percebi. Ele saiu do carro e bateu a porta, me deixando chorando lá-.

[...]

Alguns longos minutos se passaram e eu desci do carro. Fechei a porta e fui andando lentamente para dentro de casa. Subi e cheguei no quarto. Vi Lohran sentado com a mão na cabeça. Me aproximei e me sentei perto dele.

-Lohran -minha voz saiu falhada-, me perdoa.

-Eu preciso de um tempo, Vanessa -levantou meu rosto-, só de um tempo.

Assenti e quando eu fui abraça-lo, ele se levantou. Aquilo, talvez, era a coisa que mais tinha me machucado.

Ainda estava cedo, e eu não queria mais descer por sentir vergonha. Eu fiquei o resto do dia no quarto chorando e me controlando para não ser fraca novamente.

POV Lohran

Eu estava destruído. Estava triste, me sentia traído, me sentia sozinho. Vanessa foi capaz de fazer isso comigo mesmo sabendo que eu daria minha vida por ela. E bom, eu não aguentava ver ela se acabar de chorar, mas, não poderia me render e ir falar com ela, eu teria que ser firme e dar um tempo com ela, mas, não, eu não iria manda-la sair daqui. Nunca isso.

[...]

A noite caiu e eu fui pegar minhas coisas no quarto. Entrei e vi Vanessa deitada com a mesma roupa e com o rosto borrado. Suspirei.

-Onde vai? -ela perguntou com a voz fraca-.

-Dormir.

-Vai dormir aqui, não é? -ela ficou de olho na cama-.

-Não.

Ela se sentou e começou a chorar novamente. Peguei minhas coisas e saí rapído daquele quarto, a deixando sozinha.

POV Vanessa

Três dias haviam se passado e Lohran não falava comigo. Não ia me buscar na escola, não me esperava pra almoçar ou simplesmente me avisa quando iria chegar tarde. Eu estava acabada.

Saí da escola tarde porque precisei estudar, por isso, fui pra casa sozinha. Caminhei um pedaço sozinha até que ouço alguém me chamar. Justin.

-O que aconteceu entre você e Lohran? -veio até meu lado-.

-Nada.

-Você tem certeza? Por que faz dias que ele não vem te buscar.

-Ele anda ocupado.

-Todos os dias? Não era ele que fazia qualquer coisa por você? Fala, Vanessa, vocês estão brigados, não é? -riu fraco-.

-POR QUE VOCÊ QUER SABER, JUSTIN? SIM, NÓS ESTAMOS BRIGADOS E TUDO ISSO É CULPA SUA! VOCÊ ACABA COM MINHA VIDA!

-Para de gritar. Ele descobriu que a gente transou? Mas você contou que eu sou o melhor na cama?

-CHEGA, JUSTIN! ME DEIXA EM PAZ!

-Eu disse que não iria durar muito tempo, eu disse.

-Por que você é assim? Eu só quero ser feliz, Justin -parei de gritar-.

-Não tô gostando de te ver assim.

-Você nunca se importou comigo e olha que eu vivia triste quando estava com você.

-Não começa a relembrar o passado.

-Tá bom, Justin. Tchau.

Saí andando com o olhar totalmente perdida. Minha cabeça estava confusa. Minha vida estava bagunçada. Justin ia e voltava na minha vida e eu, realmente, não queria mais nada com ele, nada.

[...]

Cheguei em casa e Lohran estava almoçando com uns amigos e duas garotas. As fuzilei com olhos e segurei o choro até chegar no quarto e, quando fechei a porta, comecei a chorar. Não sabia quem eram elas, mas, e se Lohran estiver me trocando? E se ele não me quiser mais? Corri para o banheiro e vomitei tudo que havia comido e logo em seguida, lavei meu rosto. Abri o ármario que havia no banheiro para pegar a escova de dente e, a gilete de Lohran caiu na pia. A encarei por alguns segundos e, a peguei a passando por meu pulso. Fiz vários cortes, uns profundos, outros nem tanto, mas, não me importava com isso agora. Eu vi as gotas de sangue rolarem sobre meu braço e cair sobre a pia junto com as lágrimas. Assim que meu braço estava cheio e não aguentava mais corte, eu larguei a lâmina na pia mesmo e lavei meu braço torcendo para que o sangue parace.

Troquei de roupa e desci. Lohran e os amigos ainda estavam comendo. Eles estava rindo e Lohran parecia feliz. Passei por eles e pedi para que Anne me fizesse um lanche, ela assentiu e foi fazê-lo e eu me sentei no banquinho.

Eu encarava Lohran e ele não percebia isso. Anne terminou de fazer o lanche e me entregou.

-Eu não sei o que ta acontecendo entra você e o senhor Lohran, mas, tudo vai ficar bem -Anne disse pegando no meu braço-.

Sorri e segurei para não gritar de dor. Levantei do banquinho e senti uma dor de cabeça forte, ficando tonta. Me sentei novamente e suspirei pesado. Fiquei uns segundos sentada e levantei de novo, dessa vez conseguindo andar, e vi que Lohran me olhava. Lancei um olhar triste pra ele e subi novamente.

POV Lohran

Josh, Kenny, Jennifer e Victória estavam em casa hoje. Bem, Jennifer namorava com Kenny e Victória era louca por mim, mas, nunca nós ficamos ou iremos ficar algum dia. Ela não faz meu tipo.

Ficamos comendo e rindo quando ouço passados vindo da sala. Era Vanessa. Assim que ela olhou para as duas, senti a raiva e o ódio em seus olhos e logo em seguida subiu. Alfredo olhou para seus peitos e mordeu os lábios. Olhei sério para ele e ele se desculpou.

[...]

Vanessa desceu novamente e quando foi subir, ela se sentiu mal. Afastei um pouco a cadeira, pois, claro, iria ajuda-la, mas, ela logo levantou-se e antes de subir, me lançou um olhar triste e agora sim, subiu as escadas. Pronto, outra vez estava me sentindo culpado por ela estar assim.

POV Vanessa

Eram 7 da noite e eu estava no quarto chorando, como tinha sido nesses últimos dias. A porta se abriu e eu senti meu coração gelar. Lohran entrou e fui direto ao closete. Pegou duas tolhas e algumas roupas.

-Vai sair?

-Vou.

-Com quem?

-Com uns amigos.

-Aquelas garotas vão?

-Sei la, Vanessa. Acho que vão.

-Ah.

Ele deu os ombros e entrou no banheiro.

POV Lohran

Entrei no quarto e Vanessa me fez várias perguntas e eu senti que ela ficou pior quando falei que Jennifer e Victória iam. Droga, mil vezes droga. Por que ela tinha que ser assim? Por que eu tinha que sentir dó dela quando ela estava errada? Por que eu a amava tanto ao ponto de me sentir culpado? Por que, Deus? Por que?

Entrei no banheiro para pegar minhas coisas e, quando olho na pia, havia várias gotas de sangue e minha gilete totalmente suja. Senti meu corpo inteiro tremer. Não queria acreditar que ela tinha feito aquilo novamente. Não mesmo. Saí do banheiro.

-Vanessa.

-Sim?! -ela se sentou-.

-Me mostra seu pulso.

-P-por que, Lohran? Não tem nada demais.

-Vanessa, não vou repetir.

Ela começou a chorar novamente e eu me agachei ficando na altura da cama.

-Deixa eu ver.

Ela esticou o braço e eu levantei sua manga. Seu braço todo estava cortado. Olha o que eu fiz com ela. Suspirei.

-Por que isso?

-Eu tô com medo, Lohran.

-Medo de que?

-De você me deixar... eu estou me sentindo sozinha.

-Eu só precisava de um tempo pra esfriar a cabeça, eu jamais iria te deixar.

-Me desculpa. Me desculpa por tudo.

Sequei seu rosto. Eu não sabia o que falar para ela. As palavras não saíam.

-Se você quiser terminar comigo, eu vou entender...

-Shiu -coloquei o dedo em sua boca-. Você vai ficar bem?

-Fica... quer dizer, v-vou tentar.

-Tudo bem.

Me levantei e ouvi ela se levantar da cama também.

-Lohran.

-Oi.

-Posso te abraçar?

Sorri fraco e ela veio em minha direção com os abraços aberto e eu a abracei. Vanessa era pequena, então,  seu rosto sempre ficava no meu peitoral. Seu choro estava abafado ali. Vanessa me abraçava forte, como se nada mais fosse importante.

Nos soltamos e ela limpou os olhos. Encarei seus lábios por alguns segundos e, parecia que, eles me chamavam. Me aproximei um pouco mais dela e segurei em seu queixo. A puxei pra mim e aproximou nossos rostos. Ela fechou os olhos e eu selei nossos lábios. Minha língua pediu passagem e ela cedeu. Vanessa mordeu meu lábio inferior e nós nos soltamos.

-Eu te amo muito, Lohran. Me perdoa.

-Eu também te amo muito. Promete que isso nunca vai mais vai acontecer? Promete que vai ficar longe de Bieber?

-Prometo.

Sorri e a puxei pra mim a abraçando novamente.

-Fica aqui comigo hoje? Por favor.

-Claro que fico.

Ela sorriu. O sorriso dela.

POV Vanessa

Pela primeira vez, durante esses últimas dias, eu estava sorrindo. Lohran havia me perdoa. Eu abracei e beijei Lohran. Eu me sentia completa novamente e, para melhor, ele iria passar a noite comigo.

[...]

Hoje nós não iríamos transar, iríamos apenas nos curtir.

Me dei por cima dele e fiquei tirando foto dele.

-Para de ser feio e faz uma pose bonita -ri-.

Ele deu um sorriso de risada e eu tirei a foto.

-Oh meu Deus! Que perfeito!

-Não sou perfeito, amor -virou e ficou por cima de mim. Esse gordo-.

-É sim!

Ele balançou a cabeça e pegou o celular da minha mão.

-Agora você.

Fiz uma careta e ele tirou a foto.

-Credo! -riu-.

-Olha que menina linda -virei o celular e falei ao ver minha foto-.

Ele riu e se deitou do meu lado.

-Vamos tirar uma foto juntos -falou-.

Assenti e nós começamos a tirar várias fotos juntos. As fotos mais lindas eram as naturais.

[...]

Terminamos o longo beijo e ele beijou minha mão.

-Vou dormir agora, tá bom? -ele falou-.

-Ok, amor.

Dei um selinho nele e nós deitamos juntos. Suspirei e sorri por ter ele novamente. Como nós dormimos de "conchinha", sua mão ficou sobre minha barriga e eu fiquei fazendo carinho em sua mão até pegar no sono.


Notas Finais


Oláaaaaaaaaa, meninas! Me desculpem pela demora, é que meu not tava/ta ruim e eu não tava conseguindo conectar o wifi nele e taus. Bem, acho que ninguém gostou do capítulo 15 né idjiewfu, mas ok, vou continuar postando mesmo assim. Bom é isso, espero que gostem desse. Bjinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...